Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Saab

NEVS e Saab desenvolvem um carro elétrico; flagra mostra que possível SUV está em testes

Imagem
Após a morte da marca Saab entre os automóveis, criou-se a National Electric Vehicles Sweden (NEVS), que deveria ter levado o legado da extinta marca, mas até o momento a NEVS pouco mostrou para que veio. Basicamente atuando na China com o velho Saab 9-3 transformado num modelo elétrico, a marca deve renovar o seu lineup com uma nova plataforma de carros elétricos, a ser lançadas em meados dos próximos anos. Uma mula de um misterioso modelo foi flagrada pelo Motor.es , que confirmou que a marca está se mexendo para desenvolver novos modelos. A mula era um 9-3 alargado e com bitolas mais largas, o que podem indicar o desenvolvimento de um utilitário esportivo elétrico. O modelo foi flagrado na região de Trollhättean, na Suécia, próximo das antigas instalações da Saab. A mula ainda contava com a nova plataforma por ter uma relação de entre os eixos maiores que o 9-3 que conhecemos. Em 2015, a NEVS tinha confirmado que desenvolveria quatro modelos puramente elétricos nos próximos três ano

NEVS ressuscita Saab 9-3 e 9-3X com motor elétrico e com mudanças drásticas no design no CES Ásia

Imagem
Depois da Saab não deixar a NEVS usar o seu nome nos modelos elétricos, o grupo teve que usar seu próprio nome nos novos 9-3 e 9-3X, que não passam de um rebadge. Atualizados, a dupla recebeu novidades e claro, o esperado conjunto elétrico. Os dois devem ser revelados no CES 2017 da Ásia, edição de feita tecnológica que possui várias edições no mundo, mas a sua edição mais conhecida é em Los Angeles (EUA). Tanto o hatch como a station devem ser produzidos na China. Com pretensão de exportar os modelos a partir do maior país asiático, a NEVS testou o 9-3 elétrico por muito tempo para provar que o modelo resistiria a diversas condições. Para se encaixar nos moldes de 2017, a NEVS trouxe mudanças drásticas no conjunto dianteiro e traseiro de 9-3 e 9-3X. Apesar de disfarçar bem a idade do projeto (2008), eles contam com um design mais atual ao trazerem novos para-choques, faróis e lanternas repaginados com LEDs, grade falsa e rodas de perfil aerodinâmico adornam o antigo estilo, traze

NEVS está pronta para produzir sedã elétrico baseado no Saab 9-3, que deve servir a "Uber chinês"

Imagem
A NEVS, que comprou os direitos de produção do Saab 9-3, está próximo de retornar à vida como um elétrico, mas não com a marca Saab. A empresa firmou parceria recentemente com a Panda New Energy, que fornece um serviço semelhante ao do Uber. O acordo é bilionário e prevê milhares de unidades do ex-Saab 9-3. Visualmente, o sedã terá uma grade renovada, mas não terá o grifo, símbolo da marca sueca, pois o grupo nórdico retirou os direitos de imagem da NEVS, o que indica de vez, o fim da marca no mundo automotivo. Pouco se sabe sobre o Saab 9-3 Electric, mas sua autonomia deve ficar na casa dos 300km. O sedã será uma forma da NEVS captar dinheiro em operações na China, onde percebeu que é de seu interesse lançar uma linha de quatro modelos elétricos feitos sobre a plataforma Phoenix. Com isso o consórcio cedeu direitos técnicos para um grupo turco, que deve desenvolver um carro para o mercado local. Fonte: Foro Coches Elétricos

NEVS deverá criar uma nova marca de automóveis e SAAB está definitivamente na história

Imagem
A SAAB está definitivamente morta no mercado automotivo. A marca sueca, de propriedade da NEVS, recusou-se a usar o seu nome em automóveis elétricos. O consórcio sino-sueco aceitou a decisão do grupo aeroespacial detentor do famoso nome, que já esteve ligado à Scania e que hoje tem destaque no Brasil por conta do caça Gripen, que será fabricado aqui. O Saab 9-3 chegou a ter um pequeno lote produzido e vendido pela NEVS a partir de 2014, mas o grupo sueco decidiu que sua marca não deveria mais ser utilizada em automóveis. Até 1990, ela detinha também o controle do fabricante de carros, mas vendeu para a GM que, após a falência em 2009, tentou vende-la sem sucesso para Spyker e Koenigsegg. Quanto ao 9-3, a sua plataforma deverá ser reutilizada para o desenvolvimento do primeiro automóvel da marca, que tinha assinado um contrato de US$12 milhões para produzir a versão elétrica do 9-3 EV, mas a partir de agora deverá ser outro automóvel. A NEVS já desenvolve sua gama de produtos, mas ai

NEVS assina parceria de US$12 bilhões para produzir o SAAB 9-3 EV na China, em 2017

Imagem
A SAAB segue na luta pela sua sobrevivência. A marca sueca se desvinculou com a GM assim que foi vendida em 2008 e se afundou em dívidas, até parecer que não deveria se recuperar em 2014. Mas, a SAAB foi vendida para a NEVS (que funciona como um consórcio), reacendeu as chamas da marca. Agora, a SAAB deve receber US$12 bilhões em investimentos com a empresa Panda New Energy, da China, para a produção do 9-3 EV. O consórcio prevê que a SAAB venda 150.000 unidades do 9-3 EV até 2020. O valor ainda abrange serviços de assistência e outros produtos, não detalhados. Com esse monte de dinheiro, que entrará nos cofres nos próximos cinco anos, a NEVS pretende terminar a plataforma Phoenix e lançar quatro modelos novos, sendo um fastback e três crossovers, todos com propulsão elétrica. A NEVS ainda deve negociar a manutenção do direito de uso do nome SAAB junto ao grupo sueco. Mas diante desse novo horizonte, que vai dar nova vida à marca, dificilmente não aceitarão o prolongamento do acordo

NEVS apresenta plano de reestruturação da SAAB, que volta a ativa em 2017 com novos SUVs

Imagem
A NEVS finalmente apresentou um plano de reestruturação da SAAB no mercado brasileiro. A marca sueca deve voltar a ativa em 2017. Brigando para não "partir desta para uma melhor", a SAAB se afundou em dívidas em 2008, na crise econômica mundial. A NEVS (O consórcio que controla o espólio do fabricante nórdico) divulgou que haverá quatro modelos novos, sendo um substituto do 9-3 (um fastback) e três crossovers, sendo um compacto, médio e um grande, sendo que esse último teria 7 lugares. Todos serão feitos sobre a plataforma Phoenix e podem ser vislumbrados por quatro teaser que foram apresentados na coleta de apresentação do plano. Com lançamentos a partir de 2017, a ênfase dos novos carros será a eficiência energética, sendo alimentados por motores a gasolina ou elétricos. A produção deve ficar limitada a Suécia e China, mas a NEVS não detém os direitos sobre a marca SAAB. Por isso, a empresa negocia a extensão do período de uso da mesma com o grupo sueco SAAB. Quem deve f

SAAB pode ressurgir das cinzas novamente e produção pode ir para a Turquia, onde pode ganhar um "irmão"

Imagem
A SAAB é uma marca guerreira. Quando parece que ela já deu tudo o que tinha que dar, a marca sueca retorna com uma nova chance. Depois de o acordo com a NAVS não ter dado muito certo, agora a SAAB tem uma nova tentativa. O sedã 9-3 deve voltar a ser produzido, mas dessa vez na Turquia, onde o ministro de ciências, indústria e tecnologia da Turquia, Fikri Isik, “nós compramos os direitos de propriedade intelectual do SAAB 9-3, não seu nome. A marca que produzirá o carro será uma marca turca, não a SAAB. Nós vamos desenvolver a tecnologia na Turquia” . Assim, o 9-3 deve contar com um design renovado nessa nova marca, com uma nova dianteira e traseira. Os testes do modelo turco se iniciam em breve. Para a NEVS, será um alívio nas finanças, pois os custos de fabricação na Suécia são muito maiores que os da Turquia, que apesar das joint-ventures do setor automotivo, não dispõe de uma marca nacional. Assim, quem sabe a NAVS encontra alguma maneira de conseguir condições financeiras para v

Vídeos Automotivos: Relembre - SAAB 900 Turbo S 16 Aero!

Imagem
Inscreva-se:  Canal Renato Bellote Fonte: Garagem do Bellote

CEO da GM diz que não sente saudades de Saturn, Saab, Pontiac e Hummer e nenhuma deve voltar!

Imagem
Segundo o CEO da GM, Mary Barra, confirmou em uma recente entrevista que não há nenhuma chance das marcas Hummer, Saab, Saturn e Pontiac voltarem ao mercado internacional. "Enterradas" pela Chevrolet na crise econômica de 2008, as marcas Hummer, Saturn e Pontiac deram adeus ao mercado automobilístico depois de anos de história, principalmente a Pontiac, que ficou famosa pelos seus esportivos. Já a Saab parece que deixou pra valer o globo terrestre em 2014, quando faliu e foi vendida uma parte ao grupo NEVS, que também passa por um momento crítico. Para a Saab a única luz na fim do túnel é ser comprada pelo Grupo Mahindra & Mahindra. Ainda pertencentes a GM, as 4 marcas não estão nos planos da GM para voltarem ao mercado, futuramente. Os clientes, órfãos dos modelos, deverão ser deixados de lado, mas há um plano de "fidelidade" que deve ser lançado em breve para que os consumidores das marcas extintas migrarem para as marcas da GM. Segundo Ryndee Carney, “Faze

Vídeos Automotivos: Ai se eu te pego em alemão com marcas de automóveis

Imagem
Uma música ultimamente colou como ciclete no mundo inteiro. E a partir daí teve várias paródias e umas delas, é essa. As marcas do vídeo é a Nissan, Jeep, Audi, Porsche, Citroën, Peugeot, Lada, Mahindra, Ferrari, Daewoo e Twike como as principais. A música ainda conta com Subaru, Saab, Kia, Jaguar, Volvo, Ford, Lancia, Mercedes-Bens, Seat e Alfa Romeo. O vídeo ficou bem "humorado" e poderia entrar outras marcas, como Toyota, Chevrolet, Fiat, VW, mas ficaria fora do ritmo né.

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Novo Honda Civic Si é apresentado nos Estados Unidos só como sedã e com motor de 203cv

Com lançamento para amanhã, Fiat Pulse Impetus T200 aparece custando R$ 125.790

BYD também testa o D1 no Brasil, que pode ser o quinto lançamento da marca para 2022