Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Toyota Group

Toyota deve lançar sua linha elétricos ainda em 2021, com dois SUVs de bateria

Imagem
A Toyota deve desenvolver novos modelos elétricos, que farão parte da nova linha de modelos BZ. Depois de anos de modelos híbridos, a japonesa deve desenvolver os primeiros elétricos, que serão apresentados ainda em 2021. A marca deve apostar na plataforma BEV, que serão dois modelos a serem apresentados dentro de alguns meses. Esses novos modelos devem começar a ser vendidos nos principais mercados a partir do final de 2021, onde deve ser lançado primeiro nos Estados Unidos. Na Europa, esses elétricos serão lançados em 2022. O primeiro elétrico deve ser um SUV médio e o segundo deve ser um SUV compacto e um sedã. Junto a esses elétricos, haverá um carro híbrido plug-in. A Toyota já teria registrado cerca de 10 nomes dos carros da linha BZ: BZ1, BZ2, BZ3, BZ4, BZ5, BZ1X, BZ2X, BZ3X, BZ4X e BZ5X. Tudo indica que os “BZ” serão automóveis e os SUVs serão batizados com a terminação em “X”. Os modelos serão todos desenvolvidos sobre a plataforma modular e-TNGA e serão produzidos na China e

Lexus deve desenvolver um SUV elétrico para breve; modelo será primo do Subaru Evoltis

Imagem
Enquanto a Toyota a Subaru se uniram para desenvolver seus primeiros modelos elétricos, a Lexus deve seguir na crista da onda desenvolvimentista de modelos elétricos da Toyota para ter o seu primeiro modelo elétrico puro. Vale destacar que o UX é o primeiro elétrico já revelado pela Lexus, no ano passado. Agora, a Lexus desenvolve um elétrico baseado no Subaru Evoltis, com plataforma e-TNGA. Segundo informações reveladas pelo Automotive News , John Iacono, Presidente do Conselho Consultivo de Concessionárias da Lexus, disse que a marca premium também terá os seus carros. “Com o mercado de EV como está agora, há realmente um competidor lá fora que está absorvendo todas as oportunidades. Acredito que o mercado está crescendo e continuará a crescer, e que os EVs são a onda do futuro. Não sei com que rapidez chegaremos aos volumes que vão chamar a atenção da indústria de forma holística. Mas o que sei é que chegaremos” , destacou Iacono. “Eu, pessoalmente, com outros revendedores da Lexus,

Primeiro Toyota puramente elétrico será um SUV médio, rival do Volkswagen ID.4, com base e-TNGA

Imagem
A Toyota confirmou que desenvolve o seu primeiro carro elétrico, que deve ser apresentado dentro de alguns meses, ainda em 2021. Esse novo modelo deve ser um utilitário esportivo médio, que deve concorrer com o Volkswagen ID.4. A Toyota ainda falou sobre a sua plataforma e-TNGA, que também está em desenvolvimento. Essa plataforma deve estar em toda uma linha de produtos elétricos que a Toyota deve desenvolver nos próximos anos. Modular, essa nova plataforma deve ser a mesma TNGA, mas adaptada para receber motores elétricos e baterias no seu assoalho. Desenvolvida em parceria com a Suzuki e a Subaru, esse desenvolvimento pode permitir que as duas marcas usem a mesma plataforma da Toyota e diminua custos de desenvolvimento. Com grande modularidade, a nova base pode ter infinitas combinações entre os eixos. A plataforma deve ser concorrente das bases MEB da Volkswagen e E-GMP da Hyundai. No caso da Toyota, a marca japonesa desenvolve o seu primeiro elétrico como concorrente do Volkswagen

Mazda teve ter um primo do Toyota Yaris, que terá motor híbrido e estreia na Europa em 2023

Imagem
Depois de ser apresentado com a quarta geração, o Toyota Yaris deve contar com a presença de um irmão de desenvolvimento: um Mazda. O modelo deve ser um dos principais carros da marca de Hiroshima para a Europa, sendo que um modelo eletrificado deve ser bem eficiente e ajudar a Mazda a vender mais modelos por lá, além de ajudar a marca a cumprir suas regras de emissões. A Mazda, que possui parceria com a Toyota, terá a sua própria versão do Yaris, a fim de substituir o atual Mazda2. Ainda não se sabe se será uma nova geração do hatch ou verdadeiramente um substituto, com um novo modelo. Segundo a Mazda, a sua versão do Yaris deve ser revelada dentro de dois anos, com a opção de motor híbrido como um dos destaque do carro. Recentemente reestilizado, o Mazda2 já se encaminha para o fim do seu ciclo comercial desta geração do modelo. A Mazda ainda não comenta sobre o futuro do Mazda2 e, por isso, não sabemos se esse novo hatch será um substituto ou uma nova geração desenvolvida em conjunt

BMW deve aproximar-se da Toyota, em parceria, e devem desenvolver modelos a hidrogênio

Imagem
A BMW e a Toyota parecem que estão se aproximando mais nos últimos anos. As duas marcas já desenvolveram BMW Z4 e Toyota Supra em conjunto e já desenvolveram plataformas e motores também. Porém isso não deve se resumir a apenas isso. De acordo com informações, as duas marcas devem se aproximar bastante para a produção de modelos movidos a hidrogênio. "Nas próximas décadas, faríamos bem em fortalecer nossos laços" disse Oliver Zipse, CEO da BMW, em conferência com o site Automotive News Europe . A colaboração entre as duas marcas tem prazo até o final de 2025, mas essa parceria pode ser facilmente estendida. De acordo com o executivo, essa parceria deve ser prolongada muito pelo desenvolvimento compartilhado de motores a hidrogênio, que pode ser também uma alternativa ao futuro dos automóveis. Enquanto a Toyota conta com o Mirai, a BMW deve apresentar uma opção a hidrogênio do X5, em meados de 2022. O executivo da BMW ainda falou que a marca deve passar por um estudo interno

Toyota diminui sucesso da Tesla com elétricos em comparação com híbridos e história da marca

Imagem
A Toyota revelou mais algumas novidades sobre a sua gama de carros elétricos que está em desenvolvimento. A marca japonesa até mesmo citou a Tesla como um exemplo. De acordo com Akio Toyoda, Presidente da Toyota, disse que a Tesla, apesar do seu desenvolvimento, não tem capacidade de vencer a Toyota em termos de capitalização e nem a história de 100 milhões de carros já vendidos em toda a sua história. "A Tesla tem sua receita para o futuro, que é baseada na padronização de modelos, mas a Toyota tem uma cozinha de verdade e um chef de verdade" , disse o executivo. Apesar de parecer esnobe, a fala de Toyoda também pode transmitir empolgação para fechar o ano com um recorde nos lucros em 2020. A nível de comparação com unidades vendidas, a Tesla vendeu 367 mil unidades em 2019 contra as 10,74 milhões de unidades da Toyota. É um número onde existe um abismo entre as duas marcas. Mesmo assim, as ações da Tesla dispararam tanto ao ponto de fazer a marca de elétricos ser mais valio

Toyota investe mais em híbridos e confirma expansão de fábrica de baterias com a Panasonic

Imagem
A Toyota confirmou que deve continuar apostando alto em seus modelos híbridos dentro dos próximos anos. Atrasada para a festa dos carros elétricos, a marca japonesa confirmou que uma tecnologia não deve se sobrepor à outra. Isso porque a Toyota criou uma joint-venture com a Panasonic, que criou a Prime Planet Energy & Solutions Inc., que deve ser especializada em produção de baterias prismáticas para automóveis. As marcas anunciaram um novo investimento para ampliar a produção na fábrica de baterias. Atualmente, a Toyota possui 51% da Prime Planet e deve instalar uma nova linha de produção de baterias prismáticas de íon-lítio para veículos híbridos na cidade de Tokushima, no Japão, onde a Panasonic já produz as baterias. O plano de ambas é produzir a partir de 2022 e aumentar gradativamente até um nível suficiente para ter cerca de 500 mil híbridos produzidos por ano. A Toyota e nem a Panasonic confirmaram maiores informações sobre a nova joint-venture, se as baterias produzidas se

Para fusão com a FCA funcionar, PSA deve fechar parceria com a Toyota para furgões

Imagem
A fusão da FCA e a PSA deve formar o Grupo Stellantis até o final do primeiro trimestre de 2021. A fusão estaria sob investigação da União Europeia por questões que pode ser considerada a criação de um monopólio no segmento de furgões na Europa, já que a PSA e a FCA são líderes do segmento e detém boa parte dos modelos que são líderes. Para resolver essa questão, a PSA decidiu ampliar a produção de vans elétricas da Toyota, que também é uma das parcerias da PSA. A oferta foi enviada para a comissão da União Europeia, que deve avaliar o caso e fortaleceria a Toyota no segmento de comerciais leves. Isso reduziria a liderança de marcas como Peugeot, Citroën e Fiat, que detém 34% das vendas totais. Segundo a Agência Reuters , essa liderança da Stellantis pode provocar um desiquilíbrio de 14 países da União Europeia. A PSA e a FCA emitiram uma nova em conjunto dizendo que a fusão já foi aprovada pelos 14 membros do bloco, além do Reino Unido. “Até agora, a transação obteve autorização de fu

Universidade de Kyoto e Toyota desenvolvem uma bateria capaz de rodar 1.000km

Imagem
A Toyota confirma que desenvolve bateria para carros elétricos que prometem uma autonomia superior a 1.000km de autonomia. Um dos pontos chaves para o desenvolvimento de carros elétricos, essas baterias devem ser essenciais para a marca e para a linha de carros elétricos que a japonesa desenvolve. A Toyota entrou em contato com a Universidade de Kyoto para testar a nova bateria para carros elétricos, de acordo com o jornal japonês Nikkei Asian Review . O protótipo deve fazer com que se tenha uma bateria de íon de flúor, com o trunfo de ter um densidade que será sete vezes maior que as atuais baterias de íon de lítio. Elas devem conseguir ser menores e serem mais leves que as baterias atualmente usada na maioria dos carros elétricos. A bateria deve contar com ânodo ou eletrodo carregado negativamente, que deve ser desenvolvido de flúor, cobre e cobalto, além de ter um cátodo de eletrodo carregado positivamente, feito de lantânio. Esse tipo de bateria funciona em temperaturas muito altas

Presidente da Toyota Brasil diz que Daihatsu pode voltar ao Brasil, mas depende das condições do mercado

Imagem
Em recente entrevista, o Pesidente da Toyota Brasil confirmou que a Daihatsu pode voltar ao mercado brasileiro dentro de alguns anos. Em entrevista ao UOL Carros, Rafael Chang, Presidente da Toyota Brasil, disse que a possibilidade existe. Vale destacar que recentemente o Daihatsu Rocky foi registrado no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). “É uma das opções que nós temos. A Daihatsu é uma marca do Grupo Toyota que está focada em carros menores. Isso vai depender muito das condições de cada mercado, se vai dar pra introduzir a marca Daihatsu ou continuar com a marca Toyota” , disse Chang. Atualmente a Daihatsu é uma marca especialista em fazer carros compactos, o que seria bastante interessante de se ver no Brasil, que possui uma grande parcela de vendas deste tipo de modelo. Além disso, a Daihatsu possui outros carros interessantes em linha como o Move, Terios, Ayla, Copen e o Altis. Para os próximos anos a Daihatsu deve apresentar uma sedã compacto com linhas cupê. Ca

Cerca de 90% dos carros vendidos pelo Grupo Toyota na Europa em 2025 devem ser eletrificados

Imagem
O Grupo Toyota confirmou que o futuro deve ser híbrido na Europa. Isso porque a marca nipônica confirmou que tem planos ambiciosos e estima concentrar nada menos que 90% de todas as suas vendas em modelos com algum tipo de eletrificação. A expectativa é chegar em 2025 e distribuí-la nas seguintes proporções: 70% de modelos híbridos, 10% de carros híbridos plug-in e 10% de elétricos ou carros movidos a células de hidrogênio para carros de Toyota e Lexus. Os demais 10% devem ser de carros tradicionais como esportivos, comerciais leves e utilitários off-road, como a Land Cruiser Prado por exemplo. Nos próximos cinco anos, a Toyota confirmou que na Europa deve contar com nada mais nada menos que 40 veículos eletrificados novos ou atualizados. "Será pelo menos um carro híbrido plug-in por ano" , diz um porta-voz. Entre as novidades, a Toyota deve apresentar a RAV4 Prime e o Lexus UX 300e, além da nova geração do Toyota Mirai. Só nesse trio já possui uma nova opção híbrida, um

Toyota e BYD confirmam desenvolvimento de joint-venture para desenvolvimento de eletrificados

Imagem
A Toyota deve se aliar com a BYD na China para desenvolver novos carros elétricos. A gigante japonesa deve se unir com a marca chinesa líder do mercado de carros elétricos, o que deve fazer um grande bem para a Toyota, que focou todas suas fichas em híbridos e carros movidos a célula de hidrogênio. A joint-venture deve focar no desenvolvimento de eletrificados, que devem ser colocados à venda na China. Dividindo investimentos em desenvolvimento, há chances da Toyota acabar desenvolvendo alguns projetos que tenham uma visão mais global. Essa joint-venture deve ser assinada ainda em 2020 e deve ter capital dividido em 50% cada. Ainda não se sabe os valores de investimento de cada uma para a parceria. Faz tempo que a japonesa procura uma parceira de desenvolvimento em carros elétricos. Atrasada no setor, a nipônica deve tentar fazer frente à marcas como a Nissan, que já possui experiências de desenvolvimento com o Leaf desde 2010. Vale destacar que a Toyota também confirmou que até 20

Toyota e Subaru iniciam o desenvolvimento das novas gerações dos esportivos GT86 e BRZ

Imagem
Depois da Toyota comprar 20% de ações da Subaru, as marcas japonesas confirmaram o início do desenvolvimento de uma nova geração dos seus esportivos Toyota GT86 e Subaru BRZ. Os esportivos de tração traseira devem continuar ficando abaixo do Supra, no caso do GT86, e sendo o único esportivo dentro do lineup da Subaru. Com a Gazoo Racing desenvolvendo a nova geração da dupla, que deve ser a primeira depois dessa compra de ações entre as marcas. Chamado de ‘Toyota and Subaru Agree on New Business and Capital Alliance’, a nota de imprensa destaca os novos campos de colaboração de ambas as empresas onde surge o ‘desenvolvimento conjunto da próxima geração dos Toyota GT86 e Subaru BRZ’. Ainda é cedo para falar alguma coisa sobre as novas gerações de Toyota GT86 e Subaru BRZ. Ambas as marcas confirmaram que a dupla deve manter a tração traseira em sua segunda geração, o que deve influenciar diretamente na escolha da nova plataforma da dupla. Uma fonte interna da Subaru disse que a nova p

Depois da Suzuki, Toyota compra a Subaru ao se tornar maior acionista da marca nipônica

Imagem
Parceiras desde 2005, a Toyota e a Subaru confirmaram uma aproximação maior. De acordo com o divulgado, a Toyota comprou 80 bilhões de ienes em ações da Subaru e na cotação do dia a quantia era de R$3,07 bilhões. Com a movimentação, a Toyota passa a ser dona de 20% da Subaru, se tornando a maior acionista da marca. A participação da marca japonesa anteriormente era de 17%. O comunicado dito pela fabricante diz que a Subaru comprou valor semelhante da Toyota, mas não especificou o quanto isso significa. O novo acordo prevê que a Subaru se torne uma afiliada da Toyota e que o desenvolvimento em conjunto de modelos seja aproximado. Atualmente, Toyota e Subaru produzem juntas os modelos Toyota GT86 e Subaru BRZ. Além disso, a Subaru usa o conjunto híbrido da Toyota e ambas monitoram a competitividade das duas em escala de produção. Menor, a Subaru vende globalmente cerca de 1 milhão de unidades, enquanto a Toyota costuma ter números 10 vezes maior. Isso ocorre um mês após a Toyota ter

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Ferrari confirma desenvolvimento e lançamento do primeiro elétrico até 2030

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Novo Citroën C3 Sporty deverá ser lançado em outubro no Brasil, antes da Índia

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Ford Figo pode ter dado os primeiros indícios do fim de linha também na Índia

Nova Chevrolet Spin não deve ser baseada no Orlando, como era estipulado