Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Seat

Seat confirma que não terá nenhum modelo BEV até 2026, em conferência anual da marca

Imagem
Seat confirma que não vai ter nenhum modelo elétrico até meados de 2026, durante o ‘Change Need Drivers – Annual Press Conference 2023', dentro da Volkswagen AG A Cupra confirmou durante o Change Need Drivers – Annual Press Conference 2023, sua conferência anual que ocorre junto com a Cupra, que não vai apresentar nenhum modelo elétrico antes de 2026. Um dos motivos citados até o momento é que a marca não poderia ser eletrificada no mesmo ritmo que a Cupra está sendo. A Cupra, por sinal, está vivendo um período muito frutífero, com a chegada de novos produtos e com um avanço nas vendas que foi de quase 93% em 2022. A informação de que a marca não vai se eletrificar foi divulgada por meio de Wayne Griffiths, CEO da Seat e da Cupra. “Os novos carros elétricos em que estamos focados no momento são para Cupra. Não podemos eletrificar as duas marcas ao mesmo tempo. Seat é combustão. Cupra é BEV. Acho que a ideia [de que as duas marcas] se complementam, estando no mercado ao mesmo temp

Volkswagen Group poderá desenvolver um esportivo de até 680cv com novas tecnologias

Imagem
Volkswagen AG (VAG) pode desenvolver um esportivo com até 680cv com novos equipamentos para carros elétricos, apresentados no Tech Day 2023  A Volkswagen AG (VAG) apresentou recentemente novos sistemas criados para carros elétricos, durante o Tech Day 2023 ( veja aqui ). Durante o evento, a marca confirmou detalhes que as novidades apresentadas podem fazer com que o grupo possa lançar um esportivo elétrico com um motor de até 680cv, que não necessariamente nasça com a Volkswagen, mas que poderia ser um Skoda, Audi ou até mesmo um Porsche. No caso dessas duas últimas marcas, os esportivos seriam modelos mais acessíveis. No caso da Audi, a tecnologia apresentada poderia dar vida a um, no máximo, substituto do TT (se ele existisse, no caso). Há a chance da Volkswagen criar um esportivo, mas as chances disso acontecer são menores. “Nosso objetivo é alcançar a liderança tecnológica, também em mobilidade elétrica. No futuro, isso fará do Grupo Volkswagen um dos únicos fabricantes de automó

Volkswagen comemora marca de 40 milhões de carros construídos com a plataforma MQB

Imagem
VAG chega a marca de 40 milhões de unidades vendidas com a plataforma modular MQB; até 2030, plataforma deve chegar a 80 milhões de unidades A Volkswagen AG (VAG) chegou a marca de 40.000.000 de unidades com a plataforma modular MQB e todas as suas variações, desde a MQB, MQB-EVO, MQB-A0 e a MQB-A0-IN, chegaram a tal marca em 11 anos. Atualmente presente em cerca de 70 modelos e em sete marcas diferentes, a VAG estreou essa plataforma para substituir várias outras plataformas e concentrar todos seus produtos em uma base modular apenas, o que trouxe uma economia de escala. A plataforma matou as bases PQ25, PQ35 e PQ46 e MQB vem de ‘Modularer Querbaukasten’ (em português, vem de Matriz Transversal Modular). Quando se fala em modular, a MQB é usada desde o Polo até o Atlas, ou seja, vai de 4 a mais de 5 metros de comprimento. “A ideia do MQB foi genial. Ele criou todo o pensamento de plataforma no setor e realmente nos impulsionou em torno da lucratividade em todos os setores.” , diz o

Seat vai reproduzir seus carros na Europa até 2024 com planos de remanufatura dos veículos

Imagem
Seat confirma que também terá um sistema de ReFactory para vender seus carros com economia circular e com conceito de modelos remanufaturados na Europa A Seat confirmou que também vai apostar em um novo sistema de economia circular. A marca espanhola vai apostar na remanufatura de veículos usados antes deles serem vendidos novamente. É um passo que a Renault também confirmou recentemente que é de seu interesse. A ReFactory será na unidade de Sevilha, na Espanha, onde a Seat confirmou que poderá recuperar cerca de 11.000 unidades ao ano. O projeto será inaugurado em breve na fábrica da Zona Franca de Barcelona, onde a marca planeja recondicionar o carro, podendo reparar e até mesmo vai poder reciclar baterias. Estima-se que a Seat vai contratar algo entre 100 a 150 funcionários para essa função. O projeto já recebeu sinal verde de Oliver Blume, CEO da VAG. Esses carros que serão recondicionados vão passar pelo processo após serem vendidos ou alugados. Esse sistema também vai estar d

Executivo da VAG confirma que Seat segue como está até meados de 2029. Mas e depois?

Imagem
Futuro da Seat está confirmada até 2029 e marca espanhola pode ganhar um futuro diferente para abrir caminho para a Cupra dentro da VAG A Volkswagen AG (VAG) parece ter planos para a Seat no futuro. No momento, a marca permanece como está até meados de 2028 ou 2029. As informações foram reveladas pelo CEO da VAG, Thomas Schäfer, a marca espanhola ainda precisa ter um futuro definido. Tanto é que a Seat é a única marca generalista do grupo que ainda não possui nenhum automóvel elétrico para chamar de seu, enquanto marcas como Volkswagen e Skoda, entre as mais generalistas, já contam com seus elétricos. “Não estamos matando a Seat.  Cupra é o futuro da Seat. Cupra é a reinvenção da Seat daqui para frente. Cupra se moverá muito mais rápido para a eletrificação. Ainda estamos trabalhando em um plano para a Seat. É bom até 2028 ou 2029. É uma marca de entrada para clientes jovens. Realmente joga para a Europa, particularmente Espanha, Reino Unido e Áustria.” , disse Schäfer ao Autocar . U

Seat comemora 1 milhão de SUVs vendidos em seis anos com Arona, Ateca e Tarraco

Imagem
Seat comemora marca de 1.000.000 de utilitários esportivos vendidos desde a apresentação do Ateca, em 2016, e ajuda de Arona e Tarraco A Seat está comemorando a marca de 1.000.000 de unidades de utilitários esportivos vendidos em pouco mais de seis anos. De acordo com a marca espanhola, os seus SUVs respondem por 46% das vendas europeias da marca em 2021, contra os 41% de 2020. Globalmente, as vendas de utilitários esportivos da marca espanhola respondem por 49% das vendas, com 192.100 unidades apenas deles. O primeiro SUV da marca apresentado foi o Ateca, em 2016. Antecipando a nova linha de SUVs compactos da VAG, o Arona estreou em 2017, praticamente junto ao novo Ibiza. Desde seu lançamento, se tornou o carro mais popular da marca em linha, vendendo 481.585 unidades globalmente desde seu lançamento. Em 2021, ele ainda liderou as vendas de SUVs compactos na Espanha pela primeira vez desde seu lançamento, respondendo por 98.000 unidades apenas em seu país natal. Atualmente, o Arona

VAG comemora crescimento na venda de elétricos no primeiro semestre, com alta de 27%

Imagem
A VAG está comemorando o crescimento na venda de carros elétricos no primeiro semestre de 2022. Suas vendas globais de elétricos cresceram 27% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com o grupo alemão, as vendas foram maiores e atingiram um novo recorde. Mesmo com problemas na cadeia produtiva, foram 217.100 unidades de elétricos nos primeiros seis meses do ano, com destaque positivo para as vendas do grupo na China. Por lá, as vendas de elétricos representaram 63.500 unidades, crescimento três vezes maior que o primeiro semestre de 2021, quando vendeu 18.300 unidades de elétricos do grupo por lá. Destaque também para o avanço de 40% nas vendas da Europa Ocidental. Apesar do avanço da China, a Europa anda manteve a liderança com 128.800 unidades vendidas. Depois, aparece a China com 63.500 unidades e os Estados Unidos aparecem em sequência com 17.000 unidades. “Continuamos com sucesso nosso ramp-up elétrico apesar das condições desafiadoras, especialmente no segundo trim

VAG destaca que seus carros da Volkswagen, Seat e Skoda serão diferenciados pelo design

Imagem
A VAG confirmou mais detalhes dos seus carros e dos futuros lançamentos de marcas como Volkswagen, Seat e Skoda. Querendo fazer com que essas marcas se tornem cada vez mais eficiência financeiramente, será possível observar que as marcas terão um compartilhamento de componentes maior. Buscando um ganho de 20% em eficiência, o grupo já compartilha as mesmas plataformas com várias marcas. De acordo com Thomas Schaefer, Chefe da VAG, disse que quer simplificar as coisas no futuro. “No passado, perdíamos muito tempo nos preocupando um com o outro. A concorrência está fora, não está dentro da empresa” , disse Schaefer para a Agência Bloomberg e Automotive News Europe . A diferenciação entre as marcas do grupo, em especial nas marcas generalistas, será baseado na diferença de design. Subcompactos e compactos já compartilham plataformas, conjuntos mecânicos e uma série de outros componentes que não são vistos a olho nu, enquanto o design externo e interno os diferenciam. Isso deve ser visto

Seat deve ter BEVs no futuro, quando tecnologia for ainda mais acessível, diz executivo

Imagem
O lado espanhol da VAG parece que tem sido ofuscado pela Cupra nos últimos anos, especialmente quando o assunto é eletrificação. No entanto, a Seat também será beneficiada com um plano de eletrificação para os próximos anos. A informação foi confirmada pelo chefe de P&D da Seat, Werner Tietz, em entrevista ao Autocar . Ao que tudo indica, a Seat deve entrar no mercado de elétricos quando os custos dos elétricos diminuir. Apesar da plataforma MEB já ter reduzido os custos das marcas que a utilizam, a Seat espera que os custos fiquem ainda menores. Dentro da Cupra, por exemplo, que ganhou um caráter mais premium, existem o Born e a marca vai apresentar o Tavascan em 2024, além de um compacto elétrico antecipado pelo UrbanRebel Concept, que chega em 2025. Os dois carros foram inicialmente desenhados para serem da Seat, mas os planos mudaram dentro da VAG e caíram no colo da Cupra justamente pelo perfil mais premium. “O León é um carro completamente novo e acabamos de atualizar o Ibiza

Surge a primeira imagem do VW ID.2, que se une aos pares de Skoda e Cupra; estreia em 2025

Imagem
A VAG confirmou a primeira imagem do futuro Volkswagen ID.2, que terá primos de desenvolvimento da Skoda e da Cupra. Os modelos estão previstos para meados de 2025 e serão produzidos na unidade da Espanha, de onde a VAG vai construir uma Gigafactory com investimento de 10 bilhões de euros. Todas as imagens teaser dos modelos mostram linhas simples e em imagens coloridas. Desenvolvidos a partir da plataforma modular MEB Entry, ele compartilha plataforma, bateria e motores elétricos com outros modelos. A VAG destacou dizendo que “estes veículos elétricos de nível básico fazem o acesso a #eMobility mais fácil e impulsionar o futuro da mobilidade do país - para as próximas gerações”. A VAG ainda confirmou uma imagem da fábrica que será localizada em Sagundo, na Espanha. A fábrica terá capacidade de produzir 40GWh e ter uma produção de baterias que será neutra em carbono, com o uso de energia renovável. A unidade vai empregar cerca de 3.000 funcionários e começa a operar a partir de 2025. S

Ainda sem elétricos, Seat pode ganhar um destino diferente dentro do Grupo VAG

Imagem
A Seat é uma das poucas marcas generalistas que ainda não possui um modelo elétrico feito a partir da plataforma modular MEB. Ao que tudo indica, a Cupra assume um papel mais premium, ao ponto de que a marca quer concorrer com a Alfa Romeo. Já a Seat deve continuar com uma proposta mais generalista e que pode acabar exercendo um papel de marca baixo custo, ficando até mesmo abaixo da Skoda. Isso porque até mesmo a Skoda já possui elétricos com plataforma MEB, com Enyaq e Enyaq Coupé. Atualmente, o Seat conta apenas com o Mii como um elétrico, mas é um modelo baseado no Volkswagen e-up!, ou seja, já é um projeto antigo. Com esse papel, a Seat teria a função de concorrer com marcas como Fiat, Dacia, Citroën e outras marcas que vendem modelos mais baratos. Tanto dentro da Renault Group como na Stellantis, as marcas de baixo custo tem conseguido alcançar bons resultados, justamente por conta da eletrificação contar com um preço mais elevado, o que deixa os carros caros para boa parte da po

VAG comemora crescimento de elétricos no primeiro trimestre, com avanço de 65%

Imagem
A VAG comemorou o salto de 65% nas vendas de modelos elétricos a nível global. As vendas cresceram puxadas pelo Volkswagen ID.4, que representou 30,5% das vendas dos 99.100 modelos elétricos que a VAG emplacou nos três primeiros meses do ano. O segundo foi o Volkswagen ID.3, responsável por 13.000 unidades, o Audi Q4 e-tron com 10.700 unidades e o Audi e-tron aparece em quarto, com 10.300 unidades. Depois, fechando o Top Five, o Porsche Taycan teve 9.500 unidades vendidas em todo o mundo. Por marca, a Volkswagen foi a responsável por 53.400 unidades vendidas, seguido da Audi com 24.200 e da Porsche com 9.500. A Skoda foi a quarta com 8.800 unidades e a Seat/Cupra venderam 2.200 unidades. O maior mercado consumidor de elétricos do grupo é a Europa, com 58.400 unidades, responsável por 1/3 dos emplacamentos (33,5%). Na China, foram 28.800 unidades vendidas, salto de 360,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Em terceiro aparece a América do Norte, responsável por 7.900 elétricos,

VAG investe 7 bilhões de euros em fábrica da Espanha, em Valência, para produzir baterias

Imagem
A Volkswagen AG (VAG) confirmou um importante investimento na Espanha, onde deve construir nova unidade de uma Gigafactory. Por lá, a VAG espera construir uma produção de células de bateria e um ‘E-ecossistema’ completo e sustentável. Estes são os objetivos do Grupo Volkswagen, liderados pela Seat no país. O investimento total da VAG será de 7 bilhões de euros junto com fornecedores externos ao logo de toda a cadeia do que o grupo alemão chamada de e-mobilidade. A unidade de baterias será erguida na cidade de Valência, mas ainda precisa de uma aprovação – e submissão – ao PERTE, programa de veículos elétricos criados pelo governo da Espanha que pretende transformar a economia do país com a produção de carros ou materiais para veículos elétricos. “Este projeto é muito importante – para a Volkswagen, para a Espanha e para toda a Europa. É nossa ambição eletrificar a Espanha e estamos dispostos a investir mais de sete bilhões de euros junto com fornecedores externos para a eletrificação d

Cupra apresenta Leon e Leon SportsTourer com duas opções de motor híbrido, de 204cv e 245cv

Imagem
A Cupra apresentou novas opções mecânicas para a versão esportiva do Leon e Leon SportsTourer na Europa. Tanto o hatch como a station wagon passam a ser vendidos com motores híbridos plug-in. A novidade fica por conta dos conjuntos formados pelo motor 1.4 TSI que desenvolve 150cv e torque de 25,5kgfm, associado a um motor elétrico que entrega 109cv de potência que juntos entregam 204cv e 35,7kgfm de torque, acoplado a um câmbio automatizado de dupla embreagem DSG de 6 marchas. Os Leon e-Hybrid ainda traz uma altura em relação ao solo 2,5 centímetros mais baixa, o que baixa o centro de gravidade do carro e aumenta a sua estabilidade. Outras novidades ficam por conta das pinças de freio da Brembo com quatro pistões e com discos ventilados e perfurados, de 370 milímetros na dianteira e traseira. Com um modo Sport, a precisão do freio também melhora. Outra aposta da marca foi as opções e-Hybrid VZ Cup, que unem o 1.4 TSI continua desenvolvendo 150cv e 25,5kgfm junto de um motor elétrico de

Seat apresenta o Diana, um sistema de condução autônoma Nível 3, em um Leon

Imagem
A Seat apresentou oficialmente um sistema de condução autônoma, chamada de Diana. O recurso deve ser testado ainda a bordo de um Leon. O nome escolhido para o batismo da tecnologia, Diana, vem da mitologia romana, onde Diana era uma deusa da caça, protetora da natureza e da lua. Era responsável também por cuidar de bosques e da vida que nele tinha por com seu arco e flecha. Para a Seat, a tecnologia foi desenvolvida no Centro Tecnológico de Automobilismo da Galícia (CTAG). O projeto DIANA também faz parte da plataforma SEAT S.A. Innova, em um espaço que promove a inovação contínua em diferentes áreas da Seat, contando com novas formas de trabalho baseadas na cocriação e no modelo de start-up. De acordo com a Seat, o sistema DIANA é um projeto de inovação que foi criado para testar as funções de direção autônoma em antecipação aos Sistemas Avançados de Assistência à Direção (ADAS). O veículo foi feito com um SEAT Leon e está equipado com 5 sensores LiDAR, 5 radares, 6 câmeras, 12 ultras

VW comemora início da produção do câmbio MQ200 EVO e chega a 15 milhões de unidades

Imagem
A Volkswagen comemorou a fabricação de 15 milhões de caixas de câmbios na Argentina, na fábrica de Córdoba. Atualmente, a Volkswagen envia a transmissão para fábricas instaladas no Brasil, Espanha, Eslováquia, Índia, África do Sul, México e Portugal. “Estamos muito orgulhosos de atingir este marco de produção em Córdoba, que reflete o compromisso que o Grupo Volkswagen Argentina tem com a produção e exportação durante esses 41 anos que estamos presentes no país. Córdoba é uma de nossas fábricas modelo na região, de onde se exportam caixas de câmbio para mais de 10 destinos no mundo” , disse Thomas Owsianski, Presidente e CEO do Grupo Volkswagen Argentina. “Produzir 15 milhões de transmissões é um evento que nos enche de orgulho, pois demonstra o grande trabalho realizado por todos os nossos colaboradores, destacando a excelência dos nossos produtos, a competitividade e a qualidade dos nossos produtos fabricados em Córdoba” , disse Marcus Gorisch, diretor do Centro Industrial de Córdoba

VAG comemora disparada nas vendas de elétricos, com crescimento global de 138%

Imagem
O Grupo Volkswagen (VAG) confirmou que está contente com o seu desempenho de modelos elétricos, a nível global. De acordo com o grupo, 122.000 unidades de elétricos foram vendidas globalmente no terceiro trimestre, entre julho a setembro. Isso representa um aumento de 109% em relação ao segundo trimestre do ano. O destaque foi a China, onde a VAG viu suas vendas crescerem acima da média, emplacando 28.900 unidades no terceiro trimestre, contra as 18.300 unidades do primeiro trimestre. A participação das vendas subiu para 6% dentro da VAG e de janeiro a setembro, foram 293.100 unidades vendidas globalmente, aumento de 138% em relação ao mesmo período do ano passado. Entre os híbridos, a VAG também confirmou que vendeu 246.000 unidades nos primeiros nove meses deste ano, aumento de 133% nas vendas. A Europa detém a liderança entre as regiões, com 209.800 unidades. Estados Unidos aparece como terceiro maior consumidor, com 27.300 unidades. Já a China é a vice-líder, com 47.200 unidades. A

Volkswagen confirma fim do câmbio manual em 2030; câmbio começa a se despedir em 2023

Imagem
A Volkswagen confirmou que vai aposentar o câmbio manual em seus automóveis em meados de 2030. Com o aperfeiçoamento dos câmbios nos últimos anos, a marca deve ter apenas carros automáticos. Dentro da Volkswagen do Brasil já se vê uma mudança ao câmbio automático desde a chegada do câmbio para Gol e Voyage, algo que foi visto até mesmo como uma visão de futuro da marca. Tanto que alguns carros passam a ser oferecidos apenas com a opção de câmbio sem embreagem, como Nivus, T-Cross e Taos. Na Europa, o câmbio manual começa a ser cortado a partir de 2023 e vai sair de cena por completo em 2023. Com os gastos gerados pelo Dieselgate e a aposta em carros elétricos, a Volkswagen quer focar apenas em carros automáticos, eliminando um custo de desenvolvimento a mais e já pensando que elétricos só usam esse tipo de transmissão. Com isso, a marca vai optar pelo desenvolvimento de câmbios automáticos como o Tiptronic e o automatizado de dupla embreagem DSG. Entre 2023 a 2030, a nova geração dos c

Postagens mais visitadas deste blog

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

BYD Dolphin Mini pode ser lançado no Brasil com preço inicial de R$ 89.800 ou R$ 99.800

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

BYD Dolphin Mini abre regime de pré-venda no Brasil com sinal de R$ 10.000; estreia é dia 28

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Ford diz que foi a Volkswagen que não quis produzir a nova Amarok junto da Ranger

Renault e Nissan passam a ter seguros com Assurant, por meio do intermédio da Mobilize