Postagens

Mostrando postagens com o rótulo PSA

Stellantis confirma que deve aumentar a produção dos carros que são feitos na Argentina

Imagem
A Stellantis confirmou que deve promover mudanças nas duas fábricas que possui na Argentina, sendo as unidades de El Palomar, que era da PSA, e de Córdoba, que era da FCA. Nestas unidades são produzidos o novo Peugeot 208, Peugeot 308, Peugeot 408, Peugeot Partner, Citroën C4 Lounge e Citroën Berlingo em El Palomar e o Fiat Cronos em Córdoba. De acordo com Daniel Scioli, Embaixador da Argentina no Brasil, e Antonio Filosa, Presidente da Stellantis América Latina, disseram que devem aumentar a produção e exportação do Fiat Cronos e Peugeot 208. O Fiat Cronos deve ter sua produção triplicada, visto que em breve ele deve receber uma reestilização e uma nova mecânica, composto pelo motor 1.3 8v Firefly com câmbio automático CVT e o motor 1.8 sai de cena em favor de um inédito 1.0 12v Firefly Turbo, com cerca de 130cv, com câmbio manual e automático CVT. A Fiat diz que o Cronos terá sua capacidade de exportação ao Brasil duplicada, enquanto o 208 deve ganhar mais peças nacionalizadas, o que

Imbróglio entre PSA e concessionários será resolvido com Stellantis Brasil

Imagem
Depois de causar um mal-estar entre a PSA e seus concessionários, que alegaram que o grupo francês está forçando os concessionários a desistirem das concessionárias em favor das concessionárias da FCA no país, a Stellantis deve resolver essas questões no nosso mercado. A recente fusão entre as marcas deve permitir que a ex-rede FCA deve adicionar as marcas francesas no hall de modelos. Com mais de 520 pontos de vendas no nosso mercado, a Fiat deve ser a marca que deve ajudar bastante a Citroën e a Peugeot no mercado, por exemplo. "Diferentemente do que irá ocorrer em outros mercados onde as marcas da PSA são mais bem posicionadas, aqui a Fiat é quem dará as cartas" , disse um executivo do setor para o UOL Carros. Assim como a Fiat fez com a Jeep em 2015, para expandir a rede de concessionárias, as marcas da PSA devem virar uma divisão no mercado, especialmente em cidades de interior onde a FCA conta com pontos de vendas. Terá um espaço dentro das concessionárias da Fiat que d

Como a Stellantis pode atuar na América do Sul?; Antonio Filosa deve ser o CEO do grupo

Imagem
O que a Stellantis pode fazer na América Latina, surgiu a questão. O grupo que é líder de vendas na região pode passar a liderar muito mais, aumentando a sinergia entre as marcas e podendo explorar um pouco mais das francesas da PSA. O grupo passa a ter cinco fábricas operantes na América do Sul, sendo Betim (MG), Goiana (PE), Porto Real (RJ), El Palomar (Argentina) e Córdoba (Argentina). De acordo com o CEO da Stellantis, Carlos Tavares, escolheu Antonio Filosa como CEO da Stellantis na América do Sul. Apesar das marcas Citroën e Peugeot não viverem seus melhores momentos na região, vale destacar que o apoio de Fiat e Jeep na região pode ser bastante interessante para os franceses. Isso porque com a grande capacidade produtiva das marcas que faziam parte do Grupo FCA, as marcas da então PSA podem ganhar uma ajuda, principalmente com a mecânica. Os franceses podem explorar a boa plataforma modular CMP, que pode ser usada na maioria dos compactos da FCA. Por aqui, a PSA pode usar motore

Adeus FCA e PSA: Stellantis é criada oficialmente e se torna o quarto maior grupo do mundo

Imagem
A Stellantis oficialmente está formada. O quarto maior grupo automotivo do mundo foi criado graças a união de FCA e PSA. Ao todo serão 20 empresas sobre a guarda da Stellantis. Entre uma das principais acionistas deve estar a Exor, dona da FCA, que terá uma fatia de 14,4% de participação, seguida pela família Peugeot com 7,2% e o Governo da França com 6,2%, além da Dongfeng com 5,6%. A Stellantis Group ainda confirmou John Elkann como Presidente, tendo Carlos Tavares como CEO e Mike Manley como CEO na América do Norte. Tavares era o CEO da PSA há alguns anos e conseguiu bons resultados e reverteu o desempenho da Opel, que estava operando no negativo há anos nas mãos da GM. Ainda há outros nomes importantes dentro do grupo como Robert Peugeot (vice-presidente), Henri de Castries (diretor independente sênior), Andrea Agnelli, Fiona Clare Cicconi, Nicolas Dufourcq, Ann Frances Godbehere, Wan Ling Martello, Jacques de Saint-Exupéry e Kevin Scott. Com base nos dados de 2019, a Stellantis de

Opel/Vauxhall desenvolve Mokka OPC/VXR; divisões esportivas deve retornar como opção para carros elétricos

Imagem
A Opel confirmou o retorno da sigla OPC ao mercado europeu. Depois de ser usada em muitos modelos esportivos nos últimos anos. Assim como a OPC, a Vauxhall deve resgatar a sigla VXR. O retorno das duas devem acontecer em meados de 2022, de acordo com informações do Auto Express. Ao que tudo indica, os modelos que usarem a sigla devem ser modelos elétricos e a estreia deve ser com o Mokka-e, assim como o Corsa-e. Esse deve ser o principal lançamento de OPC/VXR desde 2015. “Vamos apresentar um VXR Mokka no início de 2022, e será com um motor elétrico. Se você está perguntando sobre velocidade máxima e aceleração, temos mais do que o suficiente. Mas podemos agregar desempenho de outras maneiras.” , disse Stephan Norman, Diretor-Gerente da Vauxhall. O curioso é que o retorno de OPC/VXR não deve implicar em potência extra, como destacou Norman. Os modelos devem usar o motor elétrico capaz de desenvolver 136cv de potência com torque de 26,5kgfm, que permite aceleração de 0 a 100km/h em 9 seg

Toyota assume controle da fábrica da República Tcheca, que era compartilhada entre Toyota e PSA

Imagem
A Toyota confirmou que deve continuar desenvolvendo modelos compactos no mercado europeu. Sem a parceria de Citroën e Peugeot, a marca japonesa deve manter a produção de Aygo e Yaris por lá. Desde o dia 1º de janeiro de 2021, a Toyota retomou a produção na fábrica de Kolín, na República Tcheca, fábrica em que dividia com a PSA. Criada em 2002 para a produção dos subcompactos Toyota Aygo, Citroën C1 e Peugeot 107/108, quando começou a produzir os modelos em 2005. Os três modelos foram produzidos por duas gerações nesses quinze anos. De acordo coma Toyota, na fábrica existem cerca de 3.500 funcionários que passam a ser de domínio da Toyota com o fim da parceria entre os japoneses e os franceses. A Toyota investiu 150 milhões de euros para comprar a parte que era dos franceses. A fábrica deve ser vista como uma possibilidade de aumentar a capacidade produtiva da marca no continente europeu. Isso porque o novo Yaris também é produzido na unidade, com a nova plataforma modular TNGA, que pro

Com fusão da Stellantis, Chrysler, Lancia e Dodge seguem com futuro indefinido e podem desaparecer

Imagem
A FCA e a PSA devem formar juntas a Stellantis, um dos maiores grupos automotivos do mundo. No total, serão 14 marcas dentro do grupo. Serão Abarth, Alfa Romeo, Fiat, Lancia, MAserati, Chrysler, Jeep, RAM, Dodge, Citroën, DS, Peugeot, Opel e Vauxhall fazendo parte de um mesmo grupo que pode gerar conflitos e até mesmo insegurança para algumas marcas que parecem perdidas, principalmente dentro do lado ítalo-americano. De acordo com informações do Associated Press e Automotive News , Chrysler e Lancia tinham seu futuro definido pela Stellantis. As duas marcas possuem apenas dois modelos em linha, sendo a Pacifica pela Chrysler e o Ypsilon pela Lancia. A Chrysler ainda possui o bônus de ter o 300C, mas esse deve sair de linha em breve. Até o momento não existe nenhum plano de ter um novo modelo para ambas as marcas, pelo menos a curto prazo. No caso da Lancia se fala em um novo Ypsilon mas desde então não surgiu novas informações. O agravante da Lancia é que ela vende apenas na Itália. A

Concessionárias de Citroën e Peugeot acusam PSA de se "lançar para a FCA" no Brasil

Imagem
A PSA parece estar passando por uma série de acusações de concessionários da Citroën e da Peugeot. De acordo com informações do UOL Carros, citando as duas associações de revendedores da PSA, os lojistas estão fazendo uma rebelião contra as marcas. Os motivos seriam as metas de vendas irreais para os modelos, baixa lucratividade com os preços sugeridos e produtos pouco competitivos no Brasil, exemplificando as baixas vendas. De acordo com a Abracop (Associação Brasileira de Concessionários Peugeot) e a Abracit (Associação Brasileira dos Concessionários Citroën), revelaram que a PSA está manobrando a gestão nacional e oferecendo as duas marcas para a rede FCA, por conta da fusão que origina a Stellantis. O objetivo da PSA é fazer com que a FCA adicione os carros de Citroën e Peugeot no lineup das concessionárias da FCA, oferecendo modelos Fiat, Jeep, Citroën e Peugeot. As duas associações teriam enviado um pedido ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para interromper o p

União Europeia confirma fusão entre FCA e PSA para formar a Stellantis, 4º maior grupo do mundo

Imagem
A fusão entre FCA e PSA conseguiu superar a maior barreira da criação da fusão: a União Europeia. A comissão europeia deu o aval antitruste para a aprovação que o negócio de US$38 bilhões seja realizado. Existia preocupações dos regulares sobre a concorrência de alguns segmentos na Europa, algo que parece ter sido resolvido entre as marcas. A Comissão Europeia informou que a PSA deve estender o contrato de parceria com a Toyota, o que deve aumentar a produção da marca japonesa e reduzir os preços dos veículos. "O acesso a um mercado competitivo para pequenas vans comerciais é importante para muitos autônomos e pequenas e médias empresas em toda a Europa" , disse a comissária europeia para a concorrência, Margrethe Vestager. Outro ponto que conseguiu ser contornado pela fusão é que FCA e PSA tiveram a permissão de concorrentes acessem suas redes de reparos e manutenção de vans para ajudar as novas marcas a expandir mercado. A negociação ainda teve a promessa da PSA em aumentar

Stellantis confirma seu logotipo oficial e revela primeiras informações da fusão entre FCA e PSA

Imagem
A fusão entre a FCA e a PSA foi confirmada por ambas as marcas e aceita pela primeira aprovação da União Europeia. Agora, não há mais nada que impeça a fusão entre os dois grupos. O sinal verde foi dado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), entrando na lista países como China, Estados Unidos, Japão, Rússia e outros. O processo espera pela nova aprovação do bloco econômico europeu. A fusão deve ser encerrada no primeiro trimestre de 2021. Com isso, já podemos afirmar que a Stellantis está confirmada. A futura empresa deve esperar também pela aprovação de agências antitruste em diversos mercados para seguir adiante. O mais difícil de ser aceito era a União Europeia, que tinha sinalizado a possibilidade de se criar falta de competitividade em alguns segmentos, como o de furgões. Para conseguir a fusão, ambos os lados fizeram concessões com a promessa de fortalecer a parceria com a PSA e a Toyota, para desenvolvimento de novas vans. O anúncio de criação da Stellantis Gro

Peugeot deve desenvolver suas próprias baterias em 2023, com a estreia do e-3008

Imagem
A Peugeot confirmou que deve expandir mais a sua linha de modelos eletrificados. Depois de modelos como e-208, e-2008 e a linha de híbridos composto com 508, 508 SW e 3008, além da linha de esportivos PSE. Os carros da marca ainda devem contar com a nova plataforma eVMP, que deve ser usada com a nova geração do 3008. O SUV médio deve ser o primeiro modelo da marca com opções de motores híbridos e elétricos. O e-3008 deve ser apresentado praticamente junto das demais motorizações do utilitário esportivo, o que deve ajudar ainda mais a marca a contar com bons resultados de emissões de poluentes. O e-3008 ainda deve contar com baterias da Automotive Cell Company (ACC), diferente dos demais eletrificados da marca, que usam baterias da CATL e LG Chem. A ACC é uma empresa criada pela PSA com a Total, ou seja, a marca francesa deve se lançar na produção de baterias de íon-lítio. Apesar da ACC, Yann Vincent, Diretor da ACC, a PSA conta com parceria com a BYD. De acordo com a revista francesa L

Por nova geração do Peugeot 208, PSA reabre segundo turno na fábrica de El Palomar, na Argentina

Imagem
A Peugeot confirmou que a sua renovação na América do Sul começaria pela fábrica de El Palomar, na Argentina. De lá seria produzido o primeiro modelo com a plataforma modular CMP, além da fábrica passar por uma série de melhorias e ter ficado mais moderna. A produção da segunda geração do Peugeot 208 começou em agosto deste ano e agora a marca comemora a abertura do segundo turno da unidade, incluindo a operação aos sábados. Além do Peugeot 208, a fábrica ainda produz os modelos Peugeot 308, Peugeot 408, Peugeot Partner, Citroën C4 Lounge e Citroën Berlingo. O anúncio do primeiro turno aconteceu durante a visita do Secretário da Indústria da Argentina, Ariel Shale, onde a Peugeot disse que 10 mil unidades do novo 208 já foram produzidas. Além da Argentina, a Peugeot exporta o modelo para o Brasil e o Uruguai. "Estamos muito orgulhosos de acompanhar o Grupo PSA neste momento importante, que reflete a capacidade que a indústria argentina, seus trabalhadores, representantes sociais e

Francesas Renault e PSA confirmam extinção do diesel no lineup em cinco anos, na Europa

Imagem
Enquanto as marcas correm para contar com modelos eletrificados na Europa, a PSA e a Renault confirmaram que devem deixar de usar motores diesel em carros de passeio a partir de 2025. Ambas confirmaram que devem banir os motores com esse combustível dentro de cinco anos, isso graças ao rigoroso processo que as marcas passam na Europa com os índices de emissões de poluentes. Com isso, a Renault confirmou que deve substituir a linha dCi pelos híbridos da linha E-Tech, que estrearam recentemente com os modelos Clio, Captur, Megane e Megane Estate. De acordo com Guilles Le Borgne, Diretor de Engenharia da Renault, disse que a francesa não deve desenvolver uma nova geração de motores dCi. Com isso, a Renault começa a se preparar para substituir todos os modelos a diesel pelos híbridos em cinco anos. Já na PSA (que abriga marcas como Citroën, DS, Opel, Peugeot e Vauxhall), Laurent Blanchet, Gerente de Produto da Peugeot, confirmou que a PSA já encerrou o desenvolvimento dos seus motores a di

União Europeia permite fusão entre FCA e PSA: vem aí a Stellantis Group, 4º maior fabricante do mundo

Imagem
Depois de muitos anos à procura de um grupo para firmar uma fusão, a FCA enfim pode descansar. O grupo ítalo-americano e os franceses da PSA agora podem dizer que são uma empresa só e criaram a Stellantis Group. Isso porque a União Europeia confirmou a autorização para a fusão das empresas, de acordo com a Agência Reuters. Tanto a PSA como a FCA já estavam em processo de eletrificação dos seus carros, oferecendo modelos com motores híbridos e elétricos e essa possibilidade faz com que ambos os grupos possam se tornar mais rentáveis. Além disso, o que devemos ver em breve é uma maior sinergia entre as marcas, com a PSA podendo usar a base do Fiat 500e e usando os motores 1.0 6v Firefly MHEV e a FCA podendo ter acesso às plataformas CMP e EMP2, ou seja, um ganha com modelos compactos e outra com modelos compactos e médios. A PSA ainda pode ser ajudada pela Jeep com o desenvolvimento de modelos 4x4 híbridos, ou seja, todo mundo sai ganhando. O compartilhar ainda pode ir além de plataforma

Renault e Fiat devem encerrar parceria de vans que deram vida à Trafic e Talento atuais

Imagem
A venda de modelos comerciais leves é um segmento bastante em alta na Europa. E algumas marcas fazem fusões para conseguirem desenvolver novos produtos. Tanto que a PSA e a Toyota possuem parcerias, a Daimler já teve com a VAG e a Fiat possui com a Renault. A Fiat é um caso bastante interessante por já ter tido parceria com a Renault e a PSA. No entanto, a parceria com a Renault deve acabar para os italianos. A francesa e a Fiat possuem uma parceria para a produção do Fiat Talento e o Renault Trafic. O motivo do fim da parceria seria a fusão da FCA com a PSA, que deve surgir a Stellantis. Com isso, a nova geração do Fiat Talento deve ser desenvolvida em parceria com a PSA, sendo assim um irmão para Peugeot Expert, Opel Vivaro e Citroën Jumpy. Isso pode abrir chances para a Fiat produzir a nova Talento no Uruguai, ao lado dos modelos da Citroën e da Peugeot, sendo uma opção mais em conta que a Ducato. Os modelos devem ser desenvolvidos com a base EMP2, podendo até mesmo ganhar uma opção

PSA deve se despedir, em breve, dos subcompactos Citroën C1 e Peugeot 108 no mercado europeu

Imagem
A PSA confirmou que não deve continuar com o desenvolvimento de novas gerações de Citroën C1 e Peugeot 108. Os subcompactos das marcas francesas devem sair de linha dentro de alguns anos, de acordo com informações obtidas pela Agência Reuters. Isso porque a PSA destacou que deve sair do segmento A na Europa, por conta do alto custo de desenvolvimento para que os modelos cumpram as exigências de emissões no mercado europeu. Além disso, a fusão com a FCA deve criar a Stellantis, que entrará com outros modelos no segmento A, como Fiat Panda e Fiat 500. Atualmente, Citroën C1 e Peugeot 108 compartilham a mesma plataforma com o Toyota Aygo, que também não deve seguir muito longe na Europa. Por lá, o subcompacto pode acabar se tornando um SUV subcompacto. Além do alto custo de desenvolvimento para um modelo do segmento de entrada que atenda os 95g/km de emissões, a PSA destaca que falta lucro para essa categoria. Com os altos custos, não valeria a penas continuar com os modelos. Com isso, a

Grupo PSA confirma desenvolvimento de 10 híbridos e 12 elétricos até o final de 2021

Imagem
A PSA continua a desenvolver o seu plano de eletrificação para os próximos anos. O grupo francês, em fase de fusão com os ítalos-americanos da FCA, confirmaram que devem ter 10 modelos híbridos plug-in e 12 modelos puramente elétricos em 2021. As 22 novidades serão apresentadas no próximo ano, como uma forma de apressar o plano de eletrificar toda a linha até 2025. A PSA ainda confirmou que as cinco marcas do grupo devem ter novidades nesse plano, sendo que algumas novidades devem ser esperadas para ser lançadas até o final deste ano. Modelos como Peugeot 508, 508 SW e 3008 foram lançados na Peugeot, assim como o C5 AirCross na Citroën; e os modelos da Opel e Vauxhall, com o Grandland X, além dos DS 7 Crossback e DS 3 Crossback receberam opções de motor híbridos, além de comerciais leves que também foram inclusos na contagem. Nos próximos meses deveremos ver outros modelos recebendo motores eletrificados, como Citroën C3, C3 AirCross e o Opel Crossland. A Opel e a Peugeot desenvolvem a

Para fusão com a FCA funcionar, PSA deve fechar parceria com a Toyota para furgões

Imagem
A fusão da FCA e a PSA deve formar o Grupo Stellantis até o final do primeiro trimestre de 2021. A fusão estaria sob investigação da União Europeia por questões que pode ser considerada a criação de um monopólio no segmento de furgões na Europa, já que a PSA e a FCA são líderes do segmento e detém boa parte dos modelos que são líderes. Para resolver essa questão, a PSA decidiu ampliar a produção de vans elétricas da Toyota, que também é uma das parcerias da PSA. A oferta foi enviada para a comissão da União Europeia, que deve avaliar o caso e fortaleceria a Toyota no segmento de comerciais leves. Isso reduziria a liderança de marcas como Peugeot, Citroën e Fiat, que detém 34% das vendas totais. Segundo a Agência Reuters , essa liderança da Stellantis pode provocar um desiquilíbrio de 14 países da União Europeia. A PSA e a FCA emitiram uma nova em conjunto dizendo que a fusão já foi aprovada pelos 14 membros do bloco, além do Reino Unido. “Até agora, a transação obteve autorização de fu

Fusão entre FCA e PSA, vulgo Stellantis, deve ser finalizada no primeiro trimestre de 2021

Imagem
Depois do anúncio da fusão entre FCA e PSA, que criou a Stellantis Group, os grupos ítalo-americano e francês, confirmaram que a fusão deve ser finalizada no primeiro trimestre de 2021, ou seja, até o final de março do ano que vem. Se tornando o quarto maior construtor automotivo do mundo, atrás apenas da Renault-Nissan-Mitsubishi, VAG e Toyota Group. Em comunicado revelado ontem (14), FCA e PSA disseram juntas que “as partes concordaram com as alterações a fim de abordar o impacto na liquidez da indústria automotiva causado pela pandemia da Covid-19, preservando o valor econômico e o equilíbrio fundamental do Acordo de Combinação original. Além disso, também foi acordado que os conselhos administrativos de PSA e Fiat Chrysler considerarão uma distribuição potencial de 500 milhões de euros aos acionistas de cada empresa antes do fechamento ou, alternativamente, uma distribuição de 1 bilhão de euros a ser paga após o fechamento de todos os acionistas da Stellantis. Estas decisões serão

PSA se une com a Total/Saft para criar nova empresa para desenvolvimento e produção de baterias

Imagem
O Grupo PSA e a Total/Saft apresentaram na Europa uma nova joint-venture chamada de Automotive Cells Company (ACC), que tinha sido anunciada no início de 2020. A empresa deve contar com um movimento essencial para garantir o fornecimento de baterias de íons-lítio para os seus carros elétricos na Europa. Com produção prevista para ser iniciada em 2023, a parceria deve contar com apoio de Pesquisa e Desenvolvimento e industrialização da PSA. Além disso, deve contar com a expertise da PSA para o desenvolvimento de modelos elétricos. A parceria já começou a desenvolver as primeiras atividades para permitir o desenvolvimento de novas tecnologias de células de lítio-íon de alto desempenho. Após o P&D, a ACC deve passar a produzir em série, com duas fábricas que devem ser chamadas de GigaFactorys, que serão erguidas em Douvrin, na França, e outra em Kaiserslautern, na Alemanha. De acordo com a PSA, a ACC deve visar dar uma “resposta aos desafios da transição energética, reduzindo a pegada

Postagens mais visitadas deste blog

Nova geração da Ford Ranger é vista novamente em flagrante que revela mais da dianteira

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Peugeot inicia pré-produção do SUV cupê 4008 na Europa, na fábrica de Mulhouse, na França

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

BYD também testa o D1 no Brasil, que pode ser o quinto lançamento da marca para 2022

Nova geração do BMW Série 3 chega em 2025, com opção de motor puramente elétrico

Jeep Renegade 2023 não vai ganhar novo painel, mas terá novo volante e cluster digital

Chevrolet Onix ainda tem complicações com a produção para atender a demanda do cliente