Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Crise

Por falta de chips, carros da Mercedes-Benz chegam ao Brasil mais simples e baratos

Imagem
A falta de semicondutores tem afetado a produção de várias marcas pelo mundo. E isso atingiu em cheio as marcas premium, que usam bastante semicondutores por serem carros com mais tecnologia. Para não parar a produção, a Mercedes-Benz retirou de série alguns itens de alguns dos seus carros e isso agora chega em novos lotes no Brasil. Modelos como CLA, GLA, GLC, GLC Coupé, GLE, GLE Coupé e GLS perderam alguns itens de série. Ao perder esses itens, eles ficaram mais em conta também. O CLA perde o Head-Up Display e passa a ter um preço de R$ 324.900, R$ 3.000 a menos que o preço de tabela. Já o GLA ficou R$ 3.000 mais em conta e passa a ser vendido por R$ 325.900, que perdeu a abertura das portas por aproximação e o carregador sem fio para smartphones. Em troca, ganhou iluminação ambiente da cabine. O GLC na versão Enduro, perdeu o sistema de som Burnmester, chave presencial e o carregador por indução. A versão Off-Road perdeu os dois últimos itens da versão Enduro. Com isso, o GLC Enduro

Mas de novo? NEVS, antiga Saab, pode ser colocada à venda pela Evergrande Group

Imagem
Nós não tínhamos notícias sobre o desenvolvimento dos novos carros da NEVS há mais de um ano. A marca estaria trabalhando nos primeiros automóveis após a aquisição do ferramental da Saab, que foi extinta. Com o endividamento da Evergrande Group na China, a NEVS foi colocada à venda na China e isso explica o motivo do desaparecimento da marca. Formada a partir da Saab, a National Electric Vehicle Sweden (NEVS), a Evergrande estuda a possibilidade de vender a marca, segundo a Agência Reuters. Segundo o Presidente da NEVS, Stefan Tilk, disse que já fez as primeiras conversas com interessados na marca, em busca de dar um destino para a marca e trazer dinheiro para a Evergrande com a venda. A marca poderia custar cerca de US$ 1 bilhão, o que já seria interessante para sanar algumas dívidas do grupo chinês. Alguns investidores demonstraram interesse na compra da marca sueca e as negociações tem sido realizadas com empresas dos Estados Unidos e Europa, ou seja, a empresa deixaria de ter capit

Fábrica da VW em São Bernardo do Campo vai aderir a layoff e terá só um turno em novembro

Imagem
A Volkswagen confirmou que a fábrica de São Bernardo do Campo (SP) vai trabalhar, a partir de de novembro, apenas em um turno. Com isso, a marca alemã confirmou que vai colocar os funcionários do segundo turno em lay-off, segundo informações do site Automotive Business. São cerca de 1.500 funcionários que voltam à linha de produção apenas dentro de dois a cinco meses (!). A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, fazendo com que a produção de modelos como Saveiro, Polo, Virtus e Nivus sejam parcialmente realizada. O motivo dessa ação é a falta de componentes para a produção dos carros, que vem afetando em cheio a fabricação em várias partes do mundo, incluindo o Brasil. Só neste ano, a fábrica de São Bernardo do Campo já parou algumas vezes. Pelas nossas contas foram quatro paradas que foram avisadas por sindicatos, mas não se sabe se esse número foi maior. Já as demais fábricas da Volkswagen de Taubaté (SP) e de São José dos Pinhais (PR) vol

Maserati atrasa estreia do Grecale para segundo trimestre de 2022 por falta de chips

Imagem
Depois de ter sido confirmado que sua apresentação global seria no próximo dia 16 de novembro, a Maserati confirmou o adiamento da estreia do Grecale. O motivo do atraso da apresentação do SUV seria a falta de semicondutores e que “os problemas que causaram interrupções nas cadeias de abastecimento dos principais componentes necessários para concluir o processo de produção do carro. Em particular, devido à escassez de semicondutores, a quantidade de produção não nos permitiria responder adequadamente à demanda global esperada.” , disse a marca em comunicado. Assim, a Maserati adiou o seu lançamento e apresentação postergada até a primavera europeia do próximo ano de 2022, entre os meses de abril a junho, no segundo trimestre. Desenvolvido a partir da plataforma modular Giorgio, o modelo italiano já chega como substituto do Ghibli, que sai de cena em meados de 2024. O novo SUV da marca italiana deve ser menor que o Levante e deve concorrer com modelos como o Porsche Macan, Audi Q5, BMW

Tesla Roadster também tem produção adiada para 2023, por falta de semicondutores

Imagem
A Tesla confirmou que o Roadster também vai ter a sua produção adiada. Assim como aconteceu com a Cybertruck, o hiperesportivo elétrico vai passar a ser produzido apenas em 2023, um atraso de quase dois anos em relação ao plano inicial, que assim como a picape seria ainda em 2021. Apresentado como protótipo em 2017, o carro só estará disponível seis anos depois. De acordo com Elon Musk, CEO da marca, o motivo do atraso estaria ligado com a pandemia e os problemas de abastecimento de componentes como semicondutores, dos quais o Roadster vai usar bastante por ser um carro com uma alta carga de tecnologia embarcada. “O mais provável é que vejamos a produção do Cybertruck no próximo ano e, em seguida, alcance um volume de produção em 2023. Oxalá até então possamos estar produzindo o Tesla Semi e o novo Roadster em 2023 também. Deveremos superar nossa grave escassez da linha de fornecimento em 2023. Sou otimista de que esse será o caso;  2021 tem sido o ano de uma escassez super maluca nos

CEO da Renault diz que os carros vão ficar ainda mais caros em 2022 por falta de componentes

Imagem
A Renault confirmou aquilo que não gostaríamos de ouvir. De acordo com informações do CEO da Renault, Luca de Meo, confirmou que a crise que o mercado global vem passando nos últimos anos, como a falta de semicondutores e o aumento de custo das principais matérias-primas para a produção de automóveis devem fazer com que os preços aumentem ao longo de 2022. De acordo com informações do executivo, a escassez dos componentes para a fabricação vai impactar diretamente nos preços e no custo de produção dos veículos. O aumento de preços da energia, gás, aço, alumínio, cobre e gasolina/etanol/diesel deve colaborar para esse aumento dos preços em todo o mundo. As paradas constantes na fabricação dos carros também deve ser um fator que vai precisar ser cobrado. Atualmente, os principais fabricantes de semicondutores estão localizados na Ásia, em Taiwan e Malásia. No Brasil, a Renault vem sofrendo com paradas na fábrica de São José dos Pinhais (PR). A fábrica paranaense, responsável pela produçã

Fábrica de Taubaté (SP) da Volkswagen, retoma produção a partir do próximo dia 13/10

Imagem
A Volkswagen confirmou o retorno das atividades na fábrica de Taubaté (SP) para o próximo dia 13 de outubro, logo após o feriadão. Em sua terceira parada apenas em Taubaté em 2021, a unidade volta com a produção e os 800 funcionários que estão em férias coletivas desde o último dia 27 de setembro. Os funcionários deveriam ter voltado no último dia 6 de outubro, mas a Volkswagen adiou o retorno e ainda colocou os outros 2.400 funcionários em shut-down, uma folga descontada do banco de horas, de acordo com informações do site Automotive Business. Responsável pela produção de Gol e Voyage, em Taubaté, a Volkswagen já tinha retomado a produção na unidade, no último dia 20 de setembro. Entre os dias 7 a 16 de junho, a produção já tinha sido interrompida pela primeira vez. O segundo começou no dia 12 de julho e tinha programação de retorno depois de 20 dias, que foram prolongados em mais 10 dias. Parada desde 30 de agosto, a fábrica teria a produção retomada no dia 16 de setembro, mas foi re

Fábrica de Taubaté (SP) da Volkswagen para mais uma vez, a quarta parada só neste ano

Imagem
A Volkswagen está oferecendo novamente férias coletivas para seus funcionários na unidade de Taubaté (SP). A unidade é responsável pela produção de modelos como Gol e Voyage, que pararam a produção a partir de hoje (27) por cerca de 10 dias. Cerca de 800 funcionários ou um turno da unidade, devem para até o dia 6 de outubro. A parada é mais uma vez motivada pela falta de componentes como semicondutores. A produção já tinha sido confirmada para ser paralisada no início deste mês, sendo esta a sexta parada apenas da fábrica de Taubaté (se contar dois days-offs), o que indica a instabilidade da produção nas fábricas da marca alemã. Recém fez uma semana que a Volkswagen tinha retomado a produção na unidade, no último dia 20 de setembro. Entre os dias 7 a 16 de junho, a produção já tinha sido interrompida pela primeira vez. O segundo começou no dia 12 de julho e tinha programação de retorno depois de 20 dias, que foram prolongados em mais 10 dias. Parada desde 30 de agosto, a fábrica teria

GM confirma produção em dobro com abertura do 2º turno em Gravataí e São Caetano do Sul

Imagem
A Chevrolet confirmou a força máxima para a produção de automóveis nas fábricas de Gravataí (RS) e São Caetano do Sul (SP). Duramente afetados pela produção de veículos nos últimos meses, a Chevrolet confirmou que vai dobrar o ritmo atual de produção a fim de atender a demanda por Onix, Onix Plus e Tracker. “Vamos dobrar a produção de Onix e Tracker, anunciando a volta do segundo turno a partir de segunda-feira (4/10) em Gravataí (RS). A situação de semicondutores continua volátil e vamos precisar continuar trabalhando em cima do momento, quase que 'just in time'. Não podemos falar que o problema passou, vai continuar e é preciso ficar muito atento ao problema” , destacou Santiago Chamorro, novo Presidente da General Motors para a América do Sul. Assim, todas as fábricas da GM voltam a operar em pelo menos dois turnos no mercado, incluindo São José dos Campos (SP). Chamorro ainda complementou dizendo que “nos preparamos para este momento e faremos de tudo o que está ao nosso al

Volkswagen adiou retorno da produção em Taubaté em quatro dias e retoma produção hoje

Imagem
A Volkswagen adiou novamente o retorno da produção na fábrica de Taubaté (SP). Parada desde 30 de agosto, a fábrica teria a produção retomada no último dia 16 de setembro, mas foi retomada a partir de hoje, 20 de setembro. De acordo com o sindicato dos metalúrgicos de Taubaté e região, essa foi a terceira parada da fábrica no ano, sempre por falta de semicondutores para a produção. Entre os dias 7 a 16 de junho, a produção já tinha sido interrompida pela primeira vez. O segundo começou no dia 12 de julho e tinha programação de retorno depois de 20 dias, que foram prolongados em mais 10 dias. "A escassez de capacidades de semicondutores tem levado a vários gargalos de fornecimento em muitas indústrias globalmente. Isso também tem gerado problemas no abastecimento da indústria automotiva ao redor do mundo durante o ano de 2021. O resultado são adaptações em toda a indústria na produção de automóveis, o que também afeta as marcas do Grupo Volkswagen" , disse a marca alemã em com

Toyota Corolla troca central multimídia de fábrica por uma nacional, temporariamente

Imagem
A Toyota confirmou que o Corolla vai receber uma nova central multimídia. Por falta de semicondutores, a empresa vai apostar em uma multimídia alternativa que exige menos semicondutores. Desde 1º de setembro, o Corolla começou a ser produzido sem a Toyota Play e sem uma central com conectividade com Android Auto e Apple CarPlay. A nova central multimídia possui tela de 10 polegadas e não possui botões físicos, como mostra a imagem acima, diferente do modelo que estava sendo usado até agora (imagem abaixo). A nova central multimídia é da empresa Wings e traz basicamente os mesmos sistemas que a central da Toyota tinha, com exceção do Android Auto e Apple CarPlay. A tela da Wings usa um sistema de Android nativo com possiblidade de usar os aplicativos baixados via Google Play. “A Toyota do Brasil informa que apesar de todos os esforços que têm realizado ao longo do tempo para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, provocada pela pandemia de Covid-19, desde

Joint-venture entre a GM-SAIC vai produzir seus próprios semicondutores na China até 2026

Imagem
A General Motors confirmou que juntamente com a sua divisão da SAIC na China, vai passar a produzir semicondutores depois da crise que afetou o grupo no mundo todo. De acordo com informações da Agência Reuters, o desenvolvimento do seu componente próprio é feito desde 2018 e as metas é que os chips sejam produzidos na China no prazo de cinco anos. Isso vai permitir que a marca eleve o nível de cooperação com a produção chinesa em uma escala global. Sem sequer imaginar que passariam por uma crise da falta do componente entre 2020 a 2022 (data que deve manter a falta dos componentes no mercado), a GM deve passar a produzir o seu próprio componente, deixando de ficar refém de fornecedores. Além dos semicondutores, GM e SAIC tinham conversado para desenvolver outros componentes como a troca de baterias para seus veículos subcompactos, de acordo com o Congresso Mundial de Veículos de Nova Energia. No Brasil, todas as fábricas da GM pararam a produção. Em comunicado, o grupo disse que "

Por falta de semicondutores, Toyota vai parar em Indaiatuba (SP) por dez dias em outubro

Imagem
A Toyota confirmou que vai paralisar por alguns dias a produção na fábrica de Indaiatuba (SP), responsável pela produção do Corolla. Depois de conseguir uma leva de semicondutores destinados para a fábrica de Sorocaba (SP), é a unidade de Indaiatuba que para pela primeira vez. A paralisação vai ocorrer entre os dias 13 a 22 de outubro. A retomada das atividades na fábrica voltam no dia 25 de outubro, de acordo com informações da marca que foram enviadas para o Ministério do Trabalho. “Apesar de todos os esforços que temos realizado ao longo do tempo para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, provocada pela pandemia de Covid-19, uma nova parada é inevitável” , destaca a marca japonesa em comunicado. Pelo mesmo motivo, a fábrica de Sorocaba parou em agosto, mas retomou a produção no final do ano passado. As demais fábricas do grupo, Sorocaba, Porto Feliz e São Bernardo do Campo, todas no estado de São Paulo, não devem ser afetadas por novas paradas. Atual

Toyota confirma nova leva de semicondutores para a produção na fábrica de Sorocaba (SP)

Imagem
A Toyota retomou a produção na fábrica de Sorocaba (SP) no final do mês passado, por conta dos novos semicondutores que foram entregues para ser usados nos carros, na produção de Etios Hatch, Etios Sedan, Yaris Hatch, Yaris Sedan e Corolla Cross. A marca japonesa confirmou que recebeu uma nova leva de semicondutores deve garantir a produção na unidade. Em Sorocaba (SP), o novo estoque do componente vai fazer a Toyota garantir a produção de 30.000 unidades, o que pode ajudar a marca numa produção entre dois a três meses. “Para garantir não só esse aumento de produção, mas termos garantido nossas fábricas produzindo durante todo esse tempo, recorremos a soluções compatíveis com os valores Toyota, como planejamento de longo prazo, diálogo constante e aberto com nossos fornecedores e a utilização do TPS – Toyota Production System, o que garante previsibilidade e confiança do fornecedor em nosso plano de produção” , disse a Toyota em comunicado para a revista Veja . A última parada da unida

Volkswagen confirma nova parada na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), no fim do mês

Imagem
A Volkswagen confirmou que vai paralisar a produção mais uma vez no mercado brasileiro. A fábrica de São Bernardo do Campo (SP) vai parar com as unidades do primeiro e segundo turno, onde são produzidos os Polo, Virtus, Nivus e Saveiro no país. De acordo com o sindicato dos metalúrgicos de São Bernardo do Campo, a produção será paralisada entre os dias 27 de setembro a 6 de outubro de 202, por conta da falta de barra de direção. Além desse componentes, a crise dos semicondutores também podem estar afetando a produção da Volkswagen. Essa deve ser a terceira parada da fábrica de São Bernardo do Campo apenas em 2021, por conta da falta de componentes que afeta a indústria global. Na fábrica de Taubaté (SP), a Volkswagen retomou a produção hoje de Gol e Voyage e a única fábrica que mantém a produção é a unidade de São José dos Pinhais (PR), de onde saem T-Cross e Fox. Apesar da parada em São Bernardo do Campo estar agendada, a Volkswagen confirmou que, caso os componentes tenham a sua entr

Volkswagen Polo e Virtus perdem multimídia Composition Touch nas versões de entrada

Imagem
Por conta da falta de semicondutores, a Volkswagen retirou a central multimídia na versão Comfortline do Nivus com a linha 2022. O mesmo acontece com Polo e Virtus, mas nas versões mais simples. As versões equipadas com motores 1.0 12v MPI e 1.6 16v MSI passam a vir sem a Composition Touch de série, passando a ser um item opcional por R$1.820. Apesar de não vir mais com os equipamentos, eles contam com chicote para quatro alto-falantes. Na semana passado, ambos passaram por um reajuste de preços ( veja aqui ). A dupla Polo e Virtus tiveram queda nos preços e aumento nos preços ao mesmo tempo. No caso do Polo, a versão 1.0 MPI ficou R$120 mais em conta e as demais versões ficaram entre R$180 a R$3.100 mais caras. Com isso o Polo começa em R$67.670 e chega aos R$126.190. Já o Virtus aumentou seus preços entre todas as suas versões. Os preços vão de R$85.470 e chega aos R$132.290. De série, as versões mais simples ainda são equipadas com interior claro e painel na cor Cinza Paladium, banc

Por falta de semicondutores, Tesla adia mais uma vez a estreia de Cybertruck e Roadster

Imagem
A Tesla confirmou que vai ter que adiar mais uma vez o início da produção da picape Cybertruck e do esportivo Roadster. A dupla que começaria a ser produzida em algum momento de 2022 deve atrasar por conta da falta de semicondutores no mercado. De acordo com informações do site Electrek , a Tesla vem sofrendo um duro golpe que é a falta do componente para a produção dos seus quatro carros atuais, Model 3, Model Y, Model S e Model X. Em comunicado interno, Elon Musk, CEO da marca, disse que a produção dos dois novos carros está adiada. Por falta de microchips, a Cybertruck deve começar a sua produção no final de 2022 e o Roadster foi adiado para 2023. Musk ainda confirmou que não teria como lançar os carros no momento por conta de não conseguir produzi-los. A Cybertruck estava quase pronta para ser produzida, sendo que a produção estava marcada para o final deste ano, passou para o primeiro semestre de 2022 e agora passou para o segundo semestre de 2022. Já o Roadster também já tinha pa

Volkswagen retomou produção em São Bernardo do Campo (SP) no último dia 30 de agosto

Imagem
A Volkswagen retomou a produção que estava paralisada na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), também conhecida como Anchieta. A unidade começou a operar novamente no último dia 30 de agosto, depois da Volkswagen não especificar quando deveria voltar à produção. Cerca de 1.500 funcionários voltaram com a produção de Saveiro, Polo, Virtus e Nivus. No início do mês passado, a Volkswagen tinha decidido parar a produção na unidade por conta da falta de semicondutores para a produção. A produção voltaria no último dia 9 de agosto, mas teve um novo adiantamento pela falta do componente para a produção. Atualmente, a fábrica possui cerca de 3.000 funcionários. Já a fábrica de Taubaté (SP), responsável por Gol e Voyage, prorrogou as férias coletivas por mais de 10 dias. A fábrica voltaria com a produção no dia 2 de agosto. O quadro que compõe o outro turno da fábrica teve a parada estendida por mais de dez dias. Desde o início de 2021, cerca de 16 fábricas já foram afetadas pela falta de comp

GM retoma produção em São Caetano do Sul (SP), de Tracker, Spin e Joy, em turno único

Imagem
A General Motors retomou a produção em São Caetano do Sul (SP), depois de algumas semanas sem produzir nenhum carro. Com isso, Tracker, Spin, Joy e Joy Plus voltam à ser produzidos, mesmo que ainda em um regime de turno único na unidade. Além da fábrica de São Caetano do Sul, as fábricas de motores de Joinville (SC) e a fábrica de São José dos Campos (SP) também foram afetadas. Gravataí (RS), a fábrica mais prejudicada do grupo, retomou a produção na metade do mês passado. O segundo turno da fábrica de SCS deve se manter em férias coletivas, sendo 1.800 funcionários que retomam a produção no final de setembro. A parada na produção foi justamente pela falta de componentes como semicondutores para a produção. A parada completa na fábrica de São Caetano do Sul ao menos já deixou a fábrica pronta para receber a nova geração da Montana, que estreia em 2022. Com isso, a unidade volta a operar em primeiro turno, com 2.700 funcionários que retomaram seus postos de trabalho. A produção estava i

Renault atrasa retorno da produção em São José dos Pinhais (PR) para 3 de setembro

Imagem
A Renault confirmu que deve atrasar o retorno da produção em mais uma semana. A marca francesa tinha o objetivo de retomar a produção no próximo dia 27 de agosto, mas só deve fazer isso na semana que vem, 3 de setembro. A produção está paralisada desde 2 de agosto. Esse é o segundo adiamento seguido da produção. Ao anunciar a paralisação da fábrica em 2 de agosto, a Renault confirmou que retomaria no último dia 12, mas adiou para o dia 27 e agora adia para o próximo dia 3. “A Renault do Brasil informa que em função dos impactos provocados pela Covid-19 na fabricação de componentes eletrônicos, a produção na fábrica de veículos de passeio, no Complexo Ayrton Senna, permanece suspensa até o dia 03 de setembro. Não será possível o retorno da produção no dia 30 de agosto conforme previsto anteriormente, com o término do período de aplicação da MP 1.045/21” , disse a marca em comunicado. Atualmente, a fábrica da Renault é responsável pela produção de Kwid, Sandero, Logan, Duster, Captur, Or

Postagens mais visitadas deste blog

Nova geração da Ford Ranger é vista novamente em flagrante que revela mais da dianteira

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Peugeot inicia pré-produção do SUV cupê 4008 na Europa, na fábrica de Mulhouse, na França

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

BYD também testa o D1 no Brasil, que pode ser o quinto lançamento da marca para 2022

Nova geração do BMW Série 3 chega em 2025, com opção de motor puramente elétrico

Jeep Renegade 2023 não vai ganhar novo painel, mas terá novo volante e cluster digital

Chevrolet Onix ainda tem complicações com a produção para atender a demanda do cliente