Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Importação

Abarth dará primeiro passo para se desvincular da Fiat e pode ter dois novos produtos no país

Imagem
Com retorno ao Brasil, Abarth revela mais informações sobre sua operação no mercado a partir do Pulse e o que podemos esperar do escorpião italiano Desde que voltou ao nosso mercado com o status de marca, a Abarth tem planos de se fixar em nosso mercado. A produção nacional de parte dos seus carros é uma das provas. Após o lançamento do Abarth Pulse em nosso mercado, a marca italiana pode ter planos para ter mais novidades em nosso país nos próximos anos, visto que é certo que a italiana não ficará apenas com o Pulse. Apesar de estar desvinculada da Fiat e ser tratada como uma marca, a Abarth não terá uma independência da rede Fiat. Tanto, que Fiat e Abarth dividirão showrooms, estando a marca do escorpião em um estande dedicado para a empresa dentro das lojas da Fiat. E isso também não vai acontecer com todas as concessionárias. Estima-se que algumas lojas ganhem esse espaço, cerca de 60 lojas. Elas serão chamadas de Abarth Corners. As lojas ganharão a fechada com o nome Abarth, c

Segunda geração da Volkswagen Amarok até pode ser lançada no Brasil, com importação

Imagem
Volkswagen Amarok de segunda geração pode ser importada ao Brasil, de acordo com jornal; picape média pode aparecer importada – e bem cara (se vier) Algumas marcas tem sempre um lado de puxar ao ‘jeitinho brasileiro’ na hora de trazer as atualizações que ocorrem no exterior. E a Volkswagen foi uma das decepções recentes com a decisão de não fazer a nova Amarok na Argentina. Em seu lugar, teremos uma primeira geração com mudanças visuais a fim de trazer um ar moderno para a picape cansada de 13 anos. No entanto, há uma luz no fim do túnel para a nova geração aparecer por aqui, nem que seja importada. De acordo com informações do Jornal do Carro , a nova geração da Amarok pode aparecer aqui, importada, em meados de 2024. De acordo com a Diretora-Gerente da Volkswagen na África do Sul, Martina Biene, as regiões da América Latina, Índia e África do Sul devem se unir num propósito de desenvolver modelos a combustão, uma vez que a Europa se tornará puramente elétrica. E nisso, é possível q

Chery inicia as vendas do Arrizo 6 Pro Hybrid, depois de cinco meses do seu lançamento

Imagem
Chery já vende o novo Arrizo 6 Pro Hybrid no Brasil, último dos modelos eletrificados a começar a ser vendido no mercado A Chery enfim começou a vender o novo Arrizo 6 Pro Hybrid no Brasil. Lançado em junho, o sedã médio com motor eletrificado começou a ser vendido apenas cinco meses depois do seu lançamento. Importado da China, o sedã médio passou a vir com o novo motor 1.5 Turbo Flex que desenvolve 150cv e 21,4kgfm junto de um gerador/motor BSG (Belt Starter Generator). O sistema híbrido funciona recuperando a energia cinética gerada nas frenagens. Essa energia é armazenada em uma bateria 48V e utilizada para auxiliar e aumentar o torque e potência gerados pelo motor a combustão quando solicitados. Ou seja, o motor de combustão interna é assistido pelo sistema elétrico. O sistema é inteligente e detecta, a partir do modo de condução do motorista, quando há necessidade por economia ou por desempenho, utilizando o algoritmo desenvolvido no seu máximo potencial. Com isso, há redução d

Renault Arkana não é mais dado como certo para vir ao Brasil, após falas de executivos

Imagem
Executivos da Renault dão declarações diferentes sobre a vinda do Arkana no mercado brasileiro e SUV volta a ser dúvida para nosso país A Renault parece estar fazendo de novo. Foi assim com Mégane R.S., Koleos e o Arkana. Sim, o Arkana. E com ele, acontece pela segunda vez. A confirmação de que o carro vem e depois há informações que não são conclusivas mais embaralham que dão alguma certeza. Apesar de isso poder ser um jogo para despistar próximos lançamentos, no caso da Renault funciona mais como uma antecipação de um ‘não vem mais’ – o que a gente nunca espera que aconteça. De acordo com o site Motor1 Brasil , executivos da Renault revelaram informações distintas sobre o Arkana no país. Fabrice Cambolive, Diretor Operacional da Renault Group, disse que o SUV médio cupê seria lançado em nosso mercado, estando nos planos da operação nacional. Mas, ao conversar com Luiz Fernando Pedrucci, Vice-Presidente Sênior da Renault no Brasil, já disse outra coisa. De acordo com o site, Pedrucc

GWM não vai sofrer com semicondutores no Brasil, apesar da crise global, diz executivo

Imagem
GWM confirma que falta de semicondutores não vai afetar a chegada das marcas no mercado brasileiro, que inicialmente chegam importados da China A Great Wall Motors (GWM) confirmou que a falta de semicondutores que vem afetando todo o mundo, não vai afetar o início da sua operação no Brasil. A informação foi confirmada por Oswaldo Ramos, Chefe Comercial da GWM Brasil. Aqui, o grupo tem a meta de chegar primeiro com a marca Haval e com o H6, sempre com motores híbridos. “Nós somos uma holding extremamente verticalizada na produção, com muitos componentes produzidos pela própria GWM. A escala de produção do H6 é muito grande, o volume que vai trazer para o Brasil não fará muita diferença e ainda temos muita flexibilidade. Além disso, o Brasil é a real prioridade da GWM no mundo” , disse Ramos ao Automotive Business . Apesar da crise global com falta de peças, a GWM confirmou que não atrasará as operações da fábrica em Iracemápolis (SP). "O que tiver escala vai ser produzido no Br

Importados, outubro de 2022: vendas aparecem mais no vermelho que no verde durante o mês

Imagem
Vendas de carros importados caem em relação ao mês de setembro, mas cresceram em relação ao mesmo período de 2021 durante outubro As vendas no mercado brasileiro de modelos importados e de marcas associadas a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores – Abeifa. As onze marcas que são associadas responderam por 3.717 unidades vendidas, das quais 2.305 unidades são importadas e 1.412 unidades de produção nacional. Em relação ao mês de setembro de 2022, houve uma retração de 36%, quando 5.806 unidades foram vendidas. Já comparado a outubro de 2021, a redução é de 41,1%, quando 6.308 unidades foram vendidas. Separando as contas, a venda de modelos importados em outubro (2.305 unidades), respondera por 33,6% de queda frente ao mês de setembro de 2022 (3.469 unidades), mas uma alta de 44,3% em relação a outubro de 2021. Já analisando a venda de modelos nacionais, um resultado muito ruim. As 1.412 unidades significam uma queda dupla, sendo 39,6% em

GWM já produz o Haval H6 destinado para o Brasil e grupo quer ter planos de assinatura

Imagem
GWM já iniciou a produção em série do nosso Haval H6 na China e vai apostar em plataforma de assinatura do SUV médio em nosso mercado A Great Wall Motors (GWM) confirmou que já iniciou a produção do Haval H6 para o mercado brasileiro. O modelo estreia em breve no nosso mercado, onde será vendido com versões híbridas (HEV e PHEV). O SUV médio estreia opções mecânicas primeiro em nosso mercado e que já começou a ser feito na China para atender o nosso país nos próximos meses. O grupo ainda confirmou que quer apostar em uma plataforma de assinatura, que vai estrear em maio deste ano. “Queremos que o consumidor brasileiro tenha uma experiência real com eletrificação. Por isto a autonomia oferecida no modo elétrico com o Haval H6 é de 200 quilômetros” , disse o Chefe Comercial da GWM no Brasil, Oswaldo Ramos, em entrevista ao Auto Data . “Nosso pulo do gato é o novo formato de varejo que permite a nossa presença nos 5,5 mil municípios brasileiros. Assinatura é um dos pilares, mas o ponto

Stellantis confirma que estuda trazer novas marcas para o Brasil, durante Salão de Paris

Imagem
De acordo com jornalista, Stellantis quer aumentar a quantidade de marcas no Brasil; Alfa Romeo, DS, Maserati e Opel são as mais cotadas até o momento A Stellantis parece muito contente com os resultados na América do Sul, desde a unificação dos grupos PSA e FCA. Líder de vendas na região e líder principalmente nos três maiores mercados (Brasil, Argentina e Chile), o grupo ítalo-franco-americano parece estar interessado em trazer novas empresas ao mercado brasileiro. No Brasil, o grupo trouxe novamente a Abarth numa primeira fase desse retorno enquanto marca, diferentemente de antes, quando veio como uma versão esportiva. De acordo com informações da coluna de Fernando Calmon, ao Automotive Business , destacou que durante o Salão do Automóvel de Paris, o grupo confirmou estudos de trazer uma nova marca, mas sem definir qual. Há quatro marcas em potencial que poderiam chegar ao nosso mercado: Alfa Romeo, DS, Maserati e Opel. Atualmente, a única desse quarteto é a Maserati, que hoje at

Produzido na Argentina, Chevrolet oferece Tracker somente com motor 1.2 e tem opção MT

Imagem
Na Argentina, SUV compacto é produzido na unidade de Alvear, em Rosário; nos Hermanos, Tracker é vendido apenas com motor 1.2 Turbo A Chevrolet começou a produção do Tracker na unidade de Alvear, na província de Rosário, na Argentina, no ano passado. O SUV compacto passa a ser produzido em dois países, a fim de atender a demanda crescente nos dois mercados. Curiosamente, a Argentina oferece o Tracker apenas com motor 1.2 Turbo, diferentemente do mercado brasileiro. Lá, ainda existe algumas configurações que são inexistentes no nosso mercado. Se eles não tem o motor 1.0 12v Turbo Flex da família CSS que entrega 116cv de potência e torque de 16,8/16,3kgfm de torque, com câmbio manual ou automático de 6 marchas, nós não temos outra. Trata-se do 1.2 12v Turbo entrega 133/132cv de potência e 21,4/19,4kgfm de torque, mas equipado com um câmbio manual de 5 marchas. Além do manual, eles oferecem também a transmissão automática de 6 marchas. Na Argentina, o Tracker é vendido com versões 1.2

Chevrolet confirma chegada do Trax no México, mas possivelmente importado da China

Imagem
Chevrolet confirma que Trax será vendido em mercados da América Latina e SUV é confirmado para o México como porta de entrada dos SUVs Recém apresentado na América do Norte, a nova geração do Chevrolet Trax vai desembarcar na América Latina, especialmente no México. Por lá, o SUV médio foi confirmado para ser lançado, poucos dias depois da aparição do modelo nos Estados Unidos. Apesar de ser maior que o TrailBlazer, o Trax será a porta de entrada dos SUVs da Chevrolet nos EUA, mas o mesmo não acontecerá no México. Isso porque lá, ele será vendido como Trax e ao lado do Tracker. E a confusão se instaura. O motivo é que a antiga geração do nosso Tracker era vendido na América do Norte (e também no México) como Trax. Inclusive, o nosso Tracker era produzido no México. Com o lançamento da terceira geração do Tracker, que passou a ser produzido em São Caetano do Sul (SP), ele começou a ser exportado ao México como Tracker e agora o Trax retorna ao México, mas como um SUV médio. O novo T

GWM confirma vinda do Haval H6 GT ao Brasil, com perfil cupê, junto com o H6 tradicional

Imagem
GWM confirma a chegada do Haval H6 GT no Brasil, que pode ser o primeiro lançamento da marca em nosso mercado, desembarcando no Espírito Santo  A GWM confirmou que o Haval H6 GT será lançado em nosso mercado e confirma que o H6 GT é o H6S vendido na China, com um perfil mais cupê. A vinda do H6 cupê também foi antecipada por um vídeo publicado pela GWM no seu perfil do Instagram. De acordo com informações da Great Wall Motors, essa pode ser o primeiro lançamento da marca em nosso país, o que acontece até o final do mês que vem, chegando junto com o H6. As primeiras unidades começaram a desembarcar em janeiro no Porto de Vitória, no Espírito Santo. As primeiras unidades chegaram no Brasil no dia 2 de janeiro de 2023, num lote de 41 unidades. Com um visual mais esportivo, o utilitário esportivo passa a ser vendido com um novo desenho na dianteira, que se destaca por contar com uma nova grade dianteira e um novo para-choque dianteiro. A grade passa a ser bem pequena, com uma entrada d

Importados, setembro de 2022: vendas aceleram, com Chery Tiggo 8 como líder dos importados

Imagem
Importados vem mês ótimo de vendas com crescimento de 85% em relação ao mesmo período de 2021 e dá um salto de 120% em relação a agosto de 2022 Depois de meses muito difíceis para marcas importadas e até mesmo para aquelas que produziam nacionalmente e ainda são associadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abeifa, o mês de setembro de 2022 foi doce. Foram 5.806 unidades vendidas, sendo 3.469 unidades de modelos importados e 2.337 unidades de modelos produzidos nacionalmente. Isso resultado unificado, de 5.806 unidades, representa um crescimento de 19,9% em relação ao mês anterior, agosto de 2022, quando 4.844 unidades foram vendidas. Comparado com setembro de 2021, ainda houve uma redução de 5,6%, pelas 6.149 unidades vendidas no mesmo período de 2021. Mas ao separar os dados, as vendas de importados, com 3.469 unidades, representam um salto de 120% em relação ao mês de agosto e suas 1.577 unidades. Em relação ao mesmo períod

Novo lote da RAM Classic só chega em abril deste ano; picape já veio em três lotes

Imagem
Lançada em setembro e com 1.456 unidades vendidas em menos de seis horas, novo lote da Classic só desembarca no Brasil em abril deste ano Considerado um dos novos sucessos de vendas da RAM em nosso mercado, a Classic chegou para ser o modelo mais acessível da marca, por R$ 349.990. A picape se tornou a nova detentora de um recorde de unidades vendidas em pouco tempo. Foram 1.456 unidades vendidas em menos de seis horas, quebrando o recorde anterior, que era da 3500. Após esse recorde de unidades, quem adquirir uma Classic após setembro só receberá a unidade em abril. É neste mês que deve chegar um novo lote de unidades da picape em nosso país. A informação foi apurada pela revista Quatro Rodas , em comunicado com a rede de concessionárias da marca norte-americana. Os primeiros lotes da picape foram faturados em novembro, de 600 unidades, com um novo lote faturado em dezembro último, também de 600 picapes. Um terceiro lote de unidades, de 500 unidades, foi faturado no mês passado, fec

Hyundai Elantra N aparece em evento no Brasil, mas vinda do sedã nunca foi cotada

Imagem
O que faz uma unidade do Hyundai Elantra N no mercado brasileiro, em evento da marca no país? Sedã é equipado com motor 2.0 Turbo de 280cv  A Hyundai apresentou o Elantra N ao mundo em 2021, como a versão esportiva do sedã médio e pronta para concorrer com modelos como o Volkswagen Jetta GLI. No entanto, o que parece estranho, é ver uma unidade do mesmo em solo nacional – sem mesmo a Hyundai vender o Elantra no país. O carro foi flagrado em um evento da Hyundai, que a página Exotics Brasil recebeu imagens tratando ser de Piracicaba (SP). A cidade é conhecida por ser a sede da unidade fabril da Hyundai Motor Brasil (HMB), responsável por modelos como HB20, HB20S e Creta, ou seja, bem diferente da linha de importados da marca que até o momento era cuidada pela CAOA. Duas unidades apareceram em solo brasileiro, ambas da versão topo de linha N, na cor preta e com detalhes em vermelho. É possível notar ainda que ao fundo de algumas imagens, o Venue também foi apresentado no telão. Ainda

Postagens mais visitadas deste blog

Volkswagen comemora aniversário de 65 anos da área de Ferramentaria em Anchieta

Hengchi inicia as entregas do Hengchi 5 e se prepara para apresentar seu segundo veículo

Primeira Quinzena, novembro de 2022: Peugeot 208 aparece em 10º e VW Polo se recupera

Volkswagen Sagitar, o nosso Jetta, ganha versão alongada no entre-eixos, "L", na China

Prevista para 2023, a nova geração do BMW i8 pode ser totalmente elétrica

Volkswagen sofre com falta de semicondutores em São Bernardo e Taubaté no trimestre

Renault se torna parceria da Geely para desenvolvimento de uma empresa de motores

Fábrica da Renault em São José dos Pinhais para e produção do Captur está congelada

Renault Espace de nova geração vaza em imagens de manual de proprietário

BMW inicia a produção da nova geração do X1 e do iX1 na unidade alemã de Regensburg