Bugatti tem o futuro nas mãos de Porsche e Rimac, que podem criar joint-venture


A Bugatti deve ter o seu futuro definido dentro de alguns meses. Ao que tudo indica, a marca francesa deve ser gerida pela Porsche e Rimac. Com o Grupo VAG delegando novas marcas chefes dentro do grupo (vulgo responsabilidade, direção e futuro), a Porsche deve desenvolver os novos projetos e ficará encarregada pelo desenvolvimento dos novos carros da marca, em parceria com a Rimac. Isso porque a Bugatti deve se tornar uma marca elétrica. A fábrica de Molsheim, na França, deve passar a produzir modelos eletrificados. De acordo com Herbert Diess, CEO da VAG, o futuro da marca francesa pode estar mais esclarecido agora. Se reforça a ideia de que a Bugatti se forme da joint-venture entre Porsche e Rimac, unindo o melhor de dois mundos distantes, o que encerra as teorias de que a Bugatti seria vendida para a croata Rimac. Recentemente a empresa passou a ter uma porcentagem da Bugatti e a Porsche aumentou a sua parcela nas ações da Rimac, o que também reforçava um vínculo entre as três empresas. “Não é verdade que vamos transferir o controle da Bugatti à Rimac. No momento, a Porsche está preparando uma proposta de associação que será discutida com a Rimac, e a Porsche se encarregará disso”, destacou Diess. Ainda é cedo para afirmar que essa joint-venture deve acontecer, mas não dá para excluir essa possibilidade. “O assunto todo ainda não está finalizado. O que queremos fazer é assumir a responsabilidade da transição da Bugatti para a Porsche, e a Porsche com toda probabilidade estabelecerá uma joint-venture com a Rimac, com uma participação minoritária da Porsche. Acreditamos que a Bugatti terá um ambiente mais propício do que estar aqui em Wolfsburg. Temos mais sinergias entre Porsche e Rimac”, finalizou Diess.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Chevrolet lança a linha 2022 da S10, com duas opções de motor Flex; parte de R$156.890

Citroën "C2 AirCross/C3/C3 Sporty" deve ser apresentado no próximo dia 20 de maio

Citroën confirma fim de linha de C3, AirCross e C4 Lounge; trio sai do site da marca

Chevrolet comemora a marca de 150.000 unidades do Cruze, produzidos na Argentina

Lançado há quatro anos, Seat Ibiza também ganha reestilização de meia-vida na Europa

Stellantis confirma que quer triplicar a venda de eletrificados e aposta em hidrogênio

Mercedes-Benz apresenta oficialmente o EQB no Salão do Automóvel de Xangai, na China

Prestes a ganhar irmão quase gêmeo, Chery Tiggo2 ganha versão Smile AT por R$80.650