Renault confirma chegada da plataforma CMF-B e do motor 1.0 12v TCe Flex para 2023


A Renault confirmou a investida no mercado brasileiro, com a chegada da plataforma CMF-B e com o motor 1.0 12v TCe Flex. Os dois serão produzidos na unidade de São José dos Pinhais (PR), onde um novo SUV será feito sobre essa plataforma. O modelo em questão será o substituto de Sandero e Logan. “A decisão de localizar a moderna plataforma CMF-B no Brasil visa oferecer na América Latina o mesmo nível de conteúdo e qualidade que oferecemos mundialmente”, afirma José Vicente De Los Mozos, EVP Industrial Renault Group. A plataforma CMF-B vai começar a fazer com que a B0 se despeça do mercado. A plataforma ainda permite o início da eletrificação. Atualmente, apenas o Kwid usa a base CMF, mas é a CMF-A. O anúncio da chegada da base e do motor foi realizado junto ao governador do Estado do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, pelo presidente da Renault América Latina, Luiz Fernando Pedrucci, e pelo presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo. “Esta decisão demonstra o início da fase “Renovation” do nosso plano estratégico Renaulution na América Latina. Seguimos trabalhando para a aprovação de outros produtos para os demais países da latam onde temos fabricação”, afirma Luiz Fernando Pedrucci, Presidente da Renault América Latina. “A chegada da moderna plataforma CMF-B, juntamente com um novo motor 1.0 turbo dão continuidade à nossa estratégia de reforçar nossa presença em segmentos mais altos do mercado, coerente com o plano estratégico Renaulution”, explica Ricardo Gondo, Presidente da Renault do Brasil. Fazendo parte do ciclo de investimento de R$ 1,1 bilhão anunciado há um ano, a plataforma será essencial para lucratividade e para diminuir os custos de produção. Com esse investimento foram lançados modelos como Captur reestilizado, novo Zoe, novo Kwid, nova Master, Duster TCe e finaliza em breve com um novo modelo, ainda neste semestre, que pode ser a nova Oroch. Vale destacar que a aprovação do acordo coletivo com o Sindicato dos Metalúrgicos da grande Curitiba (SMC) e os colaboradores em 2020, trouxe previsibilidade e flexibilidade, fundamentais para a aprovação desta nova plataforma, do novo SUV e do novo motor 1.0 TCe. O acordo tem duração de quatro anos (2020-2024) e vai aplicar o plano estratégico mundial Renaulution, que prevê a mudança da estratégia do Renault Group de volumes para valor, que entra na fase Renovation com a chegada de novos produtos.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Audi lança a linha 2023 de A4 e A5 Sportback com motor híbrido-leve 40 TFSI, de 204cv

Fiat Egea é o nome oficial do sedã médio da Fiat que deve ser apresentado oficialmente e pode chegar ao Brasil!

Jeep já vende o novo Renegade com descontos para consumidores com CNPJ em até R$ 13.063

BMW apresenta o novo Série 3, que ganha atualizações de meia-vida nesta geração

Chery lança o Tiggo 8 Pro PHEV, reestilizado, híbrido e estreia no mercado por R$ 269.990

Rolls-Royce confirma a estreia do segundo (e exclusivo) Boat Tail, inspirado na madrepérola

Inspiração para família "X6", Fiat registra patente das três carrocerias do Tipo europeu no Brasil

Chery lança o iCar no Brasil, que se torna o elétrico mais barato do país, por R$ 139.990

Volkswagen e Carid desenvolvem softwares ainda mais avançados para carros elétricos

Caoa Day tem promoção para Chery, Ford e Hyundai até hoje na rede de concessionárias