Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Outros

Mitsubishi passa a oferecer o adesivo Sem Parar para todos os seus carros 0km no país

Imagem
A Mitsubishi passou a oferecer condições diversas para seus automóveis recentemente. Depois de lançar o Mit Assinatura, a marca passa a oferecer o selo Sem Parar para seus carros 0km. O sistema Sem Parar deve ser pré-instalado, com uma tag de pagamento automático e com isenção de mensalidade por cinco meses para os clientes da Mitsubishi, condição que também é válida para os novos usuários do Sem Parar. O Sem Parar deve ser ficado no para-brisa do carro e o comprador deverá ativar o funcionamento do sistema de pagamento por meio de canais oficiais do Sem Parar, ou seja, por telefone, online ou em lojas físicas. O Sem Parar deve permitir que os motoristas passem por pedágios, estacionamentos, serviços de drive-thru e postos de combustível. O plano inicial do selo é de R$29,90. De acordo com o Grupo Fleetcor, o Sem Parar é usado em 100% dos pedágios do Brasil e o pagamento via tag também é aceito em mais de 650 pontos de combustível, 1.800 estacionamentos de shoopings, aeroportos, univer

Mitsubishi lança campanha de adeus ao Pajero Full, ao melhor estilo Velozes e Furiosos

Imagem
A Mitsubishi apresentou oficialmente a série especial de despedida do Pajero Full, a Legend Edition. A série de despedida ganhou um vídeo no canal da Mitsubishi no YouTube que mostra o modelo se despedindo por onde aparecia. Desde o lançamento da Volkswagen Kombi Last Edition que não víamos um vídeo de “deslançamento” e foi tão bonito quanto. Conhecido mundialmente por suas participações no ralis e no mundo off-road, o Pajero Full começou se despedindo da sua primeira geração, lançada no Brasil em 1991 – e onde ele até aparece lado a lado. O modelo também se despediu da cidade, da estrada e do campo. Ao fundo, a música “My Way”, de Frank Sinatra, embala essa trajetória de sucesso. Logo depois aparece brevemente a versão rali do modelo, do qual o Legend Edition também se despediu, assim como da segunda geração. Ao fim, o Pajero Full, ao melhor estilo Velozes e Furiosos na cena de Paul Walker e Vin Diesel, seguiu um caminho diferente dos seus irmãos Pajero Sport, Eclipse Cross, L200 Trit

Ford confirmou que todos seus importados desembarcam via Porto de Vitória, no Espírito Santo

Imagem
A Ford confirmou que deve passar a importar automóveis no pelo por meio do Porto de Vitória, no Espírito Santo. Antes, a Ford importava modelos por meio do Porto de Santos e o Porto da Bahia. O Porto de Vila Velha deve ser a única porta de entrada dos modelos da marca em nosso mercado, atendendo cerca de 28 mil a 30 mil unidades anuais, de acordo com a empresa responsável pela operação. De acordo com a Ford, a escolha do Porto de Vitória por conta da melhor logística de distribuição, assim como por questões tributárias também. “A Ford fez uma avaliação no Brasil para ver onde seria mais interessante (para importações) no âmbito logístico e tributário. Ela entendeu que o Espírito Santo, pelo histórico, pela proatividade do governo, estrutura portuária e geográfica, era o Estado que faria grande sentido para fazer a distribuição nacional” , disse Thiago Pontes, Diretor Comercial e Sócio da Sertrading ao jornal A Gazeta . O primeiro lote de modelos aconteceu com um lote de 451 unidades do

Ford deve pagar R$130 mil para cada funcionário da fábrica de Camaçari (BA), fechada em janeiro

Imagem
A Ford já definiu qual deve ser o valor para cada funcionário de suas duas fábricas que foram fechadas no Brasil no início deste ano. Pelo menos, os funcionários de Camaçari já tem uma resposta agora. Cada funcionário deve receber R$130.000 com verbas rescisórias previstas em lei. O valor foi fechado em uma assembleia que definiu que a compensação financeira por empregado da produção ou da área administrativa. Aos operários, serão pagos um salário de 2,05 salários nominais por ano trabalhado, além de um valor fixo adicional de acordo com a faixa salarial. Para as áreas administravas da unidade, a Ford ainda vai pagar um salário extra por ano trabalhado. Ou seja, dependendo de quanto tempo cada funcionário trabalhou na fábrica, vai receber mais que os R$130 mil. Além de Camaçari, na Bahia, a unidade de Taubaté, em São Paulo, também já possui um valor estipulado com os trabalhadores da unidade de motores e câmbios da Ford. “Diante do fechamento da montadora, não nos restou outra opção a

Jeep vai processar a Mahindra, agora por conta do Thar e a proximidade com o Wrangler

Imagem
A Stellantis confirmou que deve processar novamente a Mahindra por conta do Thar, seu novo jipe que novamente é a cara do Jeep Wrangler, da geração anterior. Na Austrália, a Jeep foi a justiça entrar com um pedido para a Mahindra não lançar o modelo por lá, alegando que se trata de um clone do antigo Wangler. Em audiência, os advogados da Mahindra confirmaram e tentaram minimizar as semelhanças entre os modelos e a Jeep foi rápida ao argumentar as provas que os modelos são idênticos. Além disso, a Jeep foi rápida ao tomar conhecimento de que a Mahindra atestava o modelo na Austrália e que já tinha até mesmo um perfil para os interessados no modelo, como que fosse abrir um regime de pré-venda pelo carro. A Jeep ainda pediu judicialmente para a Mahindra que a informe com antecedência de 90 dias sobre os seus movimentos em relação ao Thar no país. Essa não é a primeira vez que Jeep e Mahindra se enfrentam nos tribunais por clone. Ano passado, a indiana sofreu um outro processo que envolvi

Grupo SHC, responsável pela JAC, possui dívida acumulada de R$1 bilhão na justiça

Imagem
A JAC começou a operar no Brasil há dez anos mas desde o golpe do Super IPI, a marca pisou no freio no Brasil. Controlada pelo Grupo SHC, a marca chinesa é comandada por Sergio Habib. O Grupo SHC conta com uma dívida de R$1 bilhão, de acordo com informações da revista Auto Data e está em recuperação judicial desde 2019. De acordo com informações, o grupo está com a Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, segundo um relatório enviado no dia 31 de março de 2021. O documento menciona 38 empresas, sendo quatro holdings do Grupo SHC, que estão em processo de recuperação judicial e que a empresa tem R$566 milhões em débitos e mais de R$510,9 em dívidas sem garantia. Há ainda R$10,8 milhões em dúvidas com garantia e mais R$4,3 milhões a micro e pequenas empresas. Em dívidas trabalhistas, o SHC possui R$40 milhões em pendências. Dos valores negociados no processo, a empresa deverá pagar somente R$130,7 milhões, mas até agora foram pagos apenas R$957 mil, tendo ainda R$537 milh

Peugeot 208 ganha o motor 1.2 PureTech THP na Argentina, de 130cv, por quase R$240 mil

Imagem
Depois de passar a ser produzido na Argentina, a Peugeot passou a trazer da Europa o 208 que nós queríamos que fosse nacionalizado: o 1.2 PureTech, que estreia nas versões GT Line e GT na Argentina. O hatch chega com essa opção importado da Eslováquia e deve ser vendido exclusivamente online. Ele usa o motor 1.2 PureTech a gasolina que desenvolve 130cv de potência com torque de 23,4kgfm, acoplado a um câmbio automático de 6 marchas. A versão ainda possui itens de segurança que são adicionais. Ele têm 7 auxiliares de direção (ADAS): Alerta de risco de colisão + Freio de emergência autônomo; Leitor de sinalização rápida; Alerta de descanso; Manutenção da linha da via ativa; Alerta de atenção do motorista por câmera; Adaptação automática do ambiente de iluminação; Vision Park 180º; 6 airbags, dianteiros, laterais e de cortina, ESP, freio a disco nas quatro rodas, fixações Isofix/Top Tether, entre outros, na versão GT Line. A GT ainda adiciona ADML; Teto panorâmico "céu"; Câmera

Lotus deve vender o ferramental do Elise, que está em Hethel, para manter roadster

Imagem
Depois de confirmar o fim de produção dos esportivos Elise e Exige, a Lotus confirmou que deve colocar à venda o maquinário que produzia os modelos. A informação foi revelada pelo site Automotive News Europe, que ouviu Matt Windle, Diretor da Lotus, dizendo que busca interessados no projeto de manter o Elise vivo, repassando todo o maquinário que está na unidade de Hethel, no Reino Unido, para quem tenha condições de adquiri-lo e produzir o esportivo com uma outra marca. “Pensamos nisso por muito tempo. Mas a verdade é que todas as instalações de montagem em Hethel estão sendo automatizadas. Simplesmente não temos espaço para produzir o Elise” , destacou Windle ao site. Vale destacar que a Tesla nasceu de uma parceria com a Lotus, quando a marca norte-americana apresentou a primeira geração do Roadster. Uma das marcas que podem se interessar pelo projeto é a Caterham. Outra marca que pode se candidatar a comprar o maquinário do modelo é a Radford, conhecida encarroçadora que retornou à

Gigafactory da Tesla na Alemanha atrasa em seis meses a sua inauguração, por burocracias

Imagem
Ainda com impasses sobre a construção de sua Gigafactory na Alemanha, na cidade de Berlim, a Tesla ainda sofre com atrasos na finalização de sua primeira fábrica na Europa – vista como essencial para a marca crescer por lá. Apesar da fábrica estar quase pronta, a relação Elon Musk e Alemanha tem se tornado desgastante. Desde o início da construção da fábrica, no ano passado, foram árvores cortadas para além do previsto, empreiteiras que demoraram muito para a construção, fauna ameaçada no entorno à fábrica, falta de mão de obra em engenharia (o que parece ser uma sabotagem), críticas ao método de Musk de gerir a construção, burocracias a serem resolvidas, falta de pagamento de algumas contas e outras coisas. Agora a Tesla enfrenta a população local e a sua oposição de ter a fábrica na região de Grünheide, apesar de todo os benefícios que a fábrica poderia trazer para a localidade de 9 mil habitantes. A cidade poderia passar a ter cerca de 40 mil habitantes, empregando 12 mil pessoas e

Huawei pode adquirir a Seres e ter a sua própria marca de automóveis, diz agência

Imagem
Após a Seres apresentar o seu primeiro automóvel no Salão do Automóvel de Xangai, o SF5, a Seres pode acabar sendo uma marca que a Huawei pode acabar adquirindo. De acordo com informações, a Huawei se interessa entrar no mundo automotivo, mas não possui nenhuma experiência na área. Segundo informações da Agência Reuters , com informações de “duas pessoas com conhecimento direto do assunto”, mesmo que não seja oficial, disse que a marca Seres é considerada um dos principais ativos da empresa. A Reuters confirmou que as empresas negaram o relacionamento e o interesse da gigante de eletrônicos na Seres, apesar de ser uma das maiores parceiras da marca, desenvolvendo os componentes eletrônicos. Em comunicado, a Huawei disse que a “Huawei não é fabricante de automóveis. No entanto, por meio de ICT (tecnologia de informação e comunicação), pretendemos ser um fornecedor digital de componentes novos e orientados para o carro, permitindo que os OEMs (fabricantes de equipamentos originais) const

Stellantis vai conseguir estar dentro da média de emissões de poluentes na Europa este ano

Imagem
A Stellantis confirmou que deve enfim conseguiu atingir a meta de conseguir estar dentro das regras de emissões de poluentes, na Europa. Segundo informações reveladas por Carlos Tavares, CEO da Stellantis, em entrevista ao jornal francês Le Point, disse que vai conseguir atingir as metas de emissões de poluentes da União Europeia neste ano, sem a ajuda de créditos da Tesla. Com a união de FCA e PSA, a Stellantis tinha como promessa o aumento nas vendas globais de veículos eletrificados em 2021. Esse volume de vendas deve triplicar até o final deste ano, chegando à marca de 400.000 unidades de carros elétricos e híbridos. Caso consiga atingir essa marca, isso será um aumento bem considerável quanto às 139.000 unidades vendidas de 2020. "Com a tecnologia elétrica que a PSA trouxe para Stellantis, atenderemos às regulamentações de emissão de dióxido de carbono já neste ano. Assim, não precisaremos recorrer a créditos europeus de CO2 e a FCA não terá mais que fazer pool com a Tesla ou

Ford troca o comando na América do Sul para dar continuidade à sua reestruturação

Imagem
A Ford comunicou uma mudança no comando da Ford América do Sul. Comandada até então por Lyle Waters, que foi deslocado para a divisão de automóveis da marca americana no mercado chinês, onde assume como Gerente Geral. Por aqui a Ford passa a ter Daniel Justo como novo CEO da Ford América do Sul, que era Diretor Financeiro da Ford América do Sul. O novo chefe deve reportar a Steven Armstrong que já comandou a Ford na região e vai chefiar a operação América do Sul e Índia. Depois de passar por uma profunda reestruturação e fechar suas fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP) e colocar a Troller à venda, a marca deve se manter com uma produção na Argentina, Uruguai e México. Passando a ser uma empresa 100% importadora, a Ford ainda abandonou os segmentos menos lucrativos com a saída de Ka, Ka Sedan e EcoSport. Depois de apresentar as novidades para a Ranger (a versão Black) e o Mustang (Mach 1), a marca apresentou o seu primeiro lançamento importante na região nos últimos dias: o Bronco S

Marca da Evergrande Group, Hengchi é a marca mais valiosa da China mesmo sem vender carros

Imagem
A Evergrande Group é um grandioso grupo imobiliário na China, muito conhecido lá por sinal. Patrocinador de um dos maiores times de futebol da China, o Guangzhou FC, o grupo ainda conseguiu adquirir 51% das ações da NEVS, marca que é o restante do que sobrou da Saab automóveis. O investimento de US$930 milhões foi feito em 2019, sendo a primeira estatal a também financiar a Faraday Future, ou seja, faz algum tempo que a Evergrande Group tem se movimentado no mundo dos automóveis. Na China, o grupo apresentou a sua própria marca, a Hengchi, no Salão do Automóvel de Xangai. A marca apresentou sete conceitos no evento, todos elétricos, mas possui nove carros no gatilho. Mesmo sem ainda vender nenhum carro, a Evergrande Group já conseguiu fazer a marca atingir o valor de US$87 bilhões, de acordo com informações da Agência Bloomberg. É quase o mesmo caso da Tesla, que astronomicamente ascendeu no mercado e na bolsa de valores com suas ações disparando nos últimos anos. Mas a marca já vendia

Fiat comemora liderança de vendas na América do Sul pela primeira vez, diz italiana

Imagem
A Fiat está comemorando a liderança de vendas na América do Sul. No primeiro trimestre de 2021, a marca italiana comemorou o feito pela primeira vez, que é a liderança nas vendas na América do Sul. O bom resultado da Fiat vem principalmente do Brasil, onde fechou com uma boa margem de diferença em relação à Chevrolet e a Volkswagen. Na região, a Fiat conseguiu responder por 14% das vendas, chegando a 121.500 unidades entre janeiro a março. O Brasil responde por 85% desse volume de vendas, fazendo a Fiat crescer 6,2% em participação de mercado, quando tinha 102.430 no mesmo período do ano passado na região. Além do Brasil, a Fiat é líder de vendas também no Uruguai, muito por conta da boa aceitação do Cronos no país vizinho. O Cronos ainda é líder de vendas na Argentina, sendo que em três meses de vendas, o sedã compacto já vendeu 11.651 unidades. “Outras iniciativas também ajudaram a Fiat a chegar na primeira colocação na América do Sul, como o lançamento do Mobi no Chile, do Argo Trek

Stellantis lança plataforma de serviços Cart para as novas centrais multimídia no país

Imagem
A Stellantis confirmou a estreia de uma plataforma para os carros que são equipados com a central multimídia Advance Intelligent. Trata-se da plataforma e-commerce Cart, que foi apresentada ainda em fase de testes. A Cart deve permitir parcerias com McDonald’s, ConnectCar e Visa do Brasil. Pela plataforma, deve ser possível fazer soluções de pagamento de forma segura e deve conectar serviços como abastecimento, alimentação, estacionamento e pedágios. Desenvolvida pela Stellantis, a tecnologia deve estar presente em marcas do grupo dentro de alguns meses. “Mais do que mobilidade, o carro pode ser entendido como uma plataforma de negócio, ou seja, um ponto de partida para novas soluções na experiência do consumidor por meio da conectividade. A Nova Fiat Toro já está pronta para esse futuro. No início do segundo semestre, seus clientes estarão entre os primeiros a ter acesso à experiência e benefícios do Cart na central multimídia” , afirma Mateus Silveira, gerente de Inovação, Infotainme

Como Volvo, Renault estuda limitar a velocidade máxima dos seus carros em até 180km/h

Imagem
A decisão que nasceu com a Volvo parece que pode se tornar um viral. Depois da marca sueca, a Renault confirmou que pode chegar a mesma decisão. A francesa confirmou que deve fazer o mesmo com os seus próximos carros, tanto que vai limitar a velocidade do Mégane-E, que estreia neste ano, em 2021. A informação foi confirmada pelo Jornal Spiegel , que comentou que a Renault deve fazer essas mudanças em seus carros. Segundo a publicação, Luca de Meo, CEO da Renault, confirmou aos acionistas que a marca que os acidentes graves são motivados principalmente por velocidades muito altas e são o principal motivo por mortes. Com isso, Luca de Meo tinha confirmado que a Renault irá limitar a máxima de todos os seus carros com o chamado “Safety Coach”, que monitora os limites de condições da pista, ajustando a velocidade de acordo com as condições. “A partir de 2022, o Megane-E virá equipado com um regulador automático de limite de velocidade, definido por padrão. A velocidade máxima do veículo ta

SsangYong pode contar com investidores externos e apoio do Governo Coreano, diz site

Imagem
A situação da SsangYong nunca esteve tão ruim como agora. A marca sul-coreana está passando novamente por um período bem complicado financeiramente. Controlada pela Mahindra Group desde 2011, existe informações de que o Governo Coreano possa ajudar a SsangYong financeiramente. Prestes a entrar em um ano eleitoral, a Coreia do Sul vê uma das suas marcas em situação problemática e pode ajudar a SsangYong, que tem uma fábrica na Coreia do Sul que tem mais de 4.500 funcionários diretos – mas a gente sabe que o fechamento de fábrica indica a morte de outros tantos postos de trabalhos indiretos. Já está quase certo que, se a SsangYong não conseguir o dinheiro que precisa para pagar suas dívidas, a única alternativa deve ser a falência da empresa. Há informações de que Hyundai e Kia, que pertencem ao mesmo grupo, podem estar envolvidos em negociações com a marca, apesar de ambas negarem os envolvimentos. A SsangYong passou a preferir investidores coreanos, com duas condições: o primeiro ponto

Ford tem dois investidores em estágio mais avançado na disputa pela Troller, diz jornal

Imagem
A Troller passou a ser disputada por duas empresas no mercado brasileiro. Depois do anúncio da Ford de parar as suas fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP), a Troller deveria ser vendida. A fábrica de Horizonte, no Ceará, ainda mantém a produção pela Ford até 31 de dezembro de 2021. No entanto, a Ford deve conseguir vender a marca e possuem dois interessados em comprar a Troller. Já chegou a ser três interessados, mas uma deve ter desistido. Segundo informações, um dos interessados na compra da Troller é Alexandre Negrão, ex-piloto da Stock Car e contribuinte do automobilismo nacional por ser de uma família que sempre esteve envolvida com o automobilismo. O outro investidor ainda é desconhecido, mas tudo indica que o destino da Troller deve ser definido até o final do ano e manter o emprego de cerca de 500 pessoas na fábrica de Horizonte. "Quatro grupos foram encaminhados. Tenho conhecimento de dois que estão evoluindo, já estão avançando as negociações com a Ford, inclusive com

Apple parece se interessar em produzir carro com a Magna Steyr e terá parceria com a LG

Imagem
A Magna Steyr é uma montadora muito famosa de modelos, além de ser uma fornecedora de peças de automóveis. Para algumas marcas, ela funciona com uma fábrica terceirizada, atraindo estruturas especializadas para empresas iniciantes ou empresas que não possuem espaço para produzir em suas próprias fábricas. E isso chamou a atenção da Apple. A marca deve desenvolver seu carro e não achou uma marca parceria para a produção do seu automóvel e a Magna pode ser bastante útil para a empresa ter seu carro. Com uma fábrica em Graz, na Áustria, a fábrica possui capacidade de produzir cerca de 200.00 unidades ao ano. Há ainda uma fábrica na China, ou seja, a Apple pode escolher onde deve ser produzido o seu primeiro automóvel. E a proximidade entre a fabricante e a Apple parece estar caminhando, depois de várias hipóteses de parcerias com a Nissan, Kia e Hyundai. Segundo informações do Korea Times, o jornal sul-coreano disse que a parceria está muito próxima de acontecer. A Apple ainda pode contar

Concessionárias da Ford cobram R$200 milhões de indenização da marca norte-americana

Imagem
A Ford, desde que fechou as fábricas de Camaçari, na Bahia, e Taubaté, em São Paulo, vem sofrendo um pequeno abalo que já sabia que deveria passar com essa decisão que pegou a todos de surpresa. Tanto os funcionários e fornecedores destas fábricas, assim como a rede de concessionárias, algumas inclusive que passaram por um pesado investimento de renovação dos pontos de vendas. De acordo com informações do UOL Carros, cada uma das cerca de 163 concessionárias Ford que devem fechar das 283 concessionárias que existiam, querem um ressarcimento de R$200 milhões. Esse dinheiro vem do FAV, o Programa de Aquisição de Veículos Ford. Este programa banca a compra de carros da Ford, pelas concessionárias, para revender os mesmos, sem que seja necessária uma linha de crédito e subsídio parcial de IOF e a não incidência de juros. De acordo com informações, 1% do valor recebido a cada carro vendido é direcionado ao FAV. "Esses R$ 200 milhões são de propriedade dos concessionários e hoje estão r

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat Uno, Grand Siena e Doblò saem de linha em dezembro; Volkswagen Fox deve ir junto

Ford perdeu US$12 bilhões em oito anos no Brasil e perdia R$10 mil a cada carro vendido

Chevrolet TrailBlazer chega à linha 2022 no Brasil por R$308.290, sem nenhuma novidade

Ford apresenta oficialmente a Maverick, que estreia como potencial rival à Fiat Toro

Renault Master deve ser reestilizado ainda neste ano, com um face-lift de meia-vida do furgão

Surgem novidades sobre o design do novo Volkswagen Virtus, que terá Nivus como inspiração

Volvo lança promoção no Brasil, com condições especiais de financiamento e descontos

Honda: em 2022, Civic e Fit deixam de ter cidadania nacional e abrem caminho para novos City

Reestilização do Fiat Fiorino deve ser apresentado no segundo semestre ou em 2022

Nosso Volkswagen Polo reestilizado não terá a mesma traseira do hatch europeu, diz site