Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Renault

A Nissan confirma prejuízo recorde e puxa resultados negativos da Renault em 2020

Imagem
O ano de 2020 se tornou um dos anos mais difíceis para a indústria automotiva global. E isso fez com que muitas empresas fechassem o ano no vermelho. De acordo com a Renault-Nissan-Mitsubishi, que divulgou os dados públicos de renda de 2020. Segundo as informações divulgadas, o grupo teve um prejuízo de 8 bilhões de euros, cerca de R$53 bilhões! Para a Renault, houve uma queda de 21,3% nas vendas, com menos de 3 milhões de carros vendidos globalmente, queda de 7,3 bilhões de euros no primeiro semestre e 660 milhões de euros no segundo semestre, com queda de 21,7% no faturamento e -8,9% no volume de negócios. A Renault ainda conseguiu ter um resultado bem negativa no lucro operacional e receita líquida, com queda de 335 milhões de euros. Já a Nissan conseguiu um prejuízo de 4,9 milhões de euros, com prejuízo de 175 milhões de euros. Em 2020, a aliança conseguiu apresentar um plano estratégico que deve ajudar bastante as marcas a diminuir os seus prejuízos. O problema da aliança começou

Renault volta a comentar sobre a criação de um SUV médio baseado no Dacia Bigster

Imagem
A Renault deve focar no desenvolvimento de um novo modelo de valor agregado no mercado brasileiro. Esse novo modelo será um utilitário esportivo, inspirado no Dacia Bigster Concept. O SUV médio deve ficar acima do Captur e será produzido na América Latina, muito provavelmente em São José dos Pinhais (PR). O carro deve concorrer com o Jeep Compass, Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos e será equipado com o novo motor 1.3 12v TCe Flex, capaz de desenvolver cerca de 170cv e torque na casa dos 26kgfm, acoplado a um câmbio automático CVT que simula 8 marchas. “Para mim, o Bigster é exatamente o carro que podemos colocar na Renault nos mercados internacionais, onde estamos apostando somente nos carros dos segmentos A e B. Agora eu posso ter um SUV B+ e um SUV C compacto que terão uma margem unitária melhor, com uma imagem potencialmente melhor e a habilidade de conquistar novos clientes” , disse Luca de Meo, CEO da Renault, em entrevista ao Automotive News Europe . Ter um SUV médio era um

Investimentos da Renault estão congelados para os substitutos de Sandero e Logan

Imagem
A Renault confirmou que os projetos dos novos Ascalia/Kardian e Taliant, substitutos de Sandero e Logan, estão congelados no mercado brasileiro. A confirmação veio do CEO da Renault, Luca de Meo, em entrevista ao Automotive News Europe . Com foco na América Latina, o executivo confirmou que deve fazer cortes no quadro de funcionários e que deve congelar o investimentos de modelos em curto prazo no país. “Então, porque a economia está um pouco incerta, iremos congelar investimentos no curto-prazo. Mas iremos redirecionar este dinheiro em coisas como o Bigster e o Duster, nas versões Renault, para que possamos aumentar nossa margem de lucro, seguindo o exemplo de Volkswagen e até Fiat, que foi de ter produtos somente da Fiat para a Jeep e tem tido muito sucesso” , disse De Meo. Com Sandero e Logan já patinando nas vendas, a Renault deve focar num segmento que é mais rentável e por isso deve focar no desenvolvimento do Bigster, um SUV médio acima do Captur. Apesar de congelados, os modelo

Nova geração da Renault Oroch será vendida com motores 1.6 SCe e 1.3 TCe

Imagem
A Renault África do Sul confirmou que a Oroch deve receber uma nova geração em 2022. A picape deve seguir o mesmo caminho do Duster e chegará como linha 2023. Lançada em 2015, a picape deve ser apresentada com uma nova geração solucionando grande parte dos problemas da primeira geração: acabamento, motor e câmbio, principalmente nas versões mais caras. Isso porque a Oroch deve nascer a partir da espinha dorsal do Duster, assim como a primeira geração. E, com isso, a picape deve receber as mesmas melhorias que o SUV compacto no ano passado. Internamente, a picape é conhecida como Projeto U79 PH2 e os primeiros protótipos devem ser montados em abril deste ano. Os testes devem iniciar no mês de maio e o lançamento deve ocorrer no início de 2022. A nova Oroch deve ser igual ao Duster até as portas traseiras. A partir de daí a picape deve ganhar uma nova caçamba e um novo desenho externo para a traseira, com uma nova caçamba, lanternas e tampa de caçamba. O interior deve ser o mesmo bom pad

Renault apresenta o Captur RS-Line na Europa, com motores 1.3 e 1.6 E-Tech

Imagem
A Renault confirmou a estreia do Captur RS Line na Europa. O SUV compacto deve ser apresentado oficialmente com essa versão junto de um motor híbrido E-Tech. Entre as novidades, o RS Line deve contar com um novo para-choque dianteiro exclusivo, com spoiler e linhas mais expressivas, com entradas de ar maiores nas extremidades do para-choque dianteiro. As rodas devem contar com 18 polegadas, exclusivas dessa versão. A grade dianteira também conta com uma nova grelha e traz o logotipo específico e acabamento interno em couro costurado, além de detalhes em vermelho e carbono no painel. Os vidros escurecidos também são algumas das novidades. De série, as novidades ficam por conta de uma nova configuração do quadro de instrumentos com tela de 10 polegadas, além de ganhar retrovisor eletrocrômico, câmera de ré e pacote de assistências ao condutor (ADAS). O Captur RS Line vem com motor E-Tech, equipado com o motor 1.6 SCe de quatro cilindros que se unem a dois motores elétricos. Com isso, o m

Renault deve apresentar uma versão esportiva do 5, que será vendida como Alpine

Imagem
Apresentado como um dos modelos que levam o plano estratégico RENAULuTion da marca francesa, o Renault 5 será uma realidade em meados de 2023. O hatch elétrico deve ser uma opção ao Zoe e deve ganhar uma versão esportiva. O compacto ganhará um auxílio da Alpine, que vai vender o elétrico como Alpine 5 (algo como a Seat e a Cupra fazem com seus carros). Com preços em torno dos 20 mil euros, o Renault 5 ganhará essa versão esportiva em meados de 2024. Ainda não se tem especificações sobre essa nova versão esportiva do hatch, mas ele deve desenvolver mais que a potência do conceito apresentado em janeiro. O motor deve desenvolver em torno dos 200cv e um visual mais agressivo, com apoio da Renault Sport. O modelo deve ser um sucessor espiritual do Renault 5 Turbo, clássico europeu muito jogado em jogos como o clássico Gran Turismo 4. Posicionado abaixo do novo Megane eVision, o novo 5 deve ser um novo subcompacto da Renault, com lançamento previsto para meados de 2023. Entre as tecnologias

Renault confirma que o R4 deve ser um SUV baseado no R5 e estreia em 2025

Imagem
Além do Renault 5, a Renault deve trazer de volta um novo modelo clássico: o Renault 4. Enquanto o Renault 5 deve ser um hatch e vai ser apresentado em meados de 2023, o Renault 4 deve ser um utilitário esportivo compacto e elétrico, que vai ficar abaixo do Megane eVision. O Renault 4 deve ser apresentado em 2025 e terá porte um pouco maior que o Renault 5. Ele deve ser construído sobre a mesma plataforma do Renault 5, a CMF-B EV, mas também deve compartilhar outros componentes. O CEO da Renault, Luca de Meo, já tinha confirmado que haverá “pelo menos mais de um” clássico que deve ser revivido como um elétrico. O Renault 4 pode ser um pouco baseado pelo Morphoz Concept, apresentado no ano passado, como conceito. O conceito conta com faróis finos e que se interligam diretamente com a grade dianteira e com o logotipo da Renault. No para-choque, ele possui linhas limpas e traz uma única entrada de ar inferior para refrigeração das baterias. Nas extremidades do para-choque ele conta com ma

Renault reajusta os preços de Kwid, Sandero, Logan, Duster e Oroch no Brasil em até R$2.700

Imagem
A Renault reajustou os preços de quase toda a sua gama no mercado brasileiro neste final de fevereiro. Os modelos Kwid, Sandero, Logan, Duster e Oroch ficaram mais caros com a chegada da linha 2022. O Sandero mais em conta do país é a versão Life com motor 1.0 12v Flex, que passa a ser vendido por R$60.690, um aumento de R$2.500 sobre os R$58.190 cobrados até então. Além dele, as versões Zen (+ R$2.500), GT Line (+ R$2.700) e RS (+ R$3.900). Já o StepWay, vendido em duas versões, passa a ser vendido com aumento de R$1.900 nas versões Zen e Iconic. O Logan passa a ser vendido por R$63.690 inicias, um aumento de R$2.500 na Life 1.0 e R$2.400 na Zen 1.0. A Zen 1.6 passa a ser vendida por R$74.390, aumento de R$2.500. O Kwid, carro mais em conta da marca, passa a ser vendido por R$41.790 (R$2.400 extras) e chega aos R$52.190 na versão Outsider, um aumento de R$1.800. A Oroch começa em R$89.930 e vai até os R$91.830 nas versões Dynamique, 1.6 e 2.0. Já o Duster começa em R$84.490, aumento d

Vinda do Renault Kiger ao Brasil depende do sucesso do Nissan Magnite no país

Imagem
A Renault enfim apresentou o Kiger na Índia no início desse mês mas ainda não sabemos se o modelo vem pra cá. Apesar do seu irmão de projeto, o Nissan Magnite, estar confirmado para ser produzido aqui, nada se comenta sobre o Kiger. Nada se comentava. Isso porque o SUV subcompacto da Renault pode vir ao nosso mercado e ser produzido na unidade de São José dos Pinhais (PR), quase que na mesma plataforma do Kwid. De acordo com informações apuradas pelo site Motor1 Brasil, com fontes ligadas a Renault, a decisão de trazer o Kiger não está definida ainda. "Existem estudos para trazer o Kiger ao Brasil, mas não é interessante competir com a Nissan no lançamento deles. Basicamente, o Magnite precisa pagar a conta dele para o Kiger ficar atrativo também", disse a fonte ao site. Isso porque a Renault e Nissan já possuem alguns modelos que pode acabar competindo entre si, mas é claro que se ele vier ao Brasil, a produção de ambos fica mais barata. E o lucro é algo que a Renault-Nissan

Renault coloca um fim no desenvolvimento do Kwid Sedan no mercado indiano

Imagem
Depois de confirmar que deveria desenvolver uma família de quatro modelos feitos a partir da plataforma modular CMF-A, a Renault parece ter desistido do último modelo. O chamado “Kwid Sedan” deveria ser apresentado em 2022, mas o projeto foi cancelado. Conhecido internamente como Projeto LBA, o carro ser a terceira derivação a partir do Kwid, depois de Triber e Kiger. De acordo com o Economic Times , o sedã teria cerca de 3,99 metros de comprimento e concorreria com modelos como Suzuki Dzire, Honda Amaze, Ford Aspire, Hyundai Xcent e Tata Tigor. O motivo do cancelamento do projeto foi o foco da francesa em dar lucro em modelos maiores, parte da filosofia do RENAULuTion, projeto que deve visar o lançamento de modelos do segmento B e C. Na Índia, a Renault deve começar a vender o Kiger, um SUV subcompacto que foi desenvolvido em conjunto com o Nissan Magnite. “Nós estamos na Índia há mais de 10 anos e ainda não fizemos dinheiro. Minha meta é conseguir lucrar no ano fiscal de 2022” diz V

Nova geração da Renault Oroch deve ser apresentada em 2022 na América do Sul

Imagem
Pioneira no segmento em 2015, a Oroch já conta com seis anos de mercado e deve receber uma nova geração em 2022. A informação foi revelada pela Renault África do Sul, que disse que o modelo deve ser produzido no Brasil, na fábrica de São José dos Pinhais (PR). Segundo informações do site Carmag, a picape deve começar a ser exportada para a África do Sul ainda em 2022, sendo esse um novo país que a Renault deve explorar. A Renault de lá ainda disse que a picape não seria importada do Brasil nessa geração porque a fábrica do Paraná tinha alguns empecilhos para produzir a picape com o volante no lado direito. A picape enfim terá a chance de consertar os erros dessa primeira geração, que além de porte, tem a ver com a sua mecânica ultrapassada. Mais ultrapassada até que a mecânica da Fiat Toro, sua maior concorrente. A decisão de lançar a picape com o motor 2.0 16v Flex e um câmbio automático de 4 marchas foi uma coisa que não agradou o mercado, algo que deve mudar na próxima geração. Inte

Renault Captur reestilizado será apresentado em julho deste ano, com motor 1.3

Imagem
A Renault deve apresentar o novo Captur ao Brasil em julho, de acordo com informações do jornalista Jorge Moraes, colunista do UOL. Entre as mudanças, deve receber layout das rodas e o formato das luzes diurnas de LED. Diferenças, de fato, são vistas apenas nas lentes do faróis, mais sofisticados que o do modelo atual. Nas laterais ele conta com novas rodas de liga leve e novo retrovisor externo. Na traseira, as novidades devem ficar por conta apenas do para-choque traseiro que deve receber apenas retoques. No interior, ele adiciona a central multimídia do novo Duster e traz o novo volante da Renault. O acabamento também deixa de usar tanto plástico rígido e passa a ter um acabamento interno mais sofisticado. O SUV francês vai ganhar o motor 1.3 12v TCe acoplado com um câmbio automático CVT, que simula oito marchas, segundo o site Autos Segredos. Esse novo motor deve desenvolver 170cv de potência e torque de 25kgfm, que deve matar definitivamente o motor 2.0 16v Flex. Na Rússia, o moto

Os 50 Comerciais Leves mais vendidos do Brasil em janeiro de 2021: Renault Oroch se destaca

Imagem
Assim como a lista dos automóveis, os Comerciais Leves também tiveram mudanças pequenas entre os mais vendidos. A liderança ainda continua com a Fiat Strada, com 9.232 unidades. A Fiat Toro aparece em segundo, bem tranquila, com 5.233 unidades vendidas. O pódio é completo com a Toyota Hilux e suas 3.301 unidades, enquanto a Chevrolet S10 aparece em quarto com 2.520 unidades. A Volkswagen Saveiro caiu para quinta, com 2.497 unidades. Em sexto aparece a Ford Ranger com 1.926 unidades, com Fiat Fiorino em sétimo (1.685), Renault Oroch em oitavo (1.049), Nissan Frontier em nono (815) e Mitsubishi Triton em décimo (596). A RAM 2500 vendeu muito bem com 304 unidades emplacadas. Sentiu falta de dois modelos? Volkswagen Amarok e Chevrolet Montana, que sempre estiveram entre os mais vendidos, fecharam janeiro com 18º e 21º no ranking, com péssimos resultados de vendas. A Amarok fechou com 188 unidades e a Montana conseguiu um resultado ainda pior: 120 unidades. A dupla não vendia tão mal assim

Os 50 Automóveis mais vendidos do Brasil em janeiro de 2021: Jeep Renegade começa o ano em 4º

Imagem
Com vendas que começaram abaixo do mesmo período de 2020, o Brasil viu o ranking mudar um pouco. A liderança, ou melhor, o pódio, se manteve inalterado com Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Chevrolet Onix Plus entre os três mais vendidos. Destaque mesmo é o Jeep Renegade com suas 7.091 unidades, conquistando o seu segundo melhor resultados em vendas desde seu lançamento, depois de conquistar o melhor resultado em vendas em dezembro passado. Em quinto apareceu o Volkswagen Gol com suas 6.277 unidades, seguido pelo Volkswagen T-Cross com 5.241 unidades. Jeep Compass, Fiat Argo, Fiat Mobi e Chevrolet Tracker fecharam o Top 10. Depois aparecem Hyundai Creta, Renault Kwid, Volkswagen Nivus, Ford Ka e Nissan Kicks fecharam os 15 mais vendidos. Destaque negativo para o Ford Ka, que já começa a despencar no ranking dos mais vendidos, fruto do fechamento da unidade de Camaçari, na Bahia. No demais, não teve muitas alterações no ranking como era esperado. Modelos como Nissan Versa e Peugeot 208 par

Renault deve retirar de linha o Twingo, depois de quase 30 anos de mercado

Imagem
A Renault confirmou que o Twingo não terá um sucessor. O hatch subcompacto da marca francesa deve sair de linha com o fim do ciclo dessa terceira geração. Essa deve ser a primeira vez que o Twingo vai sair de linha desde a sua apresentação, em 1993. A informação foi confirmada por Lucas de Meo, CEO da Renault. O subcompacto que representa a Renault nesse segmento vai ser substituído por um novo modelo. O futuro do Twingo já era visto como incerto há alguns meses, mas o hatch agora teve a confirmação sobre o seu fim de linha. O principal motivo para o fim de linha do Twingo é que a Renault não contará mais com a parceria da Smart, que desenvolveu em conjunto o Twingo e o ForFour. Com a Smart tendo a metade da empresa adquirida pela Geely Group, a produção deve focar mais na China. O modelo vai ser substituído pelo Dacia Spring, indiretamente, mas principalmente pelo Renault 5, um elétrico que deve ser apresentado em 2023. Com isso, podemos antecipar que o Twingo deve sair de linha ente

Renault apresenta o Kiger na Índia, o SUV do Kwid que pode vir ao Brasil

Imagem
A Renault apresentou oficialmente o Kiger, na Índia. O SUV subcompacto da Renault enfim foi apresentado como irmão do desenvolvimento do Nissan Magnite. O novo modelo será o menor utilitário esportivo da Renault, abaixo do Duster/Captur. Desenvolvido sobre a mesma plataforma CMF-A+, o Kiger possui 3,991 metros de comprimento, 2,500 metros entre os eixos, 1,750 metro de largura e 1,600 metro de altura. O porta-malas é de bons 405 litros de capacidade e a altura em relação ao solo é de 20,5 centímetros. Visualmente, o Kiger surpreende por ser um carro desenvolvido para mercados emergentes. Mesmo assim, o modelo estreia com um design bonito, assim como o seu primo de desenvolvimento. Diferente do Kwid, o Kiger possui linhas mais bem-acabadas e aparenta ser maior do que realmente é. Na dianteira, ele possui faróis divididos em dois andares, com a parte superior com os faróis de LEDs diurnos com as setas de direção. Esses faróis superiores são interligados com a grade dianteira, com o logot

Renault lança o serviço de aluguel On Demand para Kwid, Sandero e Duster no mercado brasileiro

Imagem
A Renault apresentou o seu serviço de aluguel de carros no mercado brasileiro. Assim como a Volkswagen com o Sign&Drive e a Fiat e Jeep com o Flua!, a Renault apresentou o On Demand. O serviço de assinatura dos carros da Renault serão ofertados com planos de 12, 18 ou 24 meses. Os preços são os menores entre todas as marcas no Brasil, custando a partir de R$869 mensais para pessoa jurídica e R$919 para pessoa física. O serviço deve ser oferecido para o Kwid (versões Zen 1.0 e Outsider 1.0), Sandero (StepWay Iconic 1.6 CVT) e Duster (Iconic 1.6 CVT). Os planos possuem opções de 500km, 1.000km, 1.500km e 2.000km mensais e também pode se selecionar a cor desejada e incluir serviços adicionais. O cliente ainda pode contar com uma assinatura digital e assim bastaria acompanhar o status do pedido, gerenciando pagamentos e serviços contratados, consultando multas e outros. O cliente também pode realizar a contratação na rede de concessionárias da marca. O On Demand possui incluso os custo

Mercado Livre deve apostar em BYD T3 e Renault Kangoo ZE para entregas no Brasil; DHL vai de Renault

Imagem
A DHL e o Mercado Livre anunciaram que devem começar a fazer entregas com modelos elétricos no Brasil. Começando pela DHL, a empresa comprou as primeiras unidades dos seus modelos a bateria no Brasil com o Renault Kangoo ZE. Serão cinco novas unidades do modelo, que serão unidos aos outras 20 unidades de modelos elétricos que a empresa já possui. Com isso, a Renault chegou à marca de 350 veículos comerciais com motor puramente elétrico circulando no Brasil. A DHL Supply Chain ainda quer triplicar sua frota de elétricos nos próximos anos. “O Kangoo Z.E é uma ótima solução de transporte nos grandes centros urbanos com zero emissão de poluentes no uso” destaca Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil. O Kangoo ZE conta com motor elétrico de 60cv e tem autonomia de 200km, além de uma capacidade de carga de 670kg. A DHL deve colocar os modelos para operar nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, sendo que instalou pontos de recarga em Louveira (SP), ponte entre Campinas e São Paulo

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Fiat Toro recebe motor 1.3 Turbo em todas versões e catálogo vaza antes da estreia

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Tesla revela nova informação sobre design da Cybertruck, que estreia no fim do ano

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

GMA apresenta o T.50S Niki Lauda, que traz melhorias no motor e apenas 25 unidades

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Mercedes-Benz apresenta a nova geração da Classe C Estate, que estreia na Europa