Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Governo

Toyota confirma que recebeu subsídios do governo japonês para investir em baterias

Imagem
Contra a BYD, Toyota consegue subsídios do Japão para marca conseguir trabalhar com baterias para carros elétricos em cerca de US$ 853 milhões A Toyota confirmou que recebeu incentivos do governo do Japão, por meio do Ministério da Indústria do Japão, um subsídio de 120 bilhões de ienes, cerca de US$ 853 milhões para a Toyota Group expandir a produção de baterias para veículos elétricos, numa tentativa de frear o domínio dos chineses. De acordo com as primeiras informações, esse investimento também quer fomentar a produção de baterias de elétricos no Japão e reduzir o custo e o risco de depender do componente de outros mercados. De acordo com o jornal Nikkei Asia , o Ministério da Economia, Comércio e Indústria definiu que as baterias de carros elétricos sejam cruciais para a segurança econômica do Japão e esse setor pode receber investimento em cerca de 330 bilhões de ienes de um orçamento fiscal para apoiar o setor nos próximos anos. Além da China, o Japão também começa a se movime

Arábia Saudita confirma investimento na HiPhi, da Human Horizons, em 5,2 bilhões de euros

Imagem
Human Horizons consegue investimento da Arábia Saudita com investimento de 5,2 bilhões de euros, que serão destinados para a marca HiPhi A Human Horizons, grupo que possui a marca HiPhi, confirmou que recebeu um investimento da Arábia Saudita. De acordo com o Ministério dos Investimentos da Arábia Saudita confirmou um investimento de 5,2 bilhões de euros na marca chinesa. Esse investimento vai ajudar a financiar o desenvolvimento de veículos elétricos, que atualmente conta com o X, Z e Y. Todos eles possuem um design diferente do comum, com portas que se abrem para cima ou com um design que realmente é muito fora da curva, como é o Z (acima). Esse investimento será feito para a chegada de novos carros elétricos, para o desenvolvimento de novos produtos. A empresa, lançada em 2017 em Xangai, na China, já vende seus carros na Europa e prepara uma nova linha de produtos. A HiPhi confirmou que trabalha no desenvolvimento, produção e comercialização de veículos a bateria e que essa invest

InMetro confirma que vai cortar autonomia dos carros elétricos em 30% no ciclo PBEV

Imagem
InMetro confirma corte em 30% da autonomia dos BEVs no Brasil em atualização dos requisitos de avaliação do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) O InMetro confirmou que vai fazer uma atualização nos requisitos para avaliação de consumo energético e emissões dos veículos que integram o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV). Desde o ano passado, foi anunciado um corte de 30% na autonomia dos carros elétricos em nosso mercado, sendo essa uma das principais atualizações. A incorporação de ensaios específicos de veículos a bateria é baseada nas normas da ABNT e SAE (Society of Automotive American Engenieers). Esse rigor nas autonomias serve para atender parâmetros de cálculo emitido pelo veículo. Esse corte também segue o padrão estabelecido pelo Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE/Ibama). Com isso, a autonomia dos carros elétricos será cortada nas etiquetas que estão presentes na hora da aquisição dos veículos nas concessio

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

Imagem
Tata quer erguer uma fábrica própria de baterias para veículos elétricos para os futuros elétricos da Jaguar e Land Rover no Reino Unido, destaca imprensa A Jaguar-Land Rover (JLR) confirmou que em breve deve se tornar uma empresa puramente de veículos elétricos, o que vai acontecer nos próximos anos. O movimento começa primeiro com a Jaguar, que vai se tornar puramente elétrica e vai se despedir de todo o portfólio atual em alguns meses. No outro lado, a Land Rover também começa seus movimentos de ter seus elétricos com a divulgação das primeiras imagens teaser do Range Rover Electric, que será apresentado dentro de alguns meses. Para suportar essa produção de elétricos, a JLR deve ganhar uma nova fabrica destinada apenas para a produção de baterias para os veículos da Jaguar e Land Rover. Essa fábrica, de acordo com as primeiras informações, estava cotada para ser erguida na Espanha, mas uma mudança de planos pode acabar trazendo a unidade para o quintal das marcas inglesas. Isso p

Volkswagen vende todas as suas operações da Rússia, inclusive a sua fábrica de Kaluga

Imagem
Volkswagen finalmente vende a sua fábrica de Kaluga, na Rússia, que ainda era o último elo dos alemães; venda acontece para um dos fornecedores locais da marca Lá se foram dois anos desde o início da guerra entre Rússia e Ucrânia. E, desde então, uma série de sanções econômicas foram impostas sobre um dos maiores países do mundo, fazendo com que uma série de marcas de automóveis deixassem o país de portas abertas para a chegada de uma série de outras marcas chegarem: as chinesas. Agora, a Volkswagen enfim conseguiu vender a sua fábrica de Kaluga, onde produzia automóveis e exportava outros para mercados vizinhos. Na Rússia, a Volkswagen decidiu que era o momento de vender suas operações e subsidiárias do país. A venda aconteceu para um dos seus fornecedores locais, a Avilon. Com sede em Moscou, a Avilon era um dos maiores grupos concessionários da marca na Rússia e tudo indica que a venda da unidade fabril tenha girado ao preço de 125 milhões de euros para a aquisição do que era uma

Kia quer produzir elétricos no México e confirma a produção de dois novos produtos

Imagem
Kia confirma investimento na fábrica de Nuevo León, no México; investimento permite que a marca tenha produtos elétricos na unidade mexicana em breve  A Kia confirmou que trabalha em um plano de eletrificação em vários mercados do mundo, não só com a produção de elétricos na Coreia do Sul ou nos Estados Unidos. O próximo país a receber a eletrificação fabril da marca é o México, na fábrica de Pesquería, estado de Nuevo León. Os planos foram confirmados por funcionários da Kia México depois da visita do Governador de Nuevo León, Samuel Garcia, visitar a fábrica e confirmar o investimento da sul-coreana em uma fábrica de eletromobilidade. “Hoje é a hora de Nuevo León. Dizemos isso com muito orgulho e estamos muito felizes que a Kia faça parte disso. investir, a mobilidade que devemos ter sempre para que todos tenhamos uma melhor qualidade de vida” , afirmou Garcia. O Governador ainda confirmou que a unidade será a responsável por cumprir uma série de objetivos de transição da indústria

Stellantis pode deixar de produzir no Reino Unido por conta de acordos comerciais do Brexit

Imagem
Stellantis cogita fechar fábricas no Reino Unido se ajustes do Brexit relacionados a acordos comerciais existentes não forem mantidos com União Europeia A Stellantis teve que ir a público dizer que vai estudar a sua permanência no Reino Unido com a produção de veículos para o mercado local e principalmente para exportação. De acordo com o grupo ítalo-franco-americano, a Stellantis pode ser mais um grupo a deixar de produzir no Reino Unido por conta do Brexit. O alerta fez com que políticos e milhares de funcionários das fábricas ficassem em alerta. A Stellantis pede pela manutenção que o acordo comercial com a União Europeia seja mantido, a um estilo que o Brasil e México possuem. O acordo comercial não teria imposto de importação, nem de produtos feitos na União Europeia e que chegam no Reino Unido e muito menos daqueles produzidos no Reino Unido e exportados para os demais mercados da Europa. Isso afetaria principalmente as multivans e vans de Opel/Vauxhall, Citroën e Peugeot, que

Greve no IBAMA se arrasta e 'prende' mais de 30.000 importados nos portos do Brasil

Imagem
IBAMA em greve afeta cerca de 30.000 unidades de veículos em portos do país que aguardam emissão de licenças ambientais para permitir entrada no país  Depois da crise em algumas fábricas no Brasil, com interrupções na produção de alguns modelos, agora o problema é outro. É o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente – o IBAMA, que entrou em greve. De acordo com o órgão, isso vai afetar toda a importação de veículos em nosso país e já existem cerca de 30.000 unidades que aguardam a entrada no país. Todo carro importado ao desembarcar no Brasil precisa da emissão de licenças ambientais que atestam o enquadramento dos carros nos padrões exigidos pela nossa legislação. Com três meses de greve, isso vai afetar diretamente o estoque de marcas que importam veículos ao nosso país, de todos os países do mundo. Ou seja, não afeta apenas marcas que não possuem fábricas no Brasil, mas todas as empresas que possuem veículos produzidos em outros países – inclusive de mercados vizinhos como a Argentina

Chevrolet retoma a produção na fábrica da Argentina de Alvear, Santa Fé, com o Tracker

Imagem
General Motors retoma a produção na fábrica de Rosário, em Alvear, na Argentina; unidade é a responsável pela produção compartilhada do Tracker A General Motors confirmou que retomou a produção na fábrica argentina de Alvear, na província de Santa Fé, na Argentina. A unidade fabril é responsável pela produção do Tracker e deve se despedir em breve da produção de Cruze e Cruze Sport6. Com isso, o SUV compacto será o único produto até o momento a ser feito na fábrica vizinha. A fábrica tinha ficado fechada por três meses, onde apenas a unidade de São Caetano do Sul (SP) ficou produzindo o Tracker, já que a produção é compartilhada nas duas fábricas. O motivo da suspensão na unidade argentina se deu por conta da falta de componentes, onde vários fornecedores da General Motors na Argentina interrompeu a entrega de autopeças por conta da dívida que foi acumulada no exterior. Esses fornecedores se endividaram em dólares, por conta de uma sugestão do então Ministro da Economia do Governo Fe

Citroën já vende C3 AirCross para Pessoas com Deficiência, com as versões Feel e Feel Pack

Imagem
Citroën já vende a C3 AirCross com desconto de IPI e ICMS nas versões Feel e Feel Pack no mercado; modelo tem preço inicial de R$ 109.990 A Citroën apresentou a nova geração do C3 AirCross no final do ano passado, mas já vende a novidade para um público muito importante que é o foco da marca francesa: Pessoas com Deficiência (PcD). De acordo com a marca, o modelo será vendido com descontos de IPI e ICMS em duas configurações de cinco lugares, sendo a Feel e a Feel Pack. As condições para PcD inclui isenção de imposto que reduz o preço para os interessados. Com isso, a C3 AirCross, que tem preço de tabela de R$ 112.990 (R$ 109.990 vendida no e-Commerce), será vendida com valor de R$ 101.967, um desconto de R$ 11.023. Já a versão Feel Pack é vendida com preço de tabela de R$ 119.990, mas será vendida com desconto de R$ 11.706. A versão Shine, topo de linha, é vendida por R$ 129.990, mas será comercializada com preço de R$ 117.308, R$ 12.682. Por mais que esteja fora do teto de R$ 120.0

Reforma tributária, incentivos e impostos de importação geram críticas entre montadoras

Imagem
Medidas do Governo Federal mais desagradaram que agradaram parte das montadoras, enquanto imposto de importação volta a ser cobrado para eletrificados  O Governo Federal tomou medidas que não agradaram muito algumas montadoras em nosso mercado, com duas medidas diferentes que tomou no ano passado. A primeira delas foi a Reforma Tributária, que manteve os benefícios fiscais para as regiões do Nordeste e Centro-Oeste, como forma de fomentar essas regiões com unidades fabris. Com a PEC 45, da Reforma Tributária, aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, garantiu que as montadoras instaladas no Nordeste ou no Centro-Oeste tenham alguma vantagem frente às regiões Sudeste e Sul, por exemplo. Com a maioria das fábricas do país, essas duas regiões de apuseram à renovação dos incentivos fiscais para Nordeste e Centro-Oeste. General Motors, Toyota e Volkswagen lideraram um manifesto a favor da reforma tributária, mas contra os parágrafos que tratam dos incentivos region

GWM demonstra interesse no hidrogênio no Brasil e fecha parceria com Governo de SP

Imagem
Great Wall Motors e Governo de São Paulo fecham parceria para promover veículos comerciais abastecidos com hidrogênio a partir de fontes renováveis como etanol A Great Wall Motors (GWM) e o Governo do Estado de São Paulo confirmaram uma parceria em Iracemápolis (SP) para o desenvolvimento de projetos para a introdução de frotas movidas a hidrogênio no estado. O complexo automotivo vem recebendo reformas antes de começar a operar, ainda neste ano. Lá, a unidade terá capacidade de produzir 100.000 unidades ao ano e gerar cerca de 2.000 empregos diretos até 2025. Para celebrar o investimento da GWM, Tarcísio de Freitas, Governador de São Paulo, realizou uma visita na unidade. “São Paulo quer ser líder no processo de transição energética. Temos um grande potencial do estado no etanol, que é a ponte para termos veículos movidos a partir de hidrogênio e que vão ser muito viáveis na questão de carga. Será uma revolução no transporte brasileiro, a tecnologia está aí e, com uma dose de incent

Skoda Fabia corria risco de sair de linha em 2025 por conta do Euro 7, mas ganha sobrevida

Imagem
Skoda Fabia atual poderia ter um ciclo de vida útil bem curto se fosse forçado pelo Euro 7, saindo de linha já em 2025; atual geração foi lançada em 2021 A Skoda viu o Fabia de atual geração quase partir dessa para uma melhor em questão de poucos anos. Lançado em 2021, a atual quarta geração poderia ser forçada a sair de linha já em 2025 por conta de regras mais rígidas do Euro 7, que seria implementado no mesmo ano. O hatch só conseguiu respirar aliviado com um relaxamento das regulamentações de emissões na Europa, que vai permitir que ele tenha um ciclo de vida útil normal e sobrevivendo até a segunda metade desta década – que é a previsão. Isso porque o Euro 7 vai exigir que as montadoras, na Europa, tenham catalisadores eletrônicos aquecidos eletricamente e novas tecnologias de diagnostico de placa, que eleva o custo de produção a níveis bem altos, o que vai afetar duramente modelos compactos que tem, em um dos seus atrativos, o preço. Segundo Klaus Zellmer, em entrevista para a

BYD Song Plus e Jeep Commander aparecem em versões policias durante evento no país

Imagem
BYD Song Plus e Jeep Commander estão em fase de testes para futuramente serem integrados a frotas da Polícia Militar do Estado de São Paulo A Polícia Militar do estado de São Paulo parece estar testando dois novos veículos que poderão ser usados como viaturas posteriormente. Durante a maior e mais importante feira de defesa e segurança da América Latina, realizada em Rio Centro (RJ), foram avistados e apresentados novos veículos que podem ser usados na corporação futuramente. No caso da BYD, o Song Plus foi apresentado com todos os acessórios que transformam um veículo em uma viatura. O SUV híbrido recebeu a identidade visual da Polícia Militar e com sinalizadores. Ele ainda ganhou sirene e LEDs estroboscópicos e cela no porta-malas, que o deixam pronto para o policiamento ostensivo e demais atividades de prevenção. “Este é um segmento muito importante do mercado brasileiro, que a BYD está entrando com muita intensidade e força total. Temos tanto a proposta de veículos elétricos, com

Stellantis apoia a volta dos 'carros populares', mas sem definição de como aconteceria

Imagem
Stellantis parece estar interessada em proposta do governo para criar um novo plano de carro popular, mas a pergunta é: isso ainda é possível nos dias de hoje? Recentemente, tivemos em nosso mercado uma aposta de redução nos impostos para carros de até R$ 120.000 em nosso mercado como uma forma de promover a indústria. No entanto, para a Stellantis, isso pode ir além. De acordo com informações ditas por Antonio Filosa, CEO da Stellantis na América Latina, confirmou que estaria interessado que o Governo Federal pleiteasse um plano de carro popular no Brasil, algo que já aconteceu na década de 1990, quando os motores 1.0 se tornaram populares. Filosa desejaria que esse novo plano de carro popular trouxesse um regime tributário especial, garantindo alíquotas menores para segurar o preço mais baixo, além de uma maior oferta de crédito para a compra destes veículos e exigência específicas de segurança e tecnologia para evitar que os carros tenham um alto conteúdo obrigatório que encarece

GAZ cobra Volkswagen AG por quebra de contrato na Rússia e pede US$ 348 milhões

Imagem
GAZ Group entra com processo contra a VAG contra a saída do grupo alemão do mercado russo por quebra de contrato; executivo da Porsche quer ajudar Rússia  A Volkswagen AG (VAG) confirmou que saiu da Rússia ano passado, junto com uma série de marcas que saíram do país a partir do momento que foi instaurado o embargo contra o país. Agora, a GAZ Group, Fábrica de Automóveis Gorky, entrou em uma ação judicial contra a VAG para reaver US$ 347,7 milhões em taxa atuais por quebra de contrato. Isso porque a Volkswagen tinha um contrato com a GAZ para a produção de veículos, de acordo com informações da Agência Reuters . Com a decisão do governo russo em iniciar uma guerra contra a vizinha Ucrânia, a saída da Volkswagen se tornou algo bastante inevitável. De acordo com GAZ, a saída da Volkswagen da linha de produção colocou a empresa em risco financeiro, pedindo uma indenização no valor de US$ 191 milhões por conta da parada de produção em Nizhny Novgorod. Em contrapartida, a Volkswagen alega

Europa permite combustível sintéticos no pós-2035 em carros, desde que não emita CO2

Imagem
Carros com motor sintético vão poder continuar em linha na Europa depois de 2035, após Itália e Alemanha ganharem apoio; combustíveis terão que ser neutros em CO2 A União Europeia confirmou que vai conseguir deixar que a indústria europeia consiga manter os motores a combustão em linha, desde que eles sejam abastecidos com combustíveis sintéticos livres de emissões de poluentes. Após muitas discussões, a Alemanha ganhou um ponto que vai permitir o desenvolvimento e vendas desse tipo de veículo após o ano de 2035, que será o último para muitos motores a combustão. Além da Alemanha, o pedido também conta com países como Itália, República Checa, Eslováquia, Polônia, Romênia e Hungria. Vale destacar que países como Alemanha e Itália são os que estavam pedido para que ao menos esse tipo de combustível pudesse ser usado, visto que tem marcas como Porsche, Ferrari e Lamborghini, por exemplo, confirmou a Agência Reuters . Com isso, a União Europeia criou uma categoria de veículos de vão usar

Renault critica União Europeia e diz que ninguém quer mais desenvolver carros ICE

Imagem
Renault critica decisão da União Europeia de poder adiar a norma que permite vender carros a combustão na região para além de 2035: "ninguém vai desenvolver ICE" A Renault parece ser uma das marcas que já aceitaram muito bem que seu futuro será de modelos elétricos. No entanto, a União Europeia estuda formas de permitir que as vendas de modelos a combustão (ICE), possam ir além de 2035. Essa é a data limite para vender qualquer tipo de carro a combustão no Velho Continente. No entanto, há quem acredita que a região possa adiar essa decisão. E isso, claro, pesou negativamente para uma série de montadoras que já realocaram seus investimentos. Enquanto as leis ‘Euro’ vem progredindo cada vez mais, a União Europeia queria que apenas um seleto grupo de marcas continuassem com carros a combustão: as super e hiperesportivas. O time de quem queria adiar veio do Parlamento da Alemanha, pedindo que carros com motores de combustível sintético fossem desconsiderados dessa medida. De ac

Scout recebe investimento de US$ 1,3 bilhão para erguer sua fábrica nos Estados Unidos

Imagem
Scout recebe incentivos de US$ 1,3 bilhão para a construção da fábrica da Carolina do Sul do governo dos EUA; produção vai começar em 2026 com picape e SUV  A Scout vai receber um grande incentivo para a construção da sua fábrica nos Estados Unidos. O investimento será de US$ 1,3 bilhão para a construção da fábrica em termos de benefícios para a construção da fábrica de Columbia, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos. A nova fábrica vai ser erguida a um custo de US$ 2 bilhões e terá capacidade de ter 4.000 funcionários diretos, com uma capacidade produtiva de 200.000 unidades ao ano. Com isso, a VAG terá o investimento de US$ 700 milhões na fábrica na unidade que será erguida em Blythewood, arredores de Columbia. De acordo com o Presidente-Executivo da Scout, Scott Keogh, a VAG estudou cerca de 74 locais nas áreas do sul, centro-oeste e oeste dos Estados Unidos em busca da melhor região, destacou Keogh ao Automotive News . O pacote de incentivos foi sancionado pelo Governador do est

Postagens mais visitadas deste blog

Lynk & Co registra imagens de patente do sedã 07, que contará com motor híbrido EM-P

Nissan lança o reestilizado Sentra no Brasil, com melhorias, e parte de R$ 156.390

Mitsubishi lança a série especial Legend Black do Pajero Sport no Brasil por R$ 415.990

BYD lança oficialmente o King no Brasil com motor híbrido plug-in por R$ 175.800

Toyota confirma que recebeu subsídios do governo japonês para investir em baterias

Lexus registra em patente o nome 'RZ F', que pode prever uma versão esportiva do SUV

Volkswagen revela as primeiras imagens teaser da nova Amarok e inicia produção na Argentina

Nio registra informações em patente do ET5 e ET5 Touring com bateria sólida de 150kWh

Volkswagen inicia as vendas do Nivus Sense também para pessoas físicas por R$ 119.990

RAM 1000 começa a se despedir dos mercados vizinhos em favor da novata Rampage