Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Imposto

Surge detalhes de como Governo Federal pode reduzir impostos de carros vindos da Europa

Imagem
Surgiu as primeiras informações do Ministério das Relações Exteriores do Brasil com seu plano de redução de imposto de importação por conta da parceria entre Mercosul e União Europeia. O documento revela que para o segmento de automóveis, cria-se uma cota anual de importação de automóveis com imposto reduzido pela metade. O Brasil terá o direito de importar anualmente cerca de 32.000 unidades de veículos com tarifa de importação de 17,5%, válido por sete anos. Passando este prazo, a tarifa deve começar a ser reduzida até chegar a zero nos próximos oito anos. Mas como assim? A partir de 2028, a taxa seria reduzida para 14,18%, caindo para 10,83% em 2029 e 7,51% em 2030. Daí em diante, o imposto de importação será de 6,5%, 5,0%, 3,75%, 2,5%, 2,17% e zero, respectivamente em 2031, 2032, 2033, 2034, 2035 e 2036. A quantidade adicional de veículos, além dos 32 mil unidades, pagarão o imposto cheio, ou seja, 35%. Além do Brasil, o mesmo valeria para a Argentina, Uruguai e Paraguai, mas com c

Senado aprova teto de R$140.000 para carros PcD e tem prazo para ser aprovado por Presidente

Imagem
Após subir o teto para R$140.000 para carros para Pessoas com Deficiência (PcD) como uma Medida Provisória 1034/21, que modifica as leis para aquisição de automóveis para os PcD, o projeto de lei foi revisado pela Câmera dos Deputados, onde as alterações da MP acabaram sendo rejeitadas e com a remoção do teto do valor para a isenção do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), o intervalo de uso do abatimento tributário, que permite limitar a troca de automóveis a cada dois anos. Na Câmara, o limite dos R$140 foi debatido novamente e foi retomado de forma positiva durante reunião com parlamentares no último dia 23 de junho, mas o prazo para a troca dos automóveis passou a ser de quatro anos. Antes, os consumidores PcD poderiam fazer a renovação do IPI a cada dois anos e a troca de veículos só poderia ser feita a cada três anos. As sanções devem ser sancionadas agora pelo Presidente da República, que possui um prazo de 15 dias para aprovar ou reprovar as novas regras. Caso aprovado,

Toyota diz que eletrificação no Brasil só ocorre se tiver reformas e isonomia para produção

Imagem
Enquanto o Brasil desmorona por conta de problemas governamentais e com uma pandemia desenfreada, o país vai ficando para trás em muitas coisas. E a Toyota resolveu comentar sobre a situação do país quanto a eletrificação. Enquanto ninguém parece perceber que o Custo Brasil pode fazer com nosso país seja uma nova Austrália (que matou toda a sua indústria automotiva por alto custos de produção). Para a Toyota, o maior entrave do país é a falta de uma reforma tributária, administrativa e a correção de uma “situação injusta de incentivos fiscais importantes a empresas do Nordeste e Centro-Oeste” , destacou Roberto Braun, Diretor de Assuntos Governamentais da Toyota do Brasil. “A soma de ICMS e IPI é de 20%, um valor muito expressivo. Mesmo com toda a eficiência da Toyota, não é possível tirar 20% do custo de produção. É dessa forma que os veículos produzidos no Nordeste e Centro-Oeste competem com os feitos no Sul e Sudeste” , destacou o executivo em entrevista à revista Autoesporte. “O C

Pagando menos IPI, Toyota confirma redução de preços para o Prius com o Rota 2030

Imagem
A Toyota confirmou que o Prius deve ficar mais em conta com o Rota 2030. O híbrido deve deixar de pagar os 20% de IPI para pagar 7%, dependendo do seu peso e eficiência homologada pelo InMetro. Em entrevista ao Automotive Business, terá uma redução de preço também para os híbridos da Lexus (CT e LS), mesmo que para a Toyota o incentivo poderia ser ainda maior. O novo valor não foi definido, já que a Toyota ainda estuda a situação. Hoje, um Prius é vendido por R$126.600 pagando o imposto de 20%. Se a Toyota resolver aplicar um corte de 13% do imposto, o Prius poderia ser vendido por R$110 mil. Tudo indica que o Prius Hybrid Flex também deve ajudar a fazer com que esse preço se torne mais viável para o consumidor. O novo Prius foi um dos primeiros a chegar com a nova plataforma TNGA e possui motor 1.8 16v VVT-i de ciclo Atkinson que desenvolve 98cv de potência e torque de 14,2kgfm a 3.600rpm. Aliado a ele está um motor elétrico que desenvolve 72cv de potência e 16,6kgf de torque. Com

No dia "sem imposto", Peugeot venderá uma unidade do 208 no Brasil por R$37.319,38

Imagem
A ser realizado no próximo dia 6 de Junho, o Dia da Liberdade de Impostos deve oferecer uma unidade do Peugeot 208 1.5 Active no Distrito Federal sem tributos. Patrocinado pela própria Champion Peugeot, concessionária da cidade, uma unidade do 208 Active deve ser vendida por R$37.319,38, enquanto seu preço de tabela é de R$52.290, ou seja, cerca de 28% de impostos. “Os impostos não deixarão de ser pagos, mas esse custo será bancado pelos empresários, e não repassado ao consumidor”, explica o coordenador da campanha DLI nacional e presidente da CDL Jovem DF, Raphael Paganini. “Não se trata de uma promoção, mas de uma ação para conscientizar.”. Para poder comprar a unidade com descontos, os interessados devem comparecer a um dos três postos de combustíveis participantes em Brasília. Cada um deles rerá um painel mostrando o impostômetro. A ideia é da palpites sobre o valor que o impostômetro mostrará enquanto o estoque de gasolina sem impostos acabar. Isso deve acontecer ao longo do di

JAC perde as cotas de importação do Inovar-Auto e pode receber multa de R$180 milhões

Imagem
A JAC perdeu no último dia 31 de Maio as cotas de importação. Habilitada no Inovar-Auto, a marca recebia do governo os incentivos fiscais, havia sido liberada mediante o compromisso da fabricante chinesa em construir uma fábrica em Camaçari (BA) com capacidade para produzir 110.000 veículos por ano, ao custo total de R$1 bilhão. Como todos já sabem, os planos iniciais não seguiram conforme planejado e a construção da unidade fabril foi cancelada pela matriz na China. O governo brasileiro, então, cancelou a habilitação da marca no programa e passa agora a cobrar os incentivos fiscais concedidos na importação de veículos entre 2013 e 2014. Segundo o mesmo, o valor estimado de devolução será na casa dos R$180 milhões e a marca afirma que o setor jurídico está avaliando quais medidas serão tomadas com relação a multa. Apesar de receber a multa, a marca ratificou que deve continuar operando no mercado brasileiro normalmente e inclusive continuará a erguer a sua fábrica de capacidade meno

Híbridos e Elétricos ganham desconto de 50% de IPVA na cidade de São Paulo (SP) e abre caminho para isenção no país!

Imagem
A cidade de São Paulo (SP) larga na frente para a adoção de incentivos a automóveis elétricos e híbridos no mercado brasileiro. Com a maior frota do país, a cidade paulista vai devolver 50% do IPVA pago para os proprietários de automóveis híbridos e elétricos. Assim, a cidade de São Paulo está abrindo mão de 100% de sua participação de IPVA nesse tipo de carro. Segundo a ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico), a lei paulistana poderá gerar um efeito cascata em demais cidades, levando outras prefeituras e os governos estaduais e federal a reverem a carga tributária que incide sobre os veículos elétricos. Esse tipo de carro tem custo de aquisição muito elevado, já que não há incentivos tributários para esse tipo de veículo no Brasil. Com esse ato do prefeito de São Paulo, é possível até mesmo que o Governo Federal tome providências para adequar esses automóveis ao cotidiano brasileiro. Isso seria o primeiro passo para por o país no trajeto de veículos verdes. Em outros paíse

Auto Artigo #20: Um carro pode ter até 79% do preço, em imposto! Menor índice é de 31%!

Imagem
Segundo a lei 12.741/2012 que obriga a descrição do percentual de impostos que estão embutidos nos preços dos produtos na nota fiscal. Com uma política um tanto caótica, o Brasil e com o imposto 30% para carros importados, fechando o cerco contra eles, quase que obrigando o consumidor a comprar carroças veículos nacionais. Com essa lei, foi revelada a dura realidade que o consumidor brasileiro leva toda vez que compra um carro no Brasil. A "Lei da Transparência" não está totalmente correta, pois os valores são apenas "aproximados". As empresas podem lançar percentuais de impostos na nota fiscal através de contabilidade feita pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação). O preço de um automóvel pode ter entre 31% a 79% apenas de imposto no seu preço. A situação pode piorar nos importados, que levam ICMS, PIS, Confins e IPI, que varia de acordo com a motorização do veículo. No caso do imposto de importação de 30% para carros Flex e 35% para não-Fl

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Blazer de sete lugares é registrado na Argentina; SUV já foi cotado para o Brasil

Subaru apresenta a nova geração do WRX, que estreia com motor 2.4 Boxer de 275cv

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Chery antecipa lançamento do Arrizo 6 Plus para outubro e ganha primeiro teaser

Ford Bronco Raptor pode acabar usando o motor 3.0 V6 EcoBoost de 406cv de potência

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Novo Opel Astra elétrico será apresentado em 2023, com o mesmo motor do Corsa-e

Volkswagen confirma chegada da atualização remota OTA para ID.3 e ID.4 na Europa

Primeira Quinzena de setembro de 2021: Chevrolet Onix é 8º e VW T-Cross acelera para ser 4º

BMW quebra recorde histórico de vendas no Brasil em agosto, com 1.517 unidades vendidas