Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Importação

Renault vai trazer 1º lote de 500 unidades do Kwid E-Tech Electric a partir de agosto

Imagem
A Renault confirmou que o Kwid E-Tech Electric começa a ser entregue aos seus primeiros proprietários a partir do mês de agosto. Até o mês de julho, ele será vendido em regime de pré-venda com o mesmo preço de R$ 142.990. O lote inicial, de acordo com a Renault, será de 500 unidades. Algumas dessas unidades serão direcionadas para as concessionárias, com modelos de test-drive, ou seja, cerca de 300 unidades serão destinadas ao público. Além desse primeiro lote, a Renault confirmou que um segundo lote de unidades já está encomendado. A Renault ainda confirmou que ele será vendido com motor elétrico de 65cv, mas sem divulgar o torque. De acordo com a Renault, o Kwid E-Tech Electric acelera de 0 a 50km/h em 4,1 segundos e chega até os 100km/h em 14,6 segundos, contando com uma autonomia de 298km em ciclo urbano ou 265km em ciclo misto, ao ser equipado com uma bateria de 26,8kWh. A velocidade máxima é de 130km/h. Ela pode ser recarregada em tomadas de 20A, aterrada. A autonomia da bateria

Com fechamento da fábrica, Chery Tiggo 3X sai de linha e Arrizo 6 virá importado da China

Imagem
Após a Chery confirmar que vai fechar a unidade de Jacareí (SP) até meados de 2025, a Chery deve ajustar novamente o seu lineup no mercado brasileiro. O Tiggo 3X, produzido na unidade de Jacareí, deve sair de linha. Apresentado no ano passado como um evolução do Tiggo 2, o Tiggo 3X não chegou a fechar um ano de mercado. O SUV subcompacto era a porta de entrada da marca e se destacava por oferecer o motor 1.0 12v Turbo Flex que desenvolve 102/98cv de potência com torque de 17,1/16,8kgfm, acoplado a um câmbio automático CVT, que simula 9 marchas. Segundo a marca, ele acelera de 0 a 100km/h em 14,2 segundos. Ele deve contar com os modos de condução Eco e Sport. Basicamente uma reestilização do Tiggo 2, o 3X trazia um novo design, com novos faróis afilados e com a grade dianteira bem destacada, com acabamento preto e detalhes cromados. Os faróis tinham dois andares, sendo o superior bem afilado e com as iluminações diurnas em LED e os repetidores de seta. Os faróis principais ficam em posi

Importados, abril de 2022: vendas caem 7,7% no primeiro quadrimestre; Volvo e Chery lideram

Imagem
A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores – Abeifa, confirmou que o mês de abril respondeu por 5.033 unidades vendidas. Foram 1.500 importadas e 3.533 veículos de produção nacional, o que representa que o mês de abril teve um aumento de 2,5% em relação ao mês de março de 2022, quando foram comercializadas 4.911 unidades. Comparado a abril de 2021, a redução é de 14,1%, quando foram vendidas 5.856 veículos. Levando em conta apenas os importados, foram 1.500 unidades vendidas, o que significa alta de 3,3% ante as 1.452 unidades de março de 2022 e redução de 33,2% ante abril de 2021. Entre os modelos de produção nacional, abril registrou 3.533 unidades, um aumento de vendas foi de 2,1% ante as 3.459 unidades do mês anterior e redução de 2,1% em relação a abril de 2021. Com esse desempenho de abril, as marcas associadas à Abeifa fecharam o primeiro quadrimestre com total de 19.304 unidades licenciadas, queda de 7,7% em relação ao primeiro quadr

Porsche estuda trazer um novo lote de unidades do 911 GT3 ao Brasil, por mais de R$ 1,2 milhão

Imagem
Depois de esgotar em primeiro lote, a Porsche estima trazer mais um lote de unidades do 911 GT3 ao mercado brasileiro. As primeiras 40 unidades que vieram ao nosso mercado já esgotaram e, de acordo com informações do jornalista Fernando Calmon, a marca estuda a vinda de um novo lote ao nosso país. Isso deve acontecer ainda em 2022, ou seja, atenção aos interessados. O GT3 usa o motor 4.0 Boxer de seis cilindros que desenvolve 510cv de potência com torque de 47,9kgfm. O câmbio é um automático PDK de 8 marchas. O cupê acelera de 0 a 100km/h em 3,3 segundos e aos 200km/h em 10,8 segundos, com máxima de 318km/h. O motor 4.0 passou a contar com aço inox e que representa um peso 10kg menor que o motor do modelo anterior. Desenvolvido para as pistas mas licenciado para as ruas, o GT3 traz o novo sistema de injeção direta de combustível, o mesmo usado por carros de competição. O motor também tem novos corpos de borboleta individuais para cada cilindro, aumentando o fluxo e velocidade do ar na

XPeng expande sua presença na Europa com a chegada do P5 em quatro mercados na região

Imagem
A XPeng confirmou que começou a vender o P5 em mercados da Europa como Dinamarca, Holanda, Noruega e Suécia. O modelo marca a expansão da XPeng para os mercados europeus, que já oferecem P7 e G3. O P5 conta com 4,808 metros de comprimento, 2,768 metros entre os eixos e um design que é parecido com o do seu irmão maior. Na dianteira, o sedã conta com faróis de LED que ficam mais largos nas extremidades. Em posição horizontal, os faróis possuem uma grade dianteira que possui um friso cromado que conecta os faróis diurnos em LED da parte superior dos faróis. O para-choque dianteiro possui linhas bem suaves e traz uma entrada de ar inferior para refrigerar a baterias. Nas laterais, o sedã possui bocal da recarga das baterias, frisos cromados na base inferior das janelas e que só terminam na coluna D do sedã. Na parte inferior das laterais, o P5 possui um acabamento em preto brilhante que percorre toda a parte inferior da carroceria. O sedã ainda possui teto solar panorâmico. O caimento do

Produzida na Argentina, reestilizada Nissan Frontier começa a desembarcar no Brasil

Imagem
As primeiras unidades da nova Nissan Frontier começaram a chegar ao mercado brasileiro. A picape média, lançada no início deste mês, começa a ser vendido ainda neste mês de abril. As primeiras unidades produzidas na unidade de Santa Isabel, Córdoba, na Argentina, estão chegando no país. A picape desembarca no Porto do Rio de Janeiro e de lá o caminho é o Complexo Industrial da Nissan em Resende, no interior do estado. De lá, elas serão distribuídas para as concessionárias da marca japonesa em todo o país. As vendas do modelo começam oficialmente nesta última semana deste mês. Visualmente, a picape passa a contar com novos faróis com duas linhas DRL em LED e a nova grade dianteira, que faz a picape beber na fonte de inspiração da irmã maior Titan, que terá contorno cromado (ou escurecido), com o nome Frontier em alto relevo. A versão mais simples deve manter os faróis halógenos, mas com máscara negra. A linha 2023 da picape ainda deve ganhar um novo para-choque dianteiro, com novos faró

Abarth confirma chegada de importados ao Brasil, depois da vinda de Pulse e Fastback

Imagem
A Abarth deve retornar ao mercado brasileiro com a missão de ser uma marca esportiva que nasce a partir da Fiat. E, dessa vez, a marca deve vir ao nosso mercado com status de marca, apesar de vir vinculada com a rede de concessionárias da Fiat. Em entrevista para a revista Autoesporte, Herlander Zola, Diretor da Fiat, confirmou que a Abarth também terá modelos importados da Europa. "A gente tem trabalhado para que os lançamento da Abarth no exterior possam chegar aqui no Brasil rapidamente. Nós temos planos para esses carros importados e também versões que estão sendo desenvolvidas na Europa" , destacou Zola. Ao que tudo indica, o primeiro importado da Abarth deve ser a nova geração do 500, que ganhará a versão em meados de 2023. Antes dos importados, é possível que tenhamos dois modelos nacionais. O Abarth Pulse e o Abarth Fastback. O primeiro já foi pré-apresentado e será lançado no último trimestre de 2022. O Abarth Pulse vai se destacar por contar com uma nova grade diant

Importados, março de 2022: vendas caem quase 17% em relação ao mesmo período do ano passado

Imagem
O ranking dos modelos importados fecharam o mês de março de 2022 com 1.452 unidades de modelos importados, o que representa uma queda de 32,9%. Em relação ao mês de fevereiro, houve um crescimento de 20,9%. No acumulado do ano, a queda é de 35,4%, com 3.887 unidades contra as 6.017 unidades vendidas. Entre os modelos importados mas cuja as marcas produzem nacionalmente, as vendas foram de 3.458 unidades em março, queda de 1,4% em relação ao mês anterior e uma queda de 7,2% em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, no acumulado do ano, as vendas cresceram 13,9%, chegando a 10.297 unidades. Juntos, importados e nacionais, foram 4.910 unidades, das quais 1.452 importadas e 3.458 veículos de produção nacional, anotaram em março último aumento em suas vendas de 4,3% ante fevereiro de 2022, quando foram comercializadas 4.707 unidades. Comparado a março de 2021, no entanto, a queda é de 16,7%: 4.910 unidades contra 5.891 veículos. O ranking das marcas, Kia, Porsche e Volvo fecha

Osten traz Tesla Model S Plaid ao Brasil, com 1.034cv, cada um por R$ 1.699.000

Imagem
A Osten começa a trazer ao mercado brasileiro o Tesla Model S Plaid. O sedã com a versão esportiva Plaid possui um motor chamado de Palladium, que são três motores que, juntos, desenvolvem 1.034cv de potência e que fazem o sedã acelerar de 0 a 100km/h em 1,99 segundo. O carro ainda consegue cobrir ¼ de milha em 9,23 segundos e com a velocidade máxima de 249,4km/h. A máxima do Model S Plaid deve ser de 322km/h e a autonomia do Model S chegou aos 624km. Além de uma autonomia superior a 600km, Musk confirmou que o carro deve conseguir recuperar 300km de autonomia de 15 minutos, numa estação de carregamento rápido. O sedã ainda possui um desempenho digno de carro hipresportivo. "Pelo que sabemos, é a primeira vez que um carro de produção adota motores elétricos com rotor de carbono. É uma coisa muito difícil de fazer porque o carbono e o cobre têm taxas de expansão térmica muito diferentes, mas isso nos permite alcançar potências superiores" , destacou Elon Musk, CEO da Tesla. O

Renault encerra atual ciclo de investimento após lançamentos de Kwid elétrico e nova Oroch

Imagem
O investimento da Renault, anunciado no início de 2021, de R$ 1,1 bilhão no Brasil, deve encerrar um ciclo bem curto de investimentos da marca em nosso mercado. Todo o investimento foi direcionado para a renovação dos seus carros, além da chegada do motor 1.3 12v TCe Flex. O investimento começou com o novo Zoe, que recebeu uma reestilização, o mesmo que aconteceu com Captur, Kwid, Master e vai finalizar com a Oroch, que estreia no próximo dia 12. O ciclo ainda prevê o lançamento da versão elétrica do Kwid, o E-Tech Electric, que também faz parte do investimento. A Renault ainda deve lançar um novo ciclo de investimentos em breve, que serão usados em outros modelos da marca que já estão em desenvolvimento, como o substituto de Sandero e Logan, um SUV subcompacto, e um SUV médio de sete lugares. Recentemente, a Renault investiu na chegada da plataforma CMF-B na unidade de São José dos Pinhais (PR) e na chegada do inédito motor 1.0 12v TCe Flex, que será o substituto do 1.6 16v SCe Flex.

Primeiras unidades do BYD Tan começam a desembarcar no Brasil em Vila Velha (ES)

Imagem
A BYD confirmou a chegada das primeiras unidades do Tan no mercado brasileiro. Lançado em fevereiro, o SUV de sete lugares elétricos começou a desembarcar na unidade de Vila Velha (ES). A BYD confirmou que o primeiro lote do modelo tinha esgotado rapidamente logo após o seu lançamento e que a mesma já trabalhava na segunda de um novo lote. Com a missão de ter 45 concessionárias até o final de 2022, a BYD expôs o Tan no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo (SP), que fica sob responsabilidade do grupo Eurobike, que será um dos concessionárias da marca no país. Todo o primeiro lote do Tan virá com um carregador Wallbox de 7,2kWh. “Estudos de países avançados na mobilidade mostram que o carregador mais importante é o da casa do cliente, pois cobre quase 90% de seu uso. E é nisso que vamos investir” , afirma Henrique Antunes, Diretor de Vendas da BYD Brasil. Além do carregador gratuito, ele será vendido com cinco anos de garantia ou 500.000km, com garantia das baterias de oito anos. Na mecâni

Via Itália perde tempo e Maserati MC20 chega antes por importação independente no país

Imagem
Enquanto a importadora da Maserati no Brasil, a Via Itália, não traz oficialmente o MC20 ao Brasil, importadores independentes já estão oferecendo o superesportivo no país. Trazido pela Direct Imports, o superesportivo italiano chega ao nosso mercado por R$ 2,4 milhões, mais em conta que a maioria dos seus concorrentes. O carro foi desenvolvido com uma estrutura em fibra de carbono, que possui um espaço dedicado ao processo de hibritização. Visualmente, o carro conta com portas de abertura vertical e interior em fibra de carbono e couro natural. Com desenvolvimento próprio da Maserati, o MC20 conta com um design bastante fluído e aerodinâmico, sendo desenvolvido com túneis de vento da Dallara, além de outras simulações em computador. Ele possui coeficiente de arrasto de 0,38Cx. O MC20 conta com faróis pequenos na dianteira e uma entrada de ar que traz o logotipo da marca. Ele traz ainda um para-choque dianteiro com entradas de ar nas extremidades do para-choque. No entorno do capô, ele

Volkswagen ID Buzz pode ser lançada no Brasil em 2023, com versões a passageiro e furgão

Imagem
A Volkswagen deve trazer a linha ID ainda em 2022 no mercado brasileiro, possivelmente com ID.3 e/ou ID.4. Em 2023, devemos receber a ID Buzz, que será o primeiro comercial elétrico da marca alemã a rodar no mundo. Por aqui, ela virá importada e com opções de transporte de passageiros e a versão furgão. A ID Buzz estreia com bateria de 82kWh (77kWh utilizáveis) que junto de um motor elétrico que desenvolve 204cv e 31,6kgfm de torque, de eixo traseiro. A velocidade máxima é de 145km/h. A Volkswagen confirmou que a van foi criada para ser recarregada em corrente alternada (CA) de 11kW, além de poder ser recarregada em uma tomada CCS, numa estação de carga rápida de corrente contínua (DC), em carregadores de até 170kW. Nesta última opção, a bateria pode ser recarregada de 5% a 80% em apenas 30 minutos. A Volkswagen apenas não confirmou a autonomia, mas certamente deve ficar entre 400km a 500km. Desenvolvida a partir da plataforma modular MEB, a ID Buzz tem 4,712 metros de comprimento, rel

Importados, fevereiro de 2022: vendas crescem em relação a janeiro, mas importados caem

Imagem
As vendas de importados fecharam o mês de fevereiro de 2022 com 4.707 unidades comercializadas, sendo 1.201 importados e 3.506 modelos produzidos nacionalmente. Esse volume representam um crescimento de 3,1% ante janeiro de 2022, quando foram comercializadas 4.567 unidades. Comparado a fevereiro de 2021, a alta é de 10,5%: 4.707 unidades contra 4.258 veículos. Na importação, as 1.201 unidades vendidas significaram queda de 2,7% ante as 1.234 unidades de janeiro de 2022 e redução de 34,9% ante fevereiro de 2021; enquanto na produção nacional – com 3.506 unidades – o aumento de vendas foi de 5,2% ante as 3.333 unidades do mês anterior e alta de 45,2% em relação a fevereiro de 2021. De acordo com João Henrique Garbin de Oliveira, presidente da Abeifa, “na importação, o fortalecimento do real ajudou a estabilização de preços dos carros, o que tranquiliza o consumidor mas, de outra parte, por conta ainda do desabastecimento de insumos, da macroeconomia brasileira com tendência de inflação m

México vai receber o Chevrolet Onix via China e interromperá produção em San Luis Potosí

Imagem
A Chevrolet confirmou que o Onix vai deixar de ser produzido no México. Por lá, o sedã vende bem, mas passará a ser importado da China, assim como alguns outros modelos da Chevrolet, como o Cavalier. Isso porque a GM está mudando a estratégia das fábricas mexicanas e isso acaba afetando a produção do Onix por lá. Por lá, o Onix é o nosso Onix Plus, uma vez que não existe o hatch. Em linha no México desde dezembro de 2019, o sedã é um dos mais vendidos no México e era produzido até então na unidade de San Luis Potosí. A mudança na estratégia da GM destacou que "parte de uma nova estratégia de manufatura para a linha de montagem" . A fábrica ainda produz modelos como Chevrolet Equinox e GMC Terrain. " Este veículo continuará sendo vendido em nosso mercado, México e América Latina.  A General Motors tem capacidade e flexibilidade para produzir seus veículos em qualquer uma de suas plantas ao redor do mundo, então, periodicamente, a empresa revê seus planos para determinar q

Toyota SW4 tem fila de espera gigantesca de 15 meses na Argentina; outros também sofrem

Imagem
A Toyota está enfrentando um ‘problema bom’ na Argentina. A marca está com uma fila de espera de meses por alguns modelos. A Toyota se tornou líder de vendas no mercado brasileiro e é uma das poucas marcas que vendem seus carros a preços de tabela, o que se tornou um atrativo na Argentina e pode explicar o sucesso de vendas que a marca tem alcançado. Na Argentina, dependendo do modelo, a fila de espera pode chegar a 12 meses e outros que chegam a 15 meses! Por lá, a Toyota conseguiu criar uma espécie de método de compra, chamado de ‘La Calesita’, que prevê que os consumidores fiéis da marca possam agendar a troca do seu carro em uma fila de espera, o que se torna prático para quem troca de carro todo ano. De acordo com dados do Motor1 Argentina, a fila de espera pelos modelos da marca chegam de 30 dias a 15 meses de espera. O modelo com menor fila de espera, por enquanto, é o Etios Aibo, que recém foi apresentado no mercado vizinho como uma opção furgão do Etios. A linha Etios convenci

BMW X2 tem importação interrompida, mas BMW quer voltar a importar o SUV ao país

Imagem
A BMW confirmou que o X2 se despediu do mercado brasileiro. O SUV compacto foi apresentado em 2018 não consta mais no site da marca e em nota confirmou o fim da importação das vendas do modelo. “O modelo questionado teve todo o estoque atual vendido e estamos estudando importar novas unidades após mudança de ano modelo”, diz o site. O X2 era o único modelo da linha X, até o X4, que não era produzido no Brasil. X1, X3 e X4 são feitos em Araquari (SC) e até chegou a se cogitar a produção nacional do modelo. Ele chega importado de Regensburg, na Alemanha. A BMW prevê trazer novos lotes do modelo ao nosso mercado, mas o entrave fica por conta da crise dos semicondutores, que tem atrasado a chegada de modelos em uma série de mercados. É possível que o modelo chegue ao nosso mercado já com a reestilização, que será apresentada ainda neste ano em alguns mercados. Visualmente, o design deve mudar pouco e seguir o mesmo caminho dos seus irmãos maiores, X3 e X4. Ultimamente, o X2 era vendido com

Honda Accord e CR-V somem das concessionárias e ficam a espera de novos lotes

Imagem
A Honda tem vivido momentos bem intensos no mercado brasileiro. Além do fim da produção nacional do Civic e do fim de linha do Fit, a Honda trouxe a nova geração do City e a estreia do City Hatch. Em 2021, a Honda ainda reestilizou Accord e CR-V, a dupla de modelos importados. No entanto, informações deram conta que esses modelos sumiram da rede de concessionárias da marca. Eles não saíram de linha, mas estão à espera de novos lotes. O motivo do atraso de novas unidades estaria ligado com a crise dos semicondutores. Em nota, a Honda disse que "seguem no line-up da marca, porém, em função do cenário atual, dependem da disponibilidade de produção para a importação de novos lotes". O CR-V estreou em nosso mercado em maio e trouxe mudanças visuais sutis, com nova grade em acabamento preto ao invés do cromado e traz uma integração maior com os faróis, por conta do friso que invade os faróis. Abaixo do friso, há iluminação diurna de LEDs e um novo para-choque dianteiro, que traz um

Postagens mais visitadas deste blog

Renault vai trazer 1º lote de 500 unidades do Kwid E-Tech Electric a partir de agosto

Chery desenvolve a chegada do eQ1 ao mercado brasileiro, candidato a elétrico mais barato

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Surgem projeções de como pode ficar o Renault 'StepWay', que estreia no Brasil em 2023

Site confirma a escolha da Fiat para o nome do SUV oriundo do Projeto 376: Fastback

Com fechamento da fábrica, Chery Tiggo 3X sai de linha e Arrizo 6 virá importado da China

Porsche Panamera receberá nova geração em 2023 e central antecipa desenho do carro

Jeep confirma o lançamento da Gladiator para breve no Brasil; picape terá motor 3.6 V6

Volkswagen desenvolve um Polo Hybrid com motor eTSI, que chega na reestilização

Chery fecha fábrica de Jacareí (SP) até 2025, quando retoma produzindo híbridos e elétricos