Dacia revela informações sobre seu novo plano estratégico e mantém motores a combustão

Dacia revela detalhes de seu plano estratégico e prevê que vai manter os motores a combustão em linha até meados de 2030 e aposta em custo/benefício



A Dacia revelou detalhes do seu direcionamento para os próximos anos na Europa. A marca romena confirmou que vai manter os motores a combustão na Europa até meados de 2030, visto que a marca planeja continuar sendo uma marca acessível, mas também não de carros baratos, mas sim com melhor custo/benefício. Esse redirecionamento da marca será necessário por conta da eletrificação, cada vez maior na Europa.

A informação foi confirmada por Denis Le Vot, CEO da Dacia, que confirmou que a marca possui uma estratégia dentro da empresa, de não abandonar os carros a combustão nesta década. “A Renault vai se esforçar para ser a campeã dos motores elétricos; isso tem um risco. É também por isso que a Dacia existe. Dependendo da rapidez com que o mercado se converte em motores elétricos e do apetite dos clientes, a Dacia está aqui. As duas podem coexistir”, disse Le Vot em entrevista ao Automotive News Europe.

O executivo destacou que o custo de desenvolver um elétrico ainda é alto para a marca e ela só tem o Spring por conta da Renault, visto que ele é um. Como a proposta da Dacia é ser mais acessível, a marca espera que os componentes fiquem mais em conta para manter sua essência. Apesar de confirmar que os carros a combustão continuam até 2030, esse prazo pode ser estendido até meados de 2035, se possível.

Atualmente, o Spring responde por 12% das vendas da Dacia e nos próximos anos, a marca vai apostar em carros híbridos. Tanto que a nova geração do Duster pode ser lançada com essa mecânica. Até mesmo o custo do desenvolvimento de motores a combustão mais em conta, a Dacia já entende que terá que aumentar os preços de seus carros. Com isso, Le Vot confirma que a marca vai deixar de ter “preços extremamente baixos” e sim “melhor custo/benefício”, destacou ao site.



A marca quer atrair consumidores que desejam o básico de um carro e vem atraindo muitos consumidores menos afortunados na Europa. Isso atraiu uma série de compradores para a marca e fez o Sandero ser um dos carros mais vendidos da Europa. Em breve, a marca vai começar a investir em carros eletrificados, começando pela Jogger. Esse sistema será um híbrido (HEV).

Outra informação é que a marca não quer encher seus carros de equipamentos de segurança. Esse tem feito as notas dos carros da Dacia no EuroNCAP despencarem. "Muitas pessoas desativam o assistente de permanência em faixa. Você faz isso porque você é um ser humano e avalia a situação, então você desativa a tecnologia. O que fazemos é não vender isto para você. Nós sabemos que as pessoas desativam o assistente de permanência em faixa, então porque venderíamos este item?", disse Le Vot em entrevista ao Top Gear.

Até mesmo o próprio EuroNCAP elogiou a estrutura dos carros da marca, mas a falta de recursos de segurança diminui os resultados. O órgão avaliador confirma que seria possível ter quatro estrelas, caso tivesse os itens. Para manter os preços baixos, esses equipamentos não faem parte dos carros da Dacia, nem como opcionais. 



Fotos: Dacia / reprodução

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido