GAC Aion LX Plus tem mais detalhes cromados e é revelado no Salão de Guangzhou, na China


A GAC apresentou oficialmente o Aion LX Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, na China. Os modelos foram apresentados e já tinham sido antecipados com algumas informações há alguns dias. De acordo com a GAC, o SUV conta com uma nova bateria de 144,4kWh que oferece uma autonomia de até 1.008km, no ciclo CLTP. De acordo com a GAC, essa nova bateria consegue ser 20% menor e 14% mais leve que a bateria que era usada anteriormente no SUV. Ele conta com um conjunto de motores elétricos duplos que desenvolve 725cv de potência que são distribuídos no eixo dianteiro e traseiro, acoplado a um câmbio automático de duas velocidades. Ele acelera de 0 a 100km/h em 2,9 segundos. O LX Plus foi apresentado com 4,835 metros de comprimento, 2,920 metros entre os eixos, 1,935 metro de largura e 1,685 metro de altura. Em relação ao LX, o LX Plus se destaca por trazer um design renovado, que se destaca por trazer uma nova entrada de ar inferior, que fica maior, além de um novo para-choque dianteiro que ganha linhas mais lisas. Ele ainda perde a grade dianteira superior, contando apenas com o logotipo da marca ao centro. A parte inferior do para-choque possui acabamento prateado em “U”, que vai do centro do para-choque para as extremidades da carroceria. Nas laterais, as novidades ficam por conta apenas de novas rodas de liga leve. 



De traseira, o SUV passa a ser vendido com uma tampa do porta-malas que traz o nome Aion ao centro, lanternas com novo layout e com acabamento escurecido, além de um para-choque traseiro levemente atualizado, que se destaca por contar com detalhes cromados abaixo dos refletores e um acabamento prateado na parte inferior, abaixo da placa. No interior, o painel tem novidades. Ele ganha um novo volante multifuncional que também traz o nome Aion e a central multimídia ganha uma tela maior, de 15,6 polegadas, enquanto o quadro de instrumentos segue como uma tela digital, mas separada da central multimídia. As saídas de ar continuam horizontais e abaixo da central multimídia, mas sem os botões. Os comandos do ar-condicionado foram integrados à central multimídia. O console central é bem parecido com o do Aion LX que conhecíamos, mantendo um acabamento em preto brilhante mas o câmbio agora é por botão, perdendo o seletor de marcha que existia no carro interior. Ele ainda tem um enorme teto solar panorâmico, que cobre quase toda a carroceria. Segundo a GAC, o novo Aion LX Plus possui uma central multimídia com hardware atualizado na forma de processador Qualcomm 8155 de 8 núcleos e um novo software chamado ADiGO 4.0. O resto da cabine tem uma aparência familiar, enquanto o equipamento inclui um sistema de áudio de 10 alto-falantes da Alpine e estofamento em couro Nappa na cor branca. Em termos de tecnologia, o SUV passa a ser equipado com uma condução autônoma com três radares LiDARs fornecidos pelo RoboSense, trazendo recursos aprimorados de direção autônoma. Aqueles são visíveis do exterior, sendo um montado no teto, acima do para-brisa, e mais dois colocados nos para-lamas dianteiros, cobrindo um ângulo de 300° à volta do veículo.








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chery desenvolve a chegada do eQ1 ao mercado brasileiro, candidato a elétrico mais barato

Renault vai trazer 1º lote de 500 unidades do Kwid E-Tech Electric a partir de agosto

Volkswagen desenvolve um Polo Hybrid com motor eTSI, que chega na reestilização

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Surgem projeções de como pode ficar o Renault 'StepWay', que estreia no Brasil em 2023

Chery fecha fábrica de Jacareí (SP) até 2025, quando retoma produzindo híbridos e elétricos

Com fechamento da fábrica, Chery Tiggo 3X sai de linha e Arrizo 6 virá importado da China

Site confirma a escolha da Fiat para o nome do SUV oriundo do Projeto 376: Fastback

Jeep confirma o lançamento da Gladiator para breve no Brasil; picape terá motor 3.6 V6

Kia Soul ganha reestilização nesta terceira geração e traz mais tecnologia, no exterior