Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Importação

No México, VW passa a importar o Virtus da Índia e ganha reestilização antes do Brasil

Imagem
A Volkswagen confirmou a chegada do novo Virtus no México. Antes mesmo dele chegar ao mercado brasileiro. Como assim? É porque a Volkswagen México decidiu trocar o Brasil pela Índia, assim como fez com o T-Cross. Visualmente, o novo Virtus se destaca por vir com novos faróis dianteiros que são parecidos com os do Nivus. Ele traz um novo desenho interno, com uma assinatura de LED diurno e ‘L’, que se conecta ainda com um friso cromado da grade dianteira e um outro friso cromado na parte superior, que também se conecta com os faróis. O logotipo da Volkswagen também já é o novo. Outra mudança fica por conta do para-choque dianteiro. Apesar de ser apresentado em quase todas as versões com a opção esportiva GT, o modelo pode antecipar o futuro Virtus GTS. No para-choque, ele traz um acabamento em preto brilhante, que une desde o friso cromado em ‘U’ nos extremos, tendo ainda faróis de neblina e uma entrada de ar inferior nova, que fica mais larga. Nas laterais, ele não possui novidades, a n

Porto de Santos comemora quebra de recorde na chegada de carros elétricos no país

Imagem
O Porto de Santos quebrou o recorde de recebimento de unidades de carros elétricos no mercado brasileiro. De acordo com informações, o porto recebeu 324 unidades de elétricos em apenas um dia, no dia 2 de agosto. A confirmação do porto foi com o recebimento de unidades do Renault Kwid E-Tech Electric, que desembarcaram do navio Grande Sapphire. Para o início de setembro, o porto recebeu um novo recorde de vendas, com o navio Taipan. Foram as demais 430 unidades do Kwid E-Tech Electric, que quase fecham o primeiro lote de 750 unidades que a Renault começou a vender em abril deste ano. Só pelo Porto de Santos, cerca de 4.000 unidades de elétricos já desembarcaram no local. "Até agora, a chegada de carros elétricos se dava de modo mais esporádico, nunca em grandes lotes, mas acreditamos que esta seja a tendência daqui pra frente" , disse Danilo Ramos, diretor Comercial de Operações Portuárias da Santos Brasil. O Porto de Santos recentemente recebeu dois carregadores para carros

BMW M3 Touring será importada de maneira independente no Brasil, mas por R$ 1,98 mi

Imagem
A BMW apresentou oficialmente a M3 Touring no mercado internacional há alguns meses. A station wagon esportiva já poderá ser importada de maneira independente ao nosso mercado. Ela vais ser trazida pela Direct Imports , que vai cobrar R$ 1.980.000 para trazer a M3 ao Brasil. A nível de comparação, o M3 trazido pela BMW custa R$ 792.950, ou seja, se a BMW trouxesse a M3 Touring ao Brasil, a SW custaria no máximo R$ 850 mil. A M3 vem com motor 3.0 TwinPower Turbo que desenvolve 510cv de potência com torque de 66,3kgfm, acoplado a um câmbio automático de 8 marchas, enquanto a tração é a xDrive, integral. A tração ainda possui a funcionalidade de que, quando o Controle Dinâmico de Estabilidade (DSC) for desativado, se ativa o modo 2WD, ou seja, a propulsão traseira pura. Ela possui ainda três modos de condução: Road, Sport e Track. De acordo com a BMW, ela acelera de 0 a 100km/h em 3,6 segundos, aos 200km/h em 12,9 segundos e chega a velocidade máxima de 250km/h, podendo chegar aos 280km/h

Renault Captur pode sair de linha em breve por falta de peças que vinham da Rússia

Imagem
A Renault sofre em conseguir produzir o Captur no Brasil. Isso porque o nosso modelo tinha peças importadas do modelo russo, conhecido como Kaptur. Diferente do modelo europeu, o nosso SUV compacto é mais comprido. Como o nosso Captur é próximo do Kaptur russo, há componentes que chegavam importados ao nosso mercado, o que impossibilita que a Renault consiga produzir novas unidades sem esses componentes. Desde o início deste ano, a produção está suspensa por falta da guerra entre Rússia e Ucrânia. De acordo com o site Mobiauto , um levantamento foi feito e a marca francesa já retirou o Captur do catálogo de venda direta, o que pode ser uma atitude de momento, favorecendo os interessados de vendas de varejo. Ao mesmo tempo, isso pode indicar um fim de linha prematuro do SUV, o que não pode ser descartado. O site ainda destaca que a Renault ainda cogita nacionalizar a produção dos componentes que vinham importados, mas isso exigiria um custo e o Captur não é um modelo bom de loja, sendo

Renault confirma chegada do primeiro lote do Kwid E-Tech Electric ao mercado brasileiro

Imagem
A Renault confirmou a chegada do primeiro lote de unidades do Kwid E-Tech Electric ao Brasil. O primeiro lote de unidades do hatch eram de 750 unidades, que esgotaram em pouco tempo, cerca de dois meses. O hatch elétrico é importado da China e se torna o elétrico mais acessível da Renault no país, cargo que atualmente era do Zoe E-Tech Electric. Quando foi lançado, neste primeiro lote, ele chegou por R$ 142.990, sendo o elétrico mais acessível do Brasil, posto que era do JAC e-JS1. Pouco tempo depois, a Chery trouxe o iCar, por R$ 139.990 e posteriormente o segundo lote do Kwid começou a ser vendido por R$ 146.990. O motor elétrico de 65cv e 10,0kgfm de torque. De acordo com a Renault, o Kwid E-Tech Electric acelera de 0 a 50km/h em 4,1 segundos, contando com uma autonomia de 298km em ciclo urbano ou 265km em ciclo misto, ao ser equipado com uma bateria de 26,8kWh. A velocidade máxima é de 130km/h. Ela pode ser recarregada em tomadas de 20A, aterrada. A autonomia da bateria pode ser ot

Volkswagen confirma retorno ao Porto de Suape para receber unidades do Taos da Argentina

Imagem
A Volkswagen deu início à importação do Taos de General Pacheco para o Porto de Suape, a fim de atender a demanda pelo SUV médio na região Nordeste. O Porto de Suape é localizado em Ipojuca (PE), cerca de 40km de Recife (PE). O primeiro lote de 60 unidades do SUV médio desembarcou no porto. “O porto de Suape é estratégico e muito vantajoso para a marca e clientes, uma vez que vamos poder distribuir nossos veículos com mais agilidade para a região Nordeste. Ele está localizado em um raio de 800 quilômetros dos principais centros consumidores do Nordeste, o que possibilita reduções de custos logísticos e emissões de CO2, bem como um atendimento mais rápido para rede de concessionárias” , destaca Ciro Possobom, COO da Volkswagen do Brasil. “A posição estratégica na região Nordeste só faz consolidar ainda mais o Porto de Suape na condição de hub. E para esse caso específico dos veículos será muito vantajoso para empresas que possuem matriz no exterior e no Brasil, podendo utilizar essa log

Honda confirma chegada do ZR-V ao Brasil para 2023, fazendo a ponte entre HR-V e CR-V

Imagem
Durante o lançamento do novo HR-V no Brasil, a Honda confirmou o lançamento de um novo utilitário esportivo em 2023 no país. A informação foi confirmada por Roberto Akiyama, Vice-Presidente Comercial da Honda América do Sul, que confirmou o lançamento do Civic, CR-V, ZR-V e Civic Type-R até o final do ano que vem no Brasil. O ZR-V nasce a partir do momento que vemos o CR-V crescendo e abrindo um buraco entre o HR-V e o CR-V. O ZR-V virá ao Brasil importado do México e pode ser vendido em duas versões, EXL e Touring, como acontece no México. Nos EUA, onde ele é vendido como HR-V (que segue um caminho diferente do modelo global), ele estreia com as versões LX e EXL. Por aqui, é possível que ele venha com preços acima dos R$ 220.000, uma vez que o HR-V Touring custará mais de R$ 180 mil. O lançamento deve ocorrer em meados do primeiro semestre. Sua mecânica ainda é uma incógnita, mas estima-se que ele venha com o motor 1.5 Turbo Flex de 182cv e 24,5kgfm (números ainda incertos para o padr

Citroën confirma que estuda a chegada do C4 para a Argentina e lançamento é em 2023

Imagem
O novo Citroën C4 deve ser importado para o mercado argentino a partir de 2023, de acordo com algumas informações. Lançado em 2020 na Europa, o crossover será lançado como uma proposta entre o C3 e o C5 AirCross, ficando acima até mesmo do C4 Cactus, que deve continuar em linha no mercado vizinho. A informação foi confirmada por Valère Lourme, Chefe de Desenvolvimento da Citroën na América do Sul, que confirmou que a marca estuda trazer o C4 para a Argentina. Na mecânica, ele deve ser lançado com motor 1.2 PureTech THP, que possui três níveis de potência: 100cv, 130cv ou 156cv. O câmbio será o automático de 8 marchas. Ele ainda tem opção de motor é um inédito conjunto elétrico que desenvolve 136cv e 26,5kgfm, para o chamado ë-C4. Este conta com três modos de condução: Eco (que prioriza a autonomia), Normal (equilibrando autonomia com conforto) e Sport (que prioriza o desempenho). A autonomia deve ficar em torno dos 360km, com baterias de 50kWh. Visualmente, o novo C4 se torna um crosso

Nissan inicia importação do Ariya ao Reino Unido, onde começa a desembarcar

Imagem
A Nissan confirmou que o Ariya começou a desembarcar no Reino Unido. As primeiras unidades do SUV elétrico desembarcaram no Porto de Tyne, nordeste da Inglaterra. A versão das imagens é a Advance e na cor Akatsuki Copper e um teto Pearl Black equipado com o Sky Pack opcional que consiste em uma abertura elétrica teto solar com para-sol elétrico. Ele conta com 4,645 metros de comprimento e 2,776 metros entre os eixos, que confere um ótimo espaço interno. Seu porta-malas é de 467 litros para o modelo de tração dianteira e 413 litros de capacidade para a tração integral. O Ariya é desenvolvido sobre a plataforma modular elétrica CMF-EV, que deve ser usada pelos próximos elétricos da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. Na mecânica, ele conta com motor elétrico que desenvolve 217cv de potência com torque de 30,5kgfm ou dois motores elétricos, um para cada eixo, que desenvolvem 394cv de potência e 61,2kgfm de torque, com a tração integral e-4ORCE. O sistema promete melhorar a direção, frenage

Nissan Kicks e-Power virá ao Brasil importado da Tailândia a partir de 2023, com 136cv

Imagem
A espera acontece desde 2020, quando a Nissan apresentou simultaneamente a reestilização do Kicks na Tailândia e no Japão: a chegada da versão e-Power do Kicks. Por aqui, a reestilização chegou apenas em 2021, mantendo a mesma mecânica. Agora, a promessa é que a marca japonesa apresente o Kicks híbrido a partir de 2023, vindo importado da Tailândia, assim como aconteceu no México. Nem Brasil e nem o México produzirão a versão e vão depender do modelo tailandês para abastecerem seus mercados. O Kicks recebeu novidades na linha 2022 e usa o motor elétrico de 136cv, um ganho de 7cv em relação ao motor anterior, apresentado em 2020. O torque passou de 26,5kgfm para 28,5kgfm e a capacidade de armazenamento da bateria aumentou de 1,57kWh para 2,06kWh. Fora isso, ele mantém o gerador desse motor elétrico, sendo o motor 1.2 12v a gasolina que desenvolve 79cv que gera energia para o motor elétrico. O consumo será de 23,4km/l, emitindo 100g/km. A autonomia é de incríveis 960km de autonomia com u

Nosso novo Honda Civic virá importado da Tailândia e somente com motor e:HEV de 184cv

Imagem
Ao que tudo indica, o nosso novo Honda Civic não virá dos Estados Unidos e sim da Tailândia. O sedã médio se tornará totalmente híbrido e será lançado entre os meses de outubro a dezembro. Na Tailândia, ele é vendido com as versões EL+ e RS, sendo essa última a mais provável para chegar ao nosso mercado. De acordo com informações, o Civic e:HEV tailandês possui um motor 2.0 16v a gasolina com injeção direta de ciclo Atkinson, junto de dois motores elétricos com uma bateria de 72 células. O motor elétrico desenvolve 184cv e 32,1kgfm e possui um câmbio automático de marcha única. O câmbio é um E-CVT, que possui 2 motores elétricos, poucas engrenagens e uma embreagem hidráulica, algo até que simples diante da complexidade de outros sistemas. Já o motor 2.0 16v de ciclo Atkinson desenvolve 141cv (4cv a menos que o motor híbrido do Accord) e 17,8kgfm, que combinado com o elétrico entrega cerca de 215cv e 32,1kgfm. De acordo com a Honda, esse motor a gasolina recebeu atualizações que aumenta

Importados, junho de 2022: vendas continuam baixas e tombo é de quase 28% em um ano

Imagem
A Abeifa divulgou os dados de vendas de junho de 2022 dos modelos importados e empresas ligadas à Abeifa e que produzem localmente. Em junho, a entidade, que representa 11 marcas, registrou 4.346 unidades, sendo 1.230 unidades importadas e 3.116 unidades produzidas nacionalmente. O total é de 4.346 veículos. Os números de junho representam uma queda em suas vendas de 11,6% ante maio de 2022, quando foram comercializadas 4.919 unidades. Comparado a junho de 2021, a redução é de 37,6%: 4.346 unidades contra 6.960 veículos. Na importação, as 1.230 unidades vendidas significaram queda de 24,5% ante as 1.630 unidades de maio de 2022 e redução de 53,6% ante junho de 2021; enquanto na produção nacional - com 3.116 unidades - a queda de vendas foi de 5,3% ante as 3.289 unidades do mês anterior e redução de 27,7% em relação a junho de 2021. Com esse desempenho de junho, as marcas associadas à Abeifa anotaram no acumulado do ano 28.569 unidades licenciadas, 17,2% inferior às vendas dos seis prim

No México, Chevrolet Onix ganha nova opção de motor 1.3 16v aspirado e o 1.0 12v Turbo

Imagem
Depois do fim da produção nacional do Chevrolet Onix Plus no México, a Chevrolet passou a importar o sedã da China para o país. Desde então, ele é vendido com o modelo importado e agora será vendido com algumas novidades. Ele é produzido em Yantai, província de Shandong, na China, ele estreia com o motor 1.0 12v Turbo a gasolina de 116cv e 17,8kgfm, acoplado a um câmbio manual de 5 marchas ou automático de 6 marchas. Esse motor substitui o 1.2 12v Turbo de 130cv usado até então. As versões mais simples ainda têm o motor 1.3 16v aspirado a gasolina de 101cv e 13,2kgfm, com câmbio manual de 5 marchas.  Em termos de versões, a Chevrolet passou a oferecer o sedã nas versões LS 1.3, LS 1.0 Turbo, LT 1.3, LT 1.0 Turbo e Premier Redline 1.0 Turbo, além de ganhar mudanças nas cores de carroceria. Em março deste ano, a Chevrolet confirmou que o Onix iria deixar de ser produzido no México. Por lá, o sedã vende bem, mas passará a ser importado da China, assim como alguns outros modelos da Chevrol

Enquanto não volta a produzir, Chery usará Jacareí (SP) como verificador dos importados

Imagem
Enquanto confirma que a produção será retomada a partir de 2025 na unidade de Jacareí (SP) e de ter demitido seus quase 500 funcionários na linha de produção, a marca terá uma grande fábrica parada. Para não deixar o maquinário parado, a marca confirmou que vai deixar cerca de 90 funcionários na unidade, que ainda terá atividade, mas não a de produção. Até o retorno, em 2025, a unidade vai passar por uma reestruturação na linha de produção e também vai funcionar como uma unidade de preparação dos carros que serão importados da China. Segundo Marcio Alfonso, Vice-Presidente de Operações da Caoa, os modelos importados passarão por um processo de validação na unidade, como a verificação dos itens de segurança, verificação das normas do InMetro e também a verificação das emissões. Só depois de passarem por essas etapas que os carros serão liberados para irem para as concessionárias. As operações de validação começam com o Arrizo 6, que era produzido em Jacareí, e com o iCar. Este, por ser

Importados, maio de 2022: vendas caem mais de 25% frente a 2021; Volvo e Chery lideram

Imagem
A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abeifa, confirmou que as 11 afiliadas registraram 4.919 unidades vendidas em maio de 2022, sendo 1.630 unidades importadas e 3.289 unidades produzidas nacionalmente. Isso representa uma queda de 2,3% em relação ao mês de abril de 2022, quando foram vendidos 5.033 unidades. Em relação ao mesmo período de 2021, a queda é de 25,6%, quando foram vendidos 6.616 unidades. Quando vistos apenas separadamente, os importados tiveram uma alta de 8,7% em relação a abril de 2022, mas uma queda de 28% frente a maio de 2021. Com produção nacional, as 3.289 unidades representa uma queda de vendas foi de 6,9% ante as 3.533 unidades do mês anterior e redução de 24,4% em relação a maio de 2021. Com esse desempenho de abril, as marcas associadas à Abeifa anotaram no acumulado do ano 24.223 unidades licenciadas, 12% inferior às vendas dos cinco primeiros meses do ano passado. Ao separar os números de importados e uni

Aston Martin deve trazer o DBX707 ao Brasil, confirma importadora da marca britânica

Imagem
A Aston Martin vai trazer ao mercado brasileiro a versão mais insana DBX707. A confirmação veio da UK Motors, responsável pela representação de Aston Martin e McLaren. O SUV usa o 4.0 V8 biturbo, mas preparado para desenvolver 707cv de potência e 91,8kgfm de torque, acoplado ao câmbio automatizado de dupla embreagem de 9 marchas que não é o mesmo do DBX de 550cv. Banhada a óleo, ela tem trocas mais rápidas. Para render 157cv e 20,5kgfm a mais, a Aston usou um turbo roletados e uma nova calibração do motor para trabalhar melhor com o turbocompressor. Segundo a Aston Martin, o SUV acelera de 0 a 100km/h em 3,3 segundos e chega a velocidade máxima de 310km/h. Visualmente, o carro se diferencia por contar com uma nova dianteira, que se destaca por trazer uma nova grade dianteira com seis barras horizontais. Outra novidade fica por conta do para-choque dianteiro, que possui uma entrada de ar inferior em forma de “U” que abriga, nos seus extremos, os faróis de neblina horizontais e em LED. O

Peugeot deve importar a e-Partner, elétrica, nos próximos meses, com motor de 136cv

Imagem
A Peugeot, após lançar o Partner Rapid no primeiro semestre, deve continuar apresentando novidades no segundo semestre para os comerciais leves. Isso porque a marca vai importar o e-Partner ao Brasil, a terceira geração do Partner apresentada em 2018 e que em nada tem a ver com o Rapid recém apresentado no Brasil. A informação da vinda do modelo elétrico foi confirmado por fontes ao site Automotive Business , que confirmaram a importação ainda neste segundo semestre. Desenvolvido a partir da plataforma modular EMP2 e produzido na cidade de Vigo, na Espanha, o novo Partner elétrico quase não traz novidades visuais em relação às versões a combustão do modelo europeu. No design, a multivan passa a adotar a filosofia de design da marca francesa, com faróis com LEDs diurnos e a grade dianteira que lembra uma versão simplificada às usadas por 3008, por exemplo. Ele traz ainda para-choque dianteiro e traseiro em plástico preto. Na traseira, tem lanternas verticais, tendo ainda portas bipartid

Renault vai trazer 1º lote de 500 unidades do Kwid E-Tech Electric a partir de agosto

Imagem
A Renault confirmou que o Kwid E-Tech Electric começa a ser entregue aos seus primeiros proprietários a partir do mês de agosto. Até o mês de julho, ele será vendido em regime de pré-venda com o mesmo preço de R$ 142.990. O lote inicial, de acordo com a Renault, será de 500 unidades. Algumas dessas unidades serão direcionadas para as concessionárias, com modelos de test-drive, ou seja, cerca de 300 unidades serão destinadas ao público. Além desse primeiro lote, a Renault confirmou que um segundo lote de unidades já está encomendado. A Renault ainda confirmou que ele será vendido com motor elétrico de 65cv, mas sem divulgar o torque. De acordo com a Renault, o Kwid E-Tech Electric acelera de 0 a 50km/h em 4,1 segundos e chega até os 100km/h em 14,6 segundos, contando com uma autonomia de 298km em ciclo urbano ou 265km em ciclo misto, ao ser equipado com uma bateria de 26,8kWh. A velocidade máxima é de 130km/h. Ela pode ser recarregada em tomadas de 20A, aterrada. A autonomia da bateria

Postagens mais visitadas deste blog

Única Lamborghini Aventador Ultimae no Brasil está à venda, mas por R$ 8,7 milhões

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?

Lamborghini apresenta o novo Huracán Super Trofeo Evo 2, com evoluções aerodinâmicas e visuais

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Novo Chevrolet SS poderá ser nosso novo Chevrolet Omega!

SsangYong apresenta o Torres e espera que SUV marque recuperação da marca coreana

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Jeep Commander vai receber dupla de motores maiores, com o 2.0 Turbo e o 2.2 Turbo Diesel

Jeep já vende o novo Renegade com descontos para consumidores com CNPJ em até R$ 13.063