Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Moskvich

Moskvich inicia a produção do Moskvich 3 na unidade que era da Renault, em Moscou

Imagem
Moskvich inicia a produção do Moskvich 3 na Rússia, seu primeiro automóvel do seu retorno e que é um rebadge do JAC T60 A Moskvich apresentou oficialmente o Moskvich 3 e é um SUV médio. O modelo apareceu recentemente onde a marca só retornou por conta da KAMAZ, que foi a responsável pelo retorno da empresa. O novo SUV será produzido na unidade de Moscow Automobile Plant Moskvich, em Moscou, na Rússia, na antiga fábrica que era da Renault. De acordo com a marca russa, o primeiro mês de produção indica que serão 600 unidades produzidas. Serão 400 unidades com motor a combustão e 200 unidades de motores elétricos. De acordo com a KAMAZ, a produção do Moskvich 3 terá “componentes completamente russos” a partir de 2024 e o “carro elétrico russo de... componentes russos em sua própria plataforma universal” , destacou a empresa. A Moskvich quer crescer rapidamente. Agora em 2023, a produção deve chegar a 50.000 unidades e subir para meados de 100.000 unidades em 2024, a partir do lançament

Moskvich apresenta o Moskvich 3, o JAC T60 que fala russo, ressuscitada depois de 20 anos

Imagem
Moskvich retorna ao mercado na Rússia com o Moskvich 3, baseado no JAC Jiayue X4, também conhecido por nós como JAC T60 e E-JS4 Depois de quase 20 anos desde a última vez, a Moskvich retornou ao mercado russo com um novo produto. Se bem que, novo, também não podemos dizer. Mas novo para a Moskvich, com total certeza. O retorno da marca só foi possível graças a JAC, que aceitou ser parceira da marca. A russa, aliás, usará a fábrica deixada para trás pela Renault. Suas operações no país e usará a fábrica de Moscou deixada para trás pela Renault. A unidade dos franceses foi vendida para a Prefeitura de Moscou, que se responsabilizará pela empresa. A ‘Residente de Moscou’ (tradução de Moskvich) vai nacionalizar a produção na unidade e pode chamar, inclusive, ex-funcionários da Renault. Rebatizada de Moscow Automobile Factory Moskvich, a unidade fabril teve detalhes revelados por Sergei Sobyanin, Prefeito de Moscou: “A indústria automobilística fracassou seriamente este ano, mas, mesmo as

Moskvich rebatiza fábrica que era da Renault para Moscow Automobile Factory Moskvich

Imagem
Moskvich retorna ao mercado russo com produtos da JAC e vai produzir na unidade que era da Renault, vendida para Prefeitura de Moscou há seis meses A Moskvich confirmou sua volta ao mercado russo depois de quase 20 anos de ausência. A marca foi confirmada para retomar suas operações no país e usará a fábrica de Moscou deixada para trás pela Renault. A unidade dos franceses foi vendida para a Prefeitura de Moscou, que se responsabilizará pela empresa. A ‘Residente de Moscou’ (tradução de Moskvich) vai nacionalizar a produção na unidade e pode chamar, inclusive, ex-funcionários da Renault. Rebatizada de Moscow Automobile Factory Moskvich, a unidade fabril teve detalhes revelados por Sergei Sobyanin, Prefeito de Moscou, em entrevista para a Agência Reuters . “A indústria automobilística fracassou seriamente este ano, mas, mesmo assim, espero que possamos inaugurar a fábrica de Moskvich em dezembro com a ajuda do Ministério da Indústria e Comércio” , disse Sobyanin em entrevista ao porta

Moskvich deve retornar à produção com modelos da JAC e da Sol/Sehol na Rússia

Imagem
Parece que os planos do retorno da Moskvich foram revelados. A marca vai, pela primeira vez, voltar a produzir automóveis desde sua falência em 2006. Para a produção, a marca vai produzir automóveis a partir dos próximos meses com os carros da JAC e da Sol/Sehol. Vale destacar que a Sol/Sehol é uma marca criada em parceria entre JAC e Volkswagen. A produção será em Moscou, Rússia, na antiga fábrica deixada para trás da Renault, que deixou a operação russa depois do país invadir a vizinha Ucrânia. A Renault faz parte de uma debandada de marcas da Rússia e a Rússia vai aproveitar esse momento para reviver uma das suas marcas. Além da Lada, que também passou a ser do governo russo, a Moskvich volta a produzir em parceria com a Kamaz, marca de caminhões russos. A cidade de Moscou tomou o direito da fábrica que era da Renault e vai produzir quatro modelos na unidade: o nosso conhecido JAC T60/e-JS4, o JAC Jiayue X7 (nosso T80 reestilizado), o Sehol E50A Pro (a versão reestilizada do nosso J

Fábrica que era da Renault na Rússia em Moscou pode ser usada pela Moskvich e a JAC

Imagem
Depois da Renault Group ter cedido sua fábrica de Moscou para a gestão municipal da cidade, a unidade pode acabar ganhando um novo destino. Os rumores sobre o retorno da Moskvich parece que são reais e podem ganhar ajuda chinesa. De acordo com informações do Automotive News Europe , a Moskvich poderia ser ajudada pela JAC, que poderia ceder alguns carros para a marca começar a vender. Como a Moskvich deve ter um apoio financeiro da Kamaz por trás, não se duvide que uma parceria com os chineses pode resultar num retorno até mesmo rápido. O motivo disso é que a Kamaz possui uma parceria com a JAC na área de caminhões, ou seja, a parceria já pode ser um meio caminho andado. Questões de design, engenharia e produção seriam tomadas pela assistência da JAC. Segundo as informações da agência de notícias, a marca russa retomaria a produção em Moscou no último trimestre de 2022, o que parece ser um movimento que vá custar agilidade. Isso porque teria que trocar todo o maquinário da Renault para

Moskvitch pode voltar na Rússia com saída da Renault; marca terá Kamaz como parceira

Imagem
A saída da Renault Group da Rússia pode acarretar no retorno de uma velha marca russa ao mercado. Trata-se da Moskvitch, que pode usar a fábrica de Moscou para a produção de antigos automóveis da Renault. De acordo com a Agência Reuters, o Prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, confirmou que as fábricas que eram da Renault serão nacionalizadas. Esse é um dos motivos que podem fazer com que a Lada possa fazer com que o Renault Duster seja, na verdade, a nova geração do Lada Niva (veja aqui), enquanto os demais modelos podem se tornar um Moskvitch. “O proprietário estrangeiro decidiu fechar a fábrica da Renault em Moscou. Tem o direito de fazer isso, mas não podemos permitir que milhares de trabalhadores fiquem sem trabalho. Em 2022, abriremos uma nova página na história do Moskvitch.” , destacou Sobyanin em seu blog. De acordo com informações, o maquinário deixado pela Renault poderia ser reaproveitado. “Leva pelo menos dois anos e pelo menos US$ 1 bilhão para desenvolver um carro novo” ,

Renault Group sai oficialmente da Rússia; fábrica de Moscou pode ressuscitar marca

Imagem
Fim do caso Renault Group e Rússia. Depois de vender a Lada por pouco mais de centavos, os franceses decidiu o seu futuro no país. De acordo com Luca De Meo, Presidente-Executivo da Renault, tinha confirmado em maio que a marca ainda não tinha decidido sobre o que seria feito. Agora, a Renault Group confirmou que vai vender seus ativos na Rússia, incluindo a sua fábrica em Moscou, capital do país. “Hoje, tomamos uma decisão difícil, mas necessária, e estamos fazendo uma escolha responsável em relação aos nossos 45.000 funcionários na Rússia, preservando o desempenho do Grupo e nossa capacidade de retornar ao país em um futuro, em um contexto diferente. Estou confiante na capacidade do Grupo Renault de acelerar ainda mais sua transformação e superar suas metas de médio prazo.” , destacou De Meo. A Renault não tinha muito o que fazer, a não ser abrir mão de um dos seus maiores mercados por conta de pressões externas e internas. De acordo com informações, os ativos da Renault Group na Rús

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290