Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Governo

Governo Federal baixa IPI para comerciais leves, como picapes e furgões no Brasil, até 2026

Imagem
O Governo Federal sancionou um decreto, o Decreto 11.055, de 28 de abril de 2022, e publicado no Diário Oficial da União, dizendo que passou a valer, desde o dia 1º de maio, uma redução da alíquota de IPI para comerciais leves. O decreto amplia a redução do IPI para diversos setores em 35% e que entre os veículos, trouxe uma conta menor de imposto para picapes e comerciais leves de até 5 toneladas de Peso Bruto Total (PBT). Isso deve fomentar a economia de empresas, que buscam a troca dos seus veículos/frotas. Com isso, a alíquota do IPI deve baixar de 6,52% para 5,2%, de acordo com a Consultoria Bright Consulting. Isso deve promover uma redução nos preços de até 2,59% em comparação com os preços praticados em abril. Vale destacar que o imposto sobre esses modelos era de 8% no início do ano, passou para 6,52% e agora está em 5,2%. "Outra mudança consistiu no arredondamento de alíquotas em duas casas decimais. Com essa última alíquota, os preços desses veículos podem ser reduzidos

Rivian revela mais informações sobre a sua nova fábrica da Georgia, em Atlanta, nos EUA

Imagem
A Rivian já confirmou que a sua segunda fábrica no estado da Geórgia, nos Estados Unidos. De acordo com informações, a Rivian vai receber de incentivos do governo do estado norte-americano, o equivalente a US$ 1,5 bilhão. A unidade será instalada em Atlanta, sendo uma das maiores fábrica do estado, de acordo com a Agência Bloomberg . Nos próximos 25 anos, a fábrica deve ter uma redução de US$ 700 milhões em impostos, além de US$ 476 milhões em créditos fiscais estatuários, mas só se conseguir cumprir a promessa de empregar cerca de 7.500 funcionários até 2028. "É uma grande vitória líquida. O estado sempre deu prioridade aos empregos – se você está criando empregos no estado, nós incentivamos esses empregos. A parceria econômica de longo prazo promete agregar valor à Rivian , ao povo da Geórgia e aos filhos de seus filhos” , destacou o comissário de desenvolvimento econômico da Geórgia, Pat Wilson. Apesar do investimento no estado norte-americano, a Rivian espera que os legislador

Empresa de centavos: Renault Group vende Lada por menos de dez centavos de reais

Imagem
A Renault Group parece ter resolvido o imbróglio que a guerra (inútil) entre Ucrânia e Rússia trouxe para o grupo francês. A Renault parece ter vendido suas operações na Rússia para um grupo de investidores russos, que terão a marca Lada. Os franceses contam com uma alta participação na AvtoVAZ, que é a responsável por controlar a Lada, que foi repassado para a instalação de pesquisa automotiva russa, NAMI. De acordo com a Agência Reuters, a AvtoVAZ foi vendida pelo equivalente a 1 rublo, ou seja, R$ 0,07. Sim, centavos. Os 68% de participação foram transferidos para a NAMI. Atualmente, a nova dona da AvtoVAZ é uma instituição com mais de um século de existência e é a principal organização científica da Rússia, no campo do desenvolvimento da indústria automotiva. O acordo foi realizado com a oportunidade de a Renault readquirir a AvtoVAZ entre cinco a seis anos, mas não por esse valor. De acordo com informações, Denis Manturov, Ministro do Comércio, destacou: “Se nesse período fizermos

CATL consegue luz verde para iniciar produção na fábrica de baterias, na Alemanha

Imagem
A CATL conseguiu a aprovação do governo alemão para iniciar a produção na sua fábrica localizada no estado da Turíngia, na Alemanha. Primeira fábrica da CATL fora da China, a unidade recebeu a segunda aprovação do governo alemão para entrar na linha de produção. Durante a confirmação da produção na Alemanha, na zona industrial de Erfurter Kreuz, Anja Siegesmund, Ministra do Ambiente, Energia e Conservação da Natureza da Turíngia, e Wolfgang Tiefensee, Ministro da Economia da Turíngia, entregaram a licença a Matthias Zentgraf, Presidente da CATL para a Europa, permitindo uma capacidade inicial de 8GWh por ano para a fábrica. Primeira fábrica de baterias da Alemanha, está em fase final e a instalação de máquinas está a todo vapor para que as primeiras células possam sair das linhas de montagem até o final de 2022. “O CATL fornece um impulso fundamental para a transição energética urgentemente necessária, e estamos felizes em ser a primeira empresa a receber aprovação para fabricar bateri

BYD também diminui os preços do Tan por conta do IPI menor no país, em até R$ 13.000

Imagem
A BYD confirmou que o Tan também está mais em conta por conta da redução de IPI. Ele ficou R$ 13.000 mais em conta, passando de R$ 487.590 para R$ 474.618 ou por R$ 515.890 em seu preço sugerido. O Tan é um SUV com 4,870 metros de comprimento, 2,820 metros entre os eixos, 1,950 metro de largura e 1,725 metro de altura. Ele ainda possui porta-malas de 235 litros com sete lugares, 940 litros de capacidade com cinco lugares ou 1.655 litros de capacidade com as duas últimas fileiras rebatidas. O peso do SUV, por ser elétrico, tem 2.479kg. Na mecânica, ele conta com baterias chamada de 'Blade Battery' – células de lítio-ferro-fosfato (LFP), mais finas e com células de energia de 800A. Equipado com uma bateria de 86,4kWh, o Tan pode ser recarregado de 30% a 80% em apenas 30 minutos em uma corrente contínua de 110kW. Quando chega a 10%, surge no painel uma mensagem de alerta para você carregar o carro. Essa bateria permite autonomia para percorrer distâncias de 437km, segundo dados PB

Renault teme tomada da Lada por parte da Rússia e volta a produzir carros depenados

Imagem
A Renault Group confirmou que teme que a Lada seja ‘tomada a força’ pelo governo russo. A empresa, que tem quase 70% da AvtoVAZ, empresa que gerencia a Lada, pode acabar encontrando um novo dono para a empresa russa. De acordo com algumas informações, a Renault Group estaria disposta a transferir toda sua participação para um investidor russo. Este é a Rostec State Corporation, uma acionista-chave do empreendimento. A possível transferência com esse investidor logo esfriou e o grupo francês estaria cogitando outras opções. A Renault já mantou retomar a produção, mas teve que parar em menos de 48h depois. Sendo a Rússia o segundo maior mercado da Renault, atrás apenas da França, a situação se torna delicada pela forma de que a Lada é um braço importante nesse processo de recuperação financeira do grupo. “Embora a Renault esteja exposta à Rússia por causa de suas grandes operações lá, estamos mais preocupados com sua capacidade de manter um bom desempenho à luz de prováveis ​​interrupçõe

Estado de São Paulo larga na frente com incentivos a eletrificados e biocombustíveis

Imagem
Enquanto o Governo Federal perde tempo, os governos estaduais se mostram mais eficientes e o estado de São Paulo largou na frente com benefícios dados para os eletrificados, uma medida de fomento à tecnologia que é necessária nesse momento para ajudar a estimular a aquisição deste tipo de veículo. Chamado de Pró Veículo Verde, ele terá R$ 20 bilhões de incentivos nos próximos três anos em investimentos na produção de veículos elétricos, híbridos e a energia limpa. Com um capital privado, o programa terá uma transição energética para a mobilidade limpa que contará com uma contrapartida do estado. O Governo de São Paulo irá oferecer R$ 500 milhões do ICMS a montadoras que investirem em modelos sustentáveis. “O Governo de São Paulo assinou documento na COP-26 com nosso compromisso de descarbonização em todo o estado das emissões até 2050. E passa a ser mandatório que o Estado adote a aquisição de veículos sustentáveis a partir de agora, notadamente nas áreas de Segurança Pública e Educaçã

MINI também diminui os preços de Cooper e Countryman entre R$ 1.400 a R$ 2.700

Imagem
Assim como aconteceu com a BMW, a MINI também diminuiu seus preços por conta do IPI 25% menor em nosso mercado. Os modelos da marca premium inglesa ganham preços que vão de R$ 1.400 a R$ 2.700 mais em conta pelo imposto menor. Começando pelo Cooper, o hatch compacto ficou entre R$ 1.400 a R$ 2.200 mais barato, começando em R$ 228.290 e chegando aos R$ 287.790. Dentro desses preços, a MINI oferece uma gama de versões de oito. Com motor elétrico, o hatch inglês começa em R$ 248.590 e vai até R$ 283.390. Com o esportivo JCW, o Cooper é vendido por R$ 287.790, que ficou R$ 2.200 mais barato, sendo a versão que mais barateou com o imposto menor. No caso do Countryman, o SUV compacto viu seus preços caírem entre R$ 2.000 a R$ 2.700. Com isso, ele começa em R$ 272.990 e vai até os R$ 347.290. A MINI não revelou informações do preço da Clubman, que não aparece na lista e mais no site da marca, indicando que o estoque do modelo atual pode ter acabado. Confira abaixo a tabela de preços da marca

BMW também reduz os preços dos seus carros por conta do IPI em até R$ 14.000 no país

Imagem
A baixa do IPI proposta pelo Governo Federal, em 25%, ainda segue rendendo novas tabelas de preços no mercado brasileiro. E isso também aconteceu com a BMW, que viu o preço dos seus carros estabilizarem ou ficarem mais baratos entre R$ 1.000 a R$ 14.000, sendo o menor reajuste das marcas premium. O Série 1 baixou em R$ 2.000 e agora o hatch começa em 290.950. O Série 2 Gran Coupé também ficou R$ 2.000 mais em conta e começa em R$ 300.950, mas a versão M235i do sedã cupê não viu seus preços diminuírem. O Série 3, best-seller da marca, viu seus preços caírem entre R$ 2.000 a R$ 10.000, dependendo da versão. Com isso, os preços começam em R$ 296.950 a R$ 845.950. Os modelos M3 foram os que mais baratearam entre R$ 9.000 a R$ 10.000. A linha Série 4 não ficou mais barato. O Série 5 ficou R$ 3.000 mais barato e parte de R$ 446.950. O X1, outro modelo bastante importante para a marca, viu os preços ficarem R$ 2.000 mais barato em todas as versões, ficando de R$ 285.950 a R$ 325.950. O X3 est

Audi reduz preços de quase toda a linha por IPI menor; marca vê descontos de até R$ 30 mil

Imagem
A Audi confirmou também preços menores no mercado brasileiro para a sua gama de modelos. Desde o A3 Sedan até mesmo o carro mais caro dessa lista divulgada pela marca, a RS6 Avant. Desde o A3 Sedan e o A3 Sportback, que são vendidos em duas versões e pelo mesmo preço, eles começam em R$ 249.990 e recebeu desconto de R$ 6.000. Agora eles começam em R$ 243.990. Já a versão topo de linha de ambos são vendidos por R$ 263.990. Já o A4 começa em 279.990, desconto também de R$ 6.000. A versão mais cara do sedã encosta nos R$ 354.990, R$ 8 mil de desconto. Já o A5 Sportback começa em 334.990 e vai até os R$383.990, ambas as versões com desconto de R$ 8 mil. O A6, também vendido em duas versões, começa em R$ 468.990 a R$ 562.990, descontos de R$ 11.000 e R$ 25.000, respectivamente. O Q3 é vendido em três versões e recebeu R$ 6.000 de desconto em todas, começando de R$ 243.990 a R$ 282.990. O Q5 começa em R$ 348.990 e chega aos R$ 407.990, descontos que variam de R$ 8.000 a R$ 10.000. O Q5 Sport

Mercedes-Benz diminui preços por conta do IPI em até R$ 61.000, mas aumenta no Classe C

Imagem
A Mercedes-Benz apresentou a nova tabela de preços de alguns de seus carros no mercado brasileiro, por conta do IPI menor, que foi reduzido em 25%. Com isso, os carros da marca alemã ficaram entre R$ 5.000 a R$ 61.000 mais em conta. Apenas o Classe C foi conta essa baixa nos preços e acabou ficando mais caro que antes. Começando pelo modelo mais acessível da Mercedes-Benz, que ficou R$ 6.000 mais em conta. O GLB passou de R$ 289.900 para R$ 283.900 e de R$314.900 para R$ 308.900 nas versões 200 Advance e 200 Progressive. Já o Classe A Sedan teve a menor redução de preços, passando de R$ 297.900 para R$ 292.900. O Classe A passou de R$ 338.900 para R$ 332.900.O Classe C ficou mais caro, entre R$ 12.000 a R$ 14.000 nas versões 300 e 200, respectivamente. O GLA ficou R$ 6 mil mais em conta e passou a custar R$ 332.900. O GLC começa em R$ 417.900 (desconto de R$ 29 mil) e o GLC Coupé parte de R$ 537.900, abate de R$ 11 mil. GLE e GLE Coupé ficaram R$ 27.000 e R$ 30.000 mais em conta e serã

Lada, Rússia e Renault: conflito na Ucrânia vai prejudicar relação entre Renault e Lada?

Imagem
Maior marca da Rússia e uma das mais vendidas no leste europeu, a Lada é uma marca que vai sofrer bastante com o conflito provocado pelo presidente da Rússia em relação à Ucrânia. De acordo com as informações deste primeiro mês de invasão russa na Ucrânia, a Lada já se vê em perigo. Com uma série de sanções impostas às empresas russas por uma série de países, a Lada vai sofrer consequências daquilo que nem tem culpa. A marca, gerenciada pela AvtoVAZ, que é de 68% propriedade da Renault Group, teme pelo futuro que a marca vá levar. No início do mês, a Lada parou a produção entre os dias 5, 9 e 11 de março, nas unidades de Togliatti e Izhevsk, ambas na Rússia, por falta de componentes. Um Porta-Voz da AvtoVAZ ainda confirmou que os trabalhadores dessas unidades devem receber salário parcial ou serão demitidos. Atualmente, cerca de 20% de todas as peças que compõem os modelos da Lada vem de produção importada, principalmente recursos eletrônicos. A maior parte das peças vêm de peças produ

Rivian vai investir US$ 5 bilhões na unidade da Geórgia, mas trava 'guerra' com legisladores

Imagem
A Rivian revelou as primeiras informações sobre a sua nova fábrica que será erguida na unidade de Geórgia, nos Estados Unidos. Essa nova fábrica custará US$ 5 bilhões para os cofres da empresa, e a fábrica será em Atlanta. Apesar do investimento no estado norte-americano, a Rivian espera que os legisladores da Geórgia mudem algumas leis estaduais para confirmar o investimento. Isso porque o estado da Geórgia não permite a venda direta (sem uma rede de concessionárias) de modelos e com a chegada da Rivian ao estado, os legisladores estão pensando nessa possibilidade de flexibilizar suas leis. A Rivian, como maior interessada na história, vem trabalhando para que possa permitir as vendas diretas nos últimos dois a três anos. “Esta é uma batalha de política apropriada e sólida versus influência política. Trata-se de escolha do consumidor, acesso à tecnologia, concorrência aberta, versus o fato de que os revendedores estão em todas as cidades, estados e cidades pequenas. Em muitos casos, e

Motor 1.6 16v FlexStart da Stellantis ganha mais potência e estreia no Citroën C4 Cactus

Imagem
A Citroën será a primeira marca a receber as atualizações sobre o motor 1.6 16v FlexStart, rebatizado para 1.6 VTI 120. O C4 Cactus será o primeiro carro a vir com esse motor, atualizado para atender as regras do Proconve L7. Se o motor poderia sentir essas mudanças, elas com certeza seria agridoces. O motivo é que o 1.6 ficou mais forte e mais fraco ao mesmo tempo, em termos de cavalaria. Isso porque o motor passou a desenvolver 120/113cv de potência e o torque baixou para 15,7/15,5kgfm, ante os 16,1kgfm de ambos os combustíveis até o modelo 2021. O motor desenvolvia antes 118/115cv de potência, com torque de 16,1kgfm, ou seja, um ganho/perda de 2cv com etanol/gasolina e o toque caiu em 0,4/0,6kgfm com os mesmos combustíveis, respectivamente. O câmbio automático continua o mesmo, de 6 marchas. Outra mudança ficou por conta do rpm, visto que a potência dos 120cv é entregue em 6.000rpm (com 118cv entregava em 5.750rpm), enquanto que com os 113cv também é entregue em 6.000rpm. No torque,

Fiat Toro chega à linha 2022 com tanque Arla 32 e fica até 7,4% mais econômica que a linha 2021

Imagem
A Fiat apresentou a chegada da linha 2022 da Toro ao mercado com algumas novidades. A picape passa a ficar mais eficiente na linha 2022 quando equipada com o motor 2.0 MultiJet Turbo Diesel, que desenvolve 170cv e 35,7kgfm, acoplado ao câmbio automático de 9 marchas e a tração 4x4. Para atender ao Proconve L7, a Fiat fez a picape receber o sistema de injeção de ureia para controle de emissões. O tanque de Arla 32 tem 13 litros e autonomia de até 10.000km, representando um gasto extra aproximado de R$ 5,20 a cada 1.000km rodados. Com a chegada desse novo tanque, não impactou o tamanho do tanque de 60 litros e faz a Toro rodar cerca de 760km. O consumo médio é de 12,7km/l. A Fiat ainda confirmou que, com o motor 1.3 16v Turbo Flex, a picape também ficou mais econômico quando comparado ao propulsor regido pela legislação anterior, com uma melhora de até 7,4% no consumo de combustível. Nas versões com motor TD350, o intervalo de revisões é a cada 20.000km ou um ano e as três primeiras revi

Fiat Argo também traz novidades para o motor 1.0 6v Firefly, por conta do Proconve L7

Imagem
Depois de atualizar os motores 1.3 8v Firefly, 1.4 8v Fire EVO Flex e o 1.0 8v Fire EVO Flex, a Stellantis trouxe novidades para o motor 1.0 6v Firefly Flex, que chega com menos potência e torque e mais econômico. Atendendo as regras do Proconve L7, o motor passou de 77/72cv de potência e 10,9/10,4kgfm para 75/71cv e 10,7/10kgfm de torque quando abastecido com etanol/gasolina. Com isso, o motor perdeu até 2cv e 0,4kgfm. O consumo, no entanto, passou para 9,6km/l na cidade e 10,6km/l na estrada quando abastecido com etanol e 13,6km/l e 15,1km/l quando abastecido com gasolina no mesmo ciclo cidade/estrada. O consumo melhorou em até 0,2km/l. A potência máxima do motor 1.0 6v agora chega aos 6,250rpm e o torque atinge seu pico de força em 4.200rpm com gasolina e em 4.000rpm com etanol. Atualmente, apenas o Argo usa esse motor, mas em breve o conjunto chega também aos Cronos, quando o sedã substituir de vez o Grand Siena. Esse motor ainda poderia voltar ao Mobi, em substituição ao velho mot

HPE interrompe produção de Suzuki Jimny e Mitsubishi Outlander Sport para adequar ao PL7

Imagem
A HPE, responsável pela operação da Mitsubishi e da Suzuki no Brasil, confirmou em comunicado que não está mais produzindo Mitsubishi Outlander Sport e Suzuki Jimny no Brasil. O motivo não é o fim de linha dos modelos, mas sim a adaptação da sua mecânica ao Proconve L7. Produzidos em Catalão (GO), um porta-voz da HPE Automóveis confirmou que ambos estão com sua produção em stand-by, ou seja, paralisada por tempo determinado, enquanto os motores não receberem as atualizações necessárias para se enquadrar dentro das regras. “A HPE está trabalhando continuamente para o atendimento do Programa de Emissões PL7 que foi prorrogado para comercialização de março/22 para junho/22. Onde espera já ter atendido a nova regulamentação para a linha Mitsubishi Outlander Sport. A família Jimny e Jimny Sierra (de nova geração) está sendo comercializada normalmente, apesar das dificuldades de logística. A empresa também está trabalhando para o atendimento da nova regulamentação de emissões PL7, sendo que

SsangYong é adquirida oficialmente pela Edison e pode enfim sair do lodo em que se enfiou

Imagem
A compra da SsangYong pela Edison Motors foi oficializada. Livre da Mahindra, a marca sul-coreana terá uma nova chance nas mãos do seu novo dono, apostando em modelos como utilitários esportivos e picapes. Com uma certa instabilidade, a SsangYong entrou em concordata em dezembro de 2020 e desde então criou-se uma novela para que a indiana que geria a empresa encontrasse um novo comprador para a SsangYong, depois da Mahindra ter adquirido 75% de participação há quase uma década. Adquirida pela empresa de modelos elétricos Edison, por um valor de US$ 255 milhões, a Edison passa a ter o controle de uma empresa que possui uma importante base industrial, além de ter uma presença em uma série de mercados, com destaque para a Europa. “A SsangYong planeja fazer o possível para alcançar a normalização dos negócios o mais rápido possível, apresentando um plano de reabilitação, consentindo com a assembleia de partes interessadas e obtendo a aprovação do tribunal, pois este contrato foi concluído

Volkswagen lança Polo Trend na Argentina, que substitui o Gol e é equipado com ESP

Imagem
Após retirar o Gol de linha na Argentina pelo carro não poder mais ser equipado com equipamentos de segurança como o ESP, a Volkswagen antecipou a mesma medida que teremos no Brasil. O Polo assumindo o papel de um carro de entrada. A diferença, é que na Argentina ele chega como Polo Trend, uma nova versão acessível do hatch por lá. O carro será vendido com o mesmo motor 1.6 16v MSI que conhecemos aqui, a diferença é que ele bebe apenas gasolina e entrega 110cv e 15,8kgfm, acoplado a um câmbio manual de 5 marchas. De série, ele é equipado com ESP, airbag duplo, ABS, quatro airbags, rodas de 15 polegadas, vidros elétricos, computador de bordo e volante multifuncional. Na Argentina, quase toda a linha do Polo é vendida com motor 1.6 aspirado, apenas a GTS vem com o mesmo conjunto 1.4 TSI a gasolina. Ainda neste ano, a Volkswagen pode apresentar o Polo Track, que será uma versão acessível, equipada com motor aspirado. O motor em questão será o 1.0 12v MPI Flex. O modelo deve ocupar a vaga

Citroën Jumper e Peugeot Boxer vão trocam motor 2.0 BlueHDi por 2.2 BlueHDi, mais potente

Imagem
A Stellantis deve trazer novidades para o motor de Citroën Jumpy e Peugeot Boxer no Brasil, para se adaptar ao Proconve L7. Importados da Itália, a dupla trocará o motor 2.0 BlueHDI Turbo Diesel por um novo motor, o 2.2 BlueHDI Turbo Diesel. O novo motor já é oferecido na Europa e deve chegar nas unidades em breve em nosso mercado. De acordo com informações, o novo motor entrega 140cv e 34,7kgfm de torque, acoplado a um câmbio manual de 6 marchas. Atualmente, o motor 2.0 entrega 130cv de potência e torque de 34,7kgfm, associado a um câmbio manual de 6 marchas. O novo motor, além de ter 10cv a mais e manter o mesmo torque, consegue fazer com que as vans sejam mais rápidas no 0 a 100km/h. De acordo com informações, a duração para chegar aos 100km/h é de 10,3 segundos, com velocidade máxima de 160km/h. O consumo será de 10km/l na cidade e 9,9km/l na estrada, com um tanque de capacidade de 90 litros. A dupla chega com as novidades na linha 2022, que vão manter as versões Cargo, Furgão e Mi

Postagens mais visitadas deste blog

Chery desenvolve a chegada do eQ1 ao mercado brasileiro, candidato a elétrico mais barato

Renault vai trazer 1º lote de 500 unidades do Kwid E-Tech Electric a partir de agosto

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Surgem projeções de como pode ficar o Renault 'StepWay', que estreia no Brasil em 2023

Volkswagen desenvolve um Polo Hybrid com motor eTSI, que chega na reestilização

Com fechamento da fábrica, Chery Tiggo 3X sai de linha e Arrizo 6 virá importado da China

Site confirma a escolha da Fiat para o nome do SUV oriundo do Projeto 376: Fastback

Jeep confirma o lançamento da Gladiator para breve no Brasil; picape terá motor 3.6 V6

Chery fecha fábrica de Jacareí (SP) até 2025, quando retoma produzindo híbridos e elétricos

Porsche Panamera receberá nova geração em 2023 e central antecipa desenho do carro