Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Plano Estratégico

Jaguar pode parar de desenvolver carros esportivos para pagar sua eletrificação

Imagem
A Jaguar confirmou que não deve mais investir em modelos esportivos. Segundo o novo CEO da Jaguar-Land Rover, Thierry Bolloré, disse que a marca britânica está perdendo sua identidade na busca por consumidor e vai acelerar seu processo de eletrificação, onde terá todos seus carros virando elétricos até 2025, ao menos na Europa. Segundo informações do site Top Gear , a Jaguar não vai desenvolver novos modelos esportivos – pelo menos por enquanto. Isso porque Bolloré disse que pretende parar de desenvolver modelos esportivos da empresa, a fim de custear esse processo de eletrificação. “Vai ser mais compacto em comparação com o que temos hoje. É uma questão que examinamos com muito cuidado. Não vou responder agora porque é uma questão importante para nós, e responderemos quando tivermos decidido exatamente o que queremos fazer com este novo portfólio da Jaguar” , disse Bolloré ao site. Há quase 90 anos, a Jaguar desenvolve carros esportivos e sedãs e hoje a Jaguar possui apenas o F-Type c

Ford congela os projetos desenvolvidos pela Mahindra e não plano B na Índia

Imagem
Depois de cancelar o desenvolvimento de quatro novos utilitários esportivos que seriam desenvolvidos em parceria com a Mahindra, a Ford ainda não deu maiores informações de como a marca deve apostar sua permanência no mercado indiano. De acordo com a Agência Reuters, a decisão foi tomada para que a Ford possa trabalhar numa nova estratégia comercial para a Índia. “As opções podem incluir trabalhar em um novo tipo de parceria com a Mahindra ou encerrar completamente a aliança e os veículos relacionados” , disse uma das fontes para a Reuters . A Ford ainda deve achar alguma saída que traga mais lucratividade, ou seja, não deve continuar apostando em modelos mais acessíveis, tanto que a linha Figo, Figo Sedan e Aspire pode estar com os dias contados. Entre os projetos que estavam listados, estavam: um SUV subcompacto, conhecido internamente como Projeto BX745 e teria cerca de 4 metros de comprimento e seria um substituto da linha Ka/Figo, com porte do atual EcoSport. Informações davam con

Ford confirma que terá apenas carros elétricos a partir de 2030 para a Europa

Imagem
A Ford confirmou que na Europa deve passar a vender apenas carros elétricos a partir de 2030. A marca que tem redirecionado seus planos para a rentabilidade também deve focar no desenvolvimento de novos modelos movidos a bateria. Parece que a Europa deve ser o continente líder dessa eletrificação da Ford, muito por conta das regras de emissões do Velho Continente. Por lá, 100% da linha será elétrica em nove anos. A marca ainda possui a meta de que até 2026 terá 100% dos seus veículos de passageiros com zero emissão, ou seja, os carros devem puramente elétricos e híbridos em cinco anos. Entre os comerciais leves da Ford, a marca do oval azul espera que até 2024 todos os modelos tenham ao menos uma opção híbrida e até 2030 se espera que 2/3 das vendas sejam de modelos híbridos e/ou elétricos. Parte do plano de US$22 bilhões em eletrificação, a Ford revelou em relatório financeiro do quarto trimestre de 2020, que serão investidos até 2025! "Reestruturamos com sucesso a Ford Europa e

BYD coloca seu plano de expansão para mercados internacionais com a Oceania

Imagem
Depois de muitos anos em crescimento interno, a BYD deve começar a se arriscar em novos mercados. A marca quer construir seus sonhos em outros continentes e confirmou que a Oceania deve ser um deles. O processo ambicioso de desenvolvimento e expansão da BYD para além da China deve começar a ser colocado em prática e a marca confirmou sua estreia na Austrália e Nova Zelândia. Além da Ásia e Europa (esse último com uma participação em alguns países), a Oceania parece um continente mais fácil de apostar suas fichas com seus novos modelos. A partir da chegada da BYD em mercados como os dois países deve ser também um termômetro para a recepção da chinesa em mercados internacionais. A BYD pode ter um acordo de colaboração com a australiana Nexport, acordo que foi anunciado há alguns meses e do qual ainda não definido quais são as pretensões. “BYD Auto Industry Co. Ltd. (BYD) e Nexport Pty Ltd. (Nexport) assinaram em 12 de fevereiro um acordo de longo prazo para colaborar no desenvolvimento e

Jaguar-Land Rover muda seu plano estratégico e Jaguar terá apenas elétricos em 2025

Imagem
O último anúncio do seu plano estratégico definido pela Jaguar-Land Rover foi em agosto de 2018, quando os grupos definiram que teriam apenas duas plataformas, sendo a MLA e a PTA. Três anos depois, as marcas britânicas mudaram seus planos e a partir de 2025 devem focar no desenvolvimento de modelos elétricos, de acordo com informações da revista Autocar, especialmente a Jaguar, que a partir de 2025 terá carros elétricos, desenvolvido sobre uma nova plataforma modular exclusiva e inédita. A Land Rover ainda deve ter duas plataformas, sendo a MLA nos modelos mais acessíveis e a PTA deve ser substituída pela EMA. Ambas plataformas devem ter modelos híbridos e elétricos. Sabe-se que o primeiro elétrico da marca deve ser apresentado em meados de 2024, ou seja, ainda não se tem informações sobre qual seria esse modelo, mas que nesse ano deve ser apresentada uma nova geração do Discovery Sport. A Jaguar deve partir para a eletrificação completa, não tendo mais versões a combustão dos seus ca

Toyota deve lançar sua linha elétricos ainda em 2021, com dois SUVs de bateria

Imagem
A Toyota deve desenvolver novos modelos elétricos, que farão parte da nova linha de modelos BZ. Depois de anos de modelos híbridos, a japonesa deve desenvolver os primeiros elétricos, que serão apresentados ainda em 2021. A marca deve apostar na plataforma BEV, que serão dois modelos a serem apresentados dentro de alguns meses. Esses novos modelos devem começar a ser vendidos nos principais mercados a partir do final de 2021, onde deve ser lançado primeiro nos Estados Unidos. Na Europa, esses elétricos serão lançados em 2022. O primeiro elétrico deve ser um SUV médio e o segundo deve ser um SUV compacto e um sedã. Junto a esses elétricos, haverá um carro híbrido plug-in. A Toyota já teria registrado cerca de 10 nomes dos carros da linha BZ: BZ1, BZ2, BZ3, BZ4, BZ5, BZ1X, BZ2X, BZ3X, BZ4X e BZ5X. Tudo indica que os “BZ” serão automóveis e os SUVs serão batizados com a terminação em “X”. Os modelos serão todos desenvolvidos sobre a plataforma modular e-TNGA e serão produzidos na China e

Audi confirma dez lançamentos em 2021 no Brasil a fabricação nacional fica em standby

Imagem
Depois da Mercedes-Benz e a Ford, a Audi encerrou a produção do A3 Sedan no mercado brasileiro. O sedã médio deixou de ser produzido em dezembro na unidade de São José dos Pinhais (PR) e a nova geração deve vir ao nosso mercado no segundo semestre... mas importado. A Audi diz que existem apenas 30 unidades dessa geração do modelo ainda em estoque, mas a produção não deve ser encerrada oficialmente no país. A marca das quatro argolas comentou que só deixaria de produzir carros no Brasil se o Governo Federal não pagasse os incentivos que prometeu para as marcas que passassem a produzir no Brasil durante o Inovar-Auto, recebendo de volta o dinheiro do “Super IPI”, acumulado entre 2012 a 2017. A Audi espera esse pagamento junto da BMW e a Mercedes-Benz, que juntas devem receber cerca de R$289 milhões. A Audi disse que não vai abrir mão desse dinheiro para continuar investindo no país, principalmente na fábrica do Paraná. "É uma exigência da matriz" , diz o presidente da Audi, Joh

Alfa Romeo, DS e Lancia terão uma sinergia para desenvolvimento a partir de 2024

Imagem
Depois da criação oficial da Stellantis Group, que uniu FCA e PSA, algumas marcas que pareciam mais perdidas dentro dos grupos parecem ganhar alguns destinos. Com 14 marcas dentro de um mesmo grupo, é claro que deve haver algumas sobreposições de marcas. Mesmo assim, a Stellantis confirmou que a princípio nenhuma marca seria descartada. O Automotive News Europe confirmou que Alfa Romeo, DS e Lancia devem se unir e trabalhar no desenvolvimento em conjunto de carros a partir de 2024. As marcas devem compartilhar os mesmos conjuntos mecânicos e tecnologias, que não vão ser compartilhados a outras marcas do grupo. "Estamos trabalhando com nossos colegas italianos especificamente em características premium que diferenciarão as marcas premium das demais marcas do grupo" , disse Marion David ao Automotive News Europe , na apresentação do novo DS 4. Os carros de DS, Alfa Romeo e Lancia também não devem seguir como “cópias”. Cada marca deve criar seus carros separadamente, sem modelos

Nos EUA, Toyota deve revelar dois elétricos e um híbrido plug-in ainda em 2021

Imagem
A Toyota confirmou que deve desenvolver os modelos híbridos e elétricos, sendo esses últimos com a linha BZ. Em seu plano estratégico, em 2021 a Toyota deve apresentar três novos modelos eletrificados nos Estados Unidos em 2021, sendo dois carros elétricos e um híbrido plug-in. Esses dois elétricos puros devem ser apresentados em breve e podem ser a versão puramente elétrica do RAV4 e um outro SUV médio puramente elétrico da linha BZ. Em tese os modelos terão porte similar mas com mecânicas diferentes. "Os novos modelos eletrificados expandem ainda mais a liderança da Toyota nos Estados Unidos em veículos de trem de força alternativos. A Toyota tem mais de 40% do mercado total de veículos com combustível alternativo, o que inclui 75% do mercado de células de combustível e 64% de híbridos e plug-ins. Em 2025, a meta da Toyota é fazer com que 40% das vendas de veículos novos sejam modelos eletrificados e, em 2030, espera-se que isso aumente para quase 70%. Até 2025, os modelos Toyot

Kia revela mais informações do seu primeiro elétrico com plataforma E-GMP e Plano S

Imagem
A Kia revelou as primeiras informações sobre a sua eletrificação com o Plano S, que deve trazer novos modelos elétricos dentro de alguns anos. De acordo com a Kia, o Plano S deve contar com três pilares onde deve se sustentar: transição para carros elétricos; negócios de veículos específicos e; vários serviços de mobilidade. "A 'transformação Kia' leva a empresa a um portfólio de negócios mais amplo para redefinir todo o ecossistema de mobilidade, começando com a transição do motor de combustão interna (ICE) para a eletrificação." , disse em comunicado. A Kia já tinha confirmado que seriam 11 carros puramente elétricos a serem lançados até o final de 2026. Quase todos eles devem ser desenvolvidos a partir da plataforma modular E-GMP, desenvolvida pela Hyundai Motor Group. Serão sete modelos criados a partir dessa plataforma, além de quatro outros modelos elétricos. Vai ser um lançamento em 2020 (o CV), um em 2021, um em 2022, três em 2023, dois em 2024 e 3 entre 2025

Toyota confirma novo ciclo de investimentos no Brasil, mas reclama de altos tributos

Imagem
A Toyota confirmou que 2021 deve ser um ano em que a marca prevê um crescimento de 25% nas vendas no mercado brasileiro. O lançamento do Corolla Cross deve ser um grande motivo para isso. O modelo será lançado ainda neste primeiro trimestre de 2021 e prevê lançamentos nos próximos anos para continuar crescendo. Em 2020, a Toyota vendeu 137.876 unidades, das quais 116.001 unidades foram produzidas nas unidades de Sorocaba (SP) e Indaiatuba (SP). “Os desafios de 2020, talvez os maiores de nossa história e da indústria, nos ensinaram que precisamos buscar cada vez mais a competitividade e sustentabilidade" , disse Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil em comunicado. Ficando em sexto no mercado em 2020, a marca prevê fechar 2021 em quinto, concorrendo com a Hyundai pela quarta colocação. Só a unidade de Sorocaba deve receber o investimento de R$1 bilhão. A Toyota ainda terá outros lançamentos em 2021, como o novo Corolla GR-S, mas o lançamento do Yaris reestilizado deve ficar p

DS não terá mais carros a combustão puros até o final de 2025, na Europa

Imagem
Depois da formação da Stellantis, algumas mudanças devem ocorrer em algumas marcas. A primeira foi a DS, que se pronunciou sobre seu plano estratégico. A DS já conta com uma versão eletrificada para cada um dos seus carros, diferente de Alfa Romeo e Lancia. A francesa confirmou que nos próximos anos deve converter toda a sua linha para carros elétricos ou híbridos até 2025. A partir deste ano, os concessionárias da DS devem se concentrar em vender apenas modelos eletrificados na Europa, ou seja, a DS deve extinguir a venda de carros puramente a gasolina ou diesel. “Se há uma data sublinhada no calendário da DS Automobiles, ela é o ano de 2025. A marca fixou o objetivo de comercializar somente veículos 100% elétricos e híbridos a partir desse ano. A meta está clara e os primeiros passos foram dados com decisão” , disse a DS em comunicado. Como já vende uma versão eletrificada para cada um dos seus modelos, a DS já conta com uma média de 92,97g/km de CO2 emitidos, de acordo com a meta de

Nissan Group dá os primeiros passos da mobilidade na China com Nissan e Venuncia

Imagem
A Nissan confirmou os primeiros movimentos estratégicos para a sua eletrificação no mercado chinês, que pode repercutir em outros mercados. Isso porque num plano estratégico, a Nissan se aproveitou da possibilidade de se tornar uma marca mais rentável, principalmente no mercado chinês. O novo plano foi apresentado com uma série de novos carros elétricos e híbridos que devem ser apresentados na China dentro de alguns anos. De acordo com a Nissan, será uma ambiciosa ofensiva de carros elétricos, onde a marca deve reforçar a sua posição de ser uma líder de mobilidade e sustentabilidade. De acordo com os novos desafios causados pela pandemia do COVID-19, a empresa adiantou esse processo. Ele deve ser concluído antes do previsto e vai acelerar o lançamento e desenvolvimento de novos carros. A marca apresentou os planos tanto da Nissan como da marca Venuncia, uma marca desenvolvida apenas na China em conjunto com a Dongfeng e que vende modelos elétricos. A Nissan ainda confirmou que em meado

Vaza o calendário de lançamentos da Fiat, Jeep e RAM para a Argentina em 2021

Imagem
Surgiu novas informações sobre o calendário dos próximos lançamentos da ex-FCA na Argentina. As marcas Fiat, Jeep e RAM tiveram o calendário de lançamentos de 2021 vazados e devem indicar algumas coisas para o nosso mercado. Serão 11 novidades das três marcas neste ano por lá. Entre os destaques do calendário estão os modelos Projeto 363, da Fiat, que deve dar vida ao primeiro SUV da Fiat produzido no Brasil, que deve ser lançado na Argentina no quarto trimestre, entre outubro a dezembro. Seu lançamento no Brasil deve ser nesse período ou no final do terceiro trimestre. O carro deve ser produzido em Betim (MG) e deve atrasar sua chegada, que era esperada para o primeiro semestre ainda. O carro deve ser construído sobre a mesma plataforma MP1 de Argo e Cronos e vai ser um dos primeiros Fiat com a nova geração de motores Firefly Turbo, com o 1.0 12v Turbo Flex e câmbio automático CVT. O carro deve ser construído a partir de algumas peças do Argo, sendo o Volkswagen Nivus da Fiat. Outro m

Nissan quer, até 2050, zerar emissão de CO2 com a neutralidade do carbono

Imagem
A Nissan confirmou que deve começar a se movimentar para ter mais fábricas com carbono zerado no mundo. A marca quer neutralizar a emissão de carbono até meados de 2050. A marca japonesa confirmou que 100% dos seus carros devem ser eletrificados até 2030, entre híbridos e elétricos. A Nissan ainda deve ser uma das pioneiras com a redução de emissões com o Acordo de Paris, que pretende neutralizar as emissões até 2050 e outras montadoras já falaram exatamente o mesmo – algumas até mesmo com chance de conseguir isso antes de 2050. Na Nissan, o prazo dos carros puramente a combustão de sobreviverem é até 2030. A japonesa deve investir massivamente em modelos eletrificados em mercados-chave, como Estados Unidos, Europa, China e Japão. Nos demais mercados, a Nissan deve continuar investindo em modelos híbridos e alguns elétricos, mas sabendo que esses últimos devem ser vendidos como modelos mais de nicho. “Estamos determinados a ajudar a criar uma sociedade neutra em carbono e acelerar a lu

RENAULuTion: Renault revela o plano estratégico global Revolution, que terá novidades até 2025

Imagem
A Renault revelou mais informações sobre o plano estratégico RENAULuTion, revelado pelo CEO da Renault, Luca de Meo. A marca francesa confirmou que deve lançar sete modelos elétricos na Europa até 2025. É importante destacar que esses sete modelos devem se referir a modelos da própria Renault, não considerando os modelos da Dacia, Alpine e Lada. A empresa deve passar por uma reorganização para se tornar a empresa mais ágil e direcionada para as novas tendências do mercado. O plano deve prever que o primeiro modelo a ser lançado deve ser o Megane elétrico, que deve substituir o modelo atual. O modelo deve ser baseado no Megane eVision Concept e será construído sobre a nova plataforma CMF-EV, a mesma base do Nissan Ariya. O modelo virou um hatch crossover e deve concorrer com Volkswagen ID.3 e será lançado em 2022. No mesmo ano, a Renault deve apresentar a nova geração do Kangoo ZE, que deve trazer inovações com essa nova geração. Em 2023 será apresentado o 5 Concept, inspirado no clássi

Renault anuncia novo plano para América Latina, com SUV médio; Renault terá 24 novidades até 2025

Imagem
Depois de confirmar novidades sobre seu plano de reestruturação, o Grupo Renault confirmou algumas coisas para alguns mercados, em especifico. Na América do Sul, a Renault também confirmou novidades, revendo suas estratégias com o Plano RENAULuTion, que envolve as marcas Renault, Dacia, Alpine e Lada. Na América Latina, considerado um dos mercados mais importantes para os franceses, deve passar por um processo de otimização com foco em segmentos lucrativos, reduzindo os custos de produção com a adoção da plataforma modular CMF. Atualmente apenas o Kwid usa essa base no país, com a CMF-A. Em breve devem ser apresentados novos modelos com a base CMF-B, que deve ser vista em novos Sandero, Logan e a próxima geração do nosso Captur. Além deles, a Renault confirmou que também terá um SUV médio por aqui. As chances recaem claro sobre o Bigster, que seria reestilizado para ser vendido como vendido e teria um novo nome, claro. Mundialmente, a Renault deve oferecer modelos elétricos e híbridos

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Fiat Toro recebe motor 1.3 Turbo em todas versões e catálogo vaza antes da estreia

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Tesla revela nova informação sobre design da Cybertruck, que estreia no fim do ano

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

GMA apresenta o T.50S Niki Lauda, que traz melhorias no motor e apenas 25 unidades

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Mercedes-Benz apresenta a nova geração da Classe C Estate, que estreia na Europa