Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Bugatti

Bugatti confirma a marca de produção de 300 das 500 unidades do Chiron na França

Imagem
Apresentado no Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça, de 2016, o Bugatti Chiron chegou à marca de 300 das 500 unidades produzidas. A versão 300º na linha de produção é da versão Pur Sport, pintado na cor Nocturne. A unidade ainda se destaca por contar com hastes dos retrovisores externos, limpadores do para-brisa dianteiro, grade dianteira e aerofólio traseiro pintados na cor Grey Carbon. Há ainda o número 16 na grade dianteira na cor Cinza Rafale. Na traseira, ele possui molduras das lanternas e as rodas nas laterais com acabamento Gun Powder e a tampa do compartimento do motor é de fibra de carbono. No interior ele possui detalhes em Beluga Black no acabamento, com detalhes em couro Alcantara e costuras Cinza Rafale. Ele é equipado com o mesmo motor 8.0 W16 quadriturbo que recebeu uma nova calibração para a transmissão automática de dupla embreagem de 7 marchas. O motor ainda desenvolve 1.500cv de potência, mas o corte de giro está 200rpm mais alto que o Chiron convencional, alcanç

Bugatti tem o futuro nas mãos de Porsche e Rimac, que podem criar joint-venture

Imagem
A Bugatti deve ter o seu futuro definido dentro de alguns meses. Ao que tudo indica, a marca francesa deve ser gerida pela Porsche e Rimac. Com o Grupo VAG delegando novas marcas chefes dentro do grupo (vulgo responsabilidade, direção e futuro), a Porsche deve desenvolver os novos projetos e ficará encarregada pelo desenvolvimento dos novos carros da marca, em parceria com a Rimac. Isso porque a Bugatti deve se tornar uma marca elétrica. A fábrica de Molsheim, na França, deve passar a produzir modelos eletrificados. De acordo com Herbert Diess, CEO da VAG, o futuro da marca francesa pode estar mais esclarecido agora. Se reforça a ideia de que a Bugatti se forme da joint-venture entre Porsche e Rimac, unindo o melhor de dois mundos distantes, o que encerra as teorias de que a Bugatti seria vendida para a croata Rimac. Recentemente a empresa passou a ter uma porcentagem da Bugatti e a Porsche aumentou a sua parcela nas ações da Rimac, o que também reforçava um vínculo entre as três empre

VAG não desistiu de vender Bugatti para a Rimac e decisão será tomada em breve

Imagem
Depois de confirmar que poderia vender a Bugatti, Lamborghini e Ducati, a VAG confirmou que marcas como a Lamborghini e a Ducati não seriam vendidas, enquanto a Bugatti ainda teria seu futuro definido. A marca francesa poderia acabar sendo vendida para a Rimac, como parte de um plano de união que envolve o aumento de participação da Porsche na Rimac. No mês passado, CEO da Porsche e Membro do Conselho Administrativo da VAG, Oliver Blume, disse ao Automobilwoche , disse: "Acredito que a questão será decidida pelo grupo ainda no primeiro semestre" , destacou em entrevista. Blume ainda destaca que "poderia ter um papel importante, porque as marcas são uma boa combinação tecnológica e que há vários cenários com estruturas diferentes. No momento, há intensas deliberações sobre como a Bugatti pode ser desenvolvida da melhor maneira possível" , concluiu. Ou seja, a marca ainda não tem um futuro definido dentro da gama de marcas da VAG, mas que essa decisão está próxima de

Bugatti inicia processe de produção do Centodieci, hiperesportivo de 1.600cv

Imagem
A Bugatti deu início à produção do Centodieci, na sua fábrica de Alsácia, na França. Com uma produção limitada a apenas 10 unidades, o hiperesportivo francês começou a ser feito, sendo que cada unidade será vendida por 8 milhões de euros. As primeiras unidades só devem começar a ser entregues a partir de 2022, ou seja, ainda se terá longos meses de produção dos carros. “O desafio para nós foi não ficar presos no design do lendário EB-110 e evitar o enfoque unicamente em uma abordagem retro. Nosso objetivo era criar uma interpretação moderna da forma e da tecnologia daquela época, mas ao mesmo tempo, não queríamos perder o encanto e o caráter do EB-110. Afinal, o superesportivo continua sendo fascinante hoje em dia, com seu design e tecnologia distintivos” , disse Achim Anscheidt, Diretor de Design da Bugatti. O processo de produção começa com os engenheiros, que precisam calcular para a carroceria, aerodinâmica, motor e transmissão, passando por simuladores de fluxo de ar para avaliar

VAG nega venda de Lamborghini e Ducati; Lambo e Bugatti querem permanência do motor a combustão

Imagem
A VAG enfim anunciou a mudança dentro do seu grupo para os próximos anos. Depois da Bentley passar a ser do domínio da Audi, o grupo alemão confirmou que as marcas Lamborghini e Ducati não devem ser vendidas. Depois de muita especulação, as duas marcas devem continuar com a VAG após uma votação da diretoria sobre o processo de reestruturação do grupo. Essa reestruturação deve permitir que Audi e Bentley trabalhem em busca de sinergias estratégicas, buscando a eletrificação. Isso deve fazer com que se tenha uma redução de custos de 5% até 2023, cortando os custos de matérias em 7% em dois anos. Ao mesmo tempo que se busca uma eletrificação em Audi e Bentley, Lamborghini e Bugatti batem o pé para não se tornarem marcas de carros elétricos. As duas montadoras de superesportivos confirmou que não quer seguir a tendência das irmãs do grupo. Isso porque ambas acreditam que podem extrair mais dos motores a combustão, tais como o V8, V10, V12 e W16. Segundo Stephan Winkelmann, CEO da Bugatti e

Bugatti apresenta o Bolide Concept, um verdadeiro bólido desenvolvido para as pistas

Imagem
A Bugatti apresentou um novo hiperesportivo, ainda conceitual. O modelo é batizado de Bolide Concept (Bólido) e foi apresentado como a nova aposta da marca, como o mais radical já desenvolvido pela Bugatti. O carro foi criado para competições e foi construído sobre a base do Chiron. O modelo mantém o mesmo motor 8.0 W16, mas calibrado para desenvolver 1.850cv de potência e torque de brutais 188,6kgfm, sendo que o carro em si pesa apenas 1.240kg. A Bugatti ainda destaca que o motor do modelo passou a contar com melhorias, como sistemas de admissão e escape para otimização da capacidade de resposta, quatro turbocompressores recém-desenvolvidos e que trazem ajuste de alta performance e um sistema de lubrificação revisto, com circuito, válvulas e defletores novos. De acordo com a Bugatti, ele acelera de 0 a 100km/h em apenas 2,17 segundos, de 0 a 300km/h em 7,37 segundos e chega aos 500km/h em apenas 20,16 segundos! Muito graças a relação peso/potência de apenas 0,67kg/cv. A Bugatti ainda

Além da Bugatti, VAG cogita vender marcas como Lamborghini, Ducati e Renk

Imagem
Depois de se confirmar que existe a possibilidade da VAG vender a Bugatti, surgiram novas informações que dão conta que a Volkswagen AG pode acabar vendendo mais duas marcas do seu grupo: a Ducati, fabricante de motos, e a Lamborghini, fabricante de superesportivos. “A Volkswagen precisa mudar: de uma coleção de marcas valiosas e produtos fascinantes para motores de combustão que emocionam os clientes com uma engenharia excelente – para uma empresa digital que opera milhões de dispositivos de mobilidade de forma confiável em todo o mundo” , disse Herbert Diess, CEO da VAG, em uma assembleia virtual do Conselho de Administração de Wolfsburg, na sede da VW. Com isso, a marca de superesportivos italianos pode ser colocada à venda, assim como a marca de motocicletas da Itália, a fim de ajudar a VAG a financiar a sua eletrificação. De acordo com informações, isso deve ser decidido até novembro. A venda da Bugatti estaria sendo negociada com a Rimac, que em troca ajudaria a Volkswagen no seu

Bugatti pode ser vendida para a croata de hipercarros elétricos Rimac, de acordo com revista

Imagem
Às vezes há notícias que surpreendem todo mundo. Foi assim que aconteceu com a Opel/Vauxhall quando passou da GM para a PSA, em 2017. Pode ser o que pode acontecer com a Bugatti, que pode sair do Grupo VAG. De acordo com informações da revista inglesa Car Magazine, o Grupo Volkswagen estaria cogitando transferir a Bugatti para a Rimac Automobili. De acordo com fontes para a revista, o negócio foi aprovado pelo executivos da VW na semana passado, mas o Conselho da VAG ainda não tinha dado o sinal verde para essa mudança. Vale destacar que a Porsche possui uma parcela de 15,5% da Rimac e a Porsche também faz parte do Grupo VAG. Aparentemente, a VAG já tinha dado alguns sinais de desinteresse por esse segmento de modelos hiperepsortivos como a Bugatti, visto que a marca “desistiu” de ter o carro mais veloz de produção do mundo. Para o negócio se tornar uma realidade, a VAG queria fazer com que a Porsche fosse uma beneficiária pela troca, fazendo com que a Porsche detenha 49% das ações da

Bugatti Divo começa a ser entregue aos seus primeiros donos; cupê possui 1.520cv

Imagem
A Bugatti começou a entregar oficialmente as primeiras unidades do Divo para os seus donos. O carro, que conta com uma produção limitada de 40 unidades, começou a ser entregue nas três primeiras unidades. Com o início do projeto em 2018, o cupê rodou 5.000km com velocidades de até 380km/h. Apesar de na prática ser um Chiron com nova casca, ele traz consideráveis modificações aerodinâmicas que deixam o design mais elegante. Pretendendo melhorar a dirigibilidade do carro, eles criaram uma nova arquitetura para a dianteira, mantendo a clássica grade dianteira da marca. Na frente, o Divo se destaca pelos faróis na vertical, com novas entradas de ar com fluxo de ar maior para a refrigeração e de um novo (e grande) spoiler dianteiro, que faz parte do pacote aerodinâmico do carro. O teto ganha um duto de ar que alimenta o W16 com um novo aerofólio ativo na traseira para manter o carro no chão, que é 23% mais larga que a do Chiron. Na traseira, ele possui novos difusores de ar que ajudam na fo

Valendo 5 milhões de euros, Bugatti inicia entrega das quarenta unidades do Divo, com 1.520cv

Imagem
A Bugatti deu início às entregas do Divo na Europa. O hiperesportivo limitado a 40 unidades começou a ser entregue no final do mês passado. Apresentado em 2019, o carro foi desenvolvido a partir do Chiron. Com o início do projeto em 2018, o cupê rodou 5.000km com velocidades de até 380km/h. Apesar de na prática ser um Chiron com nova casca, ele traz consideráveis modificações aerodinâmicas que deixam o design mais elegante. Pretendendo melhorar a dirigibilidade do carro, eles criaram uma nova arquitetura para a dianteira, mantendo a clássica grade dianteira da marca. Na frente, o Divo se destaca pelos faróis na vertical, com novas entradas de ar com fluxo de ar maior para a refrigeração e de um novo (e grande) spoiler dianteiro, que faz parte do pacote aerodinâmico do carro. O teto ganha um duto de ar que alimenta o W16 com um novo aerofólio ativo na traseira para manter o carro no chão, que é 23% mais larga que a do Chiron. Na traseira, ele possui novos difusores de ar que ajudam na f

Bugatti apresenta o Chiron Pur Sport para o Salão de Genebra, que emagrece 19kg no peso

Imagem
A Bugatti apresentou para o virtual Salão do Automóvel de Genebra o Chiron Pur Sport. A novidade se destaca por trazer uma aerodinâmica mais refinada, além de redução de peso e distribuição de potência que torna o carro mais ágil. Ele é equipado com o mesmo motor 8.0 W16 quadriturbo que recebeu uma nova calibração para a transmissão automática de dupla embreagem de 7 marchas. O motor ainda desenvolve 1.500cv de potência mas o corte de giro está 200rpm mais alto que o Chiron convencional, alcançando os 6.900rpm. A relação de marchas foi encurtada em 15% para melhorar a entrega de potência e a resposta do motor. Isso oferece ao motor uma elasticidade 40% maior. Para essas mudanças na mecânica, o Chiron Pur Sport traz um design diferenciado. Ele traz entradas de ar maiores e a entrada de ar inferior está alargada. Na traseira, as novidades ficam por conta de um spoiler de 1,90 metro que gera uma quantidade enorme de downforce. Há também um novo sistema de escape em titânio por impress

Bugatti revela imagens de três de seus projetos, que foram engavetados desde 2015 pela VAG

Imagem
A Bugatti revelou mais alguns detalhes dos seus desenvolvimentos. A marca vem trabalhando em novos modelos e revelou detalhes de alguns destes carros que ficaram em suas pranchetas. Controlado pelo Grupo VAG, a Bugatti revelou mais informações de três veículos que tiveram seus desenvolvimentos cancelados. Antes de revelar o Chiron, a Bugatti estudava o desenvolvimento de uma nova geração do Veyron, mas o departamento de projetos e desenvolvimento da marca trabalhou em outras alternativas que pareceram ser as mais acertadas para o momento, o que ocasionou o engavetamento do projeto. O Veyron Barchetta foi um desses modelos. Projetado em 2018, o carro usa elementos de design que foi usado no La Voiture Noire e no Divo, apresentados no ano passado. O modelo (unidade vermelha das imagens) seria uma versão conversível e sem para-brisas do convencional Veyron, dotado de um espetacular trabalho de reencarroçamento. Há ainda detalhes que podem remeter ao Veyron e antecipou detalhes que for

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Chevrolet lança a linha 2022 da S10, com duas opções de motor Flex; parte de R$156.890

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Volkswagen revela mais informações sobre a linha ID e VAG terá nova bateria

Chery convoca recall de Arrizo5, Tiggo5X e Tiggo7 no Brasil com defeito no motor 1.5 Turbo

Citroën confirma fim de linha de C3, AirCross e C4 Lounge; trio sai do site da marca

Citroën "C2 AirCross/C3/C3 Sporty" deve ser apresentado no próximo dia 20 de maio

Lançado há quatro anos, Seat Ibiza também ganha reestilização de meia-vida na Europa

Chevrolet comemora a marca de 150.000 unidades do Cruze, produzidos na Argentina

Volkswagen Up! aumenta o time de compactos fora de linha, depois de 7 anos no mercado