Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Semicondutores

Stellantis cria divisão Ventures e com a Foxconn fecha uma parceria por semicondutores

Imagem
Stellantis cria a divisão Ventures, para incentivos de novas empresas, fecha parceria com a SiliconAuto e implementa múltipla estratégia de semicondutores A Stellantis segue trabalhando para aumentar suas parceiras e seus investimentos. O grupo ítalo-franco-americano confirmou a criação do seu braço chamado de Stellantis Ventures, que vai ajudar pequenas empresas com investimentos para se tornarem fornecedoras do grupo, algo que faz parte do plano estratégico Dare Forward 2030 da empresa. De acordo com a mesma, cerca de dez startups e um fundo de capital de risco serão necessários para o investimento nestas empresas, apostando em empresas novatas voltadas para a mobilidade. Três dos projetos inicialmente apoiados pela Stellantis Ventures vão ser apresentados nos próximos meses, validando a “missão do fundo de acelerar a implantação de tecnologias de mobilidade inovadoras e centradas no cliente, além de apoiar diretamente as diretrizes contidas no plano estratégico Dare Forward 2030 p

Porsche Taycan tem fila de espera de até nove meses por conta de problemas de 2022

Imagem
Porsche confirma que Taycan ainda possui uma longa fila de espera, que pode chegar a nove meses; sedã elétrico foi lançado em 2019 e ainda tem boa procura A normalidade do lançamento de um carro é que ele cause uma alta procura no seu lançamento, correto? Sim, na grande maioria das vezes. Mas não que essa seja a regra. Lançado em 2019, o Porsche Taycan vai na contramão dessa lógica. De acordo com o CEO da Porsche, Oliver Blume, o sedã ainda continua com uma procura bastante alta. E, pelo fato dele ser o primeiro elétrico da marca alemã, surpreende que os consumidores estão querendo o sedã que antecipa o futuro da marca. Em entrevista ao Automotive News , Blume confirmou que a fila de espera pelo Taycan ainda é muito grande, ao ponto de ter filas de espera que variam de seis a nove meses em alguns mercados. Em 2022, a marca vendeu, globalmente, 34.801 unidades do Taycan (nas carroceria sedã e Sport Turimo/Cross Turismo). O motivo dessa fila de espera tem certa explicação. Ano passado,

Nissan confirma que produção global do Ariya será novamente prejudicada em 2023

Imagem
Nissan confirma que alta demanda e falta de componentes ainda vão afetar a produção do seu SUV elétrico, o Ariya, que terá uma produção limitada neste ano A Nissan confirmou que a produção do Ariya deve ser limitada no mercado internacional durante este ano de 2023. A informação foi confirmada pela marca japonesa, que ainda vai continuar sofrendo com a falta de componentes essenciais como semicondutores, o que vai limitar a produção do SUV elétrico. De acordo com informações do Automotive News , os Estados Unidos será o mercado que mais vai sofrer com a falta de tais componentes. O SUV elétrico da marca japonesa terá esse restrição após a confirmação do National Automobile Dealers Association (NADA), dos concessionários da marca nos EUA. A informação é que cerca de 6.000 unidades foram enviadas aos EUA no ano fiscal de 2022, que terminou em março deste ano. “Cada revendedor estava dizendo quantos clientes eles têm esperando ou querendo pedir um” , disse o Presidente do Conselho Consu

Volkswagen para a produção em São José dos Pinhais e em São Carlos por falta de peças

Imagem
Volkswagen interrompe a produção na unidade de São José dos Pinhais (PR) e em São Carlos (SP); produção do T-Cross para por falta de componentes A Volkswagen confirmou que as unidades de São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP), por diferentes razões. A primeira parada aconteceu com a unidade de São José dos Pinhais, no Paraná, responsável pela produção do T-Cross. Os funcionários da unidade foram colocados em férias coletivas, por conta da falta de componentes. A produção vai parar entre os dias 10 de abril a 2 de maio, envolvendo um quadro de funcionários de 1.900 funcionários. Ao todo, a unidade paranaense emprega 2.200 funcionários. De acordo com a Volkswagen, em nota para o Automotive Business , disse que essa parada "já estava programada desde o ano passado e fazem parte da estratégia da montadora de flexibilização nos processos produtivos devido à oscilação no fornecimento de componentes" . A demanda baixa também é um dos motivos que fizeram com que a Volkswagen f

Stellantis vai parar produção em Goiana (PE) por falta de semicondutores até dia 10/04

Imagem
Stellantis para a fábrica de Goiana (PE) por conta da falta de componentes para produção de Fiat Toro, Jeep Renegade, Jeep Compass e Jeep Commander O mercado brasileiro voltou a sofrer com a falta de semicondutores. E isso tem feito uma série de marcas interromperem sua produção. A Stellantis foi afetada na unidade de Goiana (PE), responsável pela produção de quatro veículos: Fiat Toro, Jeep Renegade, Jeep Compass e Jeep Commander. Entre os dias 22 de março a 10 de abril, o primeiro turno será interrompido. Mas, entre os dias 27 de março a 6 de abril, o segundo e o terceiro turno também vão parar. Em comunicado, a Stellantis confirmou que “se deve à necessidade de ajustar o volume de produção à oferta de componentes” , disse o grupo ao Automotive Business . As unidades de Betim (MG) e Porto Real (RJ) não foram afetadas. Atualmente, a unidade é responsável pelos carros mais caros do grupo produzidos no mercado brasileiro das marcas como Fiat e Jeep. Recentemente, a Jeep alcançou a m

Fábrica da Renault em São José dos Pinhais para e produção do Captur está congelada

Imagem
Renault também para na unidade de São José dos Pinhais (PR) por falta de componentes, principalmente há uma falta de semicondutores  A Renault é mais uma das marcas que parou a produção na unidade de São José dos Pinhais (PR) por falta de componentes, em especial, de semicondutores. A marca deu férias coletivas aos seus funcionários entre os dias 13 a 17 de março, praticamente os cinco dias úteis de uma semana. Por lá, a marca produz modelos como Kwid, Sandero, Logan, Duster, Oroch, Captur e Master, praticamente toda a sua linha. De acordo com fontes ouvidas pelo Automotive Business , a Renault estaria sofrendo com a falta de semicondutores há muito tempo, sendo que a empresa estaria priorizando a produção de Kwid e Duster. Em comunicado ao site, a Renault foi bem sucinta ao dizer que "a falta de peças continua afetando a produção de alguns modelos e seguimos buscando soluções" . A produção do Captur é a mais prejudicada. De acordo com informações, o SUV não é produzido há

Volkswagen sofre com falta de semicondutores em São Bernardo e Taubaté no trimestre

Imagem
Não se encerrou nem o primeiro trimestre e Volkswagen já sofreu interrupção nas unidades de São Bernardo do Campo (SP) e Taubaté (SP) por falta de semicondutores A Volkswagen é mais uma das empresas afetadas com a falta de peças para produzir automóveis neste primeiro trimestre de 2023. A marca alemã contou que parou a unidade de São Bernardo do Campo (SP) de 23 de fevereiro a 6 de março por falta de semicondutores. A unidade é responsável pela produção de veículos importantes para a marca, como Polo, Virtus, Nivus e Saveiro. As férias coletivas foram concedidas por cerca de 10 dias e que a parada já estava programada. De acordo com informações do site Automotive Business , não foram confirmadas quantos funcionários pararam na unidade. E para os próximos dias, uma nova parada está prevista. Na marca, a unidade de Taubaté (SP) deve sofrer uma parada, novamente de dez dias, a começar a valer a partir do 27 de março, na semana que vem e persistindo até o dia 5 de abril, destacou o Auto

GWM não vai sofrer com semicondutores no Brasil, apesar da crise global, diz executivo

Imagem
GWM confirma que falta de semicondutores não vai afetar a chegada das marcas no mercado brasileiro, que inicialmente chegam importados da China A Great Wall Motors (GWM) confirmou que a falta de semicondutores que vem afetando todo o mundo, não vai afetar o início da sua operação no Brasil. A informação foi confirmada por Oswaldo Ramos, Chefe Comercial da GWM Brasil. Aqui, o grupo tem a meta de chegar primeiro com a marca Haval e com o H6, sempre com motores híbridos. “Nós somos uma holding extremamente verticalizada na produção, com muitos componentes produzidos pela própria GWM. A escala de produção do H6 é muito grande, o volume que vai trazer para o Brasil não fará muita diferença e ainda temos muita flexibilidade. Além disso, o Brasil é a real prioridade da GWM no mundo” , disse Ramos ao Automotive Business . Apesar da crise global com falta de peças, a GWM confirmou que não atrasará as operações da fábrica em Iracemápolis (SP). "O que tiver escala vai ser produzido no Br

Volkswagen suspendeu a produção de quatro fábricas no Brasil por conta da falta de peças

Imagem
De novo o fantasma? Em pouco menos de um mês, Volkswagen vê fábricas de São Bernardo do Campo (SP) e Taubaté (SP) pararem por falta de semicondutores A Volkswagen voltou a ser assombrada pelo fantasma da falta de semicondutores. E isso aconteceu em pouco menos de um mês em duas de suas fábricas. A primeira delas foi São Bernardo do Campo (SP). Neste primeiro momento, a unidade de São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP) também foram afetadas com a parada. “A Volkswagen do Brasil concederá férias coletivas aos seus colaboradores da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), de 22 de fevereiro a 3 de março de 2023. Os dias de parada já estavam programados desde o ano passado e fazem parte da estratégia da montadora de flexibilização nos processos produtivos devido ao fornecimento de componentes.” , disse a marca em comunicado. O pedido de parada nestas unidades foi pedido pela Volkswagen ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e foi anunciado como férias coletivas. Além de semi

JLR reduzem produção em apenas um turno na Inglaterra até meados de março por chips

Imagem
JLR confirma que marcas ainda sofrem com a crise dos semicondutores e interrompe parcialmente a produção do Land Rover Range Rover Velar e do Jaguar F-Pace A Jaguar-Land Rover (JLR) confirmou que a produção de Land Rover Range Rover Velar e Jaguar F-Pace está interrompida em segundo turno desde o ano passado. Desde o final de novembro, a crise dos semicondutores afetou a marca e a produção dos dois SUV, que só retomam à linha de produção até o final deste mês. Produzidos na unidade de Solihull, na Inglaterra, a dupla só é produzida em turno único pela falta de componentes. A marca tomou a decisão de não ceifar as vendas dos novos Range Rover Sport e Range Rover Vogue, que continuam sua produção normalmente. De acordo com o The Guardian , terá uma mudança adicional que vai permitir um aumento na produção de painéis de carroceria dos Range Rover. Já a fábrica de Halewood, onde são produzidos Discovery Sport e Range Rover Evoque, também terá a produção reduzida para um turno. A produç

Chevrolet confirma retomada da produção do Tracker com sistemas de conectividade

Imagem
Chevrolet volta a produzir Tracker com todos os equipamentos de conectividade que deixaram de ser oferecidos na metade do ano passado por falta de peças A Chevrolet já começou a produzir o Tracker com mais equipamentos de conectividade, equipamentos os quais deixaram de equipar Onix e Tracker no ano passado, no auge da falta de semicondutores. Na época, a Chevrolet confirmou que equipamentos como a função Android Auto (com ou sem fio) na central multimídia. Outra perda em termos de conectividade é o Wi-Fi 4G, mas a continuidade do espelhamento com Apple CarPlay, mas com cabeamento. Outra perda é a conexão Bluetooth, ou seja, a central terá apenas reprodutor de mídia (com USB e Card) e rádio. Agora, de acordo com informações do site AUTOO , a Chevrolet já está produzindo unidades com equipamentos de conectividade novamente, mas em estágio inicial e ainda não completo. De acordo com o site, a marca já produz unidades com conectividade Bluetooth, Android Auto e Wi-Fi 4G embarcado na cen

Ford enfrentou falta de componentes como semicondutores e até mesmo logotipos em 2022

Imagem
Pensou que a crise dos semicondutores foi apenas de semicondutores? Ford ficou até sem logotipos para produzir seus veículos na América do Norte A escassez de componentes se tornou a maior dor de cabeça para a grande maioria das montadoras e em todo o mundo. A maioria das montadoras tiveram falta de semicondutores como o principal entrave, desde o início da pandemia. Aqui no Brasil, isso custou a liderança do Chevrolet Onix, que liderava no mercado desde 2015. E no caso da Ford, faltou até logotipo para a produção dos seus carros. O maior símbolo de pertencimento que um carro vem a ter com sua criadora. De acordo com informações, a Ford ficou um período do ano passado sem ter o oval azul para colocar em seus carros, principalmente para picapes e com a F-150, por exemplo. De acordo com informações do CNBC e ao Wall Street Journal , a escassez dessas peças está sendo provocada por problemas de produção enfrentados pela fornecedora da marca – e por isso, não afeta outras montadoras. D

Honda interrompeu a produção em Itirapina (SP) por falta de chips e atrasou HR-V Turbo

Imagem
Honda ficou 19 dias sem produzir na fábrica de Itirapina em outubro passado, sendo novamente por falta de semicondutores para a produção A Honda confirmou que foi afetada mais algumas vezes por falta de semicondutores no Brasil. Em outubro passado, a marca sofreu com a falta de semicondutores que fez com que a japonesa ficassem sem produzir automóveis entre 3 a 23 de outubro do ano passado. A produção já seria afetada entre os dias 15 a 23 de outubro por conta da falta do componente, mas a parada teve que ser ampliada e os dias 3 a 14 de outubro foram adicionados. Com isso, a unidade de Itirapina (SP) ficou 21 dias sem produzir veículos no país. "O desabastecimento de semicondutores, que afeta a indústria de maneira global, segue impactando as operações da Honda no Brasil. Por esse motivo, a Honda Automóveis definiu a suspensão da produção de sua fábrica de Itirapina entre os dias 15 e 23 de setembro e 3 e 14 de outubro" , disse a marca em comunicado ao site Automotive Busi

Cruise confirma que vai produzir seus próprios semicondutores para usar no Origin

Imagem
Cruise, braço-direito de condução autônoma da General Motors, confirma que vai produzir seus próprios semicondutores em meio a escassez do componente A Cruise confirmou que vai passar a produzir seus próprios semicondutores. A marca faz parte da General Motors (GM) e vai criar seus semicondutores após a escassez do componente. Extremamente necessário para a tecnologia ser viável nos seus veículos, a Cruise vai usar esses semicondutores nos demais carros da GM, quando equipados com sistemas de condução autônoma. Até o momento, a Cruise confirmou que usava os semicondutores fornecidos pela NVIDIA, com os primeiros protótipos do Origin. No entanto, a versão de produção usará semicondutores já criados pela própria Cruise. “Dois anos atrás, pagávamos muito dinheiro por uma GPU de um fornecedor famoso. Não há negociação porque somos um volume pequeno. Não conseguimos negociar nada. Então é por isso que eu disse, ok, então temos que assumir o controle de nosso próprio destino.” , disse o Ch

Postagens mais visitadas deste blog

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Volkswagen inicia as vendas do Nivus Sense também para pessoas físicas por R$ 119.990

Iveco já trabalha na homologação do eDaily, que chega ainda neste semestre no Brasil

Mercedes-Benz atualiza itens de série do Classe E no Brasil e fica R$ 61 mil mais barato

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

Curiosidades: Você sabe o que é uma direção subesterçante?

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil