Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Honda Group

Honda mira no futuro e investe bilhões em robótica, foguetes e carros voadores

Imagem
A Honda confirmou um investimento bilionário para ao desenvolvimento de uma série de tecnologias que vão além dos automóveis e motocicletas. De acordo com informações da marca, a Honda vai investir US$ 45 bilhões para o desenvolvimento de foguetes, robôs e carros voadores nos próximos anos. Além de carros e motos, a Honda vai apostar em novidades espaciais como satélites em órbita, mapear vias e auxiliar a navegação dos condutores. Essas tecnologias ainda vão ajudar e muito a Honda a criar veículos autônomos. A marca também está interessada em criar carros voadores, com a criação do eVOLs, que serão usados como táxi urbano. Os carros voadores da Honda terão uma autonomia de 400km, unindo os motores elétricos e a gás. Em seu plano robótico, a Honda confirmou que vai apostar em avatares robóticos como o Asino (foto abaixo), que teve sua produção descontinuada em 2018. Os novos robôs da Honda serão criados com uma tela no lugar da face, podendo colocar um usuário diretamente em uma live,

Honda e Google se unem para o criar novas tecnologias para central multimídia

Imagem
A Honda e a Google fecharam uma parceria para o desenvolvimento de tecnologias. Ambas as marca assinaram um acordo para criar um carro conectado e que vai ter assistente da Google. Ele vai ter um sistema Android Auto que vai dispensar a presença de um smartphone próximo. Essa tecnologia deve estar presente nos carros da Honda a partir do segundo semestre de 2022, de acordo com informações reveladas pelas empresas. Tanto a Honda como a Google já cooperaram antes, em trazer o Android Auto para seus carros, o que aconteceu em 2016. Agora, as marcas trabalham em recursos como assistente de voz por meio do Assistente Google. A parceria ainda prevê que os carros terão Amazon Music, Audible, iHeartRadio, JioSaavn, Pandora, Podcast Addict, SoundCloud e YouTube Music com acessibilidade de um toque, bem como para que o sistema leia mensagens de texto recebidas em voz alta e permitem que o motorista responda por voz. O sistema criado pelas empresas ainda vai trazer novidades para os recursos de n

Honda Group confirma plano de vender 500 mil unidades de elétricos até meados de 2030

Imagem
Com seu primeiro elétrico com tecnologia da GM previsto para ser revelado em 2024, a Honda Group revelou mais algumas informações acerca de seu futuro elétrico. De acordo com alguns comunicados e entrevistas dadas por executivos da Honda, a marca vai passar a apostar mais na sua mobilidade elétrica nos próximos anos. A marca terá uma capacidade de ter 500.000 unidades por ano de elétricos na América do Norte em meados de 2030. Enquanto o Honda Prolongue terá uma capacidade de produção de 70.000 unidades, a Honda ainda possui uma restrita capacidade de produção para o e EV, com 10.000 unidades anuais. Com os dois, a Honda tem 80 mil unidades por ano de carros elétricos já em 2024. As outras 420 mil unidades virão de carros que estão em desenvolvimento também com a plataforma própria da Honda, chamada de e:Architecture. Entre os modelos eletrificados, a Honda possui o Clarity e o Insight, dois modelos cujo o futuro ainda é incerto. Já o e EV possui uma produção bem pequena, para atender

Honda confirma primeiro elétrico, o Prolongue, com base da GM, para ser apresentado em 2024

Imagem
A Honda confirmou que, após confirmar a sua parceria com a General Motors, vai apresentar o seu primeiro automóvel elétrico com base BEV3 em meados de 2024. Isso porque o Prolongue, primeiro SUV desenvolvido puramente como um modelo elétrico, vai se unir com o e EV e terá capacidade de produção de 70.000 unidades ao ano. Ele será o primeiro elétrico com a base da GM, tanto em plataforma (BEV3) como em bateria (Ultium). Primeiramente, o elétrico será vendido primeiro nos Estados Unidos. "A abordagem inicial da Honda para a venda do Prologue será regional, com foco na Califórnia e nos estados 'ZEV', incluindo os estados 'amigos dos veículos elétricos' com cinturões solares Texas e Flórida. A Honda prevê que essas regiões representarão a maior parte das vendas no início do lançamento devido ao aumento aceitação do cliente e requisitos regulatórios. Conforme a infraestrutura de elétricos se expanda e o interesse cresça em todo o país, a empresa expandirá rapidamente os

Honda Group confirma nova parceria e revela informações necessárias para sua eletrificação

Imagem
A General Motors e a Honda Group confirmaram mais detalhes de sua parceria nos EUA para o desenvolvimento de elétricos e o compartilhamento de baterias e plataformas. Mas de acordo com informações de Toshihiro Mibe, CEO da Honda, disse em entrevista coletiva que a japonesa deve firmar outras parceria para a redução de custos para a eletrificação e tornar os carros elétricos mais lucrativos. "Se por meio de uma aliança a Honda puder realizar logo o que deveria ser, então estaríamos dispostos a formar uma aliança. Construir uma aliança se tornará uma grande direção em termos de aumento do número de veículos elétricos, considerando como a eletrificação não é comercialmente viável no momento" , disse Toshihiro. Ainda não está certo qual deve ser esse parceiro da Honda, mas não se descarta uma maior colaboração com a GM, que pode ter uma maior sinergia. Até 2040, a Honda confirmou que deve se tornar puramente elétrica, mas até 2030 a Honda quer que 40% das suas vendas sejam deste

Honda confirma que deve desenvolver o Prolongue, um SUV elétrico que estreia em 2024

Imagem
A Honda confirmou o nome de um novo carro que deve ser puramente elétrico da marca, o Prolongue. A novidade deve ser um utilitário esportivo que vai ser apresentado em algum momento de 2024. O SUV faz parte de alguns carros que a Honda deve criar a partir da mesma plataforma BEV3 da General Motors, com baterias Ultium. O primeiro destes modelos da parceria deve ser o Honda Prolongue ainda pode contar com uma plataforma específica, chamada de e:Architecture. Segundo a nipônica ao revelar o seu teaser, o utilitário esportivo da Honda deve ser o "nosso primeiro modelo de volume, um Honda movido a bateria, começará nossa transição para a eletrificação e o nome Honda Prologue sinaliza o papel que ele desempenhará em nosso futuro com emissão zero." , destacou Dave Gardner, Vice-Presidente Executivo da Honda América do Norte. Além do modelo da Honda, o carro deve ter um primo premium da Acura, que deve receber um novo design externo e interno. Rumores apontam que o novo SUV da Honda

GM confirma um novo investimento para elétricos e chega a US$35 bilhões investidos até 2025

Imagem
A General Motors acaba de aumentar o montante de dinheiro que deve investir no desenvolvimento dos seus carros elétricos. Agora, a GM revelou que investir US$35 bilhões entre 2020 a 2025, o que representa um aumento de 75% em relação ao plano inicial, antes da pandemia, com um volume de US$20 bilhões. Em fevereiro deste ano, o montante passou para US$27 bilhões e agora deve chegar aos US$35 bilhões, um aumento de US$8 bilhões. Todo esse investimento deve ser fracionado em modelos novos, a plataforma Ultium e as células de combustível e hidrogênio, chamado pelo grupo de Hydrotec. A GM ainda confirmou que deve preparar para ser a primeira empresa a vender a condução autônoma em grande escala, que deve estrear em meados de 2023. "Estamos investindo agressivamente em um plano abrangente e altamente integrado para garantir que a GM lidere em todos os aspectos da transformação para um futuro mais sustentável" , disse a Presidente e CEO da GM, Mary Barra. Até 2025, Barra possui como

Honda bate o martelo e define que deve vender apenas carros elétricos a partir de 2040

Imagem
A Honda já tem uma data limite para a produção de carros a combustão e focar totalmente em elétricos. Carros movidos puramente a gasolina e a diesel devem deixar de serem produzidos em meados de 2040. A marca, que ainda caminha para se tornar uma marca elétrica, ainda quer neutralizar a emissão de carbono globalmente até 2050. A informação foi revelada durante uma coletiva de imprensa no Japão, onde Toshihiro Mibe, Presidente da Honda, detalhou uma série de objetivos e tecnologias que devem ser introduzidos nos carros nos próximos anos. A Honda ainda tem a pretensão de liderar "avanços que serão feitos nas áreas de mobilidade, unidade de potência, energia e robótica". Na Europa, a Honda confirmou que a partir de 2022 deve passar a vender apenas carros híbridos e elétricos por lá. Além da Europa, a Honda confirmou um esforço global de continuar esse processo de eletrificação em escala global. Até 2030, a nipônica confirmou que quer chegar à porcentagem de 40% de carros eletrif

Próximos elétricos da Honda e Acura já virão com base Ultium, da General Motors

Imagem
A General Motors e a Honda Group firmaram uma parceria para o desenvolvimento de novos carros elétricos sobre a plataforma modular Ultium. Apresentada no ano passado, a plataforma deve contar com cerca de 1 milhão de unidades vendidas ao ano, para todas as marcas da GM e também para Honda e Acura. De acordo com informações, a Honda e a Acura compartilharam a mesma base, depois de alcançar um acordo para a parceria com a GM, que compartilharão a plataforma a fim de amortizar os custos. Tanto a Honda como a Acura devem desenvolver automóveis elétricos a partir desta nova plataforma, que devem ser um utilitário esportivo para cada marca e que tem previsão de ser lançado em meados de 2023. É possível ainda que as marcas japonesas possam contar com recursos de tecnologia da GM, como o Super Cruise e o sistema de conectividade OnStar. Com chances de receber uma bateria da LG Chem, com capacidade de 50kWh a 200kWh, os carros devem ter uma autonomia de pelo menos 645km, com uma capacidade de r

É a GM que deve desenvolver e produzir os elétricos da Honda, em fábricas no México e EUA

Imagem
A Honda confirmou que deve estreitar a sua parceria com a General Motors. Isso indica que os japoneses devem desenvolver modelos em conjunto dentro de alguns anos. A Honda confirmou que vai produzir um elétrico na fábrica da GM no México. De acordo com informações apuradas pelo Automotive News, esse novo elétrico deve ser produzido pela GM na unidade de Ramos Arizpe, de onde são produzidos atualmente os modelos Equinox e Blazer. Por lá, esse SUV elétrico da Honda deve ser produzido a partir de 2023. Citando fontes anônimas, o site ainda revelou que a GM deve produzir o elétrico para a Acura, divisão de luxo da Honda, em outra unidade. Nesse caso será na fábrica de Tennessee, Estados Unidos, que deve ser produzido em meados de 2024, que estão também no planejamento da Honda Group. A fábrica em questão deve ser a Spring Hill. A fonte ainda destaca que os dois elétricos devem ter tamanho similar ao Cadillac Lyriq, ou seja, devem ser um SUV médio/grande. Tanto a Honda como a General Motors

Acura deve se distanciar da Honda e deve aderir a uma nova filosofia de mercado

Imagem
Por muito tempo, a Acura foi a marca mais premium em relação aos modelos da Honda. Assim como a Audi fosse para a Volkswagen, por exemplo, ou a Lexus para a Toyota. No entanto, a ligação entre Acura e Honda era bem mais próxima, o que fez com que a marca não atingisse uma certa credibilidade no segmento premium. Agora, a Acura deve passar por um processo ambicioso que deve impulsionar a marca. A Acura deve, enfim, se tornar mais independente da Honda, tanto em design como numa maneira mais considerável. A Honda deve continuar sendo bastante importante para a marca premium e deve continuar sendo a matriz da Acura, mas algumas coisas mudaram a partir do lançamento do novo TLX, que marca esse processo. Isso também deve ser seguido pelo novo MDX, já apresentado como conceito e que estreia em uma versão de produção em breve. Os modelos são sustentados sobre uma nova plataforma, uma arquitetura mais leve e mais segura, além de conseguir trazer mais tecnologias, principalmente de conectividad

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Lifan apresenta as primeiras novidades, agora no controle da Geely Group, e retoma produção

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Nova geração do Audi A4 será apresentada em 2023 e será geração de transição para o elétrico

Com lançamento para amanhã, Fiat Pulse Impetus T200 aparece custando R$ 125.790