Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Gasolina

DR revela o Evo3, o SUV subcompacto que além do motor elétrico, traz o 1.5 16v a gasolina

Imagem
A DR Automobiles é uma marca italiana que vende automóveis de modelos da Chery e JAC na Europa. Por lá, a marca vende o Evo3 Electric desde o ano passado, que é um SUV subcompacto baseado no JAC S2, que na verdade é o nosso JAC T40. Agora, a DR passa a vender as opções a gasolina e a gás natural do modelo. O primeiro usa um motor 1.5 16v a gasolina que desenvolve 113cv de potência, com um câmbio manual de 5 marchas. Além dele, a DR deve oferecer uma opção movida a gás natural do mesmo motor. Apresentado no ano passado, o Evo3 Electric conta com motor elétrico que desenvolve 115cv de potência e 27,5kgfm de torque, alimentado por baterias de 33kWh da Samsung. A autonomia é de 300km (que pode chegar a 350km no modo Eco, que regenera a energia das frenagens) e a velocidade máxima é de 102km/h no modo Normal e 130km/h no modo Sport. A recarga total em 8 horas em uma rede de 220V, com opção de 80% de carga em 1 hora utilizando um carregador próprio. A DR tem a opção de compra de um WallBox f

Jeep confirma que o motor V8 deve deixar de ser usado ainda nesta década, diz CEO

Imagem
A Jeep confirmou que o motor elétrico deve começar a invadir a gama de automóveis da marca, seja com híbridos ou elétricos. Com isso, os motores Turbo Diesel devem sair de cena ( veja aqui ), mas alguns motores a gasolina também devem se despedir. É o caso do motor V8, que devem dar adeus. Atualmente, os motores Hemi são usados por uma série de marcas norte-americanas da Stellantis, como Jeep, Chrysler, Dodge e RAM. A Jeep não confirma quando que o motor V8 deve ser descontinuado dentro da marca, mas isso pode ser para breve. Segundo Christian Meunier, CEO Global da Jeep, disse: “Acho que no longo prazo é bastante óbvio que isso vai acontecer. A médio prazo, está claro que queremos proteger o V8 o máximo que pudermos, especialmente em mercados onde há demanda e onde faz sentido fazê-lo. Para responder à pergunta sem rodeios, eu amo os V8s, mas amo a eletrificação ainda mais. É muito claro que a eletrificação nos dá a oportunidade de obter ainda mais desempenho de uma maneira melhor, co

Europa confirma que motor a combustão será permitido em veículos 0km até 2035, diz UE

Imagem
A União Europeia confirmou que deve dar o prazo de até 2035 para vender carros com motor a combustão, sejam eles a gasolina, diesel ou gás natural. Estes modelos emitem CO2 e devem ser banidos de serem vendidos no continente após 2035, ou seja, dentro de 14 anos. A medida é a prova de que o chamado “Fit for 55” porque as emissões de gases de efeito estufa em 2030 pode ser reduzidos em 55% em 2030 em comparado com as emissões de 1990. Com isso, entende-se que este deve ser um objetivo alcançando num primeiro momento, que deve ser a mudança de uma matriz energética dos carros para um período de tempo que parece demorar, mas que faz parte da indústria que necessita trabalhar a longo prazo. A informação de que os motores a combustão devem ser mantidos em linha apenas até 2035 foi anunciado na sede da União Europeia, em Bruxelas, na Bélgica. Essa medida já deixa bem claro que as marcas devem focar no seu processo de eletrificação e abandonar o desenvolvimento de motores a gasolina e a diese

Mazda faz o Mazda2 ganhar um novo motor no Japão, o 1.5 SkyActiv-G de alta compressão

Imagem
A Mazda apresentou oficialmente no Japão algumas novidades para o seu compacto, o Mazda2. O modelo mais acessível da marca passa a ser vendido com mudanças na mecânica. O hatch ganha o motor 1.5 SkySctiv-G de alta compressão. Com quatro cilindros, o modelo é aspirado e possui um sistema chamado de Diagonal Vortex Combustion, que permite que o motor tenha injeção direta de combustível próximo da vela quando o pistão está subindo, garantindo uma melhor combustão. Com uma taxa de compressão de 14:1, o novo motor desenvolve 110cv de potência com torque de 14,4kgfm, acoplado a um câmbio manual de 6 marchas ou automático, com a mesma quantidade de marchas. Segundo a Mazda, o compacto possui um consumo de 20,3km/l no ciclo JC08. No Japão, ele ainda é vendido com os motores 1.5 SKYACTIV-D, um motor Diesel que rende 105cv de potência e 25,5kgfm de torque. Além do motor à Diesel, a Mazda também anunciou que ele deve ser oferecido com motor 1.5 SKYACTIV-G, que rende 100cv, acoplado a um câmbio ma

Audi confirma que últimos carros a gasolina e diesel estreiam em 2026; motores ficam até 2033

Imagem
A Audi definiu os seus próximos passos quando o assunto for carros elétricos e a transição de modelos. A marca das quatro argolas confirmou que deve desenvolver modelos elétricos nos próximos anos, mas deve deixar de lançar carros com motores a gasolina e a diesel em 2026. Segundo informações do Süddeutsche Zeitung , a marca deve manter esses motores em linha até 2030, pelo menos na Europa, quando deve passar puramente para carros elétricos. O jornal alemão ainda confirmou que, de acordo com falas recentes do CEO da Audi, Markus Duesmann, o executivo teria uma reunião com alguns representantes dos executivos do alto escalão da empresa. Todos os carros da marcam devem receber uma versão elétrica e o último carro a combustão da Audi estreia em 2026 e seria um modelo da linha Q, de utilitários esportivos que, ao que tudo indica, seja a nova geração do Q8. A marca já confirmou que não deve desenvolver novos motores elétricos. No mundo, a Audi deve abandonar por completo os motores a combus

Koenigsegg quer desenvolver biocombustível que usa dióxido emitido de vulcões para o Gemera

Imagem
Depois de apresentar o Gemera no ano passado, a Koenigsegg voltou a apresentar novidades e informações sobre o seu futuro. A marca confirmou que deve investir pesado em um tipo de combustível não-poluente. Segundo Christian von Koenigsegg, fundador e CEO da marca, disse que existem planos detalhados em entrevista à Agência Bloomberg e ao Jalopnik . O executivo confirmou recentemente que deve apostar em modelos com uma estratégia de produzir novidades com células de energia de alta tensão para o seu processo de eletrificação, o que deve ajudar a marca com a redução de emissões de poluentes. “Sou fã dos elétricos puros. Na maioria dos aspectos, eles são melhores que os carros que substituem; principalmente em modelos pequenos, onde as baterias são compactas. O problema é que são mais pesados e de recarga demorada. Além disso, as baterias geram resistência à rolagem e não ficam mais leves à medida que se descarregam, sem diminuição de massa à medida que são gastas” , disse o Sr. Koenigseg

Volvo retira de linha as versões puramente a combustão, a gasolina e diesel, no Brasil

Imagem
A Volvo já começou a sinalizar as mudanças no mercado brasileiro. Até o final de 2021, a Volvo deve passar a vender modelos puramente híbridos no país. Com isso, as versões puramente movidas a gasolina e a diesel devem sair de linha no Brasil dentro de alguns meses. Com isso, S60, XC40, XC60 e XC90 devem ser vendidos apenas com motores híbridos, algo que o S90 sempre foi, desde seu lançamento. O XC40, por exemplo, deve ser vendido nas versões Momentum, R-Design e Inscription com o motor 1.5 12v Turbo de três cilindros, vendido nas versões T3 do XC40, que desenvolve 180cv de potência e 27kgfm de torque junto de um motor elétrico que entrega 82cv de potência e 16,3kgfm. Juntos, eles desenvolvem 262cv de potência e 43,3kgfm de torque, acoplado a um câmbio automático de dupla embreagem de 7 marchas, com tração dianteira. O 0 a 100km/h fica em 7,3 segundos. Já o XC60 deve ser vendido com o motor 2.0 eDrive Turbo que desenvolve 320cv de potência junto a um conjunto elétrico de 87cv com bater

Audi confirma que não terá motores a combustão em seus carros em 2035, no mercado europeu

Imagem
A Audi confirmou que terá automóveis com motor a combustão até meados de 2035. A marca das argolas confirmou que os carros movidos a combustão devem sobreviver dentro da marca por cerca de quinze anos, com modelos híbridos, em sua maioria. De acordo com entrevista do site Wirtschafts Woche , a empresa deve eliminar os carros a gasolina e a diesel do portfólio nesses quinze anos. De acordo com o CEO da Audi, Markus Duesmann, disse na entrevista que a marca deve se concentrar no desenvolvimento de modelos eletrificados. O executivo disse em uma entrevista que "a proteção do meio ambiente e o sucesso econômico andam bem juntos" . Sem citar fontes, a Audi disse que desenvolve um cronograma de transição gradual dos motores a combustão para os modelos elétricos, sendo que isso deve ser divulgado dentro de algumas semanas. Atualmente a Audi já possui 17 modelos eletrificados, sendo 5 elétricos e 12 híbridos. Dentro de alguns anos serão 20 elétricos e 30 híbridos plug-in. Com isso, a

Mazda confirma desenvolvimento de novos motores de seis cilindros e o elétrico com Wankel

Imagem
Enquanto os novos motores não ficam prontos, a Mazda resolveu dar um gostinho aos entusiastas com o desenvolvimento dos mesmos. A japonesa confirmou, por meio do jornal Nikkei, que os novos modelos terão apelo esportivo, sendo que a marca deve apresentar novidades como um sedã executivo (Mazda6) e novos SUVs nos próximos anos. A marca ainda desenvolve novos motores SkyActiv, de seis cilindros em linha. Esses novos motores podem ter entre 3.0 a 3.3 litros, desenvolvidos para serem longitudinais e abastecidos com gasolina, além de um diesel. Os dois novos motores devem adotar uma tecnologia de 48V, híbrida-leve. Entre os modelos que devem usar esses motores estão as novas gerações do Mazda6 e as novas gerações de CX-5 e CX-8. A Mazda terá mais motores Wankel, que deve ser apresentado oficialmente dentro de alguns meses. A confirmação foi feita pelo CEO da Mazda, Akira Marumoto, no ano passado, que confirmou em entrevista o desenvolvimento do motor. O motor Wankel deve funcionar como um g

Honda deve desenvolver elétricos e híbridos e extinguir carros apenas a combustão até 2022 na Europa

Imagem
A Honda confirmou que deve mudar sua estratégia no mercado europeu. Até 2022, a Honda decidiu que não deve vender nenhum carro que não seja eletrificado. Depois de não conseguir atingir as metas de emissões de poluentes, a japonesa deve tomar uma atitude mais drástica e enérgica, eliminando os carros movidos apenas com motores a gasolina ou a diesel. De acordo com o site Autocar, a Honda deve passar a vender apenas modelos híbridos e movidos a eletricidade. Com as regras cada vez mais rígidas no continente europeu contra o CO2, a marca disse: "Ela será uma combinação de totalmente elétrico e híbrido. Obviamente, se a legislação começar a mudar quando nos aproximamos de 2035, ou se nos afastarmos do híbrido também, então mudaremos nosso tecnologia para longe disso. Há um papel a desempenhar para os combustíveis limpos, para a biomassa, para o hidrogênio e até certo ponto para os combustíveis convencionais e também para as baterias" , destacou Ian Howells, Vice-Presidente Sênio

Daimler deve ter novos motores 2.0 M254 (gasolina) e OM654 (diesel) com sistema EQ Boost

Imagem
A Daimler confirmou que deve desenvolver novos motores a gasolina e a diesel, em contrário à redução de motores a combustão que as marcas tem feito na Europa. Com o limite de emissões estipulado em 95g/km, a Daimler confirmou que a Mercedes-Benz deve receber dois novos motores que deve ser hibritizados, sendo um a gasolina e um diesel. A alemã deve focar na introdução de sistemas mais eficazes para reduzir o consumo e as emissões de poluentes. Os novos motores são chamados de M254 e OM654, respectivamente, gasolina e diesel. Esses motores devem receber várias mudanças, a fim de incluir o sistema EQ Boost. O motor a gasolina deve desenvolver 272cv de potência, sendo 20cv extras do sistema híbrido-leve de 48V. O torque desse motor é de 40,6kgfm, enquanto o sistema MHEV deve entregar 18,3kgfm. Esse motor M254 ainda recebe melhorias para se tornar mais eficiente com o câmbio automático de 9 marchas 9G-TRONIC. A Daimler confirmou que parte dos cilindros (cilindros 1 e 4) usam parte dos gase

Ford Mondeo faz sucesso com opções híbridas na Europa e aposenta motor a gasolina

Imagem
A Ford parece estar muito contente com o sucesso do Mondeo nas versões híbridas no mercado europeu. Tanto, que a marca confirmou que o modelo deve seguir por lá, tanto nas carrocerias sedã como station wagon. Primos do Fusion, os modelos devem se manter em linha na Europa somente com as opções de motor híbrido. A Ford resolveu tirar de cena as opções 1.5 EcoBoost Turbo a gasolina do modelo e o 2.0 EcoBoost já tinha sido descontinuado em 2019. Curiosamente, ao lado do híbrido, se mantém o motor 2.0 EcoBlue Diesel, que desenvolve 152v ou 193cv de potência, com câmbio manual de 6 marchas ou automático de 8 marchas. Mas o destaque do Mondeo na Europa são as opções híbridas. De acordo com a Ford, o modelo está "entre as soluções ajudando os clientes a fazer a transição para a eletrificação com confiança." . “A mudança para uma produção 100% híbrida da nossa linha a gasolina do Mondeo é outro grande passo para frente na jornada de eletrificação da Ford. Para clientes que dirigem me

Grupo Volkswagen endossa fala da BMW e diz que motor a combustão deve durar muito tempo ainda

Imagem
O Grupo VAG confirmou que a eletrificação não deve matar os motores a combustão no mundo. Seus motores a gasolina devem se tornar cada vez mais eficientes, sem deixar que os motores a combustão de lado. Apesar do alto investimento em eletrificação, a VAG não acredita que esses motores sejam descartados logo. Em entrevista com o Chefe de Tecnologia da VAG, Matthias Rabe, em entrevista ao site britânico Autocar , disse que "terá um futuro mais longo do que algumas pessoas acreditam. Nós iremos usar os eFuels. Se você olhar para a indústria da aviação, os eFuels estão em alta demanda porque não serão elétricos, pois não conseguiriam cruzar o Atlântico. Nós levamos a sério nossas metas de CO2 e queremos ser um exemplo, mas isso não significa que iremos excluir o motor a combustão.” , disse. A VAG oferece carros movidos a outros tipos de motor, como a gás natural comprimido, TGI. A VAG ainda desenvolve, mais especificamente a Audi, desde 2013, a tecnologia de motores eFuels. Isso signi

BMW acredita que motor a combustão a diesel e a gasolina ainda deve durar 30 anos

Imagem
A BMW confirmou que deve continuar com o desenvolvimento de motores a combustão. Mesmo com a eletrificação se desenvolvendo em quase todo o mundo, a BMW ainda enxerga espaço para os motores a combustão, desenvolvendo com mais responsabilidade ao trazer maior economia de combustível e menor emissão de combustível. Em entrevista ao Automotive News Europe , Klaus Froehlich, Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da BMW na Europa, confirmou que a marca ainda deve manter o desenvolvimento e manutenção dos seus motores. A BMW confirmou que deve manter tanto os motores a gasolina como a diesel. De acordo com o executivo, os motores a combustão de quatro e seis cilindros só devem sumir por completo dentro de 20 anos no caso dos motores movidos a diesel e cerca de 30 anos para os motores movidos a gasolina. De acordo com Froehlich, o leque de opções de motores devem ser reduzido. Alguns motores usado atualmente claramente devem deixar de ser oferecido, seja pelo custo de produção ou pelas regr

Postos de Combustíveis passam a receber Gasolina com 27% de Etanol a partir de hoje!

Imagem
O Brasil começou a receber a gasolina com 27% de Etanol a partir de hoje nos postos do Brasil a fora. O percentual foi aumentando de 25% para 27%, aumentando assim o consumo de todos os carros e gerando uma grande crítica ao uso desse combustível com mais Etanol na Gasolina para os veículos mais velhos, que podem apresentar problemas ou um desgaste mais acentuado se não forem abastecidos com gasolina podium. Essa resolução do aumento de 2% de Etanol na Gasolina foi assinada em reunião no Palácio do Planalto conforme o ministro de minas e energia, Eduardo Braga. O percentual de etanol anidro misturado à gasolina é 25%, o que já é um porcentual elevado, mas em Setembro de 2014, a presidenta Dilma Rousseff sancionou projeto de lei autorizando o aumento do percentual para 27,5%, que não foi aprovado, mas aceitaram os 27%. O que aconteceu? Reduziram o "0,5%" para chegar aos 27%. Quem saiu em defesa do consumidor foi a Anfavea, que ressaltou que o aumento no índice do combustíve

Gasolina com 27% de Etanol deve começar a chegar nos postos de combustível a partir do dia 16!

Imagem
O Brasil deve começar a receber a mijolina gasolina com 27% de Etanol a partir do dia 16 de Março nos postos do Brasil. O percentual foi aumentando de 25% para 27%, aumentando assim o consumo de todos os carros e gerando uma grande crítica ao uso desse combustível com mais Etanol na Gasolina para os veículos mais velhos, que devem apresentar problemas se não forem abastecidos com gasolina podium. Essa resolução do aumento de 2% de Etanol na Gasolina deve ser assinada em breve em reunião no Palácio do Planalto conforme o ministro de minas e energia, Eduardo Braga. Atualmente, o percentual de etanol anidro misturado à gasolina é 25%, o que já é um porcentual elevado, mas em Setembro de 2014, a presidenta Dilma Rousseff sancionou projeto de lei autorizando o aumento do percentual para 27,5%. Entretanto, a viabilidade técnica tem de ser comprovada. O que aconteceu? Reduziram o "0,5%" para chegar aos 27%. E perguntas ficam no ar: isso pode ser ruim para motores mais velhos? Qu

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Lifan apresenta as primeiras novidades, agora no controle da Geely Group, e retoma produção

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Nova geração do Audi A4 será apresentada em 2023 e será geração de transição para o elétrico

Renault segue estudando a chegada do Kwid ZE ao Brasil, puramente elétrico, para 2022