Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Fim de Linha

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

Imagem
A Volkswagen trouxe a linha 2021 ao Brasil em dezembro de 2020, sendo um modelo que passou a levar quatro ocupantes. Isso porque o up! não deve ficar muito tempo no mercado brasileiro. O jornalista Jorge Moraes disse que a Volkswagen deve produzir o hatch até meados de abril e maio, na unidade de Taubaté (SP). A partir daí o carro deve sobreviver com estoques que restarem da produção. O hatch subcompacto chegou ao mercado na linha 2021 apenas na versão Xtreme 170TSI, equipado com motor 1.0 12v TSI Flex capaz de desenvolver 105/101cv de potência com torque de 16,8kgfm e câmbio manual de 5 marchas. Com esse motor ele acelera de 0 a 100km/h em 9,3 segundos e chega a velocidade máxima de 183km/h. O hatch conseguiu vir equipado com ISOFIX presente desde seu lançamento, o hatch não precisava adicionar o acessório. A alteração não deve mudar em nada no carro, mas ele deve perder o cinto de segurança do banco do meio. No lugar onde ia o passageiro do meio, a Volkswagen colocou um aviso. Lançad

Ford Figo pode ter dado os primeiros indícios do fim de linha também na Índia

Imagem
Depois de sair de linha na América Latina, a Ford pode também dar adeus ao Figo na Índia. Pelas imagens se percebe que o Figo indiano é claramente o nosso Ford Ka. O modelo já começa a demonstrar sinais de que pode sair de linha também por lá. Os indícios seriam a redução da gama de versões do hatch e do sedã por lá. Ele deixa de ser vendido nas versões mais acessíveis e passa a ser vendido apenas nas versões mais caras, que possuem maior rentabilidade. Mas isso, claro, deve fazer o compacto perder mercados. Na Índia, ele passa a ser comercializado apenas nas versões Ambiente, Titanium e Titanium Blu, sempre com motor a gasolina ou diesel, dependendo da versão. O Aspire também sofre com o corte de versões na Índia. Versão encurtada do Figo Sedan, o sedã de 4 metros de comprimento (que mais parece um notchback) passa a ser vendido nas versões Titanium, Titanium+ e Flair, com a mesma mecânica a gasolina e diesel. Por lá, os motores que equipam a família Figo ficam por conta com motores 1

Limitado a 1.500 unidades, Polestar 1 deve encerrar produção em breve, ainda em 2021

Imagem
Limitado a 1.500 unidades, o Polestar 1 deve deixar de ser produzido em breve. O cupê híbrido, que marcou o início da Polestar como uma marca deve deixar de ser produzido dentro de algumas semanas. O esportivo sueco foi apresentado em 2017 e só começou a ser produzido em 2019. A Polestar confirmou que já está nas últimas 500 unidades produzidas do carro, que é produzido na fábrica Polestar em Chengdu, na China. Feito sobre a plataforma SPA, como os modelos da série 90, o modelo é o primeiro automóvel da Polestar, que ganhou vida própria após ser adquirida pela Volvo. Praticamente um Volvo S90 Coupé no design externo e interno, a principal novidade do Polestar está na mecânica. Por enquanto, os automóveis da Polestar ainda devem beber na fonte de inspiração dos automóveis da Volvo. Com produção confirmada na China para apenas em 2019, o Polestar One ainda deve ganhar a companhia de mais três modelos, que também devem ser produzidos por lá. O cupê 2+2 possui o motor 2.0 16v Hybrid que de

Honda Civic Si é a primeira baixa de 2021; cupê deixa de ser oferecido no país

Imagem
Lançado em julho do ano passado, a Honda se despediu oficialmente o Civic Si no mercado brasileiro. O cupê esportivo saiu de linha menos de um ano após ser reestilizado no mercado. O esportivo saiu de cena por conta do seu fim nos Estados Unidos, onde o cupê era produzido. A Honda já confirmou que o Civic não deve ser desenvolvido em uma carroceria cupê na próxima geração. O Si começou a ser vendido ao Brasil em 2007, na oitava geração do Civic. Naquela época, o Si era vendido com a carroceria sedã. A próxima geração já veio com a carroceria cupê, mas só em 2015. Ele começou a ser importado do Canadá e trazia novamente a carroceria cupê do Civic ao nosso mercado, depois do cupê ser vendido no início da década de 1990. Acredita-se que cerca de 100 unidades dessa geração veio ao nosso mercado, ou seja, foi um carro bem raro e com chances de se tornar um potencial item de colecionador dentro de alguns anos. A nova geração do Civic Si veio também em carroceria sedã em 2018, com o motor 1.5

Lotus se despede de Elise e Exige com a Final Edition; esportivos saem de linha esse ano

Imagem
A Lotus apresentou a série especial de despedida Final Edition de modelos como o Elise e Exige. Os dois esportivos devem sair de linha para a chegada de um novo modelo, chamado de Type 131. O investimento deve ser de 100 milhões de libras e a fábrica no Reino Unido terá mais 100 funcionários trabalhando na unidade. O Elise foi apresentado em 1996 (!) e o Exige nasceu em 2000, ou seja, são modelos que já contam com alguns anos de mercado. De acordo com a Lotus, ambos devem ser vendidos com cores mais icônicas e chamativas dentro da linha, como o Azul Azure, uma das cores de lançamento do Elise e o Racing Green do carro apresentado no Salão do Automóvel de Frankfurt, de 1995. Os modelos foram apresentados com rodas de 10 raios que são 500g mais leves que as anteriores, além de poder ser oferecido com pacote de opcionais com fibra de carbono. O Elise ainda traz melhorias aerodinâmicas e amortecedores Bilstein, com barras estabilizadoras ajustáveis. Há ainda componentes em fibra de carbono

Fiat Uno tem futuro incerto no mercado brasileiro e terá destino definido em 2021

Imagem
Depois de muitos anos, a Fiat pode encerrar a vida do Uno no mercado brasileiro. Lançado em 1983, o compacto sobreviveu esses quase 40 anos de mercado em apenas duas gerações, sendo o modelo atual apresentado em 2010. Espremido ente o Mobi e o Argo, o Uno já não faz muito sentido dentro da linha da marca. Garantindo a rentabilidade dos seus custos, a Fiat considera tirar de linha o Uno ainda em 2021, ao mesmo tempo que confirma quatro lançamentos. O Uno fechou 2020 com 22.737 unidades, menos da metade que o Mobi e vendendo 1/3 do Argo. "O Uno ainda atende quem usa o carro para trabalhar, apesar dos números menores. Se você for a uma concessionária Fiat, dificilmente vai encontrar um Uno, em qualquer versão, no showroom da loja. Vamos tomar uma decisão entre continuar investindo no Uno ou não" , disse Herlander Zola, Diretor da Fiat no Brasil. Brincando com o termo “Uno com escada no teto”, o executivo entende que o Uno virou um carro de venda direta, para empresas prestadoras

Dodge confirma fim do motor V8 Hellcat para breve; Stellantis visa eletrificação

Imagem
Depois de anos de desenvolvimento e inovações, a Dodge deve sofrer um baque: o fim de uma era com os motores Hellcat. Com motores que chegaram a desenvolver quase 800cv de potência devem deixar de serem produzidos pela Stellantis. Nos últimos anos, a Dodge desenvolveu uma série de modelos com o poderoso motor. O fim dessa era foi confirmada por Tim Kuniskis, CEO da Dodge. Em entrevista ao CNBC, o executivo confirmou que a eletrificação é o lema do grupo, numa marca que ainda não conta com nenhum modelo eletrificado e pior: que não tem um produto moderno. "Os dias do bloco de ferro V8 6.2 supercharger estão contados. E isso também pelos custos, mas a performance que eles produzem seguirá viva" , disse o executivo. Kuniskis ainda não confirmou qual deve ser o futuro da marca Dodge, mas confirmou que os carros do futuro da marca devem contar com motores eletrificados, possivelmente a partir de um V6 Hybrid. "Estou empolgado com o futuro elétrico pois ele nos ajudará a não m

Renault deve retirar de linha o Twingo, depois de quase 30 anos de mercado

Imagem
A Renault confirmou que o Twingo não terá um sucessor. O hatch subcompacto da marca francesa deve sair de linha com o fim do ciclo dessa terceira geração. Essa deve ser a primeira vez que o Twingo vai sair de linha desde a sua apresentação, em 1993. A informação foi confirmada por Lucas de Meo, CEO da Renault. O subcompacto que representa a Renault nesse segmento vai ser substituído por um novo modelo. O futuro do Twingo já era visto como incerto há alguns meses, mas o hatch agora teve a confirmação sobre o seu fim de linha. O principal motivo para o fim de linha do Twingo é que a Renault não contará mais com a parceria da Smart, que desenvolveu em conjunto o Twingo e o ForFour. Com a Smart tendo a metade da empresa adquirida pela Geely Group, a produção deve focar mais na China. O modelo vai ser substituído pelo Dacia Spring, indiretamente, mas principalmente pelo Renault 5, um elétrico que deve ser apresentado em 2023. Com isso, podemos antecipar que o Twingo deve sair de linha ente

Antiga geração da Fiat Strada sai de linha depois de 23 anos em produção em MG

Imagem
Demorou longos 23 anos para a Fiat Strada de primeira geração sair de linha. A picape compacta não conseguiu se manter com o sucesso da nova geração, que tem filas de espera de cerca de 90 dias. Vendida por R$65.490, o modelo é pouco mais barato que a versão Endurance CP da Strada, que é vendida por R$67.490. A Fiat confirmou o fim da produção da picape na fábrica de Betim (MG), sendo que a antiga geração respondia por apenas 3% das vendas da Strada. "A Fiat optou por descontinuar, a partir de janeiro de 2021, a produção da versão Hard Working, priorizando, assim, as entregas da segunda geração do modelo" , explicou a Fiat em comunicado. Segundo a italiana, teve uma migração natural do consumidor da velha para a nova geração, principalmente para a Endurance Cabine Plus. Além de menor, a primeira geração não oferece a mesma segurança e os mesmos itens de série da nova geração que, apesar de serem poucos na versão de entrada, são maiores que na geração antiga. Ambas compartilha

Lotus confirma fim de linha de Evora, Elise e Exige, mas revela que terão substitutos

Imagem
A Lotus confirmou o fim de produção da sua linha de esportivos formadas por Evora, Elise e Exige. O fim de linha do trio tem muito a ver com o processo de renovação que a empresa deve passar nos próximos meses. Produzido na unidade de Hethel, no Reino Unido, foi confirmada a saída de linha do trio mas ao mesmo tempo apresentou uma imagem com quatro esportivos da marca, sendo um deles o Evija e outros três modelos cobertos. Ao que tudo indica, esses três novos modelos podem ser as novas gerações do trio ou os substitutos. Antes de se despedir oficialmente destes carros, a Lotus deve apresentar séries de despedida dos modelos e nos últimos anos a marca inglesa vinha apresentando uma série de melhorias nos carros, mas já tinha passado da hora de uma nova geração. No desenvolvimento dos substitutos, a Lotus levou em conta o legado dos modelos que se despedem do mercado, de acordo com Matt Winde, Diretor Executivo e Engenheiro da Lotus. O primeiro carro que deve ser apresentado será o Proje

Volkswagen deixa de produzir o Golf de sétima geração, na fábrica de Puebla, no México

Imagem
A Volkswagen confirmou o fim da produção do Golf na fábrica de Puebla, no México. A sétima geração do hatch médio era feita e abastecia a América do Norte e alguns mercados latinos. Por aqui, o Golf chegou a ser enviado do México, depois de vir da Alemanha e antes de ser nacionalizado. O Golf era vendido desde 1974 nos Estados Unidos e a nova geração pode ser importada via Alemanha. O fim da produção do Golf no México já era esperada desde que a Volkswagen confirmou que o modelo seria produzido apenas na fábrica da Alemanha. Esse foi um acordo que o sindicato da fábrica alemã de Wolfsburg, na Alemanha. Até chegar da Alemanha à América do Norte, o Golf deve ficar um pouco ausente do mercado norte-americano, mas ele deve seguir à venda no país. Por lá é possível que ele seja vendido nas versões GTI e R, além da GTE que também pode ser lançada por lá. Desde 1974, o Golf já vendeu mais de 2,5 milhões de unidades na América do Norte. O hatch chegou a ser produzido em Westmoreland, na Pensil

Spyder decreta falência oficialmente, mas executivo crê na possibilidade de retorno no futuro

Imagem
Infelizmente, a Spyker confirmou a sua falência. A marca holandesa ficou sem dinheiro e desde agosto do ano passado lutava para continuar viva, quando apresentou um projeto de reestruturação financeira. A falta de dinheiro e investidores é vista como a principal causa disso tudo e de acordo com o RTL Nieuws, a Spyker não teve outra saída além de anunciar sua falência. Esse é um duro golpe para a empresa que tinha conseguido acordos para retomar a produção ainda em 2021, com modelos que estavam no papel há anos, como o B6 Venator e o D8 Peking-to-Paris. No ano passado, a Spyker tinha dito que tinha passado “alguns anos muito duros desde o desaparecimento da Saab” , mas “esses dias definitivamente se foram e a Spyker se tornará um jogador importante no segmento de mercado dos superesportivos” . De acordo com site que decretou a falência da marca, em entrevista com Victor Muller, Diretor Executivo da marca, o dinheiro esperado para fazer a marca retomar sua produção não chegou, o que fez

Renault reduz ainda mais a gama de Sandero e Logan no país, que quase extingue câmbio CVT

Imagem
A Renault confirmou a redução do lineup da dupla Sandero e Logan no mercado brasileiro. Os compactos passaram por um novo enxugamento das versões. No caso do Sandero, a versão GT Line CVT deixou de ser oferecida. Com isso, coloca-se o fim de linha do câmbio CVT para o Sandero nas suas versões civis, ficando restrito ao StepWay. Com essa mudança, o hatch deve começar o ano apenas com as versões Life 1.0, Zen 1.0, Zen 1.6, GT Line 1.0 e RS 2.0. Com o StepWay, a Renault deve continuar a oferecer as mesmas versões do hatch aventureiro, o Zen 1.6 e o Iconic 1.6 CVT. Seguindo o mesmo ritmo do Sandero, o Logan também perdeu versões neste início de 2021. Assim como o hatch, o sedã perdeu a opção de câmbio automático CVT em quase todas as versões, se mantendo em linha apenas para o público PcD. Em linha, a Renault deve oferecer as versões Life 1.0, Zen 1.0 e Zen 1.6. A dupla é atualmente vendido com motores 1.0 12v SCe e 1.6 16v SCe Flex. O 1.0 desenvolve 82/79cv de potência com torque de 10,5/

Toyota Yaris e Yaris Sedan XL Live para PcD não são mais oferecidos com desconto de ICMS

Imagem
A Toyota confirmou que deve deixar de oferecer a versão para o público Pessoas com Deficiência (PcD) para a linha Yaris. A versão XL Live não deve ser mais vendida com isenções de IPI e ICMS. De acordo com o divulgado pela Toyota e segundo a apuração do Auto Papo, a alta do ICMS no estado de São Paulo, onde eles são produzidos (em Sorocaba), de manter os modelos abaixo dos R$70.000 ficaria inviável. A versão XL Live estava com suas vendas interrompidas desde dezembro e não vai retornar ao catálogo. Com os repasses do ICMS desde o último dia 15 de janeiro, passando de 12% para 13,3%, será o motivo. Com isso, o XL Live com motor 1.3 16v Flex deve passar a ser vendido por R$71.290. A Toyota ainda enviou um comunicado para toda a sua rede de concessionárias que deve continuar oferecendo desconto de IPI para o público PcD. Diferente da linha Yaris, a linha Etios deve continuar dentro do valor estipulado para esse tipo de compra, sendo que o Etios Sedan pode ser adquirido por R$53.288 com os

Renault pretende cortar custos em 2021 e Scenic e Espace correm risco de vida na Europa

Imagem
A Renault confirmou um plano estratégico de reestruturação para os próximos anos onde deve apostar apenas em modelos mais rentáveis. A informação foi confirmada por Luca de Meo, CEO da Renault, no ano passado. A marca ainda deve anunciar uma série de cortes, seja de funcionários, de investimentos e de modelos. De acordo com o site alemão Automobilwoche, o plano da Renault deve focar na redução de custos. Ainda não se sabe quais modelos devem ser descontinuados, mas o site disse que “de Meo quer reduzir a ampla gama de carros e serviços da Renault em cerca de 30%”. Alguns modelos já são cotados como o Talisman e Talisman Estate, que tiveram queda de 50% nas suas vendas, fechando menos de 17 mil unidades vendidas em 2019. Outros modelos que podem se despedir são as minivans Scenic e Espace, segmento que já não é mais interessante para manter montantes de investimentos. O novo CEO ainda deve fazer com que a Renault aposte em uma estratégia mais global e realista. Cada vez mais, as marcas

Volkswagen e-Golf deixa de ser produzido na Alemanha, depois de sete anos de produção

Imagem
A Volkswagen confirmou o fim da produção do e-Golf na Alemanha. O hatch médio elétrico deixou de ser feito na unidade de Dresden, onde conviveu alguns meses de mercado com o ID.3. Lançado em 2014, a versão elétrica do Golf foi produzido até o final do mês passado. Desde 2017 o e-Golf era produzido na fábrica de Dresden, onde foram produzidas 50.401 unidades do hatch. De 2014 a 2017, o modelo foi produzido em Wolfsburg. No total, foram 145.561 unidades produzidas da versão elétrica, em sete anos de mercado. "O fim do e-Golf é também o início dos preparativos finais para o ID.3. Em apenas algumas semanas, estaremos abrindo o próximo capítulo para a Transparent Factory. Depois de Zwickau, somos o segundo local na Europa a fabricar veículos com base no novo sistema modular e-drive" , destaca Danny Auerswald, Chefe da Fábrica de Dresden. O hatch médio elétrico traz um motor elétrico capaz de desenvolver 136cv de potência e as baterias de lítio garantem uma autonomia de 230km. De a

Alfa Romeo encerra oficialmente a produção do 4C e Giulietta, que viram história na Itália

Imagem
A Alfa Romeo deve passar por um longo processo de renovação nos próximos anos, em parceria com a Strllantis. A marca italiana deve passar a contar apenas com Giulia e Stelvio no lineup, momentaneamente. Isso porque a marca enfim confirmou o fim de linha da dupla 4C e Giulietta, que “passou morrendo” todo ano de 2020 para morrer bem no final do ano. Na Itália, a Alfa Romeo se despediu do 4C com uma série limitada de 33 unidades, que prestaram homenagem ao 33 Stradele. A série especial foi batizada de 33 Stradele Tributo e todas as unidades foram pintadas na cor Rosso Villa d’Este, um tom de vermelho escuro e metalizado que contrasta com o acabamento dourado das rodas de liga leve de 18 polegadas na dianteira e 19” na traseira. Entre os destaques, o 4C vinha com detalhes em fibra de carbono exposta no pilar do para-brisa e nas carcaças dos retrovisores. Outro modelo que se despediu das linhas de montagem foi o Giulietta, que de acordo com fontes foi desligado da fábrica no dia 22 de deze

Atual Toyota Land Cruiser deve sair de linha em 2021; uma nova geração pode demorar para chegar

Imagem
A Toyota parece que não deve desenvolver uma nova geração para o Land Cruiser. O clássico modelo está em fim de carreira e deve se juntar com o Mitsubishi Pajero Full e sair de cena no final deste ano. O SUV da Toyota já conta com quase 14 anos do seu lançamento, que aconteceu em 2007, ou seja, já faz alguns anos que o seu ciclo de vida útil já terminou. Apesar do fim de linha do modelo atual, a Toyota ainda tem dúvidas sobre o desenvolvimento de uma nova geração do modelo. Apesar de ser cogitado, uma nova geração pode acabar sendo apresentada em meados de alguns anos, ou seja, ele só seria lançado após ficar um tempo fora de linha. Isso porque recentemente começou a ser visto um SUV totalmente camuflado, que pode ocupar o lugar do Land Cruiser. O modelo deve ganhar características off-road e pode manter um motor V8 Biturbo Diesel, podendo ser desenvolvido sobre a plataforma modular TNGA. A plataforma deve ser a TNGA GA-F, variante que também deve ser usada nas novas gerações de Hilux

Honda se despede da Rússia; por lá, japonesa vendia apenas CR-V e Pilot nos últimos meses

Imagem
A Honda se despediu do mercado russo. A nipônica confirmou que deve deixar de vender seus carros por lá depois de ter vendido apenas 79 unidades no mês de novembro. Vendendo apenas CR-V e o Pilot no mercado russo, a Honda tinha revelado a última novidade por lá com a reestilização do CR-V, em setembro de 2019. O SUV médio tinha recebido a reestilização de meia-vida e deixou de ser oferecido junto ao Pilot. A mudança na operação afeta apenas a parte automotiva, pois a empresa deve continuar vendendo motos na Rússia. Além deles, equipamentos elétricos como geradores cortadores de grama e outros também devem se manter em linha, assim como o pós-venda deste veículos. O motivo da saída dos automóveis Honda do mercado russo foram a reestruturação de sua operação global. O impacto da saída da Honda é bem menor que de outras marcas, como a General Motors e a Ford. Por lá, a Honda vendia apenas carros importados. Nos últimos anos, a Honda perdeu vendas e foi viu seu portfólio ser reduzido drast

Sétima geração do Volkswagen Golf sai de linha no Brasil; futuro do hatch é indefinido

Imagem
O Volkswagen Golf saiu de linha no Brasil. O hatch médio deixou de estar presente no site da marca, que passa a contar apenas com up!, Gol, Fox e Polo entre os hatchs. Apresentado em setembro de 2013 na sétima geração, o Golf encerrou seu ciclo com apenas a versão GTE, híbrida, cara e com pouco apelo pelo fim de carreira do hatch. Tanto que todas as 70 unidades finais do GTE foram vendidas para uma locadora. O Golf chegou ao Brasil em 1994, importado do México e passou a ser produzido por aqui em 1998, com a quarta geração, que fez um sucesso bem grande. A geração IV do Golf fez tanto sucesso que ele ganhou uma sobrevida em 2007, que ficou conhecido como Golf 4,5. Em 2013 o hatch passou da quarta para sétima geração, quando veio importado da Alemanha. Depois passou a ser importado do México e foi nacionalizado. Na época, a sétima geração do Golf chamou muito a atenção dos consumidores pela sua mecânica, design e tecnologias. Por aqui ele foi vendido com o errante motor 1.6 16v MSI mas

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Novo Citroën C3 Sporty deverá ser lançado em outubro no Brasil, antes da Índia

Fiat Toro recebe motor 1.3 Turbo em todas versões e catálogo vaza antes da estreia

Nova Chevrolet Spin não deve ser baseada no Orlando, como era estipulado

Ferrari confirma desenvolvimento e lançamento do primeiro elétrico até 2030