Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Caminhões

Surge a Iveco Group, que substituiu a On-Highway e Off-Highway Group, a partir de 2022

Imagem
A Iveco passou por uma mudança estrutural como uma empresa. Chamado agora de Iveco Group, o grupo empresarial troca o nome que era dividido entre On-Highway e Off-Highway. Dentro do Iveco Group, estão as seguintes marcas: Iveco (que vende comerciais leves e caminhões), FPT Industrial (que produz motores e transmissões), Iveco Bus (ônibus), Heuliez (ônibus), Iveco Defense Vehicles (veículos de defesa nacional, para exércitos), Astra (responsável pela produção de veículos de construção e pedreiras), Magirus (responsável pela produção de equipamentos de combate ao incêndio) e Iveco Capital (braço financeiro da Iveco), unindo os dois grupos. Estando em uma série de mercados, a Iveco possui um protagonismo muito grande dentro do grupo, que acaba levando seu nome. A fusão entre os dois grupos será finalizada no início de 2022. Separado por um ponto azul ao centro, ele tem a explicação de que esse ponto representa o futuro e inovação sustentável, assim como funciona como o equilíbrio. “Um nom

Volkswagen encerra lote de 200 primeiras unidades do e-Delivery produzidas em 2021

Imagem
A Volkswagen confirmou que já esgotou o primeiro lote de 200 unidades do e-Delivery que seriam produzidas em 2021. Com produção em Resende (RJ), o primeiro caminhão elétrico da Volkswagen já encerrou o primeiro da produção das unidades de 11 e 14 toneladas. "Estamos muito satisfeitos com o entusiasmo do mercado brasileiro pelas novidades. As vendas recentes incluem os primeiros negócios com a Coca-Cola Femsa Brasil, de 20 unidades, e a JBS, que adquiriu seu primeiro caminhão elétrico VW. Outros cem e-Delivery previamente negociados serão entregues à Ambev até o final deste ano. Vale lembrar que a cervejaria manifestou a intenção de compra de 1.600 caminhões elétricos de nossa marca até o ano de 2025" , diz Roberto Cortes, presidente e CEO da montadora. Segundo informações, a Volkswagen espera vender 1.200 unidades do e-Delivery até o final de 2022 e esse número deve aumentar para 4,8 mil unidades até o final de 2024. Para a produção foram necessários R$150 milhões no desenvol

Mercedes-Benz deve comemorar seu aniversário de 65 anos de Brasil em setembro

Imagem
A Mercedes-Benz está prestes a comemorar o aniversário de 65 anos de mercado brasileiro. A marca alemã veio ao nosso país no dia 28 de setembro 1956, vendendo primeiramente Caminhões. Mais adiante, na década de 1990, começou a vender Automóveis e na mesma década passou a vender a linha de Vans. Atualmente a Mercedes-Benz é uma das poucas marcas que possuem uma abrangência bem ampla no mercado e uma das marcas premium mais vendidas do país. Ainda na década de 1990, a Mercedes criou a Starauto, uma unidade de negócios específica para comercializar os carros da marca, sendo que a Mercedes-Benz deu um salto de vendas, passando das 500 unidades anuais para cerca de 5.000 unidades vendidas no final dos anos 1990. A expansão da rede de concessionárias da marca ainda permitiu que a empresa continuasse firme na sua expansão no país. A Mercedes-Benz chegou ao recorde de 17.500 unidades em apenas um ano em 2015, até hoje o seu melhor resultado de vendas em nosso mercado. Com um portfólio de mais

Até 2024, Volkswagen espera já ter vendido cerca de 4,8 mil unidades do e-Delivery no país

Imagem
Depois de lançar o e-Delivery no Brasil com preços entre R$780.000 a R$980.000, a Volkswagen revelou algumas informações adicionais sobre o seu primeiro caminhão elétrico. A Volkswagen ainda deve vender o caminhão com o chamado e-Consórcio, que deve montar a estrutura de recarga do caminhão e cuidará do gerenciamento do ciclo de vida da bateria dos veículos, fazendo uma integração com as empresas envolvidas no desenvolvimento do e-Delivery, tais como GDSolar, CATL, Moura, WEG, Bosch, Meritor, Semcon, Siemens, ABB e Eletra. A Volkswagen deve oferecer o caminhão com condições de carregamento individual ou estações de grande porte que podem carregar vários caminhões ao mesmo tempo. Outro ponto da Volkswagen é a opção de oferecer a instalação de painéis solares para alimentar os carregadores dos veículos elétricos. Segundo informações, a Volkswagen espera vender 1.200 unidades do e-Delivery até o final de 2022 e esse número deve aumentar para 4,8 mil unidades até o final de 2024. Para a pr

Volkswagen apresenta o elétrico e-Delivery no Brasil, que estreia por R$780.000 iniciais

Imagem
A Volkswagen Caminhões e Ônibus confirmou a estreia do e-Delivery, o primeiro caminhão elétrico da marca. Ele estreia como um projeto desenvolvido 100% no Brasil e possui todos os detalhes definidos com especificações que já estão disponíveis para venda. Os caminhões elétricos devem ser vendidos com opção de 11 e 14 toneladas de peso bruto total que representa R$150 milhões de investimentos. "O futuro chegou. Mais do que vender produtos ou soluções em serviços, nosso propósito é unir o transporte de pessoas e bens ao uso de energias cada vez mais renováveis e limpas. É o que temos feito ao longo da nossa história de 40 anos, pesquisando diferentes matrizes energéticas, respeitando o meio ambiente e construindo um legado para a sociedade. E que agora culmina na chegada do e-Delivery" , destaca Roberto Cortes, Presidente e CEO da montadora. Para a produção foram necessários R$150 milhões no desenvolvimento e modernização da unidade de Resende, criando uma nova área de 1.000 met

Produzido em Resende (RJ), Volkswagen revela o primeiro e-Delivery entregue para a Ambev

Imagem
A Volkswagen apresentou a primeira unidade elétrica do e-Delivery produzida na fábrica de Resende (RJ). A primeira já foi entregue à Ambev, que negociou alguns milhares de unidades do caminhão. O primeiro lote deve ser produzido neste ano e serão 100 unidades produzidas das 1.600 unidades encomendadas. A primeira unidade do e-Delivery deve ser uma unidade de 14 toneladas 6x2. Para começar a ser produzido, a Volkswagen confirmou que realizou testes de 45.000km, deixando de emitir 34 toneladas de CO2 e de consumir cerca de 10.000 litros de diesel, com potencial de regenerar cerca de 40% da energia da frenagem em desacelerações e alimentar a bateria, aumentando sua autonomia. "O que estamos fazendo é histórico. Vamos colocar em operação junto com a Ambev uma frota de cem caminhões elétricos circulando pelas ruas do país até o fim de 2021. Estamos avançando no mesmo ritmo que a tecnologia se desenvolve em economias mais avançadas, como a europeia e a norte-americana, graças ao know-ho

Volkswagen inicia produção do e-Delivery na fábrica de Resende (RJ), 1º caminhão elétrico da VW

Imagem
A Volkswagen começou a produção do seu primeiro caminhão elétrico feito nacionalmente. Trata-se do Volkswagen e-Delivery, da mesma família que o Delivery Express. O modelo foi 100% desenvolvido no Brasil e deve ser produzido na fábrica de Resende (RJ), a primeira fábrica nacional que produz um veículo elétrico por aqui. Ele deve compartilhar a mesma linha de produção com os demais caminhões da marca, a diesel. O modelo deve ter uma capacidade de 11 toneladas e tração 4x2. "Criamos um processo sob medida para assegurar uma grande estrutura elétrica de forma eficiente. Vamos produzir os veículos aproveitando ao máximo os recursos já existentes, com um alto nível de sinergia, ao mesmo tempo que garantimos a inovação que o cliente espera e que o produto exige. Todo esse avanço é acompanhando por um amplo trabalho de preparação da cadeia com os envolvidos para viabilizar a mobilidade elétrica no país" , destaca Roberto Cortes, Presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus. Para a prod

Iveco comemora a marca de 220 mil unidades produzidas de caminhões e furgões, desde 2000

Imagem
 A Iveco conquistou oficialmente a marca de 220 mil unidades de furgões e caminhões produzidos na fábrica de Sete Lagoas (MG). Inaugurada em 2000, a unidade produz os modelos Tector, Hi-Road e Hi-Way, mas o modelo mais emplacado é o Daily, que é um furgão. Falando no Daily, a Iveco destaca como o modelo vende em suas versões Chassi 10-190 e 170S28. De acordo com a Iveco o modelo chegou a ter um crescimento de 66% em suas vendas nos primeiro quadrimestre de 2021. A Iveco ainda confirmou que contratou funcionários temporários e executivos para as áreas de atendimento ao cliente e planejamento. A Iveco ainda confirmou que deve fechar 2021 com cerca de 100 concessionárias, contra os 77 pontos atuais que possui. A marca italiana ainda estaria trabalhando no desenvolvimento de caminhões a gás natural, segundo o Líder da Iveco na América do Sul, Márcio Querichelli. Os testes com os modelos movidos a gás serão iniciados ainda em 2021 e ainda este ano a fábrica deve começar a desenvolver os pri

Foton confirma a expansão pelo mercado brasileiro, chegando a 46 concessionárias em 2021

Imagem
A Foton confirmou o seu processo de expansão comercial no mercado brasileiro, que chegar a uma nova fase. Depois de crescer nos últimos dez anos, a empresa pretende ter novas concessionárias e novos modelos à disposição do consumidor. A informação foi revelada junto com a Associação Brasileira de Concessionários Foton Caminhões (ABRAFOTON), que definir um novo plano estratégico da Foton no país. Além da expansão da sua rede para a linha de caminhões Auman, que devem desembarcar no país em 2022, a Foton. “Nosso objetivo principal é sempre a nacionalização, pois assim nos livramos de fatores imprevisíveis como variação cambial e problemas logísticos” , comenta Ricardo Mendonça de Barros, Diretor de Vendas e de Desenvolvimento de Concessionárias da Foton. Mendonça ainda destaca que “a partir do ano que vem a empresa aumentará a produção de caminhões no Brasil e passará a montar aqui os modelos que, por enquanto, estão sendo importados” . A Foton ainda confirmou o aumento na rede de conces

Iveco comemora crescimento de 42% nas vendas no primeiro trimestre de 2021

Imagem
A Iveco confirmou que comemorou o crescimento de 42% nas vendas de toda a sua linha em 2021 em relação ao mesmo período de 2020. De acordo com a Iveco, houve crescimento em todos os segmentos onde a marca está presente. Entre a linha Daily, a Iveco comemorou o aumento de 13%, enquanto entre os caminhões médios o aumento foi de 95% e de semipesados foi de 79%. Por fim, os caminhões pesados registrou aumento de 61% de crescimento nos três primeiros meses de 2021. Além de renovar a sua gama de modelos, a Iveco passou por um forte processo de expansão da rede de concessionárias – que deve continuar sendo realizado. Atualmente com 77 pontos de vendas, a Iveco ainda confirmou que apostou nas vendas do e-commerce e o agronegócio, são fatores decisivos para o bom momento. A Iveco ainda aumentou a capacidade de funcionários na fábrica de Sete Lagoas (MG), em 800 novos funcionários. “Nossa meta é proporcionar para nossos parceiros veículos que maximizem a rentabilidade nos negócios com o melhor

Daimler e Volvo concluem criação de uma joint-venture e terão motor a célula de combustível

Imagem
Depois de firmarem uma parceria no final do ano passado para o desenvolvimento de motores a combustão para carros híbridos, a Daimler e a Geely firmaram um novo passo da parceria entre as marcas. Isso porque ambas confirmaram que devem desenvolver motores a células de combustível. O Grupo Volvo adquiriu 50% da participação da Daimler Truck Fuel Cell GmbH & Co KG por cerca de 600 milhões de euros. O objetivo da parceria também deve fazer com que motores a células de combustível também sejam desenvolvidos, dando um grande passo rumo ao transporte sustentável até 2050. Ao que tudo indica, essa parceria deve ser firmada para caminhões, mas nada impede que ambas as marcas desenvolvam motores para automóveis. Ao firmar a parceria, o comunicado foi claro: desenvolver, produzir e comercializar sistemas de células de combustível para veículos pesados e outras aplicações, ou seja, essas “outras aplicações” deixa isso aberto. Ano passado foi firmada uma colaboração deve contar com a engenhari

Iveco deve aumentar a produção da fábrica de Sete Lagoas, em Minas Gerais

Imagem
Depois de comemorar o crescimento nas vendas de 2020 no mercado brasileiro, a Iveco confirmou que deve investir na fábrica de Sete Lagoas (MG). Com perspectivas boas para 2021, a marca italiana confirmou que deve contratar 478 novos funcionários para a sua fábrica. As contratações, mesmo que em caráter temporário, deve aumentar a produção na fábrica. Os contratos devem ter duração de três meses. Em outubro de 2020, a Iveco já tinha contratado 272 funcionários temporários, totalizando 750 novas vagas nesse período. De acordo com as falas de Márcio Querichelli, CEO da Iveco para a América do Sul, confirmou que a marca deve se preparar para nosso desafios neste ano e com a expansão e aumento da demanda por caminhões nos segmentos, principalmente no varejo, agronegócio e vocacionais. Inaugurada em 2000, a Iveco chegou ao Brasil com a produção classificada como World Class Manufacturing (WCM), sendo um dos índices mais elevados para os padrões de qualidade da indústria e gerenciamento de fa

FNM e JAC passam a vender seus caminhões elétricos no mercado brasileiro

Imagem
A FNM e a JAC entregaram as primeiras unidades de seus caminhões elétricos no mercado brasileiro. A dupla começou a ser entregue quase que simultaneamente no Brasil. Começamos com a brasileira FNM, que voltou ao mercado brasileiro e entregou a primeira unidade do seu caminhão para a Ambev. A fabricante de cerveja quer chegar a 50% de sua frota com energia limpa até meados de 2023 e a compra dos primeiros 1.000 caminhões foi feita com a FNM. Esse é uma das maiores compras de caminhões elétricos no país. Não foi confirmado o valor dos modelos, mas a Ambev disse que o projeto é "viável economicamente devido ao menor custo de energia e manutenção" . A FNM fabrica os modelos com motor elétrico de 650V e com potência de 355cv de potência, com autonomia de 130km, confirmando a sua vocação mais urbana. A produção deve acontecer na fábrica da Agrale, em Caxias do Sul (RS). A fábrica deve contar com uma produção exclusiva do FNM, que deve importar componentes como baterias, motores e s

Hyundai CAOA comemora vendas 3% maiores de HR e HD80 em 2020, mesmo com crise sanitária

Imagem
A Hyundai CAOA comemorou os resultados de vendas de HR e HD80 no mercado brasileiro em 2020. A dupla de comerciais leves da marca coreana tiveram vendas 3% maiores que as de 2019, mesmo enfrentando um ano pandêmico como foi 2020 Foram 4.371 unidades emplacadas da dupla. “Mesmo em um ano muito difícil para todos, a CAOA manteve todos os seus investimentos e seguiu acreditando no Brasil. Essa alta nas vendas dos nossos veículos comerciais, reafirma o sucesso dos utilitários Hyundai HR e Hyundai HD80 por oferecer relação custo x benefício que supera a concorrência" , destaca o Diretor Executivo da CAOA, Roberto Kovacs. Só o HR foi responsável por 4.146 unidades vendidas, seguindo como líder do segmento de VUCs médios, cargo que ocupa há 16 anos no mercado, sendo a sua hegemonia uma das mais extensas atualmente no Brasil. O modelo é produzido em Anápolis (GO) desde 2007, sendo um dos primeiros a inaugurarem a fábrica junto ao primeiro Tucson. Já o HD80, um caminhão, teve 225 unidades

Feito no Brasil, Volkswagen Caminhões inicia exportação do Delivery Express na Guatemala

Imagem
A Volkswagen começou a exportação do Delivery Express, o VUC da marca alemã que é produzido pela Volkswagen Caminhões no Brasil. Foram as primeiras 9 unidades do modelo enviadas para a Guatemala, onde devem ser usado como transporte de refrigerantes da Big Cola. De acordo com a Continental, representante oficial da Volkswagen Caminhões e Ônibus na Guatemala cedeu unidades do modelo para demonstração por cerca de três meses, o que motivou a encomenda do cliente, quando foi lançado por lá. “A performance do Delivery 9.170 na operação da Big Cola demonstrou que o TCO justifica o investimento nos caminhões Volkswagen. Essa é uma ferramenta importante para a tomada de decisão, pois traz informações técnicas para o cliente fazer a aquisição da forma mais assertiva para o seu negócio” , comenta Matheus Francesco, supervisor de Vendas da VW Caminhões e Ônibus. O Delivery Express deve ser vendido com motor 2.8 Cummins Turbo Diesel que desenvolve 150cv de potência e 36,7kgfm de torque, acoplado

Daimler deve investir pesado com 70 bilhões de euros entre 2021 a 2025 para modelos elétricos

Imagem
A Daimler confirmou um massivo investimento para os seus carros no futuro. Apostando alto em modelos elétricos, a Mercedes-Benz e a Smart devem receber novos modelos elétricos dentro de alguns anos. Entre 2021 a 2025, a Daimler confirmou um plano de negócios gigante que deve envolver 70 bilhões de euros. Segundo o grupo, o montante investido deve ser aplicado em Pesquisa & Desenvolvimento, atualização de fábricas e aquisição de equipamentos. A Daimler ainda confirmou que a missão também deve envolver a Daimler Truck, com os caminhões da Mercedes-Benz. “Nós queremos avançar de forma mais rápida nos campos da eletrificação e digitalização. Com este acordo, estamos cumprindo nossa responsabilidade compartilhada de moldar ativamente a transformação de nossa empresa. Melhorar nossa lucratividade e investimento direcionado no futuro da Daimler andam de mãos dadas.” , disse Ola Källenius, Presidente dos Conselhos Administrativos da Daimler AG e Mercedes-Benz AG. Isso indica que a marca de

Iveco comemora 20 anos do Complexo de Sete Lagoas (MG), que faz o Daily e modelos pesados

Imagem
A Iveco está comemorando os 20 anos da unidade de Sete Lagoas (MG). A planta, inaugurada em 2000 começou produzindo modelos mais leves da marca italiana, com o Daily. Hoje, a fábrica também já produz outros modelos, como caminhões médios e pesados, e chassis para ônibus. Em 2013 passou a produzir também veículos de defesa. Atualmente, a unidade de Sete Lagoas (MG) é responsável pela produção de modelos da Daily, Tector, Hi-Road e Hi-Way. Entre a linha Daily, destaque para os modelos Minibus e o Chassi 10-190 e Chassi 170S28. Entre os modelos de defesa, o Guarani é um dos líderes da marca. A fábrica ainda passou a ter um Campo de Provas em 2015, o primeiro da categoria no continente. Segundo a Iveco, a pista já foi usada cerca de 4 mil vezes, para testes de modelos e 342 protótipos que enfrentam intensas avaliações de resistência e durabilidade para ter aprovação de condições reais. A pista possui um espaço de 300 mil metros quadrados. Para a fábrica, a Iveco já investiu o total de R$57

JAC apresenta o primeiro caminhão elétrico do mercado, o iEV1200, que estreia por R$349.900

Imagem
A JAC completou a sua linha de modelos elétricos. A marca trouxe todos os modelos que estavam previstos para serem vendidos no mercado brasileiro e encerrou a primeira fase dos elétricos no país. Depois de iEV20, iEV40, iEV60 e a picape iEV330P, a JAC trouxe ao mercado o primeiro caminhão elétrico, o iEV1200T. O modelo possui capacidade total de 7,5 toneladas e 4 toneladas de carga útil. Em alguns meses de pré-venda, a JAC conseguiu atrair marcas como Porto Seguro e Pepsico, que se interessaram a comprar várias unidades dos caminhões da marca. “Trouxemos um lote inicial de quatro caminhões que os clientes testaram durante 10 dias. Depois destes testes, houve pedidos e já temos 100 unidades vendidas. O tipo de cliente que compra este caminhão hoje é aquele que tem preocupação com a sustentabilidade. Ou por pressão do consumidor, ou por política própria ou por políticas globais, no caso das multinacionais. A única maneira de reduzir o impacto das emissões na logística é comprando caminhã

Volkswagen monta a primeira unidade do e-Delivery; caminhão estreia só em 2021

Imagem
A Volkswagen revelou a primeira imagem do e-Delivery sendo montado, em sua fábrica laboratório na cidade de Resende (RJ). A Planta Piloto que a unidade fabril possui é responsável pela definição e confirmação do processo de produção e treinamento dos processos. Os ensaios devem ser realizados também em outros laboratórios da Volkswagen pelo Brasil, como no Campo de Provas da Volkswagen Caminhões e Ônibus. O caminhão ainda deve passar por um processo de 6 meses de testes na pista que equivalem a 10 anos de condição de rodagem. "Tal como há 25 anos, quando amadurecemos nosso processo produtivo numa linha experimental em Resende, começamos a consolidar nosso know-how também na manufatura de veículos elétricos. E avançamos no desenvolvimento de um portfólio nesse segmento, focados na validação estrutural, de durabilidade e outros requisitos funcionais do caminhão elétrico e-Delivery" , afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus. Adiado para 2021, o e

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Lifan apresenta as primeiras novidades, agora no controle da Geely Group, e retoma produção

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Nova geração do Audi A4 será apresentada em 2023 e será geração de transição para o elétrico

Com lançamento para amanhã, Fiat Pulse Impetus T200 aparece custando R$ 125.790