Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Ford Group

Fábrica da Ford no Canadá é a 1º a confirmar que vai manter produção de motores ICE

Imagem
A Ford confirmou que será uma das primeiras montadoras a confirmar que vai continuar a produzir motores a combustão na sua unidade de Windsor, no Canadá. A confirmação veio dias depois de surgir as primeiras informações de que as montadoras devem continuar produzindo motores a combustão para abastecer outros mercados, mesmo com a proibição dos carros a combustão no próprio continente onde são fabricados. A produção dos motores a combustão está confirmada em Windsor até meados de 2040, confirmou um funcionário da unidade e pertencente ao sindicato canadense. A unidade de Windosr, Ontario, Canadá, possui John D’Agnolo como Presidente da Unifor Local 200, sindicato que representa os funcionários da unidade canadense. “Eles ainda estão muito longe de sair do lado da combustão quando se trata dos caminhões. Eles não veem até 2040 antes de saírem do lado da combustão.” , destacou D’Agnolo em entrevista ao jornal Star Windsor . É de lá que saem os motores 5.0, 6.8 e 7,3 V8. “Neste momento, es

Ford e SK reforçam parceria com construção de fábrica de baterias na Turquia e nos EUA

Imagem
A Ford e a SK Innovation fecharam uma parceria para a produção de baterias na Europa e também nos Estados Unidos. Na Europa, Ford, SK On Co., Ltd. e Koç Holding assinaram um Memorando de Entendimento não vinculativo para um novo negócio de joint-venture líder do setor na Turquia – sujeito à progressão para um compromisso firme dos três parceiros – que levaria à criação de uma das maiores instalações de baterias elétricas para veículos comerciais na região mais ampla da Europa. “Na Ford, continuamos a intensificar as nossas ações para acelerar e liderar a revolução da eletrificação à medida que continuamos a criar um negócio neutro em carbono e também reforçando a nossa força como marca líder de veículos comerciais da Europa através do nosso novo negócio de distribuição e serviços de veículos Ford Pro” , disse Stuart Rowley, Presidente da Ford Europa. Em 2021, a Ford foi a marca de veículos comerciais mais vendida na Europa pelo sétimo ano consecutivo e a marca mais vendida em nove merc

Ford-Volkswagen Alliance tem novo acordo com aumento do uso da plataforma MEB

Imagem
A Ford-Volkswagen Alliance confirmou que a Ford Motor Company e a Volkswagen Group estão ampliando a parceria entre as empresas quando o assunto são modelos elétricos. De acordo com a Ford, terá mais um elétrico com a plataforma modular MEB e vai dobrar a quantidade de volume de modelos, com 1,2 milhão de unidades em um período de seis anos. O acordo foi assinado como parte da aliança estratégia que Ford e Volkswagen assumiram, primeiro com os comerciais leves e depois com os modelos elétricos. Em termos de tecnologia, ambas ainda vão desenvolver em conjunto a condução autônoma que vai estar em seus carros. “Lucratividade e velocidade são cruciais neste momento para garantir o sucesso da mobilidade elétrica na Europa. Estamos trabalhando nesses dois objetivos juntamente com a Ford. O acordo de hoje vai acelerar ainda mais a eletrificação das duas empresas. Ele também é uma prova dos pontos fortes da MEB, que oferece um pacote único de alta tecnologia, custos competitivos e velocidade n

Ford separa divisões de carros a combustão e elétricos em Ford Blue e Ford Model e

Imagem
A Ford confirmou que vai dividir a sua operação em dois no mercado. Com a missão de trabalhar melhor com as suas divisões, a Ford lança as divisões Ford Blue e Ford Model e. “Esta não é a primeira vez que a Ford reimagina o futuro e segue o seu próprio caminho. Temos uma oportunidade extraordinária de liderar esta nova era emocionante de veículos elétricos e conectados, oferecer aos nossos clientes o melhor da Ford e ajudar a fazer uma diferença real para a saúde do planeta.” , disse o Presidente Executivo da Ford, Bill Ford. Em maio de 2021, a Ford confirmou que o crescimento e geração de valor da Ford vai passar por mudanças. Com isso, as divisões Ford Blue e Ford Model e, junto com o novo negócio Ford Pro, ajudarão a liberar todo o potencial do plano Ford, impulsionando o crescimento e a criação de valor, ao mesmo tempo que posicionam a Ford como líder na era da eletrificação da indústria. “Progredimos em um curto período de tempo lançando uma série de produtos bem-sucedidos a nível

Ford nega informações sobre apostas em start-ups e confirma reorganização interna

Imagem
A Ford confirmou que não vai mais investir em empresas start-ups, depois de dizer que poderia apostar novamente. Isso depois da Ford vender as ações que tinha da Rivian, o que gerou um lucro de US$ 8,2 bilhões para a marca, um ganho de mais de US$ 5 bilhões só ao esperar a marca a crescer no mercado financeiro. "Estamos focados em nosso plano Ford+ de transformar a empresa e prosperar nesta nova era de veículos elétricos e conectados. Não temos planos de encerrar nosso negócio de veículos elétricos a bateria ou nosso negócio tradicional de veículos a combustão." , disse a Ford em comunicado para a Agência Bloomberg . A Ford deve trabalhar internamente, possivelmente separando as operações de veículos a combustão e elétricos, a fim de trabalhar nas duas frentes. Jim Farley, CEO da Ford, confirmou que busca reorganizar a marca internamente, reduzindo custos tradicionais para obter acesso a um maior acesso aos mercados de capitais. Não que a empresa seja dividida, mas que, de ac

Ford estuda voltar a produzir na Índia, com aposta em modelos elétricos para exportação

Imagem
Depois de confirmar o fim da produção em solo indiano, a Ford pode acabar voltando a produzir modelos nas suas fábricas que deixaram de produzir o Figo e que em breve se despedem do EcoSport. Isso porque a marca norte-americana estuda produzir elétricos na região, além de estudar vender apenas elétricos no país, já mudando seu foco totalmente para a eletrificação, pelo menos na Índia. Fazendo parte do plano de reestruturação da Ford no mundo todo, a marca do oval azul estaria de reinventando e investindo bilhões para transformar a sua estrutura para a eletrificação. A produção indiana poderia se valer para abastecer tanto o mercado interno como para exportação, o que seria o seu principal foco. Essa chance veio depois do EcoSport indiano ser vendido em outros mercados, como o próprio Estados Unidos, que recebeu o SUV compacto feito em Chennai. A informação da fabricação de elétricos na Índia ainda não é oficial e foi destacada por uma matéria da Agência Reuters. O assunto ainda deve se

Ford revela investimento em marcas spin-off de carros elétricos como forma de capitanear

Imagem
A Ford recentemente confirmou uma série de investimentos nos últimos meses para a sua ofensiva de elétricos. A Ford confirmou em entrevista que, futuramente, vai contar com algumas empresas spin-off como um modelo de negócios. De acordo com uma informação revelada em entrevista à Agência Bloomberg, a Ford vai se reestruturar a um custo de investimento de US$ 20 bilhões. Com a entrevista, a marca do oval azul confirmou quer criar novas empresas dentro do grupo, focado em elétricos e que busquem capital externo, mirando em "alguns dos imensos valores que os investidores estão dando às startups elétricas" . Essas novas empresas podem surgir como marcas de menor volume de vendas e mais presença financeira. "Estamos executando nosso plano Ford Plus para transformar a empresa e prosperar nesta nova era de veículos elétricos e conectados. Não comentaremos especulações." , disse Mark Truby, Chefe de Comunicações da Ford. Em dez anos, a Ford espera que tenha um investimento

Ford vende ações que tinha da Rivian e fatura US$ 8,2 bilhões apenas com a venda

Imagem
A Ford confirmou que vendeu suas ações que tinha na Rivian. A marca norte-americana confirmou que a venda das ações resultou em US$ 8,2 bilhões para a Ford. A venda das ações foi realizada ainda no ano passado, em 10 de novembro de 2021, quando a marca chegou a faturar os quase US$ 10 bilhões. Na compra, a Ford investiu US$ 1,2 bilhão nas ações da marca e isso foi em 2019. Desde então a marca viu a startup valorizar com o início da produção e o início da Rivian no IPO nos Estados Unidos, na bolsa de valores. De acordo com a Ford, o dinheiro ganho nas vendas de ações da marca novata vai fazer com que ela consiga investir pesado em outras áreas. A Ford ainda confirma que vai continuar lucrando com a conexão com a Rivian, cerca de US$ 3,9 bilhões em um ano. Também registrará US$ 1,7 bilhão adicionais em custos associados à recompra e resgate de mais de US$ 7,6 bilhões em dívidas de alto custo no quarto trimestre. Em entrevista ao Automotive News , Jim Farley, Presidente-Executivo da Ford,

Fábrica da Ford em Chennai chama atenção na Índia; unidade pode ser adquirida pela Tata

Imagem
A Ford confirmou que após fechar as fábricas de São Bernardo do Campo (SP), Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE), a marca venderia as fábricas para interessados. Até o momento, apenas a unidade de São Bernardo do Campo já conta com um novo proprietário. A fábrica de Camaçari, por exemplo, a maior da marca, tem difíceis chances de ser vendida pelo seu tamanho e capacidade produtiva. Mas, na Índia, as fábricas que também fecharam em 2021 parecem já ter um destino para um futuro comprador. A fábrica de Chennai, em Tamil Nadu, pode ser adquirida pela Tata Group, de acordo com informações do Ministro das Indústrias do Estado Indiano. Com o encerramento das produções na Índia pela Ford, a unidade do estado Gujarat, Senand, já foi paralisada mas não possui um comprador. A fábrica de Chennai é a responsável pela produção de do EcoSport não apenas para a Índia, mas para uma série de outros mercados, sendo um dos maiores polos exportadores da Ford no mundo. Chennai ainda é responsável pe

Ford Group fecha acordo com a GlobalFoundries para fornecimento de semicondutores

Imagem
A Ford confirmou que fechou uma parceria com a GlobalFoundries para a produção de semicondutores. Além disso, a parceria vai fazer com que a Ford tenha um fornecedor para a produção de componentes eletrônicos. A parceria visa fazer com que as empresas possam aumentar o fornecimento de chips para a produção de automóveis, que causou paralisação na produção de algumas fábricas da marca pelo mundo, principalmente nos Estados Unidos. “É fundamental criarmos novas formas de trabalhar com os fornecedores para dar à Ford – e aos Estados Unidos – maior independência no fornecimento de tecnologias e recursos que nossos clientes mais valorizarão no futuro. Este acordo é apenas o começo e uma parte fundamental do nosso plano para integrar verticalmente tecnologias e recursos essenciais que irão diferenciar a Ford no futuro.” , destacou Jim Farley, Presidente e CEO da Ford. Essa parceria com a GlobalFoundries vai fazer com que a Ford tenha mais uma de uma opção de fornecedor, a fim de evitar estar

Ford Group anuncia investimento em baterias e terá 4 fábricas específicas até meados de 2025

Imagem
A Ford Group confirmou um investimento bilionário junto com a SK Innovation para o desenvolvimento e construção de novas fábricas para baterias. De acordo com informações da Ford, foram investidos US$11,4 bilhões para a construção de uma nova fábrica para a produção da F-150 Lightning. Além dela, serão construídas três novas fábricas para a produção de baterias, todas nos Estados Unidos. A mudança nos planos da Ford, de diminuir as fábricas inoperantes e com capacidade aquém do esperado, foi para incentivar a sua própria eletrificação. Chamada de Blue Oval City, a Ford terá três novas fábricas de baterias a fim de deixar de ser dependente da produção de baterias de empresas terceirizadas e diminuir a dependência com a SK, que entra também no investimento com as fábricas. Com isso, a Ford e a SK vão produzir baterias apenas para os carros da Ford Group. Essas três fábricas serão instaladas em Stanton, Tennessee e outras duas em Glendale e Kentucky. Todas começam a operar a partir de 202

Ford já pensa em reciclagem de baterias dos elétricos em parceria com a Redwood Materials

Imagem
A Ford confirmou que já trabalha pensando para a reciclagem das baterias dos seus carros elétricos. Contando com o seu primeiro modelo puramente elétrico, o Mustang Mach-E, substituir as baterias do SUV que possuem garantia, em média, de oito a dez anos, dependendo de cada marca. Em parceria com a empresa Redwood Materials, ela tem o objetivo de incorporar materiais reciclados às baterias de veículos elétricos, diminuindo o custo de produção das baterias e diminuindo a necessidade de importar matérias-primas. De acordo com informações com Lisa Drake, Chefe de Operações da Ford América do Norte, a Ford está criando um ciclo para receber as baterias daqui alguns anos com o propósito de reduzir os custos de fabricação. Assim, os componentes vão ser reutilizados ao fim do ciclo de vida útil da bateria. De acordo com informações com a Redwood Materials, cerca de 95% do níquel, cobalto, lítio e cobre podem ser recuperados. Folhas de cobre e materiais de cátodo ativo vão ser usados para a pro

Ford e BMW iniciam testes de baterias de estado sólido em automóveis a partir de 2022

Imagem
A BMW e a Ford criaram uma joint-venture para o desenvolvimento de baterias, para carros elétricos, em estado sólido, firmada em maio deste ano. As empresas confirmaram que vão começar os testes a partir de 2022. Os testes reais em veículos a partir do ano que vem vai validar se o desenvolvimento está de acordo. De acordo com informações, a joint-venture entre as duas empresas deve permitir a criação de baterias com cerca de 100 amperes. O lançamento destas baterias em modelos vai ocorrer entre 2025 a 2030. Essas baterias vêm se tornando conhecidas por apostarem em menor custo e maior autonomia. A parceria entre a BMW, Ford e a Solid Power ainda tem novidades ao ponto de que a Solid apresentou uma plataforma chamada de All-Solid-State, que deve receber diferentes tipos de baterias. A base ainda é compatível com baterias de íon-lítio e níquel-manganês e cobalto. Até 2026, a marca confirmou que pretende regularizar a comercialização de baterias de estado sólido até 2026, podendo oferecer

Governo estadual vai buscar compradores para a fábrica da Troller em Horizonte, no Ceará

Imagem
FOTO: Sedet Ceará Mesmo após o golpe da Ford e o banho de água fria que deu em interessados em comprar a fábrica e na compra da Troller, o Governo do Ceará confirmou que deve continuar procurando um novo dono para o prédio onde o T4 era produzido. A unidade de Horizonte (CE) deve ser fechada depois de novembro e o terreno que foi doado pelo Governo do Ceará deve ser vendido. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Ceará (Sedet), confirmou que "busca pela continuidade da fábrica para o desenvolvimento do município de Horizonte e a manutenção dos empregos" . Apesar disso, o Governo do Ceará ainda se posicionou sobre a medida da Ford Group de simplesmente encerrar a marca e não ceder tanto a Troller como o T4 para um novo interessado. “Continuaremos firmes na busca de entendimentos para que a Ford reflita que esta posição tomada pela matriz é indesejada por nós. A marca Troller não é mundial, foi criada por cearenses! Esperamos que a Ford americana e a do

Em atitude vergonhosa, Ford Group faz Troller encerrar sua atividades em novembro

Imagem
Parece que não foi o que a gente esperava. Em atitude vergonhosa, a Ford decidiu enterrar a Troller no mercado brasileiro. A marca deve deixar de existir depois de novembro. Em comunicado, a Troller destacou que deve deixar de produzir o T4 no final de setembro e deve produzir peças para o jipe até o final de novembro, na fábrica de Horizonte (CE). A fabricante revelou a informação enviando um comunicado para os funcionários da fábrica, onde ontem a produção foi encerrada às 15 horas. Hoje, a Troller disse que a produção voltaria normalmente. O destino dos cerca de 477 funcionários deve ser o mesmo das fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP). A Ford deve negociar em acordos justos e negociáveis, garantindo o direito de todos. A Ford ainda confirmou que deve vender o terreno da fábrica, assim como os ativos da unidade, como maquinários. O mais curioso é que a Ford decidiu isso na matriz, enquanto que com executivos aqui no Brasil, a Ford e o Governo do Ceará buscavam compradores para a

Ford confirma que elétricos representarão a maior parte dos investimentos já em 2023

Imagem
A Ford confirmou que vai passar a investir mais em elétricos que em carros a combustão dentro de poucos anos. Isso deve acontecer em meados de 2023, quando os carros elétricos vão responder por mais de 50% dos investimentos da marca. A informação foi confirmada por meio de Lisa Drake, Diretora de Operações da Ford na América do Norte. "Em 2023... gastaremos mais em veículos elétricos do que em modelos a combustão. Ficamos maravilhados com o sucesso do Mach-E e do F-150 Lightning, trazendo mais de 70% de novos clientes para a marca Ford. O que isso nos permite fazer é, agora temos uma oportunidade não só de liderar as vendas de veículos convencionais, mas também no segmento de elétricos com a F-150. Portanto, nossas aspirações são altas." , destacou Drake. Não é de hoje que a Ford confirmou que deveria passar a investir massivamente em elétricos dentro de alguns anos, sendo que até 2025 o grupo confirmou que vai apostar US$30 bilhões. A marca ainda confirmou que vai eletrifica

Ford procura marcas para produzir em parceria na Índia, nas fábricas da norte-americana

Imagem
A Ford confirmou que pode vender parte das instalações das suas fábricas na Índia. Ao invés de fechar uma das duas fábricas que possui, a Ford primeiro deve tentar outras medidas. A principal medida deve ser o compartilhando das unidades fabris, oferecendo espaço até mesmo para startups que possam produzir na unidade. Segundo comunicado, a decisão visa dar “oportunidades de parceria, vendas de instalações e fabricação sob contrato” , segundo o site indiano Cartoq . Apesar da fala da Ford, é claro que a empresa visa amortecer os custos de fábricas que estão bem abaixo da plena capacidade de produção, deixando a linha ociosa apenas com Figo, Figo Sedan, Aspire e EcoSport. Depois do fim da parceria com a Mahindra, a medida chega até mesmo a soar estranho, visto que a intenção das empresas era justamente produzir os modelos na fábrica da Mahindra e a Mahindra poder produzir em fábricas da Ford. Além disso, a Ford teria oferecido parte das instalações para suas rivais, como Volkswagen, Skod

GM deve processar a Ford por uso de nome Cruise em seu sistema de condução autônoma

Imagem
A General Motors iniciou um processo contra a Ford Motor Company alegando plágio do nome do seu sistema de condução autônoma. A Ford chama seu sistema de Blue Cruise e a GM de Super Cruise. De acordo com informações, a GM ainda possui uma subsidiária com o nome Cruise. Com isso, o grupo acredita que o nome Blue Cruise pode causar uma proximidade com a escolha do nome dos GM. O problema é que o sistema já está sendo oferecido em modelos da Ford, em modelos como o Mustang Mach-E e a F-150 Lightning. "A decisão da Ford de reformular a marca usando uma marca central usada pela GM e Cruise irá inevitavelmente causar confusão. Enquanto a GM esperava resolver o problema de violação de marca comercial com a Ford amigavelmente, não tivemos escolha a não ser defender vigorosamente nossas marcas e proteger o patrimônio que nossos produtos e tecnologia conquistaram ao longo de vários anos no mercado." , disse a GM em comunicado. De acordo com a General Motors, foram investidos US$10 bilh

Postagens mais visitadas deste blog

Renault vai trazer 1º lote de 500 unidades do Kwid E-Tech Electric a partir de agosto

Chery desenvolve a chegada do eQ1 ao mercado brasileiro, candidato a elétrico mais barato

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Surgem projeções de como pode ficar o Renault 'StepWay', que estreia no Brasil em 2023

Site confirma a escolha da Fiat para o nome do SUV oriundo do Projeto 376: Fastback

Com fechamento da fábrica, Chery Tiggo 3X sai de linha e Arrizo 6 virá importado da China

Porsche Panamera receberá nova geração em 2023 e central antecipa desenho do carro

Jeep confirma o lançamento da Gladiator para breve no Brasil; picape terá motor 3.6 V6

Volkswagen desenvolve um Polo Hybrid com motor eTSI, que chega na reestilização

Chery fecha fábrica de Jacareí (SP) até 2025, quando retoma produzindo híbridos e elétricos