Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Governo

Ferrari e Lamborghini podem conseguir brecha nas leis de emissões de poluentes na Europa

Imagem
Com a regulamentação do fim dos motores a combustão na Europa a partir de 2035, algumas empresa de carros de produção limitada, como Ferrari e Lamborghini, se opuseram com as leis de eletrificação. A Itália tem pedido leis mais brandas ou isenções para algumas marcas, querendo proteger empresas como Ferrari, Lamborghini, Maserati, Pagani e outras empresas italianas de super ou hiperesportivos. A Itália estaria buscando uma maneira de afrouxar as regras de emissões de poluentes e suas fabricantes de carros de alto desempenho veio de Roberto Cingolani, Ministro da Transição Ecológica da Itália, em entrevista ao canal TV Bloomberg. Esse afrouxar das regras pedido pela Itália seria um pedido para que carros de esportivos não fossem afetadas ou que essas marcas poderiam manter a produção de motores de combustão, mas com uma escala limitada. “Esses carros precisam de uma tecnologia muito especial e de baterias para a transição. Um passo importante é que a Itália fique autônoma na produção de

Xiaomi registra divisão de automóveis e deve começar desenvolvimento do seu automóvel

Imagem
A Xiaomi enfim deve criar a sua marca de automóveis na China. A empresa de eletrônicos confirmou que deveria investir na sua marca, chamada de Xiaomi EV Company Limited, sendo uma empresa apenas de carros elétricos. A empresa ainda confirmou que está regulamentando a abertura da sua divisão de automóveis, que começou no último dia 1º de setembro, conforme a imprensa chinesa. A empresa vai começar com um aporte financeiro de 10 bilhões de yuans, cerca de R$8,1 bilhões. Assim, o desenvolvimento do primeiro carro começa em breve, visto que toda a documentação já está definida e os documentos estão aprovados para o novo empreendimento. Em recente entrevista, o Presidente do Grupo Xiaomi, Wang Xiang, destacou que a marca já tinha recebido cerca de 20.000 currículos, que vão ser escolhidos cuidadosamente. Atualmente, a divisão de automóveis começou com um quadro de 300 funcionários, sendo que a Xiaomi confirmou que tem à sua disposição cerca de 16 mil engenheiros que utiliza em outras divisõ

Isenção de IPI para PcDs pode ser aprovada até o final de 2026 com uma nova medida

Imagem
O Governo Federal deve adiar a isenção de IPI reduzido para carros de até R$140.000 no Brasil. A medida, que está programada para valer até 31 de dezembro, pode ser estendida até 31 de dezembro de 2026. A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência aprovou o Projeto de Lei 5149/20 aprovou a medida que prevê que o desconto seja praticado no prazo de cinco anos extras. As pessoas com deficiência auditiva também pode ser novamente inseridas como Pessoas com Deficiências (PcD), depois do veto de descontos para esse tipo de pessoa por motivos não declarados, apesar de claramente serem enquadrados como pessoas PcDs. Agora, o projeto deve percorrer um caminho até ele ser aprovado com uma nova sanção por parte do presidente. Antes, ele deve ser aprovado pela Câmera dos Deputados, e a medida foi pedida pela Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, Finanças e Tributação e a Constituição e Justiça e de Cidadania. A lei permite que os consumidores de automóveis podem adquir

Governo estadual vai buscar compradores para a fábrica da Troller em Horizonte, no Ceará

Imagem
FOTO: Sedet Ceará Mesmo após o golpe da Ford e o banho de água fria que deu em interessados em comprar a fábrica e na compra da Troller, o Governo do Ceará confirmou que deve continuar procurando um novo dono para o prédio onde o T4 era produzido. A unidade de Horizonte (CE) deve ser fechada depois de novembro e o terreno que foi doado pelo Governo do Ceará deve ser vendido. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Ceará (Sedet), confirmou que "busca pela continuidade da fábrica para o desenvolvimento do município de Horizonte e a manutenção dos empregos" . Apesar disso, o Governo do Ceará ainda se posicionou sobre a medida da Ford Group de simplesmente encerrar a marca e não ceder tanto a Troller como o T4 para um novo interessado. “Continuaremos firmes na busca de entendimentos para que a Ford reflita que esta posição tomada pela matriz é indesejada por nós. A marca Troller não é mundial, foi criada por cearenses! Esperamos que a Ford americana e a do

Ceará quer sediar uma fábrica da Great Wall; secretário foi até China apresentar estado

Imagem
A Great Wall se aproximou do mercado brasileiro desbravando o mercado por conta de Anderson Suzuki, Executivo da Great Wall no Desenvolvimento de Produto e Marketing na América do Sul. Embora os rumores apontem que a montadora fechou com a Daimler por conta da fábrica de Iracemápolis (SP), o estado do Ceará se candidatou a receber uma fábrica da marca. Em junho, o Secretário de Relações Internacionais do Estado do Ceará visitou a China e foi até a montadora com sede em Baoding, na província de Hebei. Ribeiro foi enviado para chamar atenção de uma montadora chinesa para se instalar na nova Zona de Processamento de Exportação (ZPE) no Complexo Portuário de Pacém (CE). “Apresentamos o Ceará, com a sua estrutura de Zona de Processamento de Exportação (ZPE) e os diferenciais do Estado para receber investimentos internacionais como uma opção no país. É uma estrutura fantástica de muita inovação e tecnologia que agregaria bastante ao Estado” . Ainda não se sabe o rumo que as conversas tomaram

Surge detalhes de como Governo Federal pode reduzir impostos de carros vindos da Europa

Imagem
Surgiu as primeiras informações do Ministério das Relações Exteriores do Brasil com seu plano de redução de imposto de importação por conta da parceria entre Mercosul e União Europeia. O documento revela que para o segmento de automóveis, cria-se uma cota anual de importação de automóveis com imposto reduzido pela metade. O Brasil terá o direito de importar anualmente cerca de 32.000 unidades de veículos com tarifa de importação de 17,5%, válido por sete anos. Passando este prazo, a tarifa deve começar a ser reduzida até chegar a zero nos próximos oito anos. Mas como assim? A partir de 2028, a taxa seria reduzida para 14,18%, caindo para 10,83% em 2029 e 7,51% em 2030. Daí em diante, o imposto de importação será de 6,5%, 5,0%, 3,75%, 2,5%, 2,17% e zero, respectivamente em 2031, 2032, 2033, 2034, 2035 e 2036. A quantidade adicional de veículos, além dos 32 mil unidades, pagarão o imposto cheio, ou seja, 35%. Além do Brasil, o mesmo valeria para a Argentina, Uruguai e Paraguai, mas com c

Troller: enquanto principal interessado perde chances, marca desponta para outro comprador

Imagem
A decisão de compra da Troller por novas empresas ainda segue. De acordo com informações, a marca cearense perdeu o interessado que estava mais à frente da disputa, como dito em junho ( veja aqui ). De acordo com Maia Júnior, Secretário do Desenvolvimento Econômico e do Trabalho do Ceará, o processo de venda da Troller deve fazer com que a marca tenha quatro interessados na disputa pela Troller. Um dos interessados está mais avançado no estágio de negociações, inclusive com termos de compra e venda com a Ford. Porém essa empresa não deve ser a Aeris Energy, do ex-piloto Alexandre Negrão, ex-piloto da Stock Car e contribuinte do automobilismo nacional por ser de uma família que sempre esteve envolvida com o automobilismo. A Aeris tinha plano de transferir a produção de Horizonte (CE) para Pecém (CE), onde tem uma fábrica de aerogeradores de energia eólica. Esse novo interessado pela Troller assumiu a vantagem sobre os outros três, sendo de um empresário do interior de São Paulo que não

Teto de R$140 mil para aquisição de carros para PcDs é sancionado e é válido até 31/12

Imagem
O Governo Federal confirmou que sancionou a Lei Nº 14.183/21, aprovada no Congresso Nacional na segunda vez por conta de emendas diferentes, após a primeira ser recusada pelo Senado Federal. A lei permite que os consumidores de automóveis podem adquirir automóveis com descontos de Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), com carros de teto de até R$140.000. Segundo as novas normas, a nova lei deve fazer com que os carros possam ser vendidos com descontos de IPI até dia 31 de dezembro de 2021. Depois disso, a pessoa pode trocar de carro a cada três anos. O Ministério Público precisa passar pelo Congresso Nacional para virar uma lei e a medida de dar descontos de IPI vale de maneira preventiva. Os descontos de IPI e ICMS ainda continua valendo para carros de até R$70.000. O que chega a ser um erro porque não existe mais carros automáticos abaixo dos R$70.000. Com o aumento de tudo no país, os carros passaram por um aumento de preços que fizeram com que todos passassem a custar mais d

Europa confirma que motor a combustão será permitido em veículos 0km até 2035, diz UE

Imagem
A União Europeia confirmou que deve dar o prazo de até 2035 para vender carros com motor a combustão, sejam eles a gasolina, diesel ou gás natural. Estes modelos emitem CO2 e devem ser banidos de serem vendidos no continente após 2035, ou seja, dentro de 14 anos. A medida é a prova de que o chamado “Fit for 55” porque as emissões de gases de efeito estufa em 2030 pode ser reduzidos em 55% em 2030 em comparado com as emissões de 1990. Com isso, entende-se que este deve ser um objetivo alcançando num primeiro momento, que deve ser a mudança de uma matriz energética dos carros para um período de tempo que parece demorar, mas que faz parte da indústria que necessita trabalhar a longo prazo. A informação de que os motores a combustão devem ser mantidos em linha apenas até 2035 foi anunciado na sede da União Europeia, em Bruxelas, na Bélgica. Essa medida já deixa bem claro que as marcas devem focar no seu processo de eletrificação e abandonar o desenvolvimento de motores a gasolina e a diese

Senado aprova teto de R$140.000 para carros PcD e tem prazo para ser aprovado por Presidente

Imagem
Após subir o teto para R$140.000 para carros para Pessoas com Deficiência (PcD) como uma Medida Provisória 1034/21, que modifica as leis para aquisição de automóveis para os PcD, o projeto de lei foi revisado pela Câmera dos Deputados, onde as alterações da MP acabaram sendo rejeitadas e com a remoção do teto do valor para a isenção do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), o intervalo de uso do abatimento tributário, que permite limitar a troca de automóveis a cada dois anos. Na Câmara, o limite dos R$140 foi debatido novamente e foi retomado de forma positiva durante reunião com parlamentares no último dia 23 de junho, mas o prazo para a troca dos automóveis passou a ser de quatro anos. Antes, os consumidores PcD poderiam fazer a renovação do IPI a cada dois anos e a troca de veículos só poderia ser feita a cada três anos. As sanções devem ser sancionadas agora pelo Presidente da República, que possui um prazo de 15 dias para aprovar ou reprovar as novas regras. Caso aprovado,

De antemão, Ford pode indenizar Governo da Bahia para não ser processada, diz Reuters

Imagem
Depois de toda informação de que a Ford fecharia as fábricas no Brasil, na fábrica de Camaçari (BA), a Ford pode ressarcir o Governo da Bahia. Depois de conseguir alguns incentivos fiscais, a Ford deve dar ao Governo da Bahia cerca de R$2,5 bilhões, que deve ser pago com o ressarcimento de subsídios concedidos pelo estado desde a inauguração da fábrica, em 2001. Alegando prejuízos na produção nacional, a Ford decidiu encerrar toda a produção de automóveis e motores nas suas fábricas do Brasil, em Camaçari (BA) e Taubaté (SP). A notícia caiu como uma bomba no dia 11 de janeiro. O único vínculo da Ford com uma linha de produção no Brasil continua com a Troller, que segue fazendo o T4 em Horizonte (CE), mas que não deve demorar muito, visto que a marca deve ser vendida. A Ford fez o mesmo quando o Governo do Rio Grande do Sul tinha oferecido o terreno de Gravataí (RS) para a Ford erguer a fábrica que faria novo Fiesta e EcoSport, mas a marca decidiu ir para a Bahia. Para evitar o processo

Toyota diz que eletrificação no Brasil só ocorre se tiver reformas e isonomia para produção

Imagem
Enquanto o Brasil desmorona por conta de problemas governamentais e com uma pandemia desenfreada, o país vai ficando para trás em muitas coisas. E a Toyota resolveu comentar sobre a situação do país quanto a eletrificação. Enquanto ninguém parece perceber que o Custo Brasil pode fazer com nosso país seja uma nova Austrália (que matou toda a sua indústria automotiva por alto custos de produção). Para a Toyota, o maior entrave do país é a falta de uma reforma tributária, administrativa e a correção de uma “situação injusta de incentivos fiscais importantes a empresas do Nordeste e Centro-Oeste” , destacou Roberto Braun, Diretor de Assuntos Governamentais da Toyota do Brasil. “A soma de ICMS e IPI é de 20%, um valor muito expressivo. Mesmo com toda a eficiência da Toyota, não é possível tirar 20% do custo de produção. É dessa forma que os veículos produzidos no Nordeste e Centro-Oeste competem com os feitos no Sul e Sudeste” , destacou o executivo em entrevista à revista Autoesporte. “O C

Carros PcD podem ter um teto máximo para descontos de IPI aumentado para R$140.000

Imagem
A Câmera dos Deputados confirmou a aprovação da Medida Provisória 1034/21, que limita o teto para carros para Pessoas com Deficiência (PcD) e que sofreu algumas importantes alterações. A novidade é que o preço foi reajustado de R$70.000 para R$140.000 como calor máximo para a compra de carros com isenção de IPI. Antes, o teto era de R$70.000, mas como o valor estava bem defasado, apenas cerca de quatro ou cinco carros ainda ofereciam uma versão PcD. A isenção só pode ser feita uma vez, exceto se o veículo tiver sido comprado há mais de quatro anos. A isenção de carros de até R$140 é válido até o final deste ano e o período de renovação da isenção tributária do IPI, cujo novo texto estipula o prazo de 3 anos, ante os 4 anos proposto anteriormente na MP redigida pelo Governo Federal. Com isso, quem é PcD e busca um carro 0km pode contar com uma quantidade de modelos a disposição que é muito maior do que se tem hoje. Isso porque com o aumento natural do preços dos carros, aliado com o aum

Índia quer atrair a Tesla para uma fábrica, mesmo com uma demanda ainda baixa de EVs

Imagem
A Índia parece ser o novo centro de atenções na Ásia para o desenvolvimento de carros elétricos. Depois da China, o gigante país também pode se tornar um grande consumidor de elétricos dentro de alguns anos. E isso tem despertado atenção de várias marcas – em especial de uma conhecida mundialmente: a Tesla. Apesar da fábrica de Xangai, na China, a Índia pode se tornar também um polo exportador por conta do seu baixo custo de produção. Há quem acredite que a Índia estaria disposta a oferecer benefícios e incentivos para a Tesla erguer uma unidade no país. A informação foi revelada por Nitin Gadkari, Ministro dos Transportes da Índia, em entrevista com a Agência Reuters. A Tesla já se registrou como uma empresa na Índia e deve vender seus automóveis por lá. O namoro entre a marca de elétricos e o país já é de alguns anos, quando Elon Musk visitou a Índia. De acordo com alguns relatórios, a Tesla deve chegar oficialmente ao país dentro de alguns meses, podendo começar a vender o Model 3.

GTN #6: na rota de melhorar o passado. Mas só isso seria o suficiente?

Imagem
Depois da sanção do Rota 2030, o mercado automotivo brasileiro pode respirar um pouco mais tranquilo. Isso porque o nosso mercado tinha uma previsão de como funcionaria operar no mercado nos próximos anos, atendendo, principalmente, ao prazo mais longo. Com isso, o Rota 2030 saiu com um atraso de quatro meses em relação ao previsto - isso porque ele deveria ter ficado pronto ainda em 2017, antes do término da vigência do Inovar-Auto, mas só foi revelado em abril de 2018. Ainda naquele período, o Brasil ainda contava com o processo da Organização Mundial do Comércio (OMC) em tramitação, mas o Brasil já sabia que não poderia continuar com as cotas de importação de 4.800 unidades ao ano e ao Super-IPI, medidas que foram claramente taxadas de protecionistas e que não era saudável para o livre comércio. Mesmo sendo lançado sem esses pontos do Inovar-Auto, ele não trazia muita coisa em relação ao programa passado. Continuava a cobrar que nossos automóveis fossem mais eficientes em termos de

GTN #5: o medo e o golpe chamado Inovar-Auto contra os carros importados

Imagem
Há males que vem para bem, já diria o famoso ditado popular. Mas nem sempre, males, vem para bem. As vezes ele vem para destruir mesmo. Partindo do pressuposto das temáticas que estamos trabalhando aqui no Conexão Automotiva GTN, o Inovar-Auto é um desses tipos de males que vem para destruir. Pelo menos para os carros importados. A ideia tosca de colocar um imposto de importação 30% do que já era cobrado acionou cobranças de vários países e chegou até mesmo à Organização Mundial do Comércio, a OMC. Mercados como União Europeia e Japão chamaram a atenção da organização sobre esse IPI que não permitia que o consumidor pudesse ter um livre comércio e o seu livre direito de escolha entre automóveis – atitude que permanece até hoje assombrando os carros importados e que é um dos motivos que derrubaram as vendas desse setor no país. E não, em nada tem a ver com os nossos carros nacionais. Mas não seria mais plausível criar medidas que permitissem que os carros nacionais estivessem no mesmo

GTN #2: a indústria nacional eufórica e a sensação de dejà vú do abandono

Imagem
  Você já teve uma sensação que algo já aconteceu? Eu já tive isso várias vezes. Você passar por uma sensação que parece ser tão semelhante com algo do passado, popularmente chamado de “dejá vù”. No dicionário, essa palavra pode ser definida como: “uma forma de ilusão da memória que leva o indivíduo a crer já ter visto (e, por ext., já ter vivido) alguma coisa ou situação de fato desconhecida ou nova para si; paramnésia”, de acordo com a Oxford Languages. Antes de 1998, quando o Brasil entrou em crise junto com os países asiáticos, liderado por Tailândia, Coreia do Sul, China e Japão, naquela então crise financeira que atingiu alguns países do mundo, as vendas dos automóveis em 1997 eram altas. A Volkswagen, Fiat, Chevrolet, Ford e Asia Motors lideravam as vendas em nosso mercado. Esse bom momento comercial pode ter sido um dos motivos que fizeram com que marcas premium investissem em fábricas no nosso mercado.   Ver essa foto no Instagram Uma publicação compar

Governo do Ceará deve conceder incentivos fiscais a empresa que adquirir a Troller

Imagem
A Troller segue a espera de uma nova dona. De acordo com informações preliminares, o Governo do Ceará encontrou três empresas interessadas na marca e que dê continuidade à produção do T4, ou seja, o novo comprador não pode desistir da marca. "Nosso papel é apenas intermediar as discussões, pois as negociações ocorrem diretamente entre a Ford e os interessados" , disse Maia Junior, Secretário do Desenvolvimento Econômico do Ceará, em entrevista ao UOL. Maia ainda destaca que o Estado quer estender a um eventual comprador, o benefício fiscal oferecido a todas indústrias que se instalam no Ceará, que é o prazo de 36 meses para recolhimento de 75% do ICMS. O pagamento normalmente é feito dentro de um mês. O Secretário ainda reafirmou que existem três empresas interessadas em dar sequência à Troller, uma das poucas marcas nacionais. "A prioridade do Ceará é a garantia da produção desse carro, que é genuinamente cearense desde o seu desenvolvimento, e a garantia dos empregos d

Toyota confirma novo ciclo de investimentos no Brasil, mas reclama de altos tributos

Imagem
A Toyota confirmou que 2021 deve ser um ano em que a marca prevê um crescimento de 25% nas vendas no mercado brasileiro. O lançamento do Corolla Cross deve ser um grande motivo para isso. O modelo será lançado ainda neste primeiro trimestre de 2021 e prevê lançamentos nos próximos anos para continuar crescendo. Em 2020, a Toyota vendeu 137.876 unidades, das quais 116.001 unidades foram produzidas nas unidades de Sorocaba (SP) e Indaiatuba (SP). “Os desafios de 2020, talvez os maiores de nossa história e da indústria, nos ensinaram que precisamos buscar cada vez mais a competitividade e sustentabilidade" , disse Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil em comunicado. Ficando em sexto no mercado em 2020, a marca prevê fechar 2021 em quinto, concorrendo com a Hyundai pela quarta colocação. Só a unidade de Sorocaba deve receber o investimento de R$1 bilhão. A Toyota ainda terá outros lançamentos em 2021, como o novo Corolla GR-S, mas o lançamento do Yaris reestilizado deve ficar p

Com saída do Brasil, México vai atrás da Ford para ter parte dos investimentos que seriam de Camaçari (BA)

Imagem
Depois da Ford confirmar o fechamento das fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP), a Ford retirou duas fábricas do seu catálogo. Isso abriu o olho de outras unidades fabris que podem receber os investimentos que as unidades brasileiras receberiam. Camaçari, por exemplo, receberia um pesado aporte para a produção de uma nova linha de modelos que seriam feitos na Bahia. Quem parece atrás desses investimentos são as fábricas do México da Ford. Atualmente com as unidades de Hermosillo e Cuautitlán, a Agência AFP confirmou que o Governo do México estaria flertando com a marca para investir em produção no país. “Nós já estamos buscando a Ford para perguntar ‘o que você precisa, como você precisa?’, para conquistá-la para que venha ao México. Temos nos coordenado de forma muito específica com os estados da República para ver onde estão prontos para receber o quê” , disse Tatiana Clouthier, Secretária da Economia do México. No México, a Ford atualmente produz os modelos Bronco Sport e Mustang

Postagens mais visitadas deste blog

Nova geração da Ford Ranger é vista novamente em flagrante que revela mais da dianteira

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Peugeot inicia pré-produção do SUV cupê 4008 na Europa, na fábrica de Mulhouse, na França

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

BYD também testa o D1 no Brasil, que pode ser o quinto lançamento da marca para 2022

Nova geração do BMW Série 3 chega em 2025, com opção de motor puramente elétrico

Jeep Renegade 2023 não vai ganhar novo painel, mas terá novo volante e cluster digital

Chevrolet Onix ainda tem complicações com a produção para atender a demanda do cliente