Toyota dá o braço a torcer no desenvolvimento de elétricos a partir de novo CEO global

Toyota confirma que enfim vai focar no desenvolvimento de novos modelos elétricos, fecha novas parcerias e tem um novo investimento na fábrica global



A Toyota confirmou que enfim dará atenção para o desenvolvimento de modelos elétricos em larga escala. Depois de apresentar os modelos bZ4X e bZ3, a marca nipônica confirmou que a Toyota Group, com a Toyota e a Lexus, vai aumentar suas opções de carros elétricos a bateria. A Lexus confirmou que terá mais modelos elétricos primeiro, dando maior ênfase à mobilidade elétrica, mas ainda se apoiará em outras soluções como os modelos híbridos e movidos a células de hidrogênio.

De acordo com a Agência Reuters, o destaque para a Lexus vem da marca querer atingir 1 milhão de carros elétricos por ano até meados de 2030, se transformando em puramente elétrica até 2035 – ano em que a Toyota também precisará ser puramente elétrica, ao menos na Europa. "A Lexus terá um papel de liderança nisso. Esta não é uma guinada para os carros elétricos a bateria", destacou o CEO da Toyota, Koji Sato, em entrevista para a agência de notícias.

"A nova equipe do próximo presidente Sato tem a missão de transformar a Toyota em uma empresa de mobilidade. Ele tem jovens companheiros de mentalidade semelhante. Espero que esta nova equipa ultrapasse os limites que não posso ultrapassar.", adicionou Sato. De acordo com Akio Toyoda, ex-Presidente e neto do fundador da Toyota, a japonesa foi pioneira na popularização dos carros híbridos com o Prius e foi se expandindo para toda a linha – narrativa que a Toyota sempre usou contra os carros elétricos.

Além da meta de 1 milhão de elétricos ao ano da Lexus, a Toyota Group confirmou que tem o plano de vender 3,5 milhões de unidades, ou seja, 2,5 milhões de unidades ficarão com Toyota e Daihatsu. Recentemente, a Toyota confirmou que vai investir em uma nova plataforma puramente elétrica, junto de iniciativas de desenvolvimento de baterias mais modernas, como a de estado sólido. Segundo o jornal japonês Nikkei, a partir de 2025, a fábrica de Kentucky vai produzir elétricos a partir de 2025.

Sato confirmou que a mudança nos planos de carros elétricos se tornará uma prioridade durante a sua gestão, muito provavelmente um dos motivos para a troca de CEO, sendo Sato o primeiro que não seja da família Toyoda. A nível de comparação, a Toyota Group vendeu 24.000 unidades de elétricos em 2022, contra os mais de 1 milhão de unidades da líder Tesla. No Kentucky, a Toyota quer produzir elétricos em níveis gradativos, começando com 10.000 unidades mensais e chegando a 200.000 unidades anuais até 2026.



Fotos: Toyota / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv