Renault revela o porquê que a Oroch não tem tração 4x4 no Brasil, em entrevista

Renault confirma os motivos pelos quais não temos a Oroch 4x4 no mercado brasileiro, que é vendida com motor 1.3 12v TCe nos vizinhos e é feita aqui



Desde o seu lançamento em nosso mercado em 2015, a Renault Oroch sempre deveu uma opção de tração 4x4. O problema nem é que a picape nunca chegou a desenvolver uma opção de tração assim para a Oroch. Ao ser lançada aqui, ela começou a ser exportada para mercados vizinhos em 2016 e logo começou a ser produzida aqui com tração 4x4, quando ela ainda era equipada com motor 2.0 16v Flex. Depois que ela recebeu as primeiras mudanças ano passado, a Renault adicionou o novo motor 1.3 TCe Flex.

E ela continuou com a oferta da tração 4x4 nos nossos vizinhos, mesmo com o motor novo. E aí fica a pergunta. Porque nós nunca recebemos essa opção de tração? De acordo com Charles Courtois, Chefe de Marketing da Renault, em entrevista para o Mobiauto. De acordo com o executivo, a marca francesa não tem um sistema de transmissão que permita gerenciar o motor 1.3 12v TCe junto de um diferencial traseiro para a tração nas quatro rodas. Na Argentina, por exemplo, ela é oferecida com a opção de tração 4x4, mas com câmbio manual.

Esse conjunto é oferecido na Argentina e na Colômbia (veja as imagens que ilustram essa publicação, com o logotipo 4WD nas laterais da caçamba). Aqui, a marca francesa entende que o consumidor não aceitaria ter uma tração 4x4 com câmbio manual e que aqui seria necessário um câmbio automático. Com isso, teria um motor 1.3 TCe CVT com um cardan e uma suspensão traseira com diferencial. No entanto, a Renault confirmou que os custos do desenvolvimento não justificaria para esse projeto – que já está em fase final de mercado, visto que uma nova geração já está em desenvolvimento.

Enquanto isso não acontece, a Renault continua com a Oroch reestilizada ano passado. Ela é vendida com motores 1.6 16v SCe Flex e o 1.3 12v TCe Flex, sendo esse último oferecido apenas na versão topo de linha Outsider. Todas as versões com motor 1.6 terão câmbio manual e as versões turbo só terão câmbio CVT. Com isso, ela terá os motores 1.6 16v SCe Flex de 120/118cv de potência com torque de 16,5kgfm e câmbio manual de 6 marchas e o 1.3 12v TCe Flex desenvolve 170cv e 27,5kgfm, associado a um novo câmbio automático CVT X-TRONIC, que simula 8 marchas.



Fotos: Renault / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet terá Feirão de Fábrica neste final de semana em São Caetano do Sul e promoções

BMW lança novo Série 5 no Brasil, com versão híbrida 530e, que estreia por R$ 574.950

Porsche apresenta seu novo logotipo para comemorar os 75 anos de fundação da marca

Toyota investe mais R$ 160 milhões na fábrica de Sorocaba (SP) com novo Centro de Peças

Hongqi revela oficialmente a segunda geração do HS3 na China, com motor de até 252cv

BYD tem promoção 'DiaE' neste sábado, 22/06, com Dolphin por R$ 135.300, com bônus

BYD King é o batismo global do Destroyer 05 e chega para colocar Toyota Corolla na mira

GM confirma que carros compactos elétricos e lucrativos vão demorar um pouco mais

Toyota apresenta atualização para o catálogo de versões da Hilux, com fim da versão SRX