Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Joint-Venture

Joint-venture entre Renault e Geely vai produzir motores eletrificados em 17 fábricas

Imagem
Renault e Geely vão poder construir motores da sua joint-venture em nove fábricas pelo mundo, com unidades da América Latina, Europa e Turquia A Renault e a Geely formaram recentemente uma joint-venture para o desenvolvimento em conjunto de motores eletrificados, como híbridos (HEV) e híbridos plug-in (PHEV). A nova empresa será criada entre as empresas e a Saudi Aramco confirmou interesse em fazer parte do desenvolvimento. Agora, surgiu informações de que a nova empresa vai conseguir seus motores em 17 fábricas pelo mundo, sendo oito delas da Renault em mercados como América Latina, Europa e Turquia. Da Geely serão um total de nove fábricas de motores. Das 17 unidades, oito estão na China, enquanto a nona está na unidade de Skovde, na Suécia, da Volvo. A joint-venture ainda vai contar com dois centros de pesquisas no mundo, criando a Geely-Autobay, sendo uma em Gotemburgo, na Suécia, e a outra estará na Baía de Hangzhou, na China. Já a Renault usará três dos seus centros de Pesquisa

Aramco pode adquirir 20% da nova empresa joint-venture de motores entre Renault-Geely

Imagem
Empresa petrolífera pode estar interessada em ter cerca de 20% da joint-venture entre a Renault e a Geely, que vão criar a empresa Horse para fazer motores A empresa saudita Aramco, conhecida por ser um dos maiores patrocinadores da Fórmula 1, confirmou que quer investir na joint-venture Horse, empresa criada pela Renault e a Geely para a produção de motores a combustão e motores híbridos de alta performance. Informações preliminares dão conta que a Aramco quer ter controle de 20% das ações da nova empresa, sendo essa a primeira investida de uma petrolífera em uma empresa de motores. De acordo com a Agência Reuters , se a Aramco entrar no negócio, tanto a Renault como a Geely perdem 10% de participação, ficando cada uma com 40%. A parceria ainda não foi concretizada e para isso precisaria de mais algum tempo. O mais intrigante é a Aramco querer entrar no negócio, como uma aposta de uma empresa como Horse que nascerá a partir de uma menor emissão de poluentes e com um menor consumo de

Buick inicia a produção do Electra E5 na China, primeiro elétrico com plataforma BEV3

Imagem
Buick inicia a produção do Electra E5 na fábrica da joint-venture entre SAIC-GM em Wuhan, China, com um motor elétrico duplo de até 287cv A Buick iniciou a produção do seu primeiro veículo elétrico, o Electra E5. O modelo iniciou sua fabricação na fábrica em joint-venture entre a SAIC-GM em Wuhan, China. De acordo com a marca, ele se torna o primeiro SUV de grande porte da marca a ser lançado como elétrico de uma nova linha de produtos que vai nascer dentro de alguns anos. Com o início da pré-produção do Electra E5, a SAIC-GM celebrou a inauguração de sua fábrica em Wuhan Ultium. A instalação de última geração foi atualizada para incluir a montagem do veículo e da bateria para suportar a futura implantação de EV. A gama de motores elétricos é desenvolvido a partir da plataforma modular elétrica BEV3, vindo com baterias Ultium. Na mecânica, o SUV tem uma bateria de 68,4kWh que oferece 545km de autonomia. Ele ainda tem uma bateria de 79,7kWh que oferece 620km de autonomia. A Buick conf

BMW investe em fábricas de baterias na Hungria e EUA, para fazer carros de nova base

Imagem
BMW investe em fábrica de Debrecen, na Hungria, um total de 2 bilhões de euros e unidade ficará pronta em 2025, para fazer carros com base Neue Klasse A BMW confirmou que vai erguer uma nova fábrica que vai produzir automóveis. A nova unidade será erguida na unidade de Debrecen, na Hungria. Essa nova fábrica vai abrigar uma nova linha de produtos, com plataforma modular Neue Klasse. Além de automóveis, a unidade ainda terá uma fábrica de baterias. De acordo com a marca alemã, cerca de 500 novos empregos devem ser adicionados com a unidade de baterias. “Em Debrecen, estamos construindo a fábrica mais avançada do mundo. Com o nosso iFACTORY, estamos estabelecendo novos padrões da indústria para a produção de veículos. Nossos investimentos reforçam nossa abordagem sistemática para implementar a mobilidade elétrica.” , destaca Milan Nedeljković, membro do Conselho de Administração da Produção da BMW AG. “A fábrica do BMW Group em Debrecen é um símbolo da bem-sucedida política econômica

Honda registra imagens de patente do Inspire de nova geração, o 'Accord da Dongfeng'

Imagem
Honda registra imagens de patente de um novo sedã para a China, baseado no novo Accord, chamado de Inspire, no Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação A Honda está apresentando as primeiras imagens de um novo sedã, o Inspire. A novidade será apresentada com a missão de ser vendido por uma outra joint-venture da marca, a Dongfeng. Registrado no Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação – MITT da China, a novidade chega com a missão de dar continuidade ao nome Inspire, que já era utilizado coo batismo do Accord em outros mercados além da China. Desde a geração passada, o Accord é vendido também como Aspire no gigante asiático. O sedã contará com algumas mudanças em relação ao Accord, que também será vendido pela Honda na China (pela GAC-Honda), mas por outra joint-venture. Nesta em questão, com a Dongfeng, o Inspire vai se diferenciar por contar com faróis escurecidos e com uma grade dianteira que traz barras verticais e lembra a grade dianteira que vimos no ZR-V. E

Volkswagen quer abandonar câmbio manual na China até o final deste mês, com a SAIC

Imagem
Volkswagen encerrará a produção de automóveis com câmbio manual na China ainda neste mês de março, de acordo com informações Parece que está cada vez mais difícil para a transmissão manual se manter em linha no futuro. Na China, um documento vazado informa que os últimos carros com transmissão manual serão produzidos até o final deste mês, ou seja, em poucos dias. A informação vazada surgiu da joint-venture que a Volkswagen possui com a SAIC. O documento vazado foi enviado para a fábrica de transmissão da SAIC-VW em Xangai. O documento vazado caiu em mãos do pessoal do Autohome , que confirmou a veracidade dos fatos. Além disso, a Volkswagen encerraria a produção na fábrica e venderia os ativos, desde maquinário até mesmo a fábrica. A decisão tomada foi antecipada por conta da boa demanda que os carros automáticos tem recebido na China. Além disso, carros híbridos e elétricos têm forçado esse movimento de fim do manual. Atualmente, os carros da SAIC-VW que ainda possuem uma opção d

Joint-venture entre Stellantis e GAC na verdade estava a beira da falência no mercado chinês

Imagem
Stellantis revela informações que sua joint-venture com a GAC não era lucrativa e estava a beira da falência na China, que motivou a encerrar parceira A Stellantis confirmou mais informações sobre a sua joint-venture na China que acabou sendo encerrada com a GAC. A China teve, por muito tempo, uma abertura ao seu mercado para marcas ocidentais a partir de um sistema de joint-venture, ou seja: uma marca ocidental não poderia chegar na China operando sozinha, ela obrigatoriamente teria que fazer parceria com alguma empresa local. Isso fez a Jeep chegar ao mercado com uma parceria com a GAC. Com isso, as empresas compartilham linhas de produção em um sistema onde a fábrica a compartilhada – assim como os conhecimentos que as marcas ocidentais possuem em sua fabricação. Recentemente, a Stellantis confirmou que a Jeep sairia da China em termos de produzir veículos, mas continuaria a vender seus carros por lá, por meio de importação (algo que aconteceu com a Ford no Brasil, por exemplo).

CEO da Stellantis diz que grupo pode deixar de produzir na China em um futuro breve

Imagem
Stellantis diz que poderia fechar suas fábricas na China e que importaria os carros para o mercado, se fosse necessário, destacou o CEO do grupo Ao que parece, a Stellantis pode reverter sua presença na China. Com vendas em queda naquele mercado, as empresas que pertencem ao grupo ítalo-franco-americano podem deixar de produzir no gigante asiático. Durante o Salão do Automóvel de Paris, Carlos Tavares, CEO da Stellantis, confirmou que a empresa quer adotar uma nova estratégia global e que a China poderia perder suas fábricas. "Se avançarmos com essa estratégia – que é a nossa estratégia agora – não precisaremos de fábricas na China" , disse Tavares ao Automotive News Europe . O executivo confirmou ainda que poderia importar modelos produzidos nos Estados Unidos e até mesmo na Europa para a China, visto que existe essa capacidade. Além disso, isso faria com que a Stellantis deixasse de lado as joint-ventures que possui na China e ainda venderia seus ativos. Recentemente, a

VAG fecha joint-venture com PowerCo e Umicore e investe 3 bilhões de euros para baterias

Imagem
Volkswagen fecha parceria com a PowerCo e a Umicore para a produção de baterias na Europa; investimento total será de 3 bilhões de euros A Volkswagen confirmou um investimento na produção de baterias com o apoio de duas empresas, a PowerCo e a Umicore. O anúncio da parceria na Europa vai ajudar para que a produção de baterias a partir de 2025, fornecendo materiais-chave às fábricas europeias de células de bateria da PowerCo. Até o final desta década, a Volkswagen espera que vá conseguir produzir 160GWh de baterias por ano, alimentando cerca de 2,2 milhões de carros elétricos. Entre os materiais essenciais para a produção de baterias está o cátodo, que a parceria vai produzir. Participaram do evento de assinatura da joint-venture os executivos Thomas Schmall, Membro do Conselho do Grupo de Tecnologia da Volkswagen AG e Presidente do Conselho de Supervisão da PowerCo SE, Jörg Teichmann, Diretor de Aquisições da PowerCo, Ralph Kiessling, EVP Energy & Surface Technologies da Umicore,

Ford inicia a construção da fábrica de baterias do Tennessee, nos Estados Unidos

Imagem
Ford já começa a erguer a nova fábrica de baterias que vai ser instalada em parceria com a SK Innovation, erguida em Stanton, no estado de Tennessee, EUA A Ford confirmou o início da construção da fábrica de baterias que a marca vai erguer em parceria com a SK Innovation. A fábrica será erguida na cidade de Staton, no estado do Tennessee, nos Estados Unidos. A nova unidade será mais uma das fábricas que vão compor a BlueOval City. O início da construção acontece depois de pouco mais de um ano da Ford e a SK Innovation confirmarem a nova unidade. Fruto de um investimento de US$ 5,6 bilhões, a fábrica terá um espaço de 15,5m² e vai gerar cerca de 6.000 novos empregos quando a produção começar, em meados de 2025. “Estamos construindo o futuro bem aqui no oeste do Tennessee. Esta instalação é o projeto para as futuras instalações de fabricação da Ford e permitirá que a Ford ajude a liderar a mudança da América para veículos elétricos.” , disse Eric Grubb, Diretor de Construção da Ford.

Mercedes-Benz e Rivian se tornam parceiras para desenvolver vans elétricas na Europa

Imagem
Mercedes-Benz e Rivian se tornam parceiras para o desenvolvimento em conjunto de vans elétricas para o futuro, no mercado europeu  As marcas Mercedes-Benz e Rivian anunciaram uma parceria inédita para o desenvolvimento de vans elétricas. As duas empresas confirmaram a assinatura de um Memorando de Entendimento para iniciar uma parceria estratégica. Ambas vão acabar cooperando no desenvolvimento de uma nova geração de vans elétricas, o que vai resultar em benefícios para ambas as empresas. Para a Mercedes-Benz, será bom por conta das suas vans Vito/Classe V/EQV e Sprinter, enquanto para a Rivian será positivo por conta da EDV-700, desenvolvida em parceria com a Amazon. As empresas pretendem estabelecer uma nova empresa de fabricação joint-venture com o objetivo de investir e operar uma fábrica na Europa para produzir vans de grande porte, o que acontece dentro de alguns anos. Além de uma fábrica, ambas as empresas vão trabalhar apenas com vans elétricas, aproveitando uma unidade da

GM e LG começa a produção de baterias Ultium Cells LLC nos Estados Unidos, em Ohio

Imagem
GM e LG Chem anunciam o início da produção de baterias para carros elétricos na unidade Ultium Cells, em Ohio, nos Estados Unidos A General Motors e a LG Chem confirmaram o anúncio do início da produção da unidade Ultium Cells LLC, em Ohio, nos Estados Unidos. De acordo com informações das marcas, a fábrica terá uma unidade fabril em um pátio de 260.000m² e que vai gerar cerca de 800 novos empregos. A produção deve ser aumentada de acordo com este ano de 2023, onde ela vai passar a ter 1.300 funcionários. De acordo com informações da Agência Reuters, a fábrica recebeu a visita do governador de Ohio, Mike DeWine. A linha de produção de baterias já foi um investimento de US$ 2,3 bilhões e será a primeira fábrica, de quatro que a GM vai construir só nos EUA. O investimento da unidade foi anunciado em maio de 2021 e já estava definido que começaria a partir deste ano de 2023. "A Ultium Cells construirá a nova fábrica em um terreno alugado da GM. A nova fábrica de células de bateri

Honda e LG Energy fecham parceria para ter uma fábrica de baterias para BEVs nos EUA

Imagem
Honda e LG Energy anunciam uma joint-venture para a produção de baterias para carros elétricos com fábrica a ser erguida nos Estados Unidos A Honda e a LG Energy Solution firmaram uma joint-venture nos Estados Unidos para a construção de uma fábrica de baterias para carros elétricos. A nova unidade vai produzir baterias de íons de lítio para alimentar a produção de elétricos do grupo nipônico no mercado norte-americano, tanto para a Honda como para a Acura. A nova fábrica vai nascer a partir de um investimento de US$ 4,4 bilhões que ambas as empresas estabeleceram para a nova unidade. A fábrica terá uma capacidade de produzir 40GWh de baterias. Segundo as empresas, a produção vai abastecer apenas as fábricas da Honda na América do Norte. As duas empresas pretendem iniciar a construção no início de 2023, a fim de permitir o início da produção em massa de íons de lítio em células de bateria até o final de 2025. “A Honda está trabalhando em direção à nossa meta de alcançar a neutralid

Jeep encerra joint-venture com a GAC na China e vai passar a importar seus utilitários

Imagem
A Jeep confirmou que vai mudar a sua operação na China. Por lá, a marca deixa de produzir seus automóveis com a joint-venture com a GAC e vai ser uma importadora. Isso porque a joint-venture entre a Jeep e a GAC foi encerrada pelas empresas. Na China, a Stellantis deve continuar com a joint-venture com a Dongfeng. Lançada em 2010, a joint-venture entre a Stellantis-GAC produziu uma série de modelos na China com a Jeep, como Renegade, Compass, Cherokee e o Grand Commander. Esse último era um produto desenvolvido especialmente para o consumidor chinês e que sai de linha com o fim da colaboração entre as empresas. De acordo com informações de um porta-voz da Stellantis para a Agência Reuters, foi dito: “Chegamos à conclusão de que era melhor fechar a joint venture. A marca Jeep continuará a fortalecer sua oferta de produtos na China com uma linha eletrificada aprimorada de veículos importados” , descrevendo a joint-venture como um negócio deficitário. Além de uma parceria deficitária, a S

FAW-Silk confirma produção do Hongqi S9 na Itália em alguns anos, em Reggio Emilia

Imagem
A FAW confirmou que avançou seu plano de produzir automóveis em uma fábrica em joint-venture com a Silk na Itália. A joint-venture comprará um terreno na cidade de Reggio Emilia, de acordo com a Agência Reuters . Em breve a Hongqi deve se apresentar com uma pedra fundamental para o início da construção da fábrica, o que deve acontecer ainda neste ano. A escolha pela cidade de Reggio Emilia foi pela instalação de produção italiana, que quer produzir carros a partir de 2023 na unidade e que certamente deve sofrer com atrasos neste plano, por conta da pandemia. “Eles vão ter que nos dizer se o projeto vai adiante… e, se isso acontecer, significa necessariamente que os recursos financeiros estão lá. Se o projeto está morto, eles só precisam nos dizer. Estamos claramente preocupados. Atualmente, os fluxos financeiros não estão à altura das necessidades. Esperamos ver um roteiro financeiro para tornar esse investimento sustentável.” , disse o Chefe do Governo Regional da Emilia Romagna, Vinc

Audi lança joint-venture na China com a FAW; marca terá uma nova fábrica em Chengchum

Imagem
A Audi criou uma nova joint-venture na China, com a FAW. A marca alemã vai aumentar a sua capacidade de produção com uma nova fábrica que está sendo erguida na cidade de Chengchum, ao norte da China. A nova fábrica será para construir modelos elétricos desenvolvidos a partir da plataforma modular Premium Platform Electric (PPE). De acordo com a Audi, a fábrica fica pronta em meados do final de 2024 e será a primeiro fábrica da Audi na China dedicada exclusivamente para a produção de carros elétricos. A unidade terá uma capacidade de produzir cerca de 150.000 unidades ao ano. “O início da construção de nossa nova fábrica em Changchun é um marco importante para a Audi na China. Com a Audi-FAW NEV Company, estamos trazendo a plataforma de EPI para a China e produzindo modelos totalmente elétricos específicos do mercado diretamente no local. Isso significa que a empresa de cooperação desempenhará um papel fundamental na eletrificação contínua de nossa linha de modelos para o mercado chinês

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Ford iniciou a produção da nova geração da Ranger na Argentina, em General Pacheco

Mitsubishi inicia as vendas da L200 Triton Sport Savana, que desembarca por R$ 309.990

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Vazam imagens do interior da nova Chevrolet S10; picape estreia ainda neste ano

Quarta geração do Mitsubishi Outlander virá ao nosso mercado com motor híbrido plug-in

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho

Fiat reajusta os preços de Mobi, Argo, Cronos, Strada, Pulse, Fastback, Toro e Fiorino