Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Ford Group

Ford vai cortar cerca de 3.000 funcionários nos Estados Unidos, Canadá e Índia

Imagem
A Ford confirmou que vai demitir cerca de 3.000funcionários em fábricas de Estados Unidos, Canadá e Índia, num total. A grande maioria das posições dos empregos que serão cortados será nos Estados Unidos. A mudança da parte do plano estratégico de corte de pessoal da Ford, com o plano Ford+. A informação foi confirmada por Bill Ford, Presidente Executivo da Ford, e Jim Farley, CEO da Ford, em um memorando enviado para cerca de 31 mil funcionários, anunciando as demissões. De acordo com Farley, serão 2.000 vagas de empregos de assalariados e 1.000 funcionários de agências que serão demitidos. De acordo com o Detroit Free Press , Farley disse em comunicado que precisa "enfrentar todos os aspectos dos custos – de materiais a aqueles relacionados à qualidade" , destacou. O site ainda destaca que a maioria dos cortes ocorrem nos EUA, segundo o que o Detroit Free Pressa apurou com o porta-voz da Ford, Mark Truby. "A maioria de nossa base de funcionários está em Michigan, porta

Ford Group vende fábrica na Índia para a Tata Group, que vai produzir elétricos em Sanand

Imagem
A Tata Group confirmou a aquisição de uma das fábricas deixadas pela Ford na Índia. Os indianos adquiriram a unidade de Senand, na região de Gujarat pelo equivalente a 7,25 bilhões de rúpias, algo em torno dos US$ 91,5 milhões. Antes de ser adquirida, a compra ainda precisa da aprovação final do governo. A fábrica será destinada para a divisão elétrica da Tata, chamada de Tata Passenger Electric Mobility Limited (TPEML). É de lá que serão produzidos os novos modelos elétricos que a Tata desenvolve. O acordo de compra não leva em consideração apenas o terreno, como também o maquinário e os empregados vão poder ser mantidos. A Ford fechou a unidade de Senand em setembro de 2021 ao confirmar que, “apesar de investir significativamente na Índia, a Ford acumulou mais de US$ 2 bilhões em perdas operacionais nos últimos 10 anos, e a demanda por veículos novos foi muito mais fraca do que o previsto” , nas falas de Jim Farley, CEO da Ford. Por lá, a Ford vai manter apenas a produção de motores

Mais de um ano depois: Ford Group vê a fábrica da Troller ficar sem nenhum comprador

Imagem
Após o fim desastroso da Troller por conta da Ford no Brasil, o que manchou ainda mais a imagem da marca norte-americana em nosso mercado, a fábrica de Horizonte (CE), que encerrou suas atividades no final do ano passado, continua sem um destino. De acordo com informações do site Focus , até o próprio governo do Ceará desistiu de encontrar compradores para o ativo da Ford, uma vez que a norte-americana ainda deseja se desfazer do prédio onde era produzido o Troller T4. Segundo informações apuradas pelo site, o titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Francisco de Queiroz Maia Júnior, destacou que a Ford atou um nó para que a fábrica não fosse vendida. “Já desisti (de tratar com a empresa). A Ford deu um nó para quem quiser adquirir a unidade. Não querem vender uma marca consolidada, as matrizes de produção e nem deixar produzir o jipe Troller” , ressaltou Maia Júnior. O secretário da Sedet reafirmou que para vender os ativos, o comprador não poderia usar o

Ford revela detalhes para dar sequência à sua eletrificação e quer 600 mil elétricos em 2023

Imagem
A Ford confirmou novidades para seus planos estratégicos dentro dos próximos meses e anos para veículos eletrificados. De acordo com a marca norte-americana, a Ford colocou a meta de vender 600.000 unidades de elétricos em 2023, chegando a 2 milhões de unidades até o final de 2026. A Ford espera que o crescimento na venda de carros elétricos possa ultrapassar os 90% até meados de 2026, com um crescimento que seja o dobro da média de vendas de elétricos. “A nova linha de veículos elétricos da Ford gerou enorme entusiasmo e demanda, e agora estamos colocando o sistema industrial em funcionamento para escalar rapidamente. Nossa equipe do Model e se moveu com velocidade, foco e criatividade para garantir a capacidade da bateria e as matérias-primas de que precisamos para fornecer EVs inovadores para milhões de clientes.” , disse Jim Farley, Presidente e CEO da Ford e Presidente do Ford Model e. Com investimentos de US$ 50 bilhões em veículos elétricos até 2026, a Ford quer criar uma nova c

Ford deve faturar cerca de R$ 500 milhões com Centro de Pesquisa & Desenvolvimento

Imagem
Apesar de deixar de produzir no Brasil, a Ford manteve o seu Centro de Desenvolvimento e Tecnologia da Ford na Bahia, considerado um dos mais avançados do mundo. Esse centro recentemente teve um incremento de cerca de 500 funcionários para trabalhar em diversas áreas e vai fazer com que a operação brasileira ajude no desenvolvimento de modelos elétricos da Ford e até mesmo em carros da Lincoln. Contando com cerca de 1.500 funcionários, o centro vai passar a atuar em projetos de ponta para o futuro da mobilidade, com elétricos, autônomos e conectados. “A inovação contínua é o diferencial entre as empresas que vão crescer e as que vão desaparecer neste mundo em constante mudança. Isso nos leva a outro grande desafio: a demanda cada vez maior por engenheiros e especialistas. Vimos nesse cenário a oportunidade de ampliar nossa atuação com a exportação de serviços de engenharia para os principais mercados da Ford no mundo, aproveitando a criatividade, versatilidade e a sólida experiência em

Ford nega a venda da fábrica de Camaçari, na Bahia, para a BYD; fábrica já está vazia

Imagem
A Ford negou que a BYD esteja sondando a sua fábrica inoperante de Camaçari (BA). Após a marca parar de produzir no dia 11 de janeiro de 2021, a Ford segue em busca de vender seus ativos no mercado brasileiro. Duas fábricas, São Bernardo do Campo (SP) e Taubaté (SP) já foram vendidas. Já Camaçari (BA) pode ter uma venda mais demorada pelo tamanho do complexo industrial. Até o momento, Daniel Justo, Presidente da Ford Brasil, confirmou que a Ford recebeu apenas sondagens genéricas sobre a unidade. "Tudo o que temos até o momento são sondagens genéricas de empresas de diversos segmentos. Esperamos uma conclusão deste tema o quanto antes. Não há nada concreto neste momento. Nenhuma proposta, due dilligence, nada." , disse Justo ao site Automotive Business . Os rumores começaram a partir de informações do site Auto Data, via Bahia Econômica, que disse que a Ford estaria conversando com a BYD sobre a venda da unidade. Segundo informações, o interesse dos chineses cresceu e convers

Fábrica de Valência, na Espanha, da Ford, será a terceira no continente a fazer elétricos

Imagem
A Ford confirmou que vai investir pesado na unidade de Valência, na Espanha, para a produção de novos carros elétricos. Prevendo que vai produzir apenas carros elétricos na Europa até meados de 2030, a marca confirmou que vai apostar em elétricos na unidade espanhola. Todos os Fords elétricos com tecnologia desenvolvida pela própria Ford serão produzidos nesta unidade. "Trazer nossa arquitetura de veículo elétrico totalmente nova para Valência nos ajudará a construir um negócio lucrativo na Europa" , disse Stuart Rowley, Presidente da Ford Europa da Ford. De acordo com algumas informações, para a produção de elétricos acontecer, a Ford terá que abrir mão de parte da sua mão-de-obra. Isso significa que a marca precisará demitir uma quantidade de funcionários para ser mais rentável, além de que o maquinário dos elétricos exige uma menor quantidade de funcionários. “Estamos comprometidos em construir um negócio vibrante e sustentável na Europa como parte de nosso plano Ford+, e

Tata assina memorando de compra fábrica da Ford, em Sanand, para produzir elétricos

Imagem
Na Índia, a Tata pode estar interessada em uma das fábricas da Ford para expandir a sua capacidade produtiva. De acordo com informações, a Tata assinou um memorando de entendimento (MOU) para uma potencial compra da unidade de Sanand, estado de Gujarat, na Índia. A fábrica produzia o Figo, Figo Sedan e Figo Aspire, as versões indianas dos nossos Ford Ka e Ka Sedan. Sendo a marca que mais produz e vende automóveis elétricos na Índia, a compra da unidade de Sanand seria interessante para a marca expandir ainda mais seus mercados, de onde poderia exportar seus carros para outros mercados. Detalhes da compra da unidade ainda são guardados e a aquisição pode ser adquirida dentro dos próximos meses, visto que não é um processo curto. Segundo informações do Economic Times Índia , a fábrica deve ser adquirida por um valor entre US$ 100 a US$ 150 milhões. Se a Tata adquirir a unidade de fato, terá que realizar um grande investimento de modernização da unidade, renovando todo o maquinário e equi

Ford e Lincoln testam carros no Brasil para adaptação de motor, recursos ou equipamentos

Imagem
Recentemente surgiu as primeiras imagens sobre testes de utilitários esportivos de grande porte da Ford e da sua marca premium, a Lincoln, no Brasil. Os dois modelos rodavam na companhia de dois carros já confirmados para serem lançados em nosso mercado: Ford F150 e Mustang Mach-E. Os Ford Expedition e o Lincoln Navigatori claramente não serão lançados em nosso mercado por esse tipo de SUV estar muito longe do padrão do consumidor local, além de serem carros muito caros para a Ford estar presente. Já a Lincoln não deve chegar ao Brasil porque precisaria criar uma estrutura para a marca no país, equipe de executivos, concessionárias, pós-venda, marketing e tudo que envolve a chegada de uma empresa. Mas então qual seria o motivo da dupla estar no país? O mais provável é que a Ford esteja testando alguma novidade como equipamento ou mecânica para o mercado norte-americano. Outro ponto é que os dois SUVs podem estar em testes como mula de testes para o motor da F-150, que será lançada no p

Ford F-150, Mustang Mach-E, Expedition e Lincoln Navigator são vistos em testes no Brasil

Imagem
Apesar de deixar de produzir nacionalmente, a Ford vai atuar como uma empresa importadora nos próximos anos. Em Camaçari (BA), no entanto, a marca ainda mantém seu Centro de Desenvolvimento e Tecnologia, sendo um dos centros de referência global da marca. Isso porque recentemente foi avistado modelos que não são vendidos no país rodando em testes. Quatro veículos, sendo três Ford e um Lincoln, foram vistos rodando em comboio na cidade de Camaçari, onde está o centro da Ford. Dois desses modelos podem ser vendidos aqui enquanto outros dois só podem ter vindo a passeio. O comboio contava com Ford F-150 na versão Limited, o Mustang Mach-E GT e a dupla Ford Expedition e Lincoln Navigator. Esses dois últimos ainda são as unidades pré face-lift. Por aqui, a F-150 usará o motor 3.0 V6 Power Stroke de potência de 253cv e 60,8kgfm ou o 3.5 V6 EcoBoost mais potente, de 456cv e 70,4kgfm, ambos com câmbio automático de 10 marchas. Até o momento, estava cogitado que ela seria vendida apenas com a v

Ford vende a fábrica de motores de Taubaté (SP) para a São José Desenvolvimento Imobiliário

Imagem
A Ford confirmou que conseguiu vender a fábrica de Taubaté (SP). A marca anunciou que o termo de assinatura de um compromisso de compra e venda para a unidade foi fechado com a São José Desenvolvimento Imobiliário. A partir de agora começa o processo de diligência conjunta. A concretização do negócio depende também da aprovação do CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica. De acordo com a Ford, todo o processo vai levar de 60 a 90 dias. A Ford produzia motores a transmissões na unidade de Taubaté. Desativada desde o início de 2021, quando a Ford confirmou que fecharia três fábricas no Brasil, a unidade produzia peças para os carros feitos em Camaçari (BA), Ka Ka Sedan e EcoSport. A construtora São José Desenvolvimento Imobiliário já tinha adquirido a unidade de São Bernardo do Campo (SP), também da Ford, fechada em 2019. Essa unidade, de acordo com a empresa, foi transformado em um setor logístico e que até considerava que parte dos 1 milhão de metros quadrados para alugar par

Ford vende mais ações restantes da Rivian e acumula mais US$ 400 milhões em lucros

Imagem
A Ford Group confirmou que vendeu mais da parte de suas ações da Rivian. De acordo com informações, a Ford vendeu cerca de 7 milhões de ações da Rivian no dia 13 de maio, depois de já ter vendido cerca de 8 milhões de ações no dia 10/05. Com o negócio, a marca do oval azul conseguiu angariar mais US$ 400 milhões em menos de uma semana, sendo que a última venda rendeu cerca de US$ 188,2 milhões para a Ford Group. Assim, a Ford ainda tem cerca de 86,9 milhões de ações da marca. A venda das ações vai de encontro com o momento em que a Rivian diminui o ritmo de produção e vai fabricar cerca de 25 mil unidades em 2022, baixando a meta inicial de 40 mil unidades. Com essa venda de ações da Rivian, a Ford passa a ter cerca de pouco menos de 10% da Rivian. Antes das duas vendas, a Ford tinha cerca de 12%. "Achamos prudente neste momento monetizar uma pequena parte do investimento" , disse o Porta-Voz da Ford, Ian Thibodeau, em comunicado após a venda inicial. Essa é a terceira vez qu

Fábrica da Ford no Canadá é a 1º a confirmar que vai manter produção de motores ICE

Imagem
A Ford confirmou que será uma das primeiras montadoras a confirmar que vai continuar a produzir motores a combustão na sua unidade de Windsor, no Canadá. A confirmação veio dias depois de surgir as primeiras informações de que as montadoras devem continuar produzindo motores a combustão para abastecer outros mercados, mesmo com a proibição dos carros a combustão no próprio continente onde são fabricados. A produção dos motores a combustão está confirmada em Windsor até meados de 2040, confirmou um funcionário da unidade e pertencente ao sindicato canadense. A unidade de Windosr, Ontario, Canadá, possui John D’Agnolo como Presidente da Unifor Local 200, sindicato que representa os funcionários da unidade canadense. “Eles ainda estão muito longe de sair do lado da combustão quando se trata dos caminhões. Eles não veem até 2040 antes de saírem do lado da combustão.” , destacou D’Agnolo em entrevista ao jornal Star Windsor . É de lá que saem os motores 5.0, 6.8 e 7,3 V8. “Neste momento, es

Ford e SK reforçam parceria com construção de fábrica de baterias na Turquia e nos EUA

Imagem
A Ford e a SK Innovation fecharam uma parceria para a produção de baterias na Europa e também nos Estados Unidos. Na Europa, Ford, SK On Co., Ltd. e Koç Holding assinaram um Memorando de Entendimento não vinculativo para um novo negócio de joint-venture líder do setor na Turquia – sujeito à progressão para um compromisso firme dos três parceiros – que levaria à criação de uma das maiores instalações de baterias elétricas para veículos comerciais na região mais ampla da Europa. “Na Ford, continuamos a intensificar as nossas ações para acelerar e liderar a revolução da eletrificação à medida que continuamos a criar um negócio neutro em carbono e também reforçando a nossa força como marca líder de veículos comerciais da Europa através do nosso novo negócio de distribuição e serviços de veículos Ford Pro” , disse Stuart Rowley, Presidente da Ford Europa. Em 2021, a Ford foi a marca de veículos comerciais mais vendida na Europa pelo sétimo ano consecutivo e a marca mais vendida em nove merc

Ford-Volkswagen Alliance tem novo acordo com aumento do uso da plataforma MEB

Imagem
A Ford-Volkswagen Alliance confirmou que a Ford Motor Company e a Volkswagen Group estão ampliando a parceria entre as empresas quando o assunto são modelos elétricos. De acordo com a Ford, terá mais um elétrico com a plataforma modular MEB e vai dobrar a quantidade de volume de modelos, com 1,2 milhão de unidades em um período de seis anos. O acordo foi assinado como parte da aliança estratégia que Ford e Volkswagen assumiram, primeiro com os comerciais leves e depois com os modelos elétricos. Em termos de tecnologia, ambas ainda vão desenvolver em conjunto a condução autônoma que vai estar em seus carros. “Lucratividade e velocidade são cruciais neste momento para garantir o sucesso da mobilidade elétrica na Europa. Estamos trabalhando nesses dois objetivos juntamente com a Ford. O acordo de hoje vai acelerar ainda mais a eletrificação das duas empresas. Ele também é uma prova dos pontos fortes da MEB, que oferece um pacote único de alta tecnologia, custos competitivos e velocidade n

Ford separa divisões de carros a combustão e elétricos em Ford Blue e Ford Model e

Imagem
A Ford confirmou que vai dividir a sua operação em dois no mercado. Com a missão de trabalhar melhor com as suas divisões, a Ford lança as divisões Ford Blue e Ford Model e. “Esta não é a primeira vez que a Ford reimagina o futuro e segue o seu próprio caminho. Temos uma oportunidade extraordinária de liderar esta nova era emocionante de veículos elétricos e conectados, oferecer aos nossos clientes o melhor da Ford e ajudar a fazer uma diferença real para a saúde do planeta.” , disse o Presidente Executivo da Ford, Bill Ford. Em maio de 2021, a Ford confirmou que o crescimento e geração de valor da Ford vai passar por mudanças. Com isso, as divisões Ford Blue e Ford Model e, junto com o novo negócio Ford Pro, ajudarão a liberar todo o potencial do plano Ford, impulsionando o crescimento e a criação de valor, ao mesmo tempo que posicionam a Ford como líder na era da eletrificação da indústria. “Progredimos em um curto período de tempo lançando uma série de produtos bem-sucedidos a nível

Postagens mais visitadas deste blog

Única Lamborghini Aventador Ultimae no Brasil está à venda, mas por R$ 8,7 milhões

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?

Lamborghini apresenta o novo Huracán Super Trofeo Evo 2, com evoluções aerodinâmicas e visuais

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Novo Chevrolet SS poderá ser nosso novo Chevrolet Omega!

SsangYong apresenta o Torres e espera que SUV marque recuperação da marca coreana

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Jeep Commander vai receber dupla de motores maiores, com o 2.0 Turbo e o 2.2 Turbo Diesel

Jeep já vende o novo Renegade com descontos para consumidores com CNPJ em até R$ 13.063