Volkswagen define Brasil como Centro de Pesquisa & Desenvolvimento de bicombustíveis


A Volkswagen confirmou novas informações sobre o desenvolvimento do Centro de Desenvolvimento de Biocombustível no Brasil. Com isso, a América do Sul deve ganhar o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento no Brasil, voltando principalmente para o estudo de soluções tecnológicas que são baseadas no Etanol e até mesmo outros Biocombustíveis que serão criados para atender mercados emergentes, visto que a infraestrutura de carros elétricos seria caro para investir no momento. “Sediar aqui no Brasil o novo Centro de P&D para etanol e outros biocombustíveis nos coloca em evidência no mundo Volkswagen. Poder liderar, desenvolver e exportar soluções tecnológicas a partir do uso da energia limpa dos biocombustíveis se caracteriza como uma estratégia complementar às motorizações elétrica, híbrida e à combustão a mercados emergentes é um reconhecimento enorme para a operação na América Latina. Vamos atuar em parceria com Governo, universidades e a agroindústria para que possamos trabalhar com o que há de melhor para o futuro da mobilidade”, detalha Pablo Di Si, Presidente e CEO da Volkswagen América Latina. De acordo com o executivo, os elétricos ainda devem demorar para chegar em mercados emergentes por conta da indisponibilidade de infraestrutura de carregamento, energia renovável e o nível de renda local. Até 2030, o estudo do World Wildlife Fund (WWF) Brasil confirmou que o país vai contar com 72% da demanda brasileira de combustível apenas pela otimização das pastagens degradadas com a terra necessária para a produção de alimentos. Recentemente, a Volkswagen confirmou que vai produzir híbridos e esses híbridos terão auxílio com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que prevê o apoio de pesquisas relacionadas ao desenvolvimento destes motores. A Volkswagen e a Unicamp devem se unir para criar dispositivos para a habilitação do uso de Etanol no sistema híbrido e elétrico.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat Scudo chega ao Brasil no 2º semestre, com produção uruguaia e duas opções de motor

NBR é marca brasileira que surge como aposta de buggy e terá fábrica em Pernambuco

Audi lança a linha 2023 de A4 e A5 Sportback com motor híbrido-leve 40 TFSI, de 204cv

Fiat Scudo será vendido nas mesmas versões de Citroën Jumpy e Peugeot Expert, Cargo e Multi

Peugeot 4008 será apresentado em 2022 como um SUV médio cupê com base no novo 308

BMW lança o Série 3 2022, com novidades nas versões 320i, que estreia por R$267.950

Stellantis já testa o Fiat Scudo no Brasil; lançamento vai acontecer ainda em 2022

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Nova Chevrolet Spin não deve ser baseada no Orlando, como era estipulado

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?