Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Stellantis Group

Stellantis quer motores híbridos para Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën no Brasil no futuro breve

Imagem
A Stellantis confirmou que vai apostar na eletrificação das suas principais marcas no mercado brasileiro. Tendo quase 1/3 das vendas do mercado brasileiro, o grupo quer apostar em híbridos flex. A informação foi confirmada por João Irineu, diretor de Compliance de Produto para a América do Sul, onde se confirmou a intensificação dos contatos com a base fornecedora em busca de parceiros para desenvolver os componentes novos e necessários para os híbridos, como as baterias. De acordo com Irineu, o executivo disse: “A parte conceitual do projeto já foi totalmente concluída. Agora estamos na fase de colocá-lo em prática. Queremos produzir aqui com o máximo de nacionalização possível. São perto de 600 fornecedores de autopeças no Brasil e só a partir da produção local dos componentes é que iremos impedir a desindustrialização do país”, destacou o executivo. Essa é a primeira vez que a Stellantis fala sobre a sua eletrificação no mercado brasileiro. Até meados de 2030, o grupo espera ter 20%

Stellantis confirma 43 lançamentos até meados de 2025 na região da América do Sul, diz CEO

Imagem
A Stellantis confirmou que vai apresentar uma série de lançamentos no Brasil nos próximos anos. Com um total de 43 modelos lançados até 2025, o plano robusto de novidades para a região serve para manter a liderança do mercado. De acordo com Antonio Filosa, Presidente da Stellantis na América do Sul, em entrevista ao Auto Data , confirmou que o grupo ítalo-franco-americano confirmou que um investimento pesado deve ser feito para trazer os novos veículos. “Claramente precisamos de investimento para lançar carros. Não posso falar sobre valores, que são absolutamente relevantes, mas posso falar que lendo um pouco o que anunciaram nossos qualificadíssimos competidores da região o plano de investimento que está em aprovação pelo nosso acionista para cinco anos, de 2025 a 2030, pode ser superior à soma de todos os nossos competidores.” , disse Filosa. De acordo com o executivo, além de um investimento pesado no desenvolvimento de novos carros, o planejamento precisa ser robusto para renovar.

Dodge Hornet não deve chegar ao mercado brasileiro e retorno da marca é descartado

Imagem
A Dodge saiu do mercado brasileiro com o fim de linha do Journey, em 2020. No entanto, a marca nunca retornou ao mercado e a chegada do Hornet acendeu os rumores de retorno. Por aqui, a Dodge seguiu apenas prestando suporte aos clientes dos seus carros. Até nos Estados Unidos, a Dodge tinha um linup bem limitado: Challenger, Charger e Durango. Com a chegada do Hornet, o SUV traz ares de novidades para a marca. No entanto, de acordo com o site AUTOO , a Stellantis confirmou que quer focar na reestruturação da Dodge na América do Norte antes de estudar expansão de mercados – e isso deve demorar alguns anos, ou seja, será difícil vermos a Dodge cedo em nosso mercado tão cedo. Primo do Alfa Romeo Tonale, o Dodg Hornet é equipado com motores 2.0 Turbo a gasolina de 265cv e 40,8kgfm, acoplado a um câmbio automático de 9 marchas. Com esse conjunto ele acelera de 0 a 100km/h em 6,5 segundos. Já o Hornet R/T é equipado com um motor híbrido, que une o 1.3 Turbo Hybrid Plug-in de 180cv no eixo di

Stellantis tem bons resultados de vendas em julho, em países como Brasil, Argentina e Chile

Imagem
A Stellantis confirmou seus bons desempenhos nos últimos meses e de acordo com o grupo ítalo-franco-americano, a Stellantis viu a manutenção da liderança nos principais mercados da região: Brasil, Argentina e Chile. De janeiro a julho, a participação nas vendas da região é de 23,1%, com destaque para quase 1/3 de mercado no Brasil com 33% de mercado, 33,2% na Argentina e 10,8% no Chile. No Brasil, a Stellantis já vendeu 339 mil unidades de janeiro a julho, com destaque para a Fiat Strada com 61.945 unidades. Isso faz a Fiat ser a principal marca do grupo, vendendo 35.681 unidades em julho. No mês, a Strada responde por 10.897 unidades, Argo com 6.103 unidades e o Pulse com 5.300 unidades. No acumulado do ano, a Fiat fechou com 223 mil unidades. Outra marca importante do grupo é a Jeep com 10.165 unidades vendidas no mês, com 76 mil unidades no acumulado e 7,4% de mercado. Desde janeiro, a Jeep registrou liderança do segmento de SUVs em todos os meses, com destaque para o Compass com ma

Jeep encerra joint-venture com a GAC na China e vai passar a importar seus utilitários

Imagem
A Jeep confirmou que vai mudar a sua operação na China. Por lá, a marca deixa de produzir seus automóveis com a joint-venture com a GAC e vai ser uma importadora. Isso porque a joint-venture entre a Jeep e a GAC foi encerrada pelas empresas. Na China, a Stellantis deve continuar com a joint-venture com a Dongfeng. Lançada em 2010, a joint-venture entre a Stellantis-GAC produziu uma série de modelos na China com a Jeep, como Renegade, Compass, Cherokee e o Grand Commander. Esse último era um produto desenvolvido especialmente para o consumidor chinês e que sai de linha com o fim da colaboração entre as empresas. De acordo com informações de um porta-voz da Stellantis para a Agência Reuters, foi dito: “Chegamos à conclusão de que era melhor fechar a joint venture. A marca Jeep continuará a fortalecer sua oferta de produtos na China com uma linha eletrificada aprimorada de veículos importados” , descrevendo a joint-venture como um negócio deficitário. Além de uma parceria deficitária, a S

Stellantis ultrapassa a Tesla em vendas de elétricos na Europa no 1º semestre do ano

Imagem
A Stellantis confirmou que fechou o primeiro semestre de 2022 na Europa na vice-liderança de vendas de carros elétricos, ficando atrás apenas da VAG e na frente da Tesla. “Estamos lutando pelo primeiro lugar em termos de vendas de BEVs no mercado europeu” , disse o CEO da Stellantis, Carlos Tavares, em uma teleconferência de resultados, ao Automotive News . Nos primeiros seis meses de 2022 foram 105.413 unidades de carros elétricos, contra as 116.307 unidades da VAG e as 78.277 unidades da Tesla. Destaque para o Fiat 500 elétrico, que foi o elétrico mais vendido da Alemanha e na Itália no segundo trimestre de 2022 e vendeu 32.315 unidades na Europa, alta de 72% nas vendas em relação ao primeiro semestre de 2021. Outro destaque positivo foi o Peugeot e-208 com 21.918 unidades, avanço de 11% nas vendas. Já o Opel Corsa-e teve 13.380 unidades vendidas no mesmo período. As vendas da Tesla na Europa ainda foram prejudicadas por conta da produção na China, que paralisou por falta de componen

Stellantis desenvolve um novo motor 1.6 Firefly Turbo e investe US$ 99 milhões em fábricas

Imagem
A Stellantis confirmou um investimento de US$ 99 milhões em três fábricas na América do Norte para a produção de um inédito motor 1.6. Os investimentos serão direcionados para as unidades de Dundee Engine Complex, em Michigan, nos EUA, e em Kokomo Casting Plant, em Indiana, também nos EUA, e na fábrica de Etobicoke Casting Plant, em Ontário, Canadá. Esse novo motor que será produzido será um 1.6 16v Firefly Turbo que terá injeção direta de combustível e pode ser usado com um motor elétrico, formando um conjunto híbrido. A Stellantis confirma que esse motor deve ser bastante usado na Europa, que vai substituir o motor 1.6 THP. Na América do Norte, o motor ainda poderá ser usado em dois modelos híbridos, mas não foram revelados quais seriam esses carros. A maior parte do investimento será feito na fábrica de Dundee, que receberá o aporte de US$ 83 milhões dos US$ 99 milhões. A unidade vai continuar produzindo o 3.6 V6 Pentastar e o 2.4 TigerShark vai ser eliminado da linha de produção. O

Stellantis comemora avanço de 50% nas vendas de elétricos no primeiro semestre de 2022

Imagem
A Stellantis comemorou os resultados de vendas no primeiro semestre de 2022, a nível global. Querendo se tornar uma das líderes globais em carros elétricos, a Stellantis confirmou que suas vendas deram um salto de 50% no primeiro semestre deste ano. Foram cerca de 136.000 unidades vendidas, crescimento em relação ao mesmo período de 2021. Juntando as marcas do grupo, a Stellantis atualmente vende 20 modelos elétricos e planeja aumentar para 28 carros em dois anos. “Em um contexto global exigente, continuamos a 'Ousar para frente', entregando um desempenho excepcional e executando nossa estratégia ousada de eletrificação. Juntamente com a resiliência, agilidade e mentalidade empreendedora de nossos colaboradores e nossos parceiros inovadores, estamos moldando a Stellantis em uma empresa de tecnologia de mobilidade sustentável que está apta para o futuro. Gostaria de expressar meu sincero agradecimento a todos os funcionários da Stellantis pelo comprometimento e sua contribuição

Opel dá fim de linha do Insignia e Insignia Sports Tourer, que sai de linha fim do ano

Imagem
A Opel confirmou que o Insignia e o Insignia Sports Tourer vão sair d linha até o final deste ano. Produzido na unidade de Rüsselsheim, na Alemanha, a linha Insignia é o último resquício da GM ainda em produção. A Vauxhall foi a primeira a dar um fim de linha no modelo, já há alguns meses. A informação foi confirmada por um porta-voz da Opel, que disse a informação ao Business Insider . “Como resultado dos regulamentos de emissão de CO2 e o foco no rápido aumento dos três novos modelos multi-energia em Rüsselsheim, a produção do Insignia será eliminada este ano. Ele também acrescentou que a Opel quer ‘utilizar totalmente’” . A fábrica alemã ainda produz outros modelos como a linha Astra e Astra Sports Tourer e o DS 4. “Estamos trabalhando intensamente no sucessor do Insignia, que será eletrificado. A Opel está impulsionando a mudança para uma marca puramente elétrica até 2028 e está preparando o lançamento no mercado de vários modelos elétricos de última geração, incluindo um futuro ca

Stellantis terá 51 novidades até 2025 e vai crescer fornecedores em 70% na América do Sul

Imagem
A Stellantis confirmou que vai trazer cerca de 51 lançamentos na América do Sul e Central até meados de 2025. A informação foi confirmada por Antonio Filosa, CEO da Stellantis na América do Sul. “O [híbrido a] etanol é a melhor chance de descarbonização da frota sem desestruturar a indústria brasileira”, afirmou o executivo, que, entretanto, evitou revelar o cronograma de lançamento da tecnologia. É a melhor alternativa para o mercado brasileiro.” , disse Filosa. “Egoisticamente, também poderíamos ter um mercado maior para nossos veículos. O problema nessas regiões é a renda” , afirma o executivo ao Auto Indústria . Entre 2022 a 2025, a Stellantis deve trazer 51 novidades, sendo 28 reestilizações e sete modelos elétricos. A Stellantis ainda confirmou que quer aumentar a quantidade de fornecedores no Brasil e na Argentina até meados de 2026 em 70%, passando de 30 para 50 empresas, disse o executivo ao Automotive Business .  "Precisamos de mais produtos em nossas fábricas. E, para i

Stellantis comemora resultados no primeiro semestre na América do Sul, líder em 3 países

Imagem
A Stellantis confirmou que encerrou o primeiro semestre de 2022 na América do Sul, respondendo por 23,5% nas vendas de automóveis e comerciais leves. A Stellantis ainda foi líder nos três maiores mercados sul-americanos, como Brasil, Argentina e Chile. Só no Brasil, o grupo ítalo-franco-americano representa 288 mil unidades vendidas, equivalente a 33,6%. Na Argentina, foram 65 mil unidades entre janeiro a junho, com participação de 33,7% das vendas. No Chile, 25 mil unidades foram vendidas, com uma participação de 11,1%. No Brasil, a Fiat conseguiu 21,9% de Market Share com 187 mil unidades em seis meses. Líder há 18 meses no país, a Fiat posicionou três modelos entre os 10 mais vendidos: nova Strada, Mobi e nova Toro. A Jeep liderou com 20,7% de Market Share entre os SUVs, com 65,6 mil unidades no acumulado. O Jeep Compass está entre os 10 modelos mais vendidos no acumulado do ano, com mais de 31 mil unidades emplacadas. Já a Peugeot vendeu 21.687 unidades comercializadas no acumulado

Longo trabalho de reestruturação de portfólio e imagem, diz executivo sobre a Alfa Romeo

Imagem
A Alfa Romeo terá um árduo caminho pela frente em seu plano estratégico. Além de melhorar a sua imagem de uma marca com os clientes menos satisfeitos de acordo com uma pesquisa feita nos Estados Unidos pela J.D. Power, a marca ainda tem que lidar com o fato de um lineup reduzido e com vendas no mesmo patamar da Lancia, que vende apenas o envelhecido Ypsilon e apenas na Itália. O Tonale foi a primeira aposta dessa mudança e a marca ainda prevê um plano de eletrificação chegando. É muita coisa só. E a Alfa Romeo quer resgatar seu prestígio. Para isso, Damian Dally, Chefe da Alfa Romeo no Reino Unido, disse que em entrevista ao Autocar de que a primeira meta é dobrar as vendas até o final de 2023. Ao mesmo tempo, a italiana terá o cuidado de manter o status de uma “marca de emoção para uma marca racional”. Com o Tonale começando a ser vendido neste mês na Europa e um SUV compacto chamado de Brennero chegando em meados de 2024 (sendo o primeiro carro puramente elétrico da Alfa Romeo), a Al

Stellantis investe na unidade de Trenton, Michigan, EUA, na linha do motor V6 Pentastar

Imagem
A Stellantis anunciou um investimento na sai fábrica de motores de Trenton, Michigan, nos Estados Unidos. A unidade é responsável pela produção dos motores 3.6 V6 Pentastar que equipam uma série de modelos nos EUA e que já esteve no Brasil em alguns modelos como o Dodge Journey. De acordo com o grupo ítalo-franco-americano, um investimento de US$ 24,7 milhões deve ser feito na unidade para reequipar a fábrica com uma linha mais flexível de motores, que ganharão atualizações entre o final deste ano e o primeiro trimestre de 2023, enquanto a linha de produção dos motores atuais será desativada em alguns meses em favor destes atualizados V6. Apresentado em 2011 pela primeira vez, o motor ganhou seus primeiros ajustes em 2016, sendo redesenhado. Ele segue em produção até meados de 2023 desse modo, quando será substituído pela versão atualizada. Atualmente, a unidade norte-americana de Trenton possui 1.322 funcionários. Hoje, o motor 3.6 V6 Pentastar é usado por marcas como Chrysler, Dodge,

Europa: a partir de 2023, todo Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall terão sistema MHEV

Imagem
A Peugeot confirmou a estreia de um sistema híbrido-leve de 48V (MHEV) que se estenderá a toda gama de automóveis da Peugeot e também vai se expandir para os demais modelos e marcas da Stellantis. A partir de 2023, Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall vão aderir ao motor. A novidade será com o motor 1.2 PureTech Turbo de 130cv, que receberá um motor elétrico para a partida, recuperação de energia e auxílio, que funciona com um motor elétrico de 20cv. Com isso, ele terá uma pequena bateria de 0,8kWh junto de um novo câmbio automatizado de dupla embreagem de 7 marchas, desenvolvido pela Punch Powertrain. O primeiro membro da linha da antiga PSA com esse motor será o Peugeot 3008. Depois ele será adicionado aos demais carros do antigo grupo francês. O motor 1.6 PureTech THP também pode receber esse sistema, mas este está mais atrelado aos motores HEV e PHEV. Do lado ‘FCA’, a Stellantis também vai apostar no sistema e-Hybrid, que será mostrando em Jeep Renegade e Jeep Compass na Europa. O

Stellantis confirma investimento de 33 milhões de euros em seis centros pelo mundo

Imagem
A Stellantis confirmou um investimento de 33 milhões de euros em centros de testes globais para a engenharia. O investimento nesses centros faz parte do plano estratégico Dare Forward 2030 que prevê investimentos em áreas de segurança, aerodinâmica e outros. De acordo com a Stellantis, o investimento de 33 milhões de euros será investido em seis centros: Auburn Hills, Michigan, nos Estados Unidos, Chelsea, Michigan, Estados Unidos, Betim, Minas Gerais, Brasil, Belchamp, na França, Rüsselsheim, na Alemanha e Turim, na Itália. Esses investimentos, entre outros Capex de P&D, expandem a capacidade global da Stellantis de projetar o futuro da mobilidade, aceleram sua transformação em uma empresa de tecnologia de mobilidade sustentável e impulsionam a empresa em direção às metas do plano estratégico Dare Forward 2030, notadamente uma redução de 50% no emissões de carbono a partir dos níveis de 2021 até 2030 e emissões líquidas zero de carbono até 2038. As melhorias incluem o Orbassano Sa

Stellantis deve trazer condução autônoma de Nível 3 em meados de 2024, com a Valeo

Imagem
A Stellantis confirmou que trabalha no desenvolvimento da condução autônoma para seus carros. O grupo estaria trabalhando na condução autônoma de Nível 3, que será apresentada em meados de 2024. De acordo com informações, a Stellantis estaria cooperando com a Valeo, fazendo com que seus carros venham com um sistema de radar LiDAR da Scala. A condução autônoma de Nível 3 garante aos motoristas que podem desviar a sua atenção da estrada legalmente que o carro se conduz sozinho, mas, quando ordenado para voltar à condução, o motorista assim deve fazê-lo. A nova geração do sistema Scala desenvolvido pela Valeo vai ser ainda mais capaz que o sistema atual, confirmou o Automotive News Europe . A resolução do novo sistema será 12 vezes maior, com um ângulo de visão de 2,5 vezes maior e pode ter um alcance de visão três vezes mais longo, podendo ter uma capacidade de visão de 200 metros. Atualmente, a Mercedes-Benz possui permissão de vender seus carros com esse nível de condução. Isso garante

Postagens mais visitadas deste blog

Única Lamborghini Aventador Ultimae no Brasil está à venda, mas por R$ 8,7 milhões

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?

Lamborghini apresenta o novo Huracán Super Trofeo Evo 2, com evoluções aerodinâmicas e visuais

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Novo Chevrolet SS poderá ser nosso novo Chevrolet Omega!

SsangYong apresenta o Torres e espera que SUV marque recuperação da marca coreana

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Jeep Commander vai receber dupla de motores maiores, com o 2.0 Turbo e o 2.2 Turbo Diesel

Jeep já vende o novo Renegade com descontos para consumidores com CNPJ em até R$ 13.063