Postagens

Mostrando postagens com o rótulo CESVI

Volkswagen Nivus é o SUV mais fácil de reparar, de acordo com nova classificação do CESVI

Imagem
Considerado um dos maiores lançamentos de 2020, o Volkswagen Nivus chegou ao nosso mercado e já foi classificado pelo Centro de Experimentação e Segurança Viária (CESVI). O modelo foi classificado como o SUV compacto com o menor custo de reparabilidade do mercado. O estudo do CESVI Brasil analisa o preço de reposição de peças em caso de colisão leve, a fim de dar parâmetros para definição de valores de apólice de segurança e franquia, por exemplo. Segundo o CESVI, o Nivus conseguiu ter um custo de reparo 53% menor na dianteira que na média dos modelos concorrentes. Na traseira, esse custo de reparo consegue ser 86% menor que a média. Para desenvolver a classificação dos carros, o CESVI faz pequenos crash-tests com os carros em baixas velocidades, analisando as peças e determinando a facilidade do reparo. De acordo com o órgão, o Nivus teve boas notas no absorvedor de impacto (de propileno), a travessa de crash-box e a travessa inferior para proteção de pedestres como as peças funda

Mesmo antes do lançamento, Volkswagen T-Cross ganha prêmio em reparabilidade

Imagem
Antes mesmo de ser lançado oficialmente, a Volkswagen já tem um prêmio com o T-Cross. O SUV compacto conquistou o Prêmio Car Group de Reparabilidade do CESVI. Neste, o T-Cross conseguiu a nota 13, desbancando o Peugeot 2008, antigo líder da categoria. Outra boa notícia para quem pretende comprar o T-Cross quando ele começar a ser vendido é que este baixo número impacta na confecção do seguro do carro. “A Volkswagen tem o compromisso de oferecer cada vez mais veículos com excelente relação custo-benefício e valores reduzidos de reparo” , afirma o diretor de Pós-Vendas da Volkswagen do Brasil, Daniel Morroni. “Esse é um benefício direto para o consumidor, que terá a confiança no baixo custo de reparo e de revisões, além de longo período de garantia.” . Usando a mesma base do Virtus (que tem 9 centímetros a mais de entre-eixos), o T-Cross possui 4,19 metros de comprimento, 2,65 metros de entre-eixos e 1,56 metro de altura, com porta-malas que varia de 373 litros a 420 litros de capaci

CESVI Brasil revela os carros mais fáceis de reparar em 2018, com VW garantindo 7 prêmios

Imagem
O CESVI Brasil revelou os grandes vencedores da edição 2018 do Car Group, os carros que são mais baratos de reparar em caso de batidas e pequenos acidentes. A avaliação é responsável por verificar o custo e a facilidade de reparo dos carros em caso de acidentes leves a baixa velocidade (15km/h). Para saber a nota, o CESVI faz a realização de testes de impacto de baixa velocidade (15 km/h), com colisão de 40% da dianteira esquerda e 40% da traseira direita, de acordo com a Norma Internacional do RCAR (Research Council for Automobile Repairs). Na segunda etapa de avaliação, cada automóvel é encaminhado para a uma oficina especializada, onde é avaliada a extensão dos danos e a facilidade do reparo, bem como uma análise individual das peças envolvidas. É feito um cálculo que considera os custos da reparação dianteira e traseira, os tempos de substituição e a cesta básica de peças, gerando assim o índice CAR Group. As menores notas são as melhores avaliações. O CESVI Brasil (Centro de E

Volkswagen Polo e up! são os carros mais baratos de reparar na edição 2017 do CESVI no Brasil

Imagem
O CESVI Brasil divulgou a lista dos dez carros mais fáceis de reparar do mercado brasileiro. Avaliado pelo Car Group, o Brasil tem um novo modelo mais barato de reparar. Se antes era o up!, que liderou 2014, 2015 e 2016, agora o popular passa a dividir a ponta com o irmão Polo. O hatch na verdade obteve a nota máxima, com mesma pontuação do up!. A avaliação é responsável por verificar o custo e a facilidade de reparo dos carros em caso de acidentes leves a baixa velocidade (15km/h). Logo depois dos VWs, Toyota Etios Sedan, Citroën C3 e Chery QQ fecharam o Top Five. Para saber a nota, o CESVI faz a realização de testes de impacto de baixa velocidade (15 km/h), com colisão de 40% da dianteira esquerda e 40% da traseira direita, de acordo com a Norma Internacional do RCAR (Research Council for Automobile Repairs). Na segunda etapa de avaliação, cada automóvel é encaminhado para a uma oficina especializada, onde é avaliada a extensão dos danos e a facilidade do reparo, bem como uma anál

Novo Volkswagen Polo terá menor índice de reparabilidade e preços das revisões são revelados

Imagem
Enquanto não é lançado no Brasil, o novo Volkswagen Polo teve mais uma notícia revelada. O hatch deve ter o menor custo de reparabilidade e revisão no país. O hatch sequer foi lançado e conta com esse argumento de vendas, que até então era do irmão up!. Segundo o índice Car Group do CESVI, o hatch terá o menor custo de reparo do país ao lado do up!, com nota 10 no ranking. Para obter o índice de reparabilidade, o CESVI realiza uma batida a 15 km/h, que atinge 40% da dianteira esquerda e 40% da traseira direita, seguindo a norma internacional do Research Council for Automobile Repairs. Com o dano feito, o órgão analisa o custo do reparo, a cesta básica de peças e o tempo necessário para o serviço ser realizado. Segundo o CESVI, para reparar o Polo é preciso de R$3.574, o mesmo valor cobrado pelo up!, até então campeão do índice. O modelo que mais perto chega disso é o Chery QQ, com custo de R$4.379. Aproveitando o tema, a Volkswagen revelou o plano especial de revisões do Polo, com p

Volkswagen up! e Chery QQ são os carros mais fáceis de reparar testados pelo CESVI em Abril

Imagem
O CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária), revelou junto com o Car Group, os automóveis que são mais baratos de manter no mercado brasileiro. Os populares Volkswagen up! e Chery QQ foram os modelos mais baratos de reparar em caso de colisão, com notas 10 e 15 respectivamente. Vale destacar que as menores notas indicam que são mais fáceis de reparar. Segundo Car Group, as modificações feitas no desenho do Up! na linha 2018 provocaram uma melhora no teste de impacto em relação ao carro antigo, e com isso o custo de reparação baixou. Já o modelo montado pela Chery em Jacareí (SP) obteve índice 15, graças a aspectos como lanternas traseiras e tampa do porta-malas altas, e ao fato de que a Chery passou a vender separadamente itens que se danificavam nos impactos. O teste realiza impactos em laboratório com os carros andando a 15km/h contra barreiras fixas e atingem 40% da largura do carro, afetando o lado dianteiro esquerdo e o traseiro direito. Confira abaixo a tabela do mês

CESVI divulga resultados do menor índice de reparação com Volkswagen up! campeão pelo 3º ano seguido

Imagem
Como ocorre em todo ano, o CESVI Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária) divulgou o Car Group 2016 com a lista dos automóveis mais baratos de reparar no Brasil, avaliando os custos e a facilidade de reparos em cada segmento. Distribuído em 11 segmentos, a classificação chega a sua oitava edição e com o Volkswagen up! liderando pelo terceiro ano consecutivo. O hatch é campeão em cinco categorias, desde então: hatch compacto, com o up! (pelo terceiro ano consecutivo), compacto off-road e com o Cross up! (pelo segundo ano). Nesse ano, a Volkswagen ainda faturou o segmento de picape compacta cabine simples, com a Saveiro CS, picape compacta cabine dupla, com a Saveiro CD, e SW compacta, com a SpaceFox. Apenas quatro segmentos conseguiram ficar abaixo da nota 20: o Volkswagen up! com duas notas 10, o Toyota Etios Sedan com 17 e a Volkswagen SpaceFox com 18. “Em 2016, o CAR Group é anunciado com 11 categorias em vez das tradicionais 13 dos outros anos. As categorias hatch méd

Estreante, Chery se destaca em avaliação do CESVI na reparabilidade de QQ, Celer e Celer Sedan

Imagem
Depois de ter o melhor pós-venda da marca no mundo, a Chery Brasil fez sua estreia nas avaliações do CESVI. A marca se torna a primeira marca chinesa a participar do Ranking Car Group, com bons resultados. Apesar do baixo volume de unidades produzidos na fábrica de Jacareí (SP), a marca tem se destacado no pós-venda nos últimos anos. Segundo a avaliação, os destaques da marca foram na categoria Hatch Compacto, com os modelos New QQ e Celer hatch conquistando 4º e 6º lugares, respectivamente, superando concorrentes como o Novo Fiat Uno, Fiat Palio Fire, Novo Fiat Palio, Novo Volkswagen Gol, Toyota Etios Hatch, Renault Sandero, Chevrolet Onix e Ford New Fiesta. Enquanto isso, na categoria Sedan Compacto, o Celer Sedan alcançou o segundo lugar, desbancando os tradicionais Volkswagen Voyage e Chevrolet Prisma. Segundo Maurício Buzetto, gerente de Pós-Venda e Serviços da Chery Brasil, “É a primeira vez que modelos de uma montadora de origem chinesa fazem parte deste ranking, nestas categ

Carros com ESP de série cresceu 22,3% em 2015 e latinos americanos cresceram 49,4%

Imagem
As vendas podem ter caído em 2015, mas o número de automóveis com ESP como item de série cresceu. E isso é muito bom. Até poucos anos restrito apenas a automóveis de luxo ou importados, os nacionais passaram a oferecer ESP como item de série aos poucos. E tem se tornado cada vez mais popular nos últimos anos. O número de automóveis com ESP (Controle Eletrônico de Estabilidade) cresceu 22,3% em 2015. Segundo o CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária), “Desde o ano passado, temos notado um esforço maior por parte das montadoras em disponibilizar o ESP na produção dos seus modelos”. O levantamento levou em consideração 299 modelos de veículos (nacionais e importados) à venda no Brasil em 2015. Das 917 versões disponíveis no mercado, em 549 delas o ESP figurava como item de série. A efeito de comparação, apenas 499 eram equipadas com o sistema em 2014. E quando se compara automóveis produzidos apenas na América do Sul, a alta é ainda maior: cerca de 49,4%. Entre os estrangeir

CESVI cria um novo ranking para o mercado brasileiro, com custo de manutenção mais barata; Chevrolet Celta lidera!

Imagem
O CESVI BRASIL está divulgando mais uma lista para o consumidor brasileiro: dessa vez, dos carros com a manutenção mais em conta do mercado brasileiro. Diferente do Índice de Reparo Veicular, que analisa os preços de peças, o novo Índice de Manutenção Veicular (IMV) é um cálculo baseado em uma fórmula que soma os custos dos componentes das manutenções preventiva e preditiva e os custos de mão de obra. Para o lançamento do índice, o CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária), analisou 45 automóveis mais vendidos do país no último ano, de 2014. Esses veículos foram avaliados quanto ao custo de manutenção mecânica conforme dados fornecidos pelo fabricante. O estudo trouxe as peças que devem ser trocadas ao decorrer dos 100.000km, entre os principais sinais vitais do automóvel. No total, os automóveis foram avaliados em uma escala que vai de 10 a 60 pontos, dependendo do custo de manutenção. Nessa classificação, quanto menor o IMV, menor é o custo de manutenção mecânica do veíc

Mal recebido pelo mercado, Peugeot 2008 é o SUV Compacto com o menor índice de reparabilidade!

Imagem
Até o momento rejeitado pelo consumidor brasileiro, o Peugeot 2008 agora ganha mais um argumento de vendas. O SUV Compacto francês, que vende muito bem na França, é o melhor SUV Compacto na hora de reparar, segundo o CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária) Brasil. O Peugeot 2008 se tornou o mais fácil e barato de se reparar em caso de uma colisão, por exemplo. De acordo com os índices do CAR Group, o 2008 recebeu a nota 28, ficando com 14 pontos a menos que o segundo colocado (quem tiver a menor nota, melhor de reparar). Segundo o CAR Group, os veículos que tiverem a menor nota, também têm os valores de seguro mais vantajosos, já que o custo do reparo é utilizado como base para a tarifação de preços pelas seguradoras. A escala vai de 10 a 60, ou seja, o 2008 ficou abaixo da média, que é 35 pontos. A Peugeot anuncia que o 2008 tem 3 anos de garantia total e pacote de peças e serviços com preços fixos e mão de obra inclusa. Mesmo assim, o 2008 segue patinando nas vendas, c

CESVI avalia carros com melhor visibilidade do Brasil; destaque para Audi A7 e Land Rover Range Rover Sport!

Imagem
O CESVI BRASIL divulgou ontem (30/06) o ranking dos melhores carros no quesito visibilidade. O poder do condutor de observar o máximo possível em seu redor foi o principal fator levado em consideração pelo órgão. Foi levado em conta a visibilidade frontal, lateral e traseira, sendo as duas últimas auxiliadas pelo retrovisor interno e externo. Com foco na escolha dos veículos mais seguros dentro deste critério, o CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária) criou o Índice de Visibilidade, que dá uma nota que varia entre 0 a 5 estrelas para os veículos com menor área de pontos cegos. Quanto maior a nota, melhor a visibilidade. Para o teste, o CESVI demarcou uma área igual para todos, onde foram posicionados objetos-padrão de cada área. As medições das áreas frontais foram realizadas com um obstáculo de aproximados 110cm de altura, que simula postes e tem altura aproximada de uma moto. Já para a análise da visibilidade traseira do veículo, é utilizado um obstáculo de 60cm

Chevrolet Cruze e Nissan Sentra são os carros mais difíceis de roubar, segundo CESVI; outros 7 são fáceis de ser alvos!

Imagem
O CESVI levantou um estudo para saber qual carro é o mais difícil e mais fácil de ser roubado no Brasil. Segundo o CESVI (Centro de Estudos e Segurança Veicular), os sedãs médios Chevrolet Cruze na versão LTZ e o Nissan Sentra são os "carros menos susceptíveis a furtos do Brasil" . Segundo o órgão, que teve base no Índice de Furto e leva em consideração a disponibilidade/qualidade dos dispositivos de segurança de série nos veículos, que inclui: chaves codificadas, imobilizadores, localização da bateria, trava de coluna de direção, alarme e vidros laterais laminados. Ambos receberam nota 4,5 na avaliação, sendo 5 a nota mais alta. Gabaritar a pesquisa só não foi possível porque nenhum deles possui vidros laterais laminados. Segundo o CESVI, esse tipo de vidro leva 8x maior tempo para que o ladrão tente roubar o veículo, quando comparado ao vidro temperado. Por outro lado, os carros menos seguros são 7: Chery QQ, Chevrolet Classic, Fiat Uno, JAC J5, Chevrolet Celta, Toyota E

Volkswagen Cross Up! consegue reduzir ainda mais a nota do Up! em reparação, segundo CESVI!

Imagem
O CESVI e o Car Group realizaram mais um teste para ver as notas dos modelos mais fáceis de reparar no mercado brasileiro. A versão aventureira do Up!, a Cross Up!, a última a chegar ao mercado brasileiro no segundo semestre de 2014, recebeu a melhor nota que o CESVI já recebeu: nota 10, diminuindo a nota 11 do Up! nas versões civilizadas, como a versões Move, Take, High e o trio Black, White e Red Up!, que receberam a mesma nota 11. O CESVI é uma entidade independente mantida pelas seguradoras de veículos e pelas montadoras de automóveis. Recém lançado no mercado, o modelo teve classificação 10, a melhor possível de uma escala de 10 a 60, em relação ao custo e ao tempo necessários para realizar o reparo. Atualmente, o Cross Up! custa R$40.790 com câmbio manual e por R$43.840 com transmissão automatizada I-Motion. Assim, o hatch popular aventureiro consegue a melhor nota que a entidade já teve, mostrando que a versão mais cara do Up! possui bom índice de reparabilidade e custo para

Segundo pesquisa do CESVI, 85% dos carros mais compactos não possuem ESP como item de série!

Imagem
Segundo uma pesquisa recentemente feita pelo CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária), a maioria dos carros nacionais mais populares não trazem o ESP (Eletronic Stability Program - Controle de Estabilidade) como item de série. Esse sistema evita derrapagens e deslizamentos em saídas bruscas em curvas, útil também em pisos de baixa aderência, onde o ESP identifica a roda que está destracionando e evita seu escorregamento, fazendo com que o veículo se movimente mais facilmente do que em carros sem o sistema, evitando acidentes. Foram verificados os 297 modelos a venda no Brasil e 940 versões, sendo que destes, 47,8% das versões possuem o item de segurança, ou seja, apenas 449 apresentam como item de série. No segmento de populares e compactos, por exemplo, 85% dos modelos avaliados não apresentam o item na lista e nos médios, 63% também não tem o ESP. Entre os Sedãs Compactos, apenas 6% dos modelos tem o item e 57% dos Sedans Médios já tem o ESP em suas versões. Sedãs de Lu

Novo Volkswagen Fox possui menor custo de reparabilidade do seu segmento, segundo CESVI!

Imagem
Além do Up! ser o carro mais barato de ser reparo no segmento e o mais barato da história do CESVI (Centro de Estudos de Segurança Viária), a Volkswagen agora leva outro feito. O renovado Fox possui o menor custo de reparabilidade entre os hatchs compactos em caso de colisão, comprando aos rivais da mesma categoria. Com nota 15 (quanto mais baixa, melhor a nota) no Car Group, estabelecido pela entidade de pesquisas independentes, o Fox se tornou um dos carros mais fáceis de se reparar no mercado brasileiro. Os testes se baseiam nos de impacto em baixa velocidade feitos pelo CESVI, que avaliam a extensão dos danos e a facilidade de reparo após uma colisão a 15km/h. Lançado em Agosto,o "novo" Fox recentemente ganhou suas versão aventureira repaginada, além da station, que chega renovada em breve ao mercado. Com novas tecnologias como o motor 1.6 16v Flex MSI capaz de entregar 120/110cv de potência, pode ser equipado com câmbio manual de 6 velocidades ou com câmbio automatiza

CESVI divulga novo ranking de modelos com menor custo de reparação! Volkswagen Up! é destaque!

Imagem
O CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária) é um centro de pesquisas que avalia quais são os carros mais baratos de se reparar no Brasil, divulgou a lista do Prêmio CAR Group de 2014, com menor custo de reparação em caso de colisões. A nota mais baixa de todo o levantamento foi novamente do Volkswagen Up!, com índice 11, o menor já avaliado pelo CESVI desde que começou a avaliar carros. O prêmio da Volkswagen foi na categoria de Hatch Compacto, que conseguiu ainda, levar nas Picapes Compactas com a Saveiro com índice 25 e a SpaceFox com a categoria Stations, com índice 28. Já a Suzuki levou dois prêmios, um na categoria Hatch Médio Off-Road com o SX4 ao ter o índice 41 e outro com o Jimny no Utilitário Esportivo Off-Road com índice 36. Além das duas marcas já citadas, a Toyota conseguiu a nota mais baixa do levantamento com o Etios Sedan na categoria de Sedãs Compactos com índice 14. Lembrando que os menores índice são os que levam os prêmios em suas categorias. Além

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Fiat Toro recebe motor 1.3 Turbo em todas versões e catálogo vaza antes da estreia

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Investimentos da Renault estão congelados para os substitutos de Sandero e Logan

Novo Citroën C3 Sporty deverá ser lançado em outubro no Brasil, antes da Índia

Nova Chevrolet Spin não deve ser baseada no Orlando, como era estipulado