Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Rivian

Rivian tem aumento de gastos nas últimos meses, mas tem suporte bilionário em caixa

Imagem
A Rivian confirmou, após começar a produção da R1T na fábrica de Normal, em Illinois, nos Estados Unidos, começou a ter gastos maiores. Em 2019 passou de US$ 426 milhões para US$ 1,01 bilhão em 2020 e agora a marca conseguiu diminuir um pouco o seu prejuízo para US$ 994 milhões. Atualmente, a Rivian confirmou que possui US$ 3,7 bilhões em caixa para começar a produção em série da R1T e do R1S. A maioria dos gastos da empresa são em Pesquisa e Desenvolvimento, sendo US$ 683 milhões no primeiro semestre de 2021, mas já tendo gasto US$ 766 milhões em 2020. A marca confirmou que tem, até o final de 2023, essa fase inicial de produção, que é mais suscetível a prejuízos. A sorte da Rivian é contar com aporte financeiro de empresas como a Ford e a Amazon, que ajudam a marca nas finanças. Como a R1T começou a ser produzida em setembro, o R1S deve começar a ser feito a partir de outubro ou novembro. Vendidos em regime de pré-venda até então, os carros poderiam ser adquiridos com um sinal de US$

Rivian começa a produção da R1T na fábrica de Normal, em Illinois, nos Estados Unidos

Imagem
A Rivian enfim chegou ao ponto de dar o início da produção em série da sua picape elétrica, a R1T. Primeiro veículo da Rivian em produção, a R1T marca o início de um novo período para a marca, que entra para hall de montadoras e vai deixando de ser uma empresa startup, depois de muitos perrengues que a empresa passou até o início desta produção. "Depois de meses construindo veículos de pré-produção, esta manhã nosso primeiro veículo de cliente saiu de nossa linha de produção em Normal! Os esforços coletivos de nossa equipe tornaram este momento possível. Mal posso esperar para colocá-los nas mãos de nossos clientes!" , destacou RJ Scaringe, CEO da Rivian. A fábrica de Normal, em Illinois, que era da Mitsubishi, passou por um longo processo de pré-produção e a primeira unidade da picape foi guiada pelo CEO até a entrega do primeiro consumidor da marca. Em seus últimos testes, a Rivian ainda deve passar por alguns últimos testes de validação, ferramental e a produção piloto, qu

Rivian inicia as entregas da R1T ainda neste mês de setembro, confirma executivo da marca

Imagem
A Rivian confirmou que deve começar a entregar as primeiras unidades da R1T ainda em setembro. Após adiar o início da produção por conta da falta de componentes, a Rivian deve investir massivamente em sua produção. “Nos últimos meses, temos nos concentrado não apenas em aumentar nossa taxa de produção, mas também em definir nossa qualidade em cada uma das cinco áreas de nossa fábrica: estamparia, carroceria, pintura, montagem e propulsão (baterias e unidades de propulsão). Este processo desafiador envolve várias fases de produção - muitos dos veículos dessas fases de pré-produção foram testados em uma variedade de ambientes durante o ano passado” , destacou o CEO da Rivian, RJ Scaringe, em entrevista ao site Electrek . Em seus últimos testes, a Rivian ainda deve passar por alguns últimos testes de validação, ferramental e a produção piloto, que serão concluídos ainda este mês e a produção em série deve começar logo em sequência. Com a R1T começando a ser produzida em setembro, o R1S de

Rivian revela mais informações sobre sua segunda fábrica nos EUA, para produzir baterias

Imagem
A Rivian confirmou que estuda a possibilidade de erguer uma nova fábrica nos Estados Unidos. A marca estaria cogitando ter uma fábrica no estado do Texas, na cidade de Forth Worth. Por lá, a fábrica teria um incentivo fiscal de até US$440 milhões. Contando com um investimento de US$5 bilhões e cerca de 7.500 funcionários até 2027, a fábrica ainda deve ser decidida pelo alto escalão da empresa. A Rivian ainda tentar conseguir benefícios extras como descontos em impostos locais por cerca de 15 anos para instalar junto à fábrica um centro de investigação e desenvolvimento. O complexo industrial ainda teria a produção de componentes e a fábrica estaria finalizada em meados de 2024. Junto da Rivian, está um rumor de que a Samsung SDI pode ter uma fábrica de baterias no mesmo complexo, em joint-venture. Internamente, essa segunda fábrica em solo norte-americano é conhecida internamente como Projeto Tera e deve incluir a produção de células de baterias, o que deve aumentar o custo e o tamanho

Rivian pode já estar planejando ter sua terceira fábrica, nos EUA, para produzir baterias

Imagem
A Rivian parece que está empolgada com a história de criar novas fábricas e investir na sua expansão comercial. Contando com US$5 bilhões em um plano de investimentos, a marca pode ter mais uma fábrica. Depois dos rumores de que a segunda fábrica poderia ser fora dos EUA, a Rivian pode ter uma segunda fábrica no seu país de origem. Segundo informações que foram apuradas pelo Sky News, a Rivian estaria em negociação com o governo britânico para uma fábrica em Briston, que até o momento é a segunda fábrica da marca. Essa terceira fábrica, que deve ser nos Estados Unidos (a segunda no país), ainda não tem um local específico para a produção. Internamente, essa segunda fábrica em solo norte-americano é conhecido internamente como Projeto Tera e deve incluir a produção de células de baterias, o que deve aumentar o custo e o tamanho da fábrica. “Embora ainda esteja no início de um processo de evolução, Rivian está explorando locais para uma segunda fábrica nos Estados Unidos. Estamos ansioso

Três países disputam a fábrica da Rivian, que pode ser a primeira fora dos Estados Unidos

Imagem
A Rivian confirmou que estuda ter uma segunda fábrica além da unidade de Illinois, na cidade de Normal, nos EUA. Além do próprio Estados Unidos, essa segunda fábrica chamou a atenção de novos países. Com um investimento que deve ser US$5 bilhões nos próximos anos, a Rivian pode ter a sua primeira fábrica fora da América do Norte. Entre os países mais cotados a receber essa fábrica estão o Reino Unido, Alemanha e Holanda. Segundo o site Automotive News Europe , a Rivian estaria em estágio avançado de conversas com a Inglaterra, na cidade de Bristol, onde pode ser a cidade escolhida para o investimento de US$1,4 bilhão. A região de Bristol é considerada uma das mais atraentes para a Rivian, por conta de um pacote de ajuda estatal pela possível fuga de investimentos da companhia para a União Europeia, depois do Brexit. “Enquanto estamos trabalhando para atrair investimento estrangeiro para o Reino Unido para acelerar o crescimento de novas indústrias, não podemos comentar sobre especulaçõ

Rivian registra novos nomes de veículos nos EUA, de picapes e utilitários esportivos

Imagem
Com o sucesso das pré-vendas dos modelos R1T e R1S, a Rivian já tem planos de ter até mesmo uma segunda fábrica ( veja aqui ), mas também deve apostar em novos modelos. Além da R1V, que deve ser o nome da van criada em parceria com a Amazon, a Rivian registrou nomes de novos modelos. Em registros de patentes, a Rivian registrou nomes de novas picapes, como R3T, R4T e R5T, que devem ser opções maiores da R1T. Além disso, a Rivian registrou nome de novos utilitários esportivos, como R3S, R4S e R5S, podendo ser modelos ainda maiores e menores da dupla que já conhecemos. Ao que tudo indica, os novos modelos não necessariamente devem ser de modelos maiores, podendo até mesmo ser de SUVs menores e utilitários esportivos cupês. Segundo RJ Scaringe, CEO da Rivian, disse que a norte-americana teria seis novos modelos até 2025, ou seja, isso é exatamente a quantidade de modelos que foi registrado em patente. Entre as picapes, a Rivian já sinalizou que tem interesse em criar uma picape média elét

Rivian já planeja ter uma segunda fábrica, que pode ser nos EUA ou em outro país

Imagem
A Rivian já trabalha para erguer uma nova fábrica, ainda num país indefinido. A Rivian conta apenas com a fábrica de Normal, Illinois, nos Estados Unidos. De acordo com informações obtidas pela Agência Reuters , a Rivian já confirmou que deve ter uma segunda fábrica de veículos, que pode ser a primeira fábrica fora dos Estados Unidos. Já o site Automotive News , essa segunda fábrica deve ser a segunda fábrica que deve marcar a expansão comercial da Rivian, mas com poucas informações sobre essa segunda unidade. "Embora esteja no início de um processo de evolução, Rivian está explorando locais para uma segunda fábrica nos Estados Unidos. Estamos ansiosos para trabalhar com uma comunidade de suporte avançada em tecnologia, a fim de criar uma parceria tão forte quanto a que temos com a unidade de Normal." , destaca Amy Mast, Porta-Voz da Rivian. Recentemente a Rivian confirmou que deve atrasar seus planos de produção de R1T e R1S nos EUA, que começariam a ser produzidos mais ou m

Rivian atrasa início da produção de R1T e R1S por falta de semicondutores, diz CEO

Imagem
A Rivian confirmou que deve atrasar o início da produção dos modelos R1T e R1S nos Estados Unidos. O motivo deste atraso é a falta de semicondutores em cadeia global. A marca confirmou que a falta do componente deve fazer com que a marca adie o início da produção, que estava previsto para ocorrer ainda em julho. Assim, a produção deve ficar para setembro, confirmou RJ Scaringe, CEO da Rivian. “Sabemos que você mal pode esperar para sentar ao volante do seu veículo. No início deste verão, anunciamos que as entregas começariam em julho; no entanto, o prazo para as primeiras entregas do R1T mudou para setembro, com o R1S em breve depois disso, no outono. Queria ter certeza de que você ouviu isso diretamente de mim” , destacou Scaringe. Com a R1T começando a ser produzida em setembro, o R1S deve começar a ser feito a partir de outubro ou novembro. A informação deve se confirmar porque a Rivian ainda precisa ter acesso aos semicondutores para a produção. Em entrevista ao Automotive News , o

Rivian deve usar baterias da Samsung para a dupla R1T e R1S, que estreiam neste ano

Imagem
A Rivian confirmou oficialmente que os seus carros devem contar com uma bateria de uma marca bem conhecida: a Samsung. As baterias de íon-lítio devem equipar seus dois próximos carros, como a R1T e o R1S. A bateria escolhida pela marca é a Samsung SDI e as baterias da Rivian devem contar com células cilíndricas do tipo 2170. Cada módulo da bateria deve ter 15kWh e os pacotes de bateria devem contar com camadas de módulo, refrigerados a líquido e que foram desenvolvidas para ter uma autonomia de 500km. "A picape R1T e o SUV R1S da Rivian oferecem uma combinação incomparável de desempenho, capacidade off-road e utilidade - o ciclo de trabalho robusto exige que o módulo e o pacote sejam projetados para operar em temperaturas extremas, situações desafiadoras e durabilidade. Os veículos Rivian em desenvolvimento para uso em frotas estarão em operação quase constante durante o dia e funcionarão em uma ampla variedade de ambientes térmicos. Rivian desenvolveu seu módulo de bateria e paco

Rivian confirma que irá inaugurar fábrica, produzir R1T, R1S e R1V e entrar na bolsa em 2021

Imagem
A Rivian confirmou que o ano de 2021 deve ser considerado estratégico para a marca norte-americana. É ainda neste ano que a marca startup deve começar a produzir três modelos de uma só vez: R1T, R1S e R1V, sendo uma picape, um utilitário esportivo e uma van. Todos elétricos. Se conseguir cumprir com seu prévio plano estratégico para este ano, a marca deve fazer sua estreia oficial de sua fábrica, estrear com três modelos elétricos de uma só vez, estrear na bolsa de valores e começar a vender seus automóveis. Seria um ano e tanto. A fábrica de Normal, Illinois, EUA, a Rivian trabalha o início da produção dos seus veículos, tendo uma capacidade de produção de 300.000 unidades ao ano, embora no primeiro ano terá uma capacidade de 40.000 unidades. Além do início na produção da ex-fábrica que era da Mitsubishi, a Rivian já trabalha em achar um local adequado para erguer uma fábrica também na Europa, de acordo com RJ Scaringe, CEO da marca. Ao abrir o capital na bolsa de valores, a Fisker pl

Rivian pode ter fábrica na Europa para poder produzir modelos mais compactos

Imagem
A Rivian deve erguer uma nova fábrica depois que se estabelecer na Europa. A Rivian, de acordo com informações da AgênciaBloomberg , está de olho em uma fábrica na Europa, já imaginando começar a vender elétricos também na Europa. A Rivian já estaria de olho em locais na Europa que seriam mais interessantes para a produção no Velho Continente. Ao que tudo indica, a Rivian está tendo apoio da Amazon, que se tornou a principal compradora de modelos da marca startup, com a van R1V. Entre os principais mercados que a Rivian quer ter uma fábrica, estão: Alemanha, Hungria ou Reino Unido. No momento ainda não está definido, mas os três países são os mais cogitados para receberem mais uma fábrica. Em novembro do ano passado, a Agência Reuters , disse que a Rivian deve criar elétricos menores, adequados para modelos da Europa e China. Nos EUA, terão R1T e R1S, uma picape e um utilitário esportivo de grande porte e que não agradam a maioria dos consumidores desses mercados. “O que realmente impu

Rivian segue desenvolvendo a R1V e revela mais informações do novo furgão

Imagem
A Rivian ainda segue desenvolvendo o seu furgão, o R1V. O modelo, que está em desenvolvimento em conjunto com a Amazon, deve ser apresentado em breve. Além de R1T e R1S, a Rivian deve desenvolver o furgão por mais alguns meses até ganhar a luz do dia. Apesar de já ter divulgado informações desse modelo, a Rivian ainda não revelou tudo sobre o modelo. A van elétrica já vendeu uma frota de 100.000 unidades para a Amazon. O modelo vai ganhar a mesma plataforma dos demais modelos da Rivian, com uma base monopatim, mas ainda sem revelar detalhes sobre autonomia ou desempenho. O carro ainda deve contar com uma série de sistemas de segurança que devem ajudar o condutor a rodar com o modelo, que é bastante alto. A R1V ainda deve ser equipada com câmera de 360º e uma integração completa com a Alexa, além de conectividade com internet e navegação GPS. Nos EUA, a R1V deve rodar em 16 cidades, onde deve servir como modelo de transporte para habituais tarefas de distribuições de entregas com a Amaz

Rivian confirma desenvolvimento de modelos menores, compactos, para chegar na Europa e China

Imagem
A Rivian confirmou que deve desenvolver novos modelos após o lançamento dos carros R1T e R1S. A informação foi confirmada pelo CEO da marca, RJ Scaringe, em entrevista à Agência Reuters. Os novos modelos em desenvolvimento devem ser criados especialmente para atender mercados da China e Europa. Muito provavelmente os novos carros devem ser feitos focados para estes mercados. Com isso, além da fábrica de Normal, estado norte-americano de Illinois, a Rivian pode contar com duas outras fabricas, sendo uma na Europa e outra na China. Ainda não se tem informações de quais seriam esses novos modelos, mas se entende que os modelos R1T e R1S são grandes demais para os padrões europeus. A Rivian, que ainda não conta com presença nestes dois mercados, ainda. Em meados de 2022, a Rivian deve começar a desembarcar nestes mercados, com o R1S. Tudo indica que a marca deve desenvolver um SUV compacto, que pode ser vendido nos três mercados (norte-americano, europeu e chinês). Além dele, um sedã ou um

Rivian esgota toda produção 2021 dos modelos R1T e R1S, ainda em regime pré-venda

Imagem
A Rivian confirmou que já vendeu toda a produção de modelos R1T e R1S previstos para 2021. As entregas, prevista para meados deste ano, já teve todas as unidades previstas comercializadas. Com isso, os interessados pelos modelos da Rivian deverá esperar sua unidade em 2022. A R1T começa a ser entregue em junho deste ano, enquanto a R1S começa a ser entregue em agosto. De acordo com a Rivian, a picape e o SUV possuem autonomia de 482km e em 2022 deve ser oferecida a versão com autonomia de 643km e mais adiante terá uma versão de acesso com autonomia de 400km. No lançamento, o modelo com os preços revelados é da versão com autonomia de 482km, intermediária. A picape terá quatro motores, com aceleração de 0 a 100km/h em 3 segundos e capacidade de reboque de 4.990kg. A R1T deve começar a ser vendida por US$67.500 na versão Explore, chegando aos US$75.000 na Adventure. Esse ainda deve ser o mesmo preço da versão Lauch Edition, que deve oferecer alguns itens a mais de série como diferencial.

Rivian revela mais detalhes da R1T e R1S, que começam as entregas em junho de 2021

Imagem
A Rivian apresentou as primeiras informações sobre a dupla R1T e R1S nos Estados Unidos. Oferecidos em regime de pré-venda, a dupla teve mais informações de preços, autonomia, opcionais e outros equipamentos da dupla. As primeiras entregas estão programadas para junho de 2021. A R1T deve começar a ser vendida por US$67.500 na versão Explore, chegando aos US$75.000 na Adventure. Esse ainda deve ser o mesmo preço da versão Lauch Edition, que deve oferecer alguns itens a mais de série como diferencial. O modelo já pode ser pedido em pré-venda com um sinal de US$1.000. As entregas devem começar em junho, primeiro na edição especial, que será a primeira e única a ser entregue inicialmente. De acordo com a Rivian, a picape possui autonomia de 482km e em 2022 deve ser oferecida a versão com autonomia de 643km e mais adiante terá uma versão de acesso com autonomia de 400km. No lançamento, o modelo com os preços revelados é da versão com autonomia de 482km, intermediária. De série, a marca conf

Rivian revela mais detalhes da van que pode ser batizada de RV1, em parceria com a Amazon

Imagem
Depois de apresentar os modelos R1T e R1S, a Rivian está próxima de apresentar o seu terceiro modelo, desenvolvido em parceria com a Amazon. Esse novo modelo é uma van, que pode ser batizada de R1V, como já foi registrado em patentes recentemente. Assim como a picape (R1T, T de Truck) e o SUV (R1S, S de SUV), a R1V (Van) pode ser apresentada oficialmente dentro de poucos meses. Depois de investir milhões no desenvolvimento da van, a Amazon já comprou cerca de 100 mil unidades da R1V, sendo que até 2030 a Amazon quer eletrificar seus veículos de entrega. Como foi desenvolvida em parceria com a Amazon, a Rivian colocou vários detalhes da empresa no modelo, como o volante com o logotipo da empresa e deve ser equipada com vários recursos de assistência, como monitoramento em 360 graus para proteção de motorista e carga, além da condução. A R1V ainda deve ser integrada à rede de dados da Amazon, principalmente de logística, podendo rastrear a circulação de entrega das mercadorias, assim com

Rivian segue testando a R1T, que passa por testes de reboque em calor de 38º nos EUA

Imagem
A Rivian segue testando a R1T em algumas regiões quentes para testar a durabilidade da picape. A Rivian tem testado a picape no Arizona, um dos trechos mais quentes dos EUA. A picape tem passado pelo trecho da Rota 68, conhecida também com Davis Dam Grade, enquanto carrega um reboque de 4.990kg. A localidade é uma das escolhas das marcas para teste pela Society of Automotive Engineers (SAE) como o padrão para determinar a classificação de reboque de um veículo. O trajeto oferece um duro trajeto que parte dos 168 metros sobre o nível do mar até alcançar os 1.067 metros depois de 18,3km de viagem. O teste foi realizado com uma temperatura média de 37,8 graus. “A autonomia final sempre variará de acordo com a carga e as condições externas, como o vento e a inclinação. Geralmente vemos uma redução de 50% na autonomia quando rebocamos a plena capacidade. Portanto, as autonomias oficiais de suas versões, situadas em 370km, 483km e 645km conforme a bateria, ficariam reduzidas à metade se leva

Postagens mais visitadas deste blog

Nova geração da Ford Ranger é vista novamente em flagrante que revela mais da dianteira

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Peugeot inicia pré-produção do SUV cupê 4008 na Europa, na fábrica de Mulhouse, na França

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

BYD também testa o D1 no Brasil, que pode ser o quinto lançamento da marca para 2022

Nova geração do BMW Série 3 chega em 2025, com opção de motor puramente elétrico

Jeep Renegade 2023 não vai ganhar novo painel, mas terá novo volante e cluster digital

Chevrolet Onix ainda tem complicações com a produção para atender a demanda do cliente