Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Tamo

Tata apresenta Tamo Racemo no Salão do Automóvel de Genebra com motor 1.2 Turbo de 190cv

Imagem
A Tata "foi" ao Salão do Automóvel de Genebra apresentar a sua nova marca Tamo, que apresentou o Racemo. O coupé é um esportivo de dois lugares que apresenta um design bastante europeu, influenciado por um design italiano. As portas possuem abertura vertical e o pacote aerodinâmico é de um carro de competição. O Tamo Racemo é descrito como "phygital", unindo aparentemente o mundo físico e digital com uma arquitetura global desenvolvida na Índia para fundir computação em nuvem, mapeamento, analítica e geoespacial, criando um novo nível de conectividade. Desenvolvido sobre uma plataforma modular desenvolvida pela marca indiana, o Racemo conta com motor 1.2 Turbo que desenvolve 190cv de potência com torque de 21,4kgfm, mostrando uma evolução técnica da Tata. Acoplado ao motor está o câmbio automatizado sequencial de 6 velocidades. Com esse desempenho ele acelera de 0 a 100km/h em seis segundos. Além do design chamativo no exterior, o Racemo conta com interior que se

Tata apresenta as primeiras imagens do Tamo C-Cube Concept, que estará no Salão de Genebra

Imagem
A Tata deve fazer a estreia da sua nova marca, a Tamo, no Salão do Automóvel de Genebra com um esportivo compacto. Porém, surgiu fotos do C-Cube Concept, um hatch de imagem de duas portas com linhas pouco esportivas que também estará no Salão de Genebra. A marca não deu detalhes da sua motorização, mas tudo leva a crer que será o 1.2 Revotron Turbo. O modelo foi desenvolvido em parceria com a Microsoft e terá uma arquitetura totalmente conectada com a chamada "nuvem azul", além de contar com dispositivos integrados a uma inteligência artificial, com objetivo de aprimorar a conectividade. O C-Cube Concept conta com rodas esportivas OZ, o hatch conta com design carismático mas não passa uma imagem de solidez. Veremos como o modelo se sai no evento suíço nos próximos dias.

Com estreia no Salão do Automóvel de Genebra, Tamo deve investir em inovação e baixo custo

Imagem
Prevista para estrear no Salão do Automóvel de Genebra, a submarca da Tata, a Tamo, deve fazer sua estreia. A marca deve focar em mais tecnologias, modelos de negócios e parcerias para definir futuras soluções de mobilidade. O primeiro modelo da Tamo deve ter lançado no dia 07 de Março. O primeiro automóvel da Tamo será um esportivo compacto. Em teaser do modelo coberto, alguns detalhes acabaram vazando tais como sua motorização. Se antes se cogitava um motor elétrico, espere pelo motor 1.2 BiTurbo que vai desenvolver 182cv de potência. Possivelmente ele deve ter seu desenvolvimento sobre o Revotron 1.2. Esportivo de dois lugares, ele tem grandes chances de ser chamado de Tamo Futuro e deve ter plataforma modular X1, anunciada pela Tata. Acredita-se que ele tenha cerca de 800kg, o que sem dúvida favoreceria seu bom desempenho aliado ao motor 1.2. A plataforma ainda deve ser 170kg mais leve que as arquiteturas equivalentemente usadas hoje e está sendo projetada para sustentar até oit

Submarca da Tata, Tamo Futuro deve ter motor 1.2 Turbo de 182cv no Salão de Genebra

Imagem
A Tata deve apresentar no Salão do Automóvel de Genebra a sua nova submarca Tamo, que deve apresentar um esportivo compacto. Em teaser do modelo coberto, alguns detalhes acabaram vazando tais como sua motorização. Se antes se cogitava um motor elétrico, espere pelo motor 1.2 BiTurbo que vai desenvolver 182cv de potência. Possivelmente ele deve ter seu desenvolvimento sobre o Revotron 1.2. Esportivo de dois lugares, ele tem grandes chances de ser chamado de Tamo Futuro e deve ter plataforma modular X1, anunciada pela Tata. Acredita-se que ele tenha cerca de 800kg, o que sem dúvida favoreceria seu bom desempenho aliado ao motor 1.2. A plataforma ainda deve ser 170kg mais leve que as arquiteturas equivalentemente usadas hoje e está sendo projetada para sustentar até oito modelos diferentes. Ela será formada por 15 módulos individuais e terá índice superior a 80% no compartilhamento de peças entre os modelos que a usarem. A Tata diz que ele terá baixo volume, baixo custo de produção e p

Tata revela duas primeiras plataformas modulares e uma nova submarca, a Tamo, com um esportivo

Imagem
A Tata quer iniciar sua expansão. Tanta, que vem apresentando teaser do seu novo modelos que deve ser apresentado em um dos maiores eventos do mundo: o Salão do Automóvel de Genebra. Dona da Jaguar-Land Rover, a Tata deve estrear duas novas plataformas ajustáveis, seguindo a tendência já elaborada por Toyota, Volkswagen, Renault-Nissan, Volvo e tantas outras. Com as duas novas bases, a marca abandonará as 6 que atualmente estão em uso, de modo a diminuir custos de desenvolvimento e economizar na produção em larga escala. Batizada de AMP, ela deve ser 170kg mais leve que as arquiteturas equivalentemente usadas hoje e está sendo projetada para sustentar até oito modelos diferentes. Ela será formada por 15 módulos individuais e terá índice superior a 80% no compartilhamento de peças entre os modelos que a usarem. Identificado pelo código L550 enquanto a segunda tem origem JLR. É a mesma plataforma atualmente usada pelo Land Rover Discovery Sport e que deve servir para a Tata lançar sua

Postagens mais visitadas deste blog

Chery desenvolve a chegada do eQ1 ao mercado brasileiro, candidato a elétrico mais barato

Renault vai trazer 1º lote de 500 unidades do Kwid E-Tech Electric a partir de agosto

Volkswagen desenvolve um Polo Hybrid com motor eTSI, que chega na reestilização

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Surgem projeções de como pode ficar o Renault 'StepWay', que estreia no Brasil em 2023

Chery fecha fábrica de Jacareí (SP) até 2025, quando retoma produzindo híbridos e elétricos

Com fechamento da fábrica, Chery Tiggo 3X sai de linha e Arrizo 6 virá importado da China

Site confirma a escolha da Fiat para o nome do SUV oriundo do Projeto 376: Fastback

Jeep confirma o lançamento da Gladiator para breve no Brasil; picape terá motor 3.6 V6

Kia Soul ganha reestilização nesta terceira geração e traz mais tecnologia, no exterior