Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Geely Group

Renault e Geely estreitam parceria para o desenvolvimento de novos híbridos na Ásia

Imagem
A Renault e a Geely assinaram uma parceria inédita na Ásia. As duas empresas confirmaram que vão trabalhar no desenvolvimento de modelos eletrificados e na expansão da atuação das empresas em dois importados mercados daquele continente: China e Coreia do Sul. O foco da parceria deve ser o desenvolvimento de híbridos, possivelmente plug-ins (PHEV) e com a tecnologia E-Tech da Renault. Segundo as empresas, a parceria deve contar com novos híbridos que serão produzidos na China na linha de produção da Geely e usando tecnologias de ambas as marcas. Além disso, terá o compartilhamento de know-how sobre os investimentos. Detalhes dos carros que devem ser desenvolvidos ainda é uma incógnita, mas deve ser de modelos que serão novos. Com isso, a Geely deve ajudar a Renault no mercado chinês, onde a Geely possui uma forte presença e a Renault deve ajudar a Lynk&Co, da Geely, na Coreia do Sul, com a subsidiária da francesa, a Samsung, vende seus carros. É provável que os carros da Samsung use

Polestar chegará a nove novos mercados até dezembro, mas Brasil não está nos planos

Imagem
A Polestar confirmou que deve passar por um novo processo de expansão comercial neste segundo semestre. A marca de elétricos esportivos da Volvo deve dobrar a quantidade de países onde a marca atua. Com isso, a Polestar deve aumentar suas vendas de nove para 18 países. A informações foi confirmada pela própria marca sueca, que tem como meta chegar a nove outros países até dezembro de 2021. A Polestar deve chegar em mercados como Áustria, Dinamarca, Finlândia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Coreia do Sul e Singapura. Atualmente, atua em mercados como Estados Unidos, China, Canadá, Bélgica, Alemanha, Reino Unido, Suécia, Holanda, Noruega e Suíça. Vendendo automóveis como o Polestar 1 e Polestar 2, a Polestar deve chegar a uma quantidade de 100 concessionárias globais em 2022. Em breve apresentando o seu terceiro modelo, o Polestar 3, a marca ainda não tem planos de começar a vender seus automóveis no Brasil e nem na América Latina e África. Por enquanto, a marca se concentra princi

Volvo deve abandonar padrão S, V e XC por nomes convencionais em seus carros, diz CEO

Imagem
Depois de muitos anos usando a combinação de letras e números para batizar seus automóveis, a Volvo confirmou que deve mudar a sua estratégia de nomenclatura no mundo. Em entrevista com Hakan Samuelsson, CEO da Volvo, destacou ao Autocar que deve rebatizar o nome dos seus carros, que usarão nomes e não mais a combinação letra/número. “Se você olhar para os carros hoje, todos eles têm nomes muito 'projetados': XC, T8 e All-Wheel-Drive. Todas são especificações comuns estampadas na parte traseira das carrocerias. Estamos falando de uma arquitetura completamente nova, uma nova geração de carros totalmente elétricos. É bom e claro assinalar que se trata de um novo começo, e por isso não teremos números e letras ou algum tipo de combinação de engenharia. Vamos dar a eles um nome como você dá um nome a uma criança recém-nascida. Temos uma discussão muito interessante e criativa em andamento” , explica Samuelsson. A mudança deve começar a partir da terceira geração do XC90, que não de

Geely pode desenvolver motores com tecnologias usando metanol na China, reduzindo emissões

Imagem
A Geely apresentou oficialmente alguns detalhes sobre o seu futuro na China. Isso porque a marca pode apresentar novidades nas opções de motores. Além dos carros a combustão, híbridos e elétricos, a marca também pode acabar apostando em motores elétricos movidos a etanol. Curiosamente, no Brasil, essa tecnologia já parece ser o alvo de desenvolvimento da Nissan. Aqui se comenta que o etanol pode ser o combustível usado como gerador de energia para a bateria dos carros elétricos. Segundo a Geely, o metanol pode ser uma opção também para a China, como uma forma de eletrificar sua linha de forma mais acessível que partir diretamente para os carros puramente elétricos. A Geely já usa o metanol em alguns dos seus carros na China, usando em uma frota de táxis movidos a metanol, além de usá-los em caminhões e comerciais leves. Segundo o Presidente da Geely, Li Shufu, a Geely já produziu 10 mil automóveis com este tipo de combustível rodando na China. “Continuaremos explorando tecnologias de m

Lotus confirma plano estratégico para se tornar uma marca puramente elétrica até 2028

Imagem
A Lotus confirmou novidades para o seu futuro nos próximos anos. A marca de Hethel está por apresentar o seu último automóvel a combustão, o Emira, que deve contar com um design muito próximo ao do Evija, primeiro automóvel elétrico da marca inglesa. Finalmente renovando toda a sua linha, a Lotus deve passar por uma das maiores mudanças nos seus 70 anos de história. Adquirida pela Geely Group, a Lotus já recebeu uma injeção de ânimo que deve permitir a renovação e a mudança da matriz energética dos seus carros. Desenvolvidos pela Lotus Engineering, a Lotus deve passar por notáveis alterações dentro de um futuro próximo. A mudança deve ter três pontos fundamentais: produto, infraestrutura e vendas. Além do Evija e do Emira, a Lotus deve trazer novos produtos nos próximos anos, tendo quatro plataformas que deve equipar os quatro tipos de carros da marca: a Hypercar (base usada no Evija), a Sportcar (base que nasce de uma evolução da arquitetura de alumínio do Evora e que estreia no Emira

Lifan apresenta as primeiras novidades, agora no controle da Geely Group, e retoma produção

Imagem
Não, a Lifan não morreu como a maioria das pessoas imaginam. Conhecida anteriormente como Lifan Industry Group, a marca foi rebatizada para Lifan Tecnology Group e foi inaugurada na China no dia 26 de janeiro deste ano, quando passou a compor o Geely Tecnology Group. A Lifan apresentou o seu primeiro automóvel de baterias substituíveis, uma minivan compacta do segmento compacto, chamada de 80V, que possui autonomia de 500km de alcance no ciclo NEDC. Desde novembro do ano passado, quando passou a fazer parte do grupo Geely, a Lifan vem desenvolvendo novos modelos elétricos para o futuro. A Lifan ainda deve se aproveitar da parceria entre Geely e Faraday Future, que terão cooperação entre tecnologia e suporte de engenharia. Segundo informações, o investimento da Geely na Lifan veio de um interesse que inclui a posse de algumas estações de troca de bateria e a experiência no desenvolvimento de plataforma de veículo totalmente elétrico leve inteligente que suporta trocas rápidas de bateria

Volvo e Nvidia confirmam parceria para desenvolvimento da condução autônoma para carros

Imagem
A Volvo confirmou que a parceria que possui com a Nvidia deve passar por um estreitamento. Além da parceria para o desenvolvimento de recursos de tecnologia para a criação da condução autônoma em caminhões, a Volvo e a Nvidia também deve criar o sistema para automóveis. De acordo com informações da parceria, a Volvo deve ter acesso à tecnologia System On a Chip NVIDIA DRIVE Orin, que deve ser aplicado em carros da marca sueca, ofertando assim uma condução autônoma que deve equipar a nova geração de carros da Volvo. O NVIDIA DRIVE Orin é uma plataforma de computação e inteligência artificial que deve processar um grande número de 254 terabytes de operações por segundos. A Volvo deve ser a primeira marca a contar com o recurso de tecnologia, em carros que serão criados a partir da plataforma modular SPA2. O sistema deve estrear com a nova geração do XC90, que deve ser apresentado em meados de 2022 ou 2023. A nova plataforma SPA2 ainda deve estar preparada para receber os recursos de tecn

Geely Group lança a sua nova marca Zeekr, elétrica que mira no sucesso da Tesla

Imagem
A Geely Group revelou uma nova marca na China. Trata-se da Zeekr, que deve ser a “Lynk&Co elétrica”. A nova marca deve contar com presença global e nasce a partir de uma joint-venture entre a Geely Automobile e a Zhejiang Geely Holding Group. Voltada para o mercado chinês, a nova marca deve exportar para outros mercados e deve servir de vitrine da Geely para concorrer com a Tesla. O primeiro carro da marca deve ser baseado no Lynk&Co Zero Concept, apresentado no ano passado. A proposta da Zeekr é de ser uma marca premium que venha a concorrer também com marcas como Audi, BMW e Mercedes-Benz. A Zeekr deve usar a plataforma SEA da Geely e deve se distanciar da Lynk&Co pela base, uma vez que esta é uma parceria da Geely com a Volvo, mesmo que todo o design criado pela Lynk&Co seja mantido. O primeiro carro deve contar com uma série de equipamentos de conectividade, com uma central multimídia com serviço de atualizações OTA. O primeiro carro da marca ainda deve começar a se

Smart deve apresentar SUV compacto elétrico em setembro, ainda como conceito

Imagem
A Smart continuará o desenvolvimento do seu primeiro utilitário esportivo, que deve ser apresentado dentro de alguns meses na Europa e na China. Em fase avançada, o carro deve ser revelado antes do previsto, é possível que a marca antecipe a novidade, ainda como conceito, em meados de setembro. Até alguns meses, tinha-se a informação de que ele seria revelado até meados de 2025 e depois se disse que só conheceríamos o carro em 2022. Agora, o projeto terá seus primeiros detalhes já neste ano. A informação foi revelada por Danuel Lescow, Vice-Presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda da Smart. Concorrente do MINI Countryman, o modelo terá um tamanho de um SUV compacto e deverá ser baseado sobre a mesma plataforma SEA do Geely Group. Elétrico, ele deve ser produzido em uma das fábricas da Geely Group na China e é conhecido internamente como Projeto HX11. Ele deve ter um motor elétrico instalado na traseira que deve desenvolver cerca de 270cv de potência. As baterias devem ser de 70kWh,

Geely e Volvo não terão fusão, mas vão se aproximar ainda mais para o futuro

Imagem
Depois da Geely conseguiu dar uma boa arrumada na casa da Volvo, a marca sueca vem crescendo em vendas nos últimos e tem ganhando espaço entre as marcas premium com uma identidade de marca mais ecológica, a inevitável fusão entre Geely e Volvo eram cogitadas desde que a Geely comprou a Volvo. A ideia, no entanto, foi retirada de cena no final do mês passado. Em comunicado, foi dito que “após um estudo detalhado de opções de combinação, as fabricantes concluíram que podem garantir novas oportunidades de crescimento em seus respectivos mercados e corresponder aos desafios crescentes da indústria por meio de uma colaboração mais profunda, porém preservando suas respectivas estruturas corporativas já existentes” . Apesar da fusão não ter sido descartada, Geely e Volvo anunciaram que terão a mesma oportunidade de criar uma nova companhia e que deve entrar em operação ainda neste ano, provendo motores a combustão, transmissões e conjuntos motrizes híbridos de nova geração para ambas as marca

Faraday Future enfim deve produzir o FF91, graças a parceria com a Geely

Imagem
A Faraday Future deve conseguir produzir o seu primeiro automóvel. Depois de muita luta, a startup deve produzir o FF91 com a ajuda da Geely. Criando várias parcerias pelo mundo, a Geely deve ser a produtora do crossover da Faraday, que ficou em standby por meses até ter uma parceira para desenvolver o modelo. Apresentado pela primeira vez em 2017, o FF91 deve ser visto como o modelo anti-Tesla Model Y. Desenvolvido com quatro motores elétricos que desenvolvem 1.065cv de potência com torque de 183,6kgfm, que acelera de 0 a 100km/h em 2,4 segundos e atinge a autonomia de 700km. Parece que o FF91 chegou em um bom momento para levantar a moral da Faraday Future, que sofreu com notícias ruins, com saídas de executivos, de acusação de falta de dinheiro para erguer sua fábrica em Nevada, que gerou a descrença do público e da imprensa. O FF91 conta com 5,25 metros de comprimento com 2,28 metros de largura (contando os retrovisores), 1,60 metro de altura e 3,20 metros de entre os eixos. Ele co

Chery e Huawei assinam acordo de parceria e Geely e Foxconn também fecham acordo na China

Imagem
Duas empresas gigantes da China se tornaram parcerias de outras duas empresas que não são da área automotiva. O primeiro caso é a Chery e a Huawei, que se uniram para o desenvolvimento de carros inteligentes. As duas marcas devem desenvolver tecnologias para a produção de automóveis com tecnologia em nuvem. Ambas devem criar carros inteligentes, conexão inteligente, quadro de instrumentos inteligente, computação a bordo, direção autônoma, energia inteligente e o Intelligent Vehicle Cloud Services (IVCS). Ambas ainda devem estudar o uso de tecnologias em 5G e V2X. A assinatura teve presença de Yin Tongyue, presidente da Chery; Wang Jun, presidente da Unidade de Negócios de Soluções para Carros Inteligentes da Huawei; Gao Xinhua, vice-presidente da Chery; e Chi Linchun, Gerente Geral de Serviços de Marketing e Vendas da Unidade de Negócios de Soluções de Carros Inteligentes da Huawei. Já no caso de Geely e Foxconn, a parceria nasceu para produzir carros elétricos de terceiros. Segundo a

Baidu e Geely fecham parceria para desenvolver condução autônoma e inteligência artificial

Imagem
Duas gigantes chinesas se encontraram para firmar uma parceria de desenvolvimento de tecnologias. A Baidu e a Geely assinaram uma parceria para o desenvolvimento da condução autônoma e da inteligência artificial. Depois de procurar uma marca para ajudar no seu desenvolvimento, a Baidu encontrou a Geely, que também busca o aperfeiçoamento da tecnologia em seus carros. A Baidu, uma espécie de Google chinesa, quer fazer o mesmo que seu maior concorrente, que lançou a Waymo. A Baidu ainda pode se aproveitar da plataforma elétrica SEA da Geely para o desenvolvimento das duas tecnologias que o acordo prevê. A meta é que os carros com essa base tenham uma autonomia de cerca de 700km e uma bateria com ciclo de vida de 2.000.000km. A Baidu já confirmou que deve investir seu "portfólio completo de tecnologias, incluindo a condução autônoma Apollo, DuerOS para Apollo e Baidu Maps". A Baidu já conta com o Apollo, uma tecnologia que oferece aos seus condutores em viagens gratuitas em seus

Ineos deve produzir o Grenadier na França, ao lado do Smart ForTwo, que se mantém em linha

Imagem
A Ineos confirmou que deve produzir o Grenadier na fábrica que era da Smart em Hambach, na França. A marca inglesa confirmou que o jipe deve ser feito por lá, mas não será o único. A fábrica deve sim passar para a Ineos, mas a Smart deve continuar produzindo o ForTwo elétrico na unidade. Apesar da Smart estar indo para a China, onde terá um domínio compartilhado entre a Daimler e a Geely Group. A fábrica francesa possui 1.300 funcionários da Daimler, que ficarão em Hambach. “Hambach nos apresentou uma oportunidade única que simplesmente não podíamos ignorar: comprar uma fábrica automotiva moderna com uma força de trabalho de classe mundial” , disse Jim Ratchliffe, CEO da Ineos. Vale destacar que a produção do Grenadier seria compartilhada em duas fábricas. O início da produção seria um Portugal e depois seria enviado para ser finalizado no Reino Unido, o que aumentaria a logística e os custos de produção. Também recentemente, a Ineos terá uma opção de motorização ecológica, com a célul

Volvo começa a produção de motores elétricos na fábrica sueca de Skövde para XC40 Recharge Electric

Imagem
A Volvo confirmou que começou a produção de motores na sua fábrica da Skövde, na Suécia, a produção de motores elétricos. Depois de confirmar que uma segunda fábrica de motores elétricos deve ser erguida na China, em Xangai, a Volvo começou a produção na fábrica que já estava pronta. Para o início da produção dos motores elétricos, a Volvo resolveu investir 700 milhões de coroas suecas na unidade (mais de R$420 milhões). A produção de motores elétricos na unidade deve ser estabelecida apenas em meados de 2025, quando a Volvo já terá desenvolvido novos modelos elétricos para aumentar a produção da fábrica sueca. Isso indica que a marca deve avançar mais no seu processo de eletrificação nos próximos anos. Até 2025, a Volvo já confirmou que a venda dos carros elétricos deve representar cerca de 50% de suas vendas globais. "O primeiro Volvo de 1927 foi movido por um motor construído em Skövde. A equipe é altamente qualificada e comprometida em fornecer os mais altos padrões de qualida

Volvo confirma que deve abolir motor a gasolina em 2030 e deve aderir 100% aos elétricos

Imagem
A Volvo confirmou que deve se manter firme no seu processo de eletrificação com os novos modelos e novas opções de motores a gasolina para os híbridos, além dos novos híbridos e elétricos. De acordo com Hakan Samuelsson, CEO da Volvo, a montadora será exclusivamente elétrica dentro de dez anos. A informação foi confirmada pelo executivo no Financial Times Future of the Car Summit. "Eu ficaria surpreso se não entregássemos somente carros elétricos a partir de 2030" , disse Samuelsson no evento. A informação deve fazer com que a marca mude por completo dentro de uma década, sendo esse um compromisso firmado pela sueca há alguns anos. A Volvo revelou as intenções em termos de eletrificação rumo a emissão zero de poluentes. Atualmente a Volvo já possui todo o seu portfólio eletrificado globalmente falando. O Brasil é um exemplo que conta com todos os modelos eletrificados, desde o fim de linha da V60. Todos os cinco modelos (S60, S90, XC40, XC60 e XC90) contam com uma opção híbri

Daimler AG e Geely Group fecham parceria para desenvolvimento de motores a gasolina para híbridos

Imagem
A Daimler e a Geely Group enfim estreitaram seus laços. Os dois grupos, representados por Mercedes-Benz e Volvo, anunciaram que devem criar uma parceria para o desenvolvimento, em conjunto, motores extremamente eficientes para uma próxima geração de modelos híbridos. Segundo informações, as duas fabricantes devem "trabalhar juntos em um conjunto propulsor com soluções para ampliar a competitividade global e uma verdadeira economia em escala". A colaboração deve contar com a engenharia, pesquisas, industrialização e medições de eficiência devem ser compartilhados. A parceria ainda deve acelerar um processo em comum: a transição de modelos híbridos para carros puramente elétricos. As áreas de pesquisa e desenvolvimento das duas devem ser utilizados para a criação de novos motores a gasolina, que devem ser usados nos carros híbridos de ambas. Os powertrains serão feitos tanto na Europa como na China e serão utilizados por modelos da Volvo e da Mercedes-Benz. Essa parceria é váli

Grupo Geely apresenta mais detalhes da plataforma SEA, desenvolvida para carros elétricos

Imagem
A Volvo revelou mais detalhes da plataforma que desenvolveu em conjunto com a Geely e que fez sua estreia com o Lynk&Co Zero Concept. Ao que tudo indica, o modelo da marca filha de Volvo e Geely deve ser a primeira a contar com um modelo desenvolvido sobre a nova plataforma Sustainable Experience Architecture (SEA). A plataforma deve ser desenvolvida especialmente para modelos elétricos e deve compor quase todo o Grupo Geely dentro de alguns anos. Assim como a MEB na Volkswagen, a plataforma SEA deve ser usada em cerca de 16 novos modelos elétricos das marcas que a Geely gerencia. Entre as marcas que devem usar essa plataforma estão a Geely, Volvo, Lynk&Co e Polestar. "Nosso desenvolvimento dessa arquitetura transformadora de veículos elétricos marca o maior salto à frente da Geely em mais de uma década. Esta inovação de longo alcance expandirá muito o volume e a escalabilidade de nossos modelos de emissão zero, e pretendemos oferecer os benefícios dessa inovação a outros

Geely Group quer que Lifan se torne marca elétrica, caso consiga comprar a marca chinesa

Imagem
Depois de confirmar que tem interesse de comprar a Lifan Motors, a Geely Group revelou mais algumas informações sobre o interesse na conterrânea chinesa, que passa por necessidades financeiras. Com presença em mercados como a Ásia, América Latina e África, a marca sofreu muito com a pandemia do novo Corona Vírus, o que afetou drasticamente na receita da marca. Nos últimos anos a marca já vinha operando com as contas fracas e por pouco não faliu nos últimos anos. A chegada da Geely poderia ser um bom alívio para a marca. Para se manter viva, a Lifan recentemente vendeu terrenos e fábricas, mas ainda continua sem ter a liquidez necessária. Caso a Geely efetue a compra da Lifan, o maior problema deve ser encaixar a marca dentro da gama de marcas da Geely Group. De acordo com informações, a Lifan tem dívidas bilionárias de yuans e até mesmo de dólares. De acordo com o que é comentado na China, algumas áreas da marca foram transmitidas para o Governo de Pequim, junto de outros ativos pa

Geely Group pode acabar comprando a Lifan na China; empresa passa por dificuldades financeiras

Imagem
A Geely Group está querendo comprar mais uma marca na China. De acordo com informações, a marca chinesa está com intensões de comprar a Lifan Motors. De acordo com a Reuters, a Geely quer assumir o poder sobre a Lifan para direcionar a montadora para a produção dos seus carros elétricos. Atualmente dona de Volvo, Lotus, Lynk&Co, Manganese Bronze e em partes da Proton e da Smart, a Geely estaria de olho na Lifan para aumentar o seu holding de marcas para o seu grupo automotivo. A Lifan já enfrenta dificuldades econômicas há alguns anos na China, o que limita muito os investimentos da marca, assim como seu crescimento na China. De acordo com informações, a Lifan tem dívidas bilionárias de yuans e até mesmo de dólares. De acordo com o que é comentado na China, algumas áreas da marca foram transmitidas para o Governo de Pequim, junto de outros ativos para a redução de pendências financeiras. A pandemia ainda veio para complicar ainda mais a situação da marca. Atualmente a Lifan est

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Lifan apresenta as primeiras novidades, agora no controle da Geely Group, e retoma produção

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Nova geração do Audi A4 será apresentada em 2023 e será geração de transição para o elétrico

Com lançamento para amanhã, Fiat Pulse Impetus T200 aparece custando R$ 125.790