Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Inovar-Auto

Chevrolet deve lançar câmbio manual de 6 marchas para Cobalt e Spin na linha 2017, que chega em breve

Imagem
A linha 2017 de Cobalt e Spin está muito próxima de ser revelada no mercado brasileiro. Não que a dupla deve trazer várias novidades, mas ao que tudo indica, deve trazer certos ajustes mecânicos na lista de itens de série. Com a imposição do Inovar Auto sobre motores mais velhos, a Chevrolet se viu obrigada a trazer algumas mudanças no motor 1.8 8v FlexPower qu equipa a dupla. Os compactos deverão ganhar direção elétrica no lugar da direção hidráulica e o câmbio deve passar a ser manual de 6 marchas no lugar do manual de 5 marchas. Outra mudança para os modelos ficarem mais econômicos é a adoção do Pacote de eficiência energética ECO. As versões equipadas com câmbio manual passarão a vir de série com indicador de troca de marchas no quadro de instrumentos e peças aerodinâmicas na parte inferior do carro. Para identificar a nova tecnologia os modelos terão o selo ECO estampado na tampa traseira. As informações são do site Autos Segredos. Embora tenham um ajuste mecânico pequeno, o se

Importadora de SsangYong e BYD também fica de fora do Inovar-Auto assim como a chinesa JAC

Imagem
Não foi só a JAC que perdeu a renovação do Inovar-Auto. A importadora de SsangYong e BYD também ficaram de fora da habilitação 2016-2017. O anúncio foi dado pelo ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, que renovou 25 habilitações de fabricantes, importadores e investidores. A licença contempla para as empresas a isenção de IPI extra de 30% cobrado em contra-partida o desenvolvimento de tecnologias automotivas localmente. O período da habilitação vai de 1º de Junho de 2016 a 31 de Maio de 2017, sendo podendo ser prorrogado. Conforme anunciado, 23 empresas receberam a renovação da habilitação, sendo que a FCA Fiat Chrysler e a Mitsubishi HPE Automotores obtiveram também a licença dupla, de fabricante e importador. Voltam a se beneficiar do programa a International (fabricante de caminhões) e a Via Itália (importadora de marcas como Ferrari, Lamborghini, Maserati e Rolls-Royce). Por outro lado, ficaram de fora a representante local da BYD e da SsangYong, a Rising Imports

Depois da "zica" no início de carreira, Tata Tiago ganha roupagem aventureira Aktiv na Índia

Imagem
Depois de ter seu nome relacionado a uma doente que ficou popular no Brasil, a Zica, e mudar seu nome para um nome próprio (no caso, para nós), o Tata Tiago acaba de ganhar uma versão pseudo-aventureira na Índia. Chamada de Aktiv, a versão conta com adereços visuais para chamar atenção dos indianos. Entre as novidades estão os spoiler proeminente no para-choque, adornado com protetores pretos. As saias de rodas não foram cobertas, mas as laterais apresentam revestimento adicional. Faixas decorativas, rodas de desenho esportivo, suspensão mais elevadas, barras longitudinais no teto, difusor de ar e defletor de ar no teto em preto brilhante, fecham o estilo aventureiro urbano. Não houve mudanças no interior do hatch. Fazendo bastante sucesso no mercado local com mais de 22.000 pedidos desde o lançamento, o Tiago com a versão Aktiv deve ser lançado com o motor 1.0 diesel ou 1.2 a gasolina. Sob o capô, o Zica será oferecido com motor 1.2 12v de três cilindros a gasolina e um 1.05 movido

JAC perde as cotas de importação do Inovar-Auto e pode receber multa de R$180 milhões

Imagem
A JAC perdeu no último dia 31 de Maio as cotas de importação. Habilitada no Inovar-Auto, a marca recebia do governo os incentivos fiscais, havia sido liberada mediante o compromisso da fabricante chinesa em construir uma fábrica em Camaçari (BA) com capacidade para produzir 110.000 veículos por ano, ao custo total de R$1 bilhão. Como todos já sabem, os planos iniciais não seguiram conforme planejado e a construção da unidade fabril foi cancelada pela matriz na China. O governo brasileiro, então, cancelou a habilitação da marca no programa e passa agora a cobrar os incentivos fiscais concedidos na importação de veículos entre 2013 e 2014. Segundo o mesmo, o valor estimado de devolução será na casa dos R$180 milhões e a marca afirma que o setor jurídico está avaliando quais medidas serão tomadas com relação a multa. Apesar de receber a multa, a marca ratificou que deve continuar operando no mercado brasileiro normalmente e inclusive continuará a erguer a sua fábrica de capacidade meno

Brasil quer renovar acordo com México, mas mexicanos querem a volta do livre comércio!

Imagem
No próximo dia 15 de Março se encerra o acordo entre Brasil e México e como não há outro, passa a valer o livre comércio. Porém o Brasil deve realizar uma reunião nos próximo dias para rever o acordo comercial. Representando o Brasil, Armando Monteiro (ministro do desenvolvimento, indústria e comércio exterior) vai tentar renovar o acordo com o México, que continua com as cotas de importação. Segundo o ministro, "Nossa posição é que o Brasil deve buscar uma renovação do acordo ainda que promovendo ajustes nesse esse acordo" . E completou dizendo: “Eu não vejo muitas condições para ampliar as cotas" . Já sobre a possibilidade de um livre comércio, Armando diz que "Eu não tiraria essa possibilidade não, mas eu prefiro dizer que algo que eu não vislumbro é a perspectiva de ampliação das cotas." . Como se vê, o mercado brasileiro está mais passível a se fechar mais que voltar ao livre comércio, que estava presente desde 2002 até 2011, quando foi implantado o pr

OMC deve investigar o Brasil com caso de protecionismo com carros importados!

Imagem
A Organização Mundial do Comércio (OMC) irá investigar o Brasil com o ato de protecionismo com o IPI majorado contra os modelos importados. Entre os países que querem que o Brasil seja punido, estão a União Européia, Japão e EUA entre as principais forças. Denunciado pela Europa, o Brasil pode ser julgado contra o Inovar-Auto e é questionado quanto à política comercial que adota para veículos importados, taxados com imposto de importação de 35%, se tornando um fator diferenciador. Segundo as regras da OMC, cada governo pode ter sua política industrial. A União Européia acusa o Brasil de praticar medidas discriminatórias que têm como meta dar vantagens injustas aos produtores nacionais e substituir as importações, “os produtos brasileiros, ao contrário dos importados, se beneficiam de reduções de IPI e de isenções de impostos”, se queixa o bloco econômico. O Brasil se defendeu que isso serve para trazer mais tecnologia aos carros nacionais, trazendo mais empregos com novas fábricas.

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Ferrari confirma desenvolvimento e lançamento do primeiro elétrico até 2030

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Novo Citroën C3 Sporty deverá ser lançado em outubro no Brasil, antes da Índia

Nova Chevrolet Spin não deve ser baseada no Orlando, como era estipulado

Porsche apresenta novo teaser da Taycan Cross Turismo, que estreia em breve