Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Dodge

Versão de produção do Dodge Charger Daytona SRT Concept terá três opções de potência

Imagem
Após apresentar o Charger Daytona SRT Concept, a Dodge prepara a chegada da sua versão de produção para meados de 2024. Apesar de não confirmar detalhes mecânicos, Tim Kuniskis, CEO da Dodge, confirmou em entrevista ao CarScoops que o modelo de produção terá três níveis de potência. O nível mais potente virá com uma arquitetura elétrica de 800V e virá com o conjunto mecânico Banshee. Essa opção topo de linha vai trazer um “sistema de tração nas quatro rodas padrão é a chave para ir além do desempenho do Hellcat, ao mesmo tempo em que melhora a capacidade para todos os climas” . Kuniskis ainda confirmou que o cupê terá um total de nove variações de produção com o Direct Connection. Essa plataforma ainda vai permitir que os consumidores “desbloqueiem os recursos que desejam” . Durante a entrevista, o executivo confirmou modos de condução como Slam, Drift, Donut e Drag. O executivo ainda confirmou que a marca quer manter aparência, som e direção como um bom Dodge. Ao que tudo indica, o es

Dodge Hornet não deve chegar ao mercado brasileiro e retorno da marca é descartado

Imagem
A Dodge saiu do mercado brasileiro com o fim de linha do Journey, em 2020. No entanto, a marca nunca retornou ao mercado e a chegada do Hornet acendeu os rumores de retorno. Por aqui, a Dodge seguiu apenas prestando suporte aos clientes dos seus carros. Até nos Estados Unidos, a Dodge tinha um linup bem limitado: Challenger, Charger e Durango. Com a chegada do Hornet, o SUV traz ares de novidades para a marca. No entanto, de acordo com o site AUTOO , a Stellantis confirmou que quer focar na reestruturação da Dodge na América do Norte antes de estudar expansão de mercados – e isso deve demorar alguns anos, ou seja, será difícil vermos a Dodge cedo em nosso mercado tão cedo. Primo do Alfa Romeo Tonale, o Dodg Hornet é equipado com motores 2.0 Turbo a gasolina de 265cv e 40,8kgfm, acoplado a um câmbio automático de 9 marchas. Com esse conjunto ele acelera de 0 a 100km/h em 6,5 segundos. Já o Hornet R/T é equipado com um motor híbrido, que une o 1.3 Turbo Hybrid Plug-in de 180cv no eixo di

Dodge revela oficialmente o Charger Daytona SRT Concept, que antecipa futuro elétrico

Imagem
A Dodge apresentou uma das suas principais novidades durante o Dodge Speed Week, nos Estados Unidos. O Charger Daytona SRT Concept prevê como serão as linhas do seu futuro esportivo elétrico, que vai substituir Challenger e Charger atuais, que saem de cena em dezembro de 2023. Visualmente, o belo conceito se destaca por trazer uma dianteira que lembra bastante o Challenger. Ele possui claras referências ao passado da marca, com o R-Wing, que redefine a típica dianteira de um carro da Dodge. Ele presta uma homenagem ao primeiro Charger Daytona, que permite que o esportivo tenha um desenho que permita que o fluxo de ar passe na abertura frontal. Ele possui uma dianteira com faróis mais escondidos e com uma faixa com luzes diurnas DRL em LED que interligam os faróis. Ele ainda possui uma grade dianteira vazada com entrada de ar e com capô com saída de ar, sendo esse o sistema chamado de R-Wing que a Dodge cita. Entre os faróis ainda está o logotipo Fratzog, que voltará aos carros da Dodge

Dodge apresenta o Hornet GT GLH Concept, que antecipa acessórios que serão oferecidos

Imagem
A Dodge apresentou uma série de novidades durante o Dodge Speed Week, onde a marca apresentou uma prévia do seu futuro. Além do Hornet, a marca apresentou um conceito, o Hornet GT GLH Concept, que estreia com inspiração no Omni GLH (Goes Like Hell, ou no português com um ‘Vai como o inferno’). O conceito se destaca por trazer detalhes em vermelho em uma carroceria preta. Visualmente, o Hornet GLH traz uma suspensão mais rebaixada em 2,5 centímetros. Na dianteira, o conceito possui um acabamento em preto brilhante na grade dianteira e na entrada de ar inferior, assim como o logotipo da Dodge. Há ainda uma faixa vermelha mais ao lado direito da carroceria que percorre capô, teto e chega até a traseira. Nas laterais, as novidades ficam por conta das novas rodas de 20 polegadas chamadas de Direct Connection GLH, que mescla um acabamento em preto brilhante e diamantada, de cinco raios. Há ainda pinças de freio em vermelho com o nome Dodge. Há ainda novas saias laterais em preto brilhante, a

Dodge Hornet recebe 14.000 pedidos em 24 horas de pré-venda nos Estados Unidos, diz CEO

Imagem
Apresentado em um evento da Dodge, o Dodge Speed Week, o Hornet parece estar chamando a atenção do consumidor norte-americano. De acordo com as primeiras informações, a pré-venda do SUV recebeu cerca 14.000 pedidos em apenas 24 horas. A informação foi confirmada por Tim Kuniskis, CEO da Dodge. Isso porque a marca só vende o GT até o momento, uma vez que a versão R/T não foi apresentada oficialmente. Um dos principais atrativos do Hornet GT é o seu preço de US$ 29.995 para um SUV que tem o motor 2.0 Turbo a gasolina de 265cv e 40,8kgfm, acoplado a um câmbio automático de 9 marchas. Com esse conjunto ele acelera de 0 a 100km/h em 6,5 segundos. Com o lançamento previsto para meados de 2023, o R/T dará um potencial maior de vendas para o SUV. A versão topo de linha será o primeiro híbrido da Dodge, com o 1.3 Turbo Hybrid Plug-in de 180cv no eixo dianteiro junto de um elétrico de 122cv, instalado no eixo traseiro. Juntos, o conjunto traz 285cv e 52,9kgfm de força combinado e acelera de 0 a

Dodge apresenta oficialmente o Hornet nos Estados Unidos, que estreia com 285cv

Imagem
A Dodge enfim apresentou um nosso automóvel depois de muitos anos sem novidades. No entanto, o carro já é bem conhecida. Trata-se do Alfa Romeo Tonale com sotaque norte-americano. Eis o Dodge Hornet. O SUV ganhou um novo design em algumas partes da carroceria e estreia nos Estados Unidos. Apresentado em fevereiro deste ano, o Tonale passa a ter um irmão-quase gêmeo com o Hornet. Esse é um SUV que vai ocupar a faixa de entrada da Dodge nos EUA e substituiu o posto do Journey de carro mais acessível. Por lá, ele vai concorrer com SUVs médios como Honda CR-V, Toyota RAV4 e Ford Escape. Visualmente, o SUV se destaca pela dianteira com os faróis horizontais e aflados, conectados com a grade dianteira que traz o logotipo da Dodge. Mais abaixo ele possui uma entrada de ar com três barras verticais que as dividem em quatro pequenas seções. O para-choque dianteiro ainda possui uma entrada de ar inferior retangular com grelha que lembra um formato colmeia e nas extremidades ele possui entradas d

Dodge confirma fim de linha dos atuais Charger e Challenger para dezembro de 2023

Imagem
A Dodge confirmou que a dupla Challenger e Charger saem de linha na América do Norte em meados de 2023. Agora, a confirmação oficial veio. A dupla será produzida até dezembro de 2023, ou seja, daqui pouco mais de um ano. Atualmente, a dupla é produzida em Brampton, no Canadá. Até o fim de linha, no ano que vem, a Dodge vai trabalhar em uma boa quantidade de séries especiais para a dupla, a fim de se despedir dos esportivos atuais. Uma dessas séries já foi confirmada para ser a Last Call, que será uma das últimas a serem introduzidas, em 2023. Os modelos ainda terão frases easter-eggs, como uma frase escrita no capô com “Assembled em Brampton” ou “Designed in Auburn Hills”, fazendo alusão à sede de produção no Canadá. “As plataformas de veículos Dodge Challenger e Dodge Charger como você as conhece hoje, juntamente com o trem de força Hellcat, continuarão a produção até 2023. Em 2024, a Dodge fará a transição para novas plataformas, novas eletrificadas carros musculosos" , disse um

Dodge Durango SRT Hellcat volta a ser oferecido em 2023 nos EUA, com motor de 720cv

Imagem
A Dodge confirmou que vai retomar a produção do Durango SRT Hellcat a partir de 2023. Desde dezembro do ano passado sem ser produzido por emissões de poluentes, a Dodge confirmou que está trabalhando para se adequar às normas. A confirmação aconteceu por conta da própria Dodge durante o Dodge Speed Week, evento que aconteceu nos Estados Unidos. “O Dodge Durango SRT Hellcat gerou uma quantidade louca de entusiasmo e demanda desde que foi lançado em 2020 – até estendemos sua produção inicial – por isso parecia apropriado trazer de volta o SUV mais poderoso de todos os tempos como parte de nosso histórico modelo retorna ao lineup no ano de 2023. Os entusiastas do SUV também têm famílias, e o Dodge Durango SRT Hellcat 2023 pode levar essas famílias aonde elas querem ir e tem a capacidade de rebocar 3.946kg” , disse o Executivo-Chefe da Dodge, Tim Kuniskis. Produzido na unidade de Jefferson North, em Detroit, a Dodge confirmou que foram menos de 2.000 unidades produzidas no período 2020-202

Dodge passa a vender Challenger Convertible com kits de personalização nos Estados Unidos

Imagem
A Dodge apresentou oficialmente as primeiras imagens do Challenger Conversible, o Challenger Conversível. A novidade será uma das comemorações do início da despedida do esportivo, que deixará de ser produzido em 2023. Lançado em 2008 e reestilizado em 2014, o Challenger sempre foi vendido como um cupê. A Dodge se uniu com a Drop Top Customs, que vai fazer a conversão do Challenger para ser um conversível. Os clientes vão poder entrar em contato com um concessionário da Dodge nos Estados Unidos, que entra em contato com a empresa que vai fazer a conversão. Assim que o esportivo é produzido, ele é enviado da fábrica de Brampton Asembly, em Ontário, no Canadá, para a sede da Drop Top Customs, na Flórida, nos Estados Unidos. Após o fim da sua conversão, o carro será enviado para a concessionária para ser entregue ao seu dono. Para ter um Challenger Conversível, a Dodge vai vender o esportivo nas versões R/T e R/T Scat Pack, além de todas as versões SRT. O valor da conversão será de US$ 25.

Atuais gerações de Dodge Charger e Challenger saem de linha em 2023, diz porta-voz

Imagem
A Dodge confirmou o que muitos temiam. O fim dos esportivos a combustão, com Challenger e Charger. Os modelos como conhecemos vão sair de linha em meados de 2023. De acordo com o site Motor Trend, os esportivos contarão com “uma nova geração de máquinas musculares com tração traseira e com motor V8 está chegando” . Os substitutos ainda poderiam ganhar versões a combustão também, mas com um motor V6 Turbo, mas essa informação foi descartada. Os novos modelos serão desenvolvidos a partir da plataforma modular STLA Large, o que dará um fim a plataforma envelhecida dos modelos atuais, que remontam o início deste século. “As plataformas de veículos Dodge Challenger e Dodge Charger como você as conhece hoje, juntamente com o trem de força Hellcat, continuarão a produção até 2023. Em 2024, a Dodge fará a transição para novas plataformas, novas eletrificadas carros musculosos" , disse um porta-voz da Dodge em 2021. "A reportagem está incorreta. O Hemi naquela plataforma, assim como a

Dodge pode desenvolver Challenger com motor a etanol nos Estados Unidos, com 921cv

Imagem
Com a despedida batendo na porta, a Dodge pode estar desenvolvendo uma série de novidades para o Challenger que vão além de séries especiais. De acordo com informações, uma das novidades pode ser o desenvolvimento de uma opção de motor a etanol, podendo se tornar o Challenger mais potente de todos os tempos. Segundo informações do Mopar Insiders, a Dodge pode estar trabalhando em um Challenger 6.2 V8 que seria modificado para ser abastecido com E85, que usa 85% de etanol e 15% de gasolina. Esse motor vai poder desenvolver cerca de 921cv. Contando com uma fonte confiável, o site dá como certo o desenvolvimento do carro com esse tipo de combustível. Ele pode ser apresentado como um Challenger 909, fazendo referência aos 909hp que terá. De acordo com a fonte do site, a Dodge deve seguir a tradição de adicionar 101hp a mais. O primeiro foi o Hellcat com 707hp, depois com o Hellcat Demon com 808hp e um Challenger E85 com 909hp foi dado como a aposta cerca. Para chegar a esse valor, a Dodge

Futuro Dodge elétrico pode ter opção de tração AWD; Fratzog voltará como logotipo oficial

Imagem
A Dodge está próxima de passar por uma enorme transição dentro da sua linha. A marca norte-americana deve receber o seu primeiro modelo elétrico em dois anos e enfim dará adeus a uma plataforma desenvolvida em parceria com a Mercedes-Benz para abrir caminho para uma base feita pela própria Stellantis, a STLA. O cupê que surge em 2024 deve vir com algo inédito para um esportivo da marca: a tração AWD. Para isso, espera-se que o carro tenha dois motores elétricos, sendo uma na dianteira e outro na traseira, podendo desenvolver cerca de 900cv. Esse elétrico usará ainda uma bateria de grandes proporções, de 101kWh a 118kWh, com mais de 805km de autonomia. Estima-se que esse carro vai custar entre US$ 40.000 a US$ 50.000, ou seja, o preço inicial estará dentro dos padrões da marca, podendo chegar aos US$ 80.000. Outra informação é que o carro vai acelerar de 0 a 100km/h em cerca de 2 segundos, além de vir com a emissão de um som de motor a combustão. Além disso, a renovação deve fazer com q

Postagens mais visitadas deste blog

Única Lamborghini Aventador Ultimae no Brasil está à venda, mas por R$ 8,7 milhões

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?

Lamborghini apresenta o novo Huracán Super Trofeo Evo 2, com evoluções aerodinâmicas e visuais

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Novo Chevrolet SS poderá ser nosso novo Chevrolet Omega!

SsangYong apresenta o Torres e espera que SUV marque recuperação da marca coreana

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Jeep Commander vai receber dupla de motores maiores, com o 2.0 Turbo e o 2.2 Turbo Diesel

Jeep já vende o novo Renegade com descontos para consumidores com CNPJ em até R$ 13.063