Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Borgward

Borgward confirma falência pela segunda vez e novamente volta a ser uma história

Imagem
Borgward encerra oficialmente suas atividades e entra novamente para a história depois de tentar sucesso, no retorno que durou sete anos  Foram sete anos tentando alcançar um sucesso que não veio. A Borgward, assim como aconteceu com a Qoros, também entrou com falência. Lançada em 2015 como uma marca alemã de capital chinês, a Borgward era uma aposta de retorno da marca que fez sucesso na década de 1950 com o Isabella. A empresa entrou com um pedido de falência nos tribunais chineses depois de não atrair consumidores para a marca, tendo que passar ainda por um processo de liquidar seus ativos. A Borgward entrou em falência pela primeira vez em 1961, mas foi em 2014 que a Foton retomou a marca, juntamente com a BAIC. Em 2015, apresentou o seu primeiro veículo, que marcou seu retorno: o SUV BX7, produzido pela Foton, na China. Em 2019, a empresa viveu seu ápice, com 55.000 unidades vendidas, mas a pandemia pode ter ajudado a enterrar a marca, mas caiu para 8,7 mil unidades em 2020 e 3,

Por vendas baixas, Borgward vai a falência novamente e encerra ciclo de sete anos

Imagem
Do pó viestes e ao pós retornas. Essa poderia ser a frase da Borgward, marca clássica da Alemanha que retornou ao mercado oficialmente em 2015, com investimento chinês. A empreitada de ser uma marca alemã clássica, falida em 1961, com capital chinês, teria tudo para dar certo. Mas, assim como aconteceu na primeira vez, com a Segunda Guerra Mundial, que prejudicou bastante o caixa da Borgward, a pandemia assombrou a marca sino-germânica. A marca retornou oficialmente em 2014, quando surgiu o anúncio da compra da Foton, mas o retorno só acontece mesmo quando apresentou o conceito do seu carro, um utilitário esportivo, que em ainda em 2015 daria vida ao BX7. Com investimento da Foton, até surgiu rumores de que a marca chegaria ao Brasil e na Argentina. Também nessa época, a Foton cotava erguer uma fábrica em Guaíba (RS), onde surgiu rumores de que a chinesa poderia trazer a empresa ao Brasil e com produção local, junto aos seus caminhões. Em 2019, a Foton vendeu quase todas as suas ações

O futuro da Borgward é incerto na Europa; marca pode concentrar vendas na China

Imagem
Depois de confirmar seu retorno em 2015, a Borgward começou a vender o BX7 no ano seguinte. O modelo era um utilitário esportivo médio, com espaço para sete ocupantes. Em seu primeiro ano cheio de vendas, o modelo vendeu cerca de 30 mil unidades. Logo em seguida, a Borgward apresentou o BX5, mais acessível e depois veio o BX6. Usando a imagem de uma marca alemã, a Borgward retornou com o capital da Foton, onde começou a ser vendida na China. Nascida na Europa, a marca começou o seu retorno para a Alemanha, seu país de origem. Lá, criou um centro de Pesquisa & Desenvolvimento. A Borgward ainda foi vendida para a locadora de carros Ucar, chinesa. Recentemente, a empresa passou por um escândalo de contabilidade e a Borgward vendeu apenas 5 mil unidades no primeiro semestre na China. Na Alemanha, a marca vendeu 100 carros. Atualmente apenas com a fábrica de Pequim, na China, a Borgward tinha planos de construir uma unidade e Bremem, na Alemanha, o que não se concretizou. Para este ano,

Borgward apresenta o seu primeiro SUV compacto, o BX3, que faz sua estreia no mercado chinês

Imagem
A Borgward apresentou oficialmente mais uma novidade na China. Depois de apresentou modelos como BX7, BX6 e BX5, a marca revelou um novo utilitário esportivo no mercado chinês, o BX3. O modelo é o novo utilitário esportivo de entrada da marca. O compacto mantém a identidade visual da marca considerada esportivo e jovial. Ainda tentando se estabelecer depois do seu retorno, a Borgward desenvolveu o desenho do BX3 no seu estúdio de design em Sttutgart, na Alemanha, e em Pequim, na China. O resultado foi bastante interessante, com um modelo de linhas bem compactas. Visualmente ele se destaca por trazer uma linhagem esportiva pela grade dianteira com o logotipo da marca bem destacado, além de elementos próprios como proteção plástica nas caixas de roda e a parte inferior da carroceria, assim como barras de teto prateadas e um teto com pintura bicolor, neste caso, em preto. A dianteira ainda conta com faróis compactos na dianteira, ligados à grade, assim como para-choque dianteiro com uma e

Foton vende domínio da Borgward para a Ucar pelo equivalente a 524 milhões de euros

Imagem
No passado, a Borgward já foi a terceira maior marca de automóveis na Alemanha. Na época, a marca vivia seus tempos de ouro. Voltando ao mercado em 2017 após ser comprada pela Foton em 2014, a marca começou a produzir automóveis no ano passado. Até o momento, a Borgward vendeu o equivalente a 107.337 unidades, o que lhe dá uma participação de apenas 0,14% na China. Atualmente a marca conta com uma linha composta pelos SUVs BX5, BX6 e BX7, vendidos com motores a gasolina e elétrico. O trio é fabricado em Pequim, na China, na fábrica da Foton. Isso provocou uma grande perda para a Foton no equivalente a 211 milhões de euros nos primeiros oito meses de 2018, elevando os prejuízos em 357 milhões de euros. A empresa desenvolvida com um montante de 550 milhões de euros para reerguer a Borgward na China. Diante disso, a marca decidiu vender a Borgward à Ucar, empresa de aluguel de carros, que adquiriu 67% das ações pelo equivalente a 524 milhões de euros. Atualmente a marca alemã vende ap

Borgward apresenta a versão puramente elétrica do BX7, o BXi7, com autonomia de 375km

Imagem
Depois de apresentar o BX7, que marcou o retorno da marca Borgward ao mundo, o mesmo BX7 se torna o primeiro elétrico na história da marca alemã. Ele possui dois motores elétricos, que juntos desenvolvem torque de 39kgfm e que o faz acelerar de 0 a 100km/h em 7,9 segundos e com velocidade máxima de 195km/h. Com um controle térmico inteligente, conhecido por três vantagens únicas, o BXi7 lida com a redução da autonomia e maior tempo de recarga causados por temperaturas extremamente altas ou baixas. Segundo a Borgward, 80% da bateria pode ser carregada em 45 minutos num carregador rápido e o SUV possui autonomia de 375km. Visualmente falando, o BXi7 se destaca por trazer detalhes em azul na carroceria, bem discretos, é verdade. Não há alterações no acabamento interno ou na lista de itens de série. 

Depois de antecipar por conceito, Borgward apresenta o BX6 de produção na China

Imagem
A Borgward apresentou a versão de produção do BX6 Concept, apresentado no Salão do Automóvel de Pequim de 2017. O seu SUV cupê chega como uma opção menos careta que BX5 e BX7, esse último com porte maior e com espaço para sete ocupantes. O BX6 possui 4,60 metros de comprimento, 2,68 metros de entre-eixos, 1,87 metro de largura e 1,65 metro de altura e chega com um visual igual ao do BX5 na dianteira, mas com um para-choque diferente, com reposicionamento dos faróis de neblina e luzes de LEDs, enquanto a grade inferior possui design mais simples. Apesar da base das portas ser a mesma do BX5, a parte superior não é, visto que o Borgward BX6 é mais baixo e tem curvatura mais acentuada na traseira, onde as colunas C abrigam vigias laterais e descem suavemente em direção ao porta-malas, com um design bem mais proeminente. As lanternas são de LED e compactas. O BX6 ainda possui dupla saída de escape e lanternas de neblina no para-choque traseiro. Ele possui teto solar padrão e as rodas s

Borgward apresenta o Isabella Concept no Salão de Frankfurt, que antecipa primeiro sedã do retorno

Imagem
A Borgward voltou as suas origens ao apresentar o Isabella Concept no Salão do Automóvel de Frankfurt. Para quem não sabe, Isabella foi o nome do carro de maior sucesso da Borgward nos anos 50 e 60 antes da marca falir. O conceito estreia como protótipo no evento, com design externo bastante futurista combinando com traços do modelo original. Depois de lançar três SUVs, a marca alemã começa a desenvolver um lineup com outros modelos, como o conceitual sedã. Grande, o conceito mede 5 metros de comprimento, 1,92 metro de largura e 1,40 metro de altura, o que pode resultar em um sedã de grande porte. O design do conceito se destaca pelas linhas fluídas e aerodinâmicas com um "Q" de retrô, com dianteira de aspecto afilado, sem para-choque, com o logotipo da marca em seu centro e generosas entradas de ar dando o toque esportivo. Na traseira se destaca o curioso desenho de seu pilar e as lanternas traseiras em LED e de formato delgado. No interior, a ousadia do design externo ta

Borgaward BX7 ganha motorização elétrica chamada BXi7 no Salão do Automóvel de Xangai

Imagem
A Borgward está apresentando o BX7 Eletric na China. O utilitário esportivo ganha uma inédita opção elétrica no Salão de Xangai. Chamado de BXi7, o modelo conta com baterias de lítio. O BXi7 terá produção de 10.000 unidades por ano em Miyun, localidade próxima de Pequim. Porém, também deverá ser fabricado na Alemanha, mas somente em meados de 2019. Sabe-se que seu motor terá 270cv de potência e 40,6kgfm de torque, mas com autonomia de 500km. As baterias são de lítio da LG Chem, mas não se sabe se a tração será nas quatro rodas. Entre as novidades visuais, o BXi7 conta com rodas de liga leve, para-choques e grade com desenhos exclusivos, assim como interior em dois tons com detalhes em azul, cluster digital e multimídia atualizados, entre outros.

Borgward apresenta a versão de produção do BX5 no Salão do Automóvel de Guangzhou, na China

Imagem
A Borgward está apresentando na China a versão de produção do seu novo utilitário esportivo, o BX5. Irmão menor do BX7, o BX5 marca a volta da empresa alemã, parceira da Foton, apresentou no Salão do Automóvel de Guangzhou, na China, a versão de produção do utilitário não se difere muito do modelo conceitual. Ele mede 4,48 metros de comprimento, 1,87 metro de largura, 1,67 metro de altura e 2,68 metros de entre-eixos. Sem grandes alterações no estilo em relação ao conceito, o Borgward BX5 mantém a referência à imagem clássica da marca, mas com linhas bem sofisticadas e musculosas. Entre os destaques, o BX5 conta com faróis de LED, rodas de liga leve aro 19, embora terá também opções de aros 17 e 18 polegadas. Sua produção deve se localizar na China, assim como o BX7, e suas linhas são musculosas, o Borgward BX5 tem lanternas traseiras compactas e para-choques com grandes spoilers e defletores de ar prateados. Por dentro, flagras mostram que o ambiente será sofisticado, tendo comando

Borgward pretende produzir 10.000 híbridos na cidade de onde nasceu, em Bremen, na Alemanha

Imagem
Depois de apresentar uma versão conceitual da versão híbrida do BX7, o TS Concept, a Borgward deve enfim por seu plano em prática. A marca alemã que voltou ao mercado em 2015 está prevendo o retorno ao mercado alemão em 2018, praticamente na mesma época que outra "pseudo-chinesa", a Link&Co pretende chegar a Europa. A fábrica da Borgward de automóveis híbridos deve ficar localizada em Bremen, na mesma cidade de onde a Mercedes-Benz produz seus automóveis. A cidade foi escolhida por ter uma forte ligação histórica com a marca e na instalação a Borgward pretende montar em regime SKD (semidesmontados) o BX7 elétrico. Além dele, a fábrica deve produzir as versões híbridas plug-in de BX5 e BX6, com potencial de montar 10.000 unidades por ano. De acordo com Ulrich Walker, CEO da Borgward, “A produção será projetada para ser flexível e organizada de tal forma que possamos ajustar – e, assim, aumentar – volume de produção eo número de modelos” . A decisão sobre Bremen vai além

Borgward deve participar de evento de clássicos na Argentina e fica de olho no país vizinho e no Brasil

Imagem
A Borgward disse que um de seus planos era chegar a América do Sul o mais rápido possível. Após apresentar em 2015 o BX7, a marca deve participar do evento Autoclásica 2016 na Argentina, evento que reúne clássicos da Argentina no hipódromo de San Isidro, em Buenos Aires. Diferentemente de outros anos, dessa vez uma marca nova demonstra interesse em participar do evento: a Borgward. Ressuscitada em 2015 pelo neto do fundador, a empresa alemã volta com capital chinês e com parceria com a Foton. Primeiramente a marca quer entrar em mercados como China e Índia. Parece que logo após disso, o foco será a América do Sul. O interesse pela Argentina não é por acaso. O Borgward Isabella, quem sabe o mais conhecido da marca, foi fabricado brevemente na região de Córdoba e vendeu cerca de 1.050 unidades no país vizinho. A Borgward disse que tem interesse em voltar ao mercado argentino e nos mercados vizinhos. Na mostra argentina, a Borgward entra como patrocinadora, o que reforça a intenção de

Vazam imagens do modelo de produção do Borgward BX5, atração da marca no Salão de Chengdu

Imagem
E vazou as primeiras imagens do Borgward BX5, que deve ser revelado ainda neste ano na China. Praticamente pronto, o utilitário esportivo é o irmão menor do BX7. O BX5 mede 4,49 metros de comprimento, 1,87m de largura e 1,67m de altura e tem 2,68 metros de entre eixos e conta com um visual mais esportivo que o BX7, destacando-se os faróis de LED, rodas de liga leve aro 19, embora terá também opções de aros 17 e 18 polegadas. Sua produção deve se localizar na China, assim como o BX7, e suas linhas são musculosas, o Borgward BX5 tem lanternas traseiras compactas e para-choques com grandes spoilers e defletores de ar prateados. Por dentro, flagras mostram que o ambiente será sofisticado, tendo comandos de navegação de multimídia entre os bancos, assim como freio de estacionamento eletrônico e botão de partida junto à alavanca. Debaixo do capô ele deve usar o motor 1.8 16v Turbo que desenvolve 180cv de potência e torque de 28,5kgfm ou o 1.4 Turbo híbrido que desenvolve 142cv de potência

Postagens mais visitadas deste blog

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado