Mercedes-Benz apresenta o Classe E Coupé e Cabriolet reestilizados e com versão 53 AMG


Depois do Classe E, a Mercedes-Benz apresentou oficialmente as versões reestilizadas de Classe E Coupé e Cabriolet. Entre as novidades visuais, o cupê e o conversível ganham novos faróis de Full-LED, com novo formato, além de uma grade dianteira renovada e com estilo mais arredondado e novas entradas de ar, inferior, e nas extremidades do para-choque. Visto de lateral, as novidades ficam por conta apenas das novas rodas de liga leve com aro de 19 polegadas. Na traseira, há novo layout interno das lanternas e novo para-choque traseiro. No interior, as novidades ficam por conta da central multimídia MBUX e mantém o quadro de instrumentos e tela da central multimídia com a mesma tela, sendo que cada uma possui 12,3 polegadas. Entre os itens de série, as novidades ficam por conta dos assistentes de condução do motorista, que adicionam volante que percebe quando o motorista não está com a mão nele, piloto automático adaptativo que regula a velocidade conforme o percurso, assistente de tráfego, sistema de frenagem autônoma, alerta de ponto-cego para a saída de vagas e um novo sistema de estacionamento automático com câmeras 360º graus com uma visão ainda mais ampla. A dupla ainda recebe duas novas opções de cores: Azul Brilhante Magno e Cinza Grafite Metálico. 



De acordo com a AMG, a Mercedes ainda conta com o AMG Night Package, que traz ainda capas de retrovisor e detalhes de acabamento foscos, além de saídas de escape em preto cromado. Por fim, o pacote opcional "AMG Cabon Fiber" adiciona retrovisores, spoiler dianteiro e aerofólio traseiro em fibra de carbono. A versão 300 conta com o motor 2.0 Turbo a gasolina que desenvolvia 248cv e agora adere ao sistema 48V e passa a desenvolver 268cv. O câmbio em todos os casos é um automático de 9 marchas. A Mercedes ainda revelou o Classe E 53 AMG, com motor 3.0 V6 M250 Turbo com turbocompressores movidos pelos gases do escape. Ele conta com compressor elétrico integrado que permite eliminar o turbolag em baixas rotações quando não há força suficiente para acionar o turbo. Com sistema de 48V que usa bateria de lítio e recuperação de energia para tomar a condução mais eficiente, ele garante que em tempo integral o turbo elétrico se regenere, assim como outros equipamentos possa usar de sua energia. O centro desse complexo sistema elétrico é o EQ-Boost. Trata-se de um alternador/gerador que produz 22cv e 25,5kgfm, permitindo assim essa reciclagem energética. A potência é acrescentada do motor 3.0 que desenvolve 441cv e 52,9kgfm de torque. Junto ao motor híbrido leve, há a tração integral 4MATIC+ com opção de tração 100% traseira, acoplado ao câmbio automático de 9 velocidades. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias