Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Emissões de Poluentes

Ferrari e Lamborghini podem conseguir brecha nas leis de emissões de poluentes na Europa

Imagem
Com a regulamentação do fim dos motores a combustão na Europa a partir de 2035, algumas empresa de carros de produção limitada, como Ferrari e Lamborghini, se opuseram com as leis de eletrificação. A Itália tem pedido leis mais brandas ou isenções para algumas marcas, querendo proteger empresas como Ferrari, Lamborghini, Maserati, Pagani e outras empresas italianas de super ou hiperesportivos. A Itália estaria buscando uma maneira de afrouxar as regras de emissões de poluentes e suas fabricantes de carros de alto desempenho veio de Roberto Cingolani, Ministro da Transição Ecológica da Itália, em entrevista ao canal TV Bloomberg. Esse afrouxar das regras pedido pela Itália seria um pedido para que carros de esportivos não fossem afetadas ou que essas marcas poderiam manter a produção de motores de combustão, mas com uma escala limitada. “Esses carros precisam de uma tecnologia muito especial e de baterias para a transição. Um passo importante é que a Itália fique autônoma na produção de

Mantido na reestilização, Fiat Toro já tem data para se despedir do motor 1.8 EtorQ Flex

Imagem
A Fiat deve abandonar o motor 1.8 16v EtorQ Flex no mercado brasileiro, finalmente. Se a Fiat deve se despedir do Doblò no final do ano, a italiana deve fazer com que a Toro se despeça do motor 1.8 16v EtorQ Flex em janeiro de 2022. O motor foi mantido apenas na versão Endurance, sendo que nas demais versões ele foi totalmente substituído pelo 1.3 16v Firefly Turbo Flex, apresentado na reestilização da picape. Outra novidade deve ser o tanque Arla32 para tratamento dos gases para o motor 2.0 MultiJet Turbo Diesel. O tanque deve contar com ureia que deve reduzir as emissões de poluentes em 85%, assim como o óxido de nitrogênio na natureza, contando com o sistema SCR para o pós-tratamento dos gases do escape. O motor 1.8 deve se despedir por conta do Proconve L7, que prevê que os motores não estão mais dentro dos limites de emissão permitidos. Na reestilização, em abril, a Fiat manteve o 1.8 16v EtorQ Flex entrega 139/135cv de potência com torque de 19,3/18,8kgfm, acoplado sempre a um câ

Toyota confirma que deve ter carbono neutro até 2035 e reduz meta global em 15 anos

Imagem
A Toyota confirmou que os próximos anos da marca devem significar a passagem por mais uma fase de revolução. A informação foi confirmada pela marca que acredita que deve passar por um processo tão revolucionário quanto o lançamento do Prius, em 1997. A marca confirmou que a sua meta de emissão de poluentes neutro até meados de 2050. A marca reduziu a sua meta para 2035, 15 anos antes do previsto inicialmente. "A Toyota enfrentará uma série de desafios para tornar suas fábricas neutras em carbono até 2035. Queremos conseguir fábricas verdes. A neutralidade do carbono nos dá a oportunidade de repensar fundamentalmente a produção" , disse Masamichi Okada, Gerente de Produção do Grupo, em uma apresentação online. Com isso, a Toyota deve passar a fazer mudanças no processo de pintura de seus carros como uma das mudanças iniciais. Essa pode ser uma das iniciativas mais interessantes da marca que mais vende automóveis no mundo, a fim de diminuir as emissões de CO2. Contando com vend

Fisker terá primeiro automóvel neutro em emissões a partir de 2027, destaca fundador

Imagem
A Fisker confirmou que pretende desenvolver seus carros sem emissões de poluentes. Com o seu mais alto nível de desenvolvimento, a Fisker entende que não quer emitir em nenhum processo de produção dos seus automóveis, de acordo com a marca. O desafio é fazer com que a Fisker seja uma marca eco-sustentável, segundo Henrik Fisker, Fundador e CEO da Fisker. A marca quer ser neutra em carbono a partir de 2027. Até lá, a Fisker deve passar por um processo que vá permitir que o desenvolvimento, fabricação e pontos de vendas sejam neutros. Para isso, a Fisker deve trazer o sistema de desenvolvimento interno, chamado de Fisker-Flexible Platform Adaptive Design (FF-PAD), que deve propor melhorias nas áreas de produto que apresentam questões críticas. A notícia da marca é fazer um anúncio sobre a nova estratégia ambiental, social e de governança da Fisker, que deve fazer o uso de um sistema de compensação. “É uma meta difícil! Mas acredito que vamos conseguir!” , disse Henrik em comunicado. Em a

Volkswagen deve abandonar família de motores EA111, depois de 25 anos de produção

Imagem
A Volkswagen deve deixar de produzir o motor EA111, que ainda segue em linha no Brasil com a unidade 1.6 8v Flex. Lançado originalmente em 1996, esse motor foi o responsável por inaugurar a linha de produção em São Carlos (SP), com o motor 1.0 8v a gasolina. Com bloco fundido a ferro, o motor substituía o CHT de origem Ford, após o fim da Autolatina. O motor estreou com a família Gol de segunda geração. O motor ainda ganhou presença do 1.6 EA111, que também era usado na linha Gol. Segundo informações do Mobiauto , esse motor deve sair da linha de produção de São Carlos em 2022, por não conseguir mais atender as regras do Proconve L7. Com isso, a Volkswagen deve manter em linha apenas a família EA211, composto pelos 1.0 12v MPI e 1.6 16v MSI. Com esse fim de linha, o Fox deve ser descontinuado no mercado brasileiro até o final deste ano, uma vez que o hatch usa apenas o motor 1.6 8v EA111. Além dele, Gol e Voyage devem perder a versão 1.6 8v Flex manual, continuando apenas com o 1.0 12v

Volkswagen tem até janeiro de 2024 para revelar substitutos de Gol, Voyage e Saveiro

Imagem
Com a obrigatoriedade do ESP e TCS como itens de série nos carros brasileiros adiada para a partir de janeiro de 2024 (antes eram até janeiro de 2022). Outra medida foi a luz diurna em LED também deve se tornar obrigatório nos carros a partir de 2024. Com isso, a Volkswagen tem cerca de dois anos e meio para desenvolver os substitutos de Gol, Voyage e Saveiro. Apesar de envelhecidos, Gol, Voyage e Saveiro ainda respondem por 40,7% das vendas da marca, ou seja, isso representa mais de 1/3 das vendas da Volkswagen no acumulado do ano. Com a informação recente de descongelar investimentos na fábrica de Taubaté (SP), onde é produzido Gol e Voyage, há chances do Gol ainda se manter em linha, enquanto Voyage e Saveiro ainda não tem um futuro definido. Isso porque o Voyage já foi substituído pelo Virtus, mesmo que isso aconteceu virtualmente em 2018, quando o sedã do Polo foi apresentado e ambos convivem bem até hoje. Já a Saveiro pode ser substituída pela Tarok, que deve ser um modelo mais r

Stellantis vai conseguir estar dentro da média de emissões de poluentes na Europa este ano

Imagem
A Stellantis confirmou que deve enfim conseguiu atingir a meta de conseguir estar dentro das regras de emissões de poluentes, na Europa. Segundo informações reveladas por Carlos Tavares, CEO da Stellantis, em entrevista ao jornal francês Le Point, disse que vai conseguir atingir as metas de emissões de poluentes da União Europeia neste ano, sem a ajuda de créditos da Tesla. Com a união de FCA e PSA, a Stellantis tinha como promessa o aumento nas vendas globais de veículos eletrificados em 2021. Esse volume de vendas deve triplicar até o final deste ano, chegando à marca de 400.000 unidades de carros elétricos e híbridos. Caso consiga atingir essa marca, isso será um aumento bem considerável quanto às 139.000 unidades vendidas de 2020. "Com a tecnologia elétrica que a PSA trouxe para Stellantis, atenderemos às regulamentações de emissão de dióxido de carbono já neste ano. Assim, não precisaremos recorrer a créditos europeus de CO2 e a FCA não terá mais que fazer pool com a Tesla ou

Polestar confirma que vai zerar emissões de CO2 na atmosfera até meados de 2030

Imagem
A Polestar confirmou que quer fazer com que toda a produção dos seus carros sejam 100% sustentável. Para isso, a marca sueca confirmou que deve zerar a emissão de CO2 na atmosfera até 2030. A marca confirmou que deve apresentar um novo modelo que toda a sua produção e até mesmo desenvolvimento seja neutro de carbono. O processo para os próximos anos deve ser para estar no mesmo nível de grupos como a General Motors e a Ford Motor Company, que também estipularem metas para o carbono neutro na produção dos seus carros. Dentro da Polestar, existe um “Projeto 0”, que deve ser o desenvolvimento de um novo carro do qual ainda não se tem muitas informações. “Somos elétricos e não precisamos de nos preocupar com motores a combustão que produzem emissões tóxicas, mas isso não significa que o nosso trabalho está feito. Agora vamos trabalhar para erradicar todas as emissões decorrentes da produção” , disse Fredrika Klarén, Chefe de Sustentabilidade da Polestar. Para chegar ao carbono neutro na pr

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Com lançamento para amanhã, Fiat Pulse Impetus T200 aparece custando R$ 125.790

Novo Honda Civic Si é apresentado nos Estados Unidos só como sedã e com motor de 203cv

BYD também testa o D1 no Brasil, que pode ser o quinto lançamento da marca para 2022