Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Joint-Venture

Ford encerra a joint-venture com a Zotye na China, depois de quatro anos do acordo

Imagem
A Ford tem causado uma revolução dentro de si mesma em 2021. Em questão de poucas semanas, a Ford encerrou a parceria que tinha com a Mahindra na Índia, encerrou a produção das fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP) no Brasil e encerrou a parceria com a Zotye, na China. Ao mesmo tempo, investiu US$1 bilhão na fábrica da África do Sul e confirmou US$22 bilhões para o desenvolvimento de carros elétricos. Estabelecido em 2017, a joint-venture entre Ford e Zotye focava no desenvolvimento de microcarros. Com o fim da necessidade de joint-ventures com marcas locais da China, a Ford optou por encerrar a parceria. A marca confirmou que o cancelamento da parceria serve para negociações futuras, que podem ser mais flexíveis. Na época da criação da joint-venture, as duas marcas deveriam criar uma marca em parceria para vender os modelos, mas informações da aprovação do acordo não estão 100% definidos. “A parceria entre a Zotye Auto e a Ford fortalece ambas as partes para que possamos ter uma pa

Audi e FAW devem criar uma marca em conjunto na China, com plataforma modular PPE

Imagem
A Audi confirmou que deve investir em uma parceria com a FAW na China, que deve criar uma nova marca que será gerenciada pelas duas empresas. Essa nova marca deve vender apenas modelos elétrico e usará a base PPE dos alemães. A Premium Platform Electric deve ser uma das diretrizes da joint-venture sino-germânica, sendo que o Grupo VAG terá 60% de domínio da nova marca. "Changchun também é a sede da joint venture FAW ‑ Volkswagen, na qual a Audi está envolvida há mais de 30 anos e, além de outras localidades na China, já produz modelos da marca dos Quatro Anéis localmente. A FAW Audi Sales Co, Ltd. assumirá a responsabilidade pela venda dos modelos Audi produzidos localmente pela FAW-Volkswagen, bem como veículos de importação Audi e futuros carros produzidos na fábrica conjunta de PPE." , disse em comunicado. A produção desses novos modelos deve ser na unidade de Changchun, no nordeste da China, em meados de 2024. A plataforma PPE foi desenvolvida em conjunto entre Audi e Po

Ford e Mahindra desistem da parceria de última hora, na Índia; joint-venture faria novos SUVs

Imagem
A Ford confirmou que a joint-venture com a Mahindra não deu certo. O estreitamento das relações entre a marca norte-americana com a indiana acabou não tendo o resultado esperado por ambas. Havia a expectativa em torno da criação de uma joint-venture para uma nova empresa com participação de 49% da Ford e 51% da Mahindra, o que faria a marca indiana controlar a operação indiana da Ford. No entanto, a Ford desistiu do acordo e todos os projetos quem pareciam estar em desenvolvimento foram abortados. De acordo com a agência Automotive News Europe , a Ford decidiu manter o controle da sua operação indiana em razão dos efeitos da pandemia do Coronavírus. Com isso, ambas empresas decidiram encerrar a parceria, alegando mudanças estratégicas de prioridades de alocação de capital diante do cenário econômico atual, dos últimos 15 meses. "A economia global e o ambiente de negócios não são os mesmos de outubro do ano passado. O prazo para finalizar a joint-venture entre as empresas era 31 de

Audi e FAW devem produzir a plataforma modular PPE no mercado chinês até 2024

Imagem
A Audi confirmou a assinatura de uma carta de intenções na China para a produção da plataforma PPE na China, em parceria com a FAW, um dos seus braços direitos em joint-ventures. Além da plataforma, a parceria entre as duas empresas deve beneficiar a produção de carros totalmente elétricos a partir de 2024, apesar dos planos ainda serem iniciais. A Premium Platform Electric deve ser uma das principais plataformas do Grupo VAG, a ser muito usada por marcas como Audi e Porsche, com modelos dos segmentos B a D. A plataforma conta com sistema de bateria de 800V, tração nas quatro rodas ou apenas tração traseira, com sistema de carregamento de até 350kW. É uma das quatro plataformas que a Audi possui atualmente disponíveis. A Audi já produz carros em parceria com a FAW, em fábricas de Changchun, Foshan, Tianjin e Qingdo. A capacidade de produção de modelos com a plataforma PPE deve ser de 700 mil unidades anuais. Com essa plataforma, a Audi deve começar produzindo modelos como Q2 L e-tron,

Volkswagen confirma investimento de 15 bilhões de euros, com 3 joint-ventures, na China

Imagem
A Volkswagen confirmou um investimento maciço na China para o desenvolvimento de modelos elétricos. Junto de três parceiros, a Volkswagen deve fazer o investimento de 15 bilhões de euros em mobilidade na China, maior mercado de carros eletrificados do mundo. O plano prevê que os investimentos devem valer para 2020 a 2024 e o projeto tem a ver com 15 diferentes modelos de carros movidos a bateria ou híbridos plug-in. De acordo com a Volkswagen AG, o investimento deve ser feito em parceria da FAW Group, SAIC Motor e JAC. A marca deve começar a produzir elétricos na China, da linha ID, a partir de outubro. Os modelos devem ser feitos sobre a plataforma modular MEB, sendo que o ID.3 deve estrear as linhas de produção e abrir caminho para o ID.4, que também será feito na China. De acordo com a VAG, as baterias dos modelos deve ser fornecida pela CATL, Guoxuan e A123. Por exemplo, o ID.4, última novidade elétrica da marca Volkswagen apresentada no mundo, deve ser feito na fábrica de Anting,

PSA se une com a Total/Saft para criar nova empresa para desenvolvimento e produção de baterias

Imagem
O Grupo PSA e a Total/Saft apresentaram na Europa uma nova joint-venture chamada de Automotive Cells Company (ACC), que tinha sido anunciada no início de 2020. A empresa deve contar com um movimento essencial para garantir o fornecimento de baterias de íons-lítio para os seus carros elétricos na Europa. Com produção prevista para ser iniciada em 2023, a parceria deve contar com apoio de Pesquisa e Desenvolvimento e industrialização da PSA. Além disso, deve contar com a expertise da PSA para o desenvolvimento de modelos elétricos. A parceria já começou a desenvolver as primeiras atividades para permitir o desenvolvimento de novas tecnologias de células de lítio-íon de alto desempenho. Após o P&D, a ACC deve passar a produzir em série, com duas fábricas que devem ser chamadas de GigaFactorys, que serão erguidas em Douvrin, na França, e outra em Kaiserslautern, na Alemanha. De acordo com a PSA, a ACC deve visar dar uma “resposta aos desafios da transição energética, reduzindo a pegada

Kia inaugura a Purple Rain, startup criada em parceria com a CODE42.ai, para mobilidade

Imagem
A Kia fundou uma startup na Coreia do Sul. A nova empresa se chama Purple M, criada para oferecer sérvios de mobilidade urbana, de maneira personalizada e com veículos elétricos. A Purple M deve ser uma joint-venture criada entre a Kia e a CODE42.ai, uma empresa coreana de tecnologia e pioneira na transição para o TaaS (transporte como serviço, traduzido do inglês) autônomo. A startup deve usar o Sistema Operacional de Mobilidade Urbana, da CODE42.ai, uma abrangente plataforma de mobilidade que integra serviços de veículos e transporte aéreo, incluindo os recursos e-hailing. "Nosso objetivo é acelerar a era dos veículos elétricos através da Purple M. A plataforma integrada de logística e mobilidade SOMU será o centro para a construção de um ecossistema de e-mobilidade, abrangendo tudo, desde infraestrutura a serviços" , disse disse Chang Song, CEO da CODE42.ai. A startup deve fazer parte do Plano S da Kia, que prevê o lançamento de 11 carros elétricos até 2026. “O Plano S

BMW e Great Wall iniciam construção de fábrica de elétricos na cidade de Jiangsu, na China

Imagem
A BMW e a Great Wall iniciaram a construção da fábrica da sua joint-venture na China. A nova unidade fabril deve ser destinada para a produção de carros elétricos de ambos os grupos. A unidade deve ser erguida na unidade de Jiangsu, na China. A joint-venture contou com o investimento 50/50 de ambas as empresas e é chamado de Sportlight Automotive Limited. A parceria tem como objetivo de produção os modelos elétricos de MINI e Great Wall, que do grupo chinês pode ser de alguma marca do grupo, como a recém apresentada Ora. Fruto de um investimento de US$700 milhões, a fábrica começou a ser construída no último dia 20 de junho e tem previsão de estar pronta até meados de 2022. Quando estiver em funcionamento, a unidade terá capacidade de produzir 160 mil unidades por ano. A fábrica ainda deve ter a capacidade de receber 3 mil funcionários apenas na produção, fora a contratação de funcionários que vão acabar operando em outros setores relacionados à produção. De acordo com o Presidente

De acordo com Carlos Tavares, CEO da PSA, fusão com a FCA não deve atrasar

Imagem
Depois de uma investigação da União Europeia sobre a fusão de PSA e FCA e um investidor da PSA desaprovar a fusão, alguém tinha que se manifestar. De acordo com Carlos Tavares, CEO da PSA, confirmou que a fusão não deve ser atrasada como está sendo veiculado na Europa. "A fusão com a FCA é a melhor entre as soluções para lidar com a crise e suas incertezas. O cronograma da fusão com a FCA está sendo estritamente respeitado" , disse Tavares ao Automotive News Europe . De acordo com o executivo, o cronograma está seguindo o que tinha sido definido pelas marcas. Tavares ainda diminuiu o alarde feito pela imprensa e pela União Europeia sobre a questão do monopólio no segmento de comerciais leves. O executivo do grupo francês confirmou que a fusão deve ser finalizada no primeiro trimestre de 2021. Os grupos pretendem criar a quarta maior montadora do mundo e foram avisadas na semana passado sobre a possibilidade de se criar um monopólio entre seus comerciais leves, que são líd

Depois de rumores de rompimento, PSA e Dongfeng estendem joint-venture até 2037

Imagem
O Grupo PSA e a Dongfeng possuem uma joint-venture na China há alguns anos. Dessa parceria, o mais recente projeto foi a nova picape média da Peugeot, que também trouxe uma picape para uma submarca da Dongfeng. Recentemente surgiu notícias de que os chineses queriam vender parte da joint-venture após o anúncio de fusão da FCA com a PSA. No entanto, a joint-venture foi prolongada até 2037, estendendo o seu contrato de cooperação. No momento, ambas esperam pela assinatura dos contratos, fazendo com que a ligação das duas marcas estejam ligadas por mais 17 anos. Estabelecida em 1992, a parceria já vem de longa data e ajudou a colocar a PSA na China. Com sede na cidade de Wuhan, na região de Hubei, a joint-venture DongFeng-Peugeot-Citroën Automobile Co possui a divisão igualitária entre ambos os conglomerados. No momento, a situação da PSA é um tanto quanto crítica após a queda nas vendas no mercado chinês, mas isso deve ser revisado em conjunto com a Dongfeng, a fim de tornar rentável

Mitsubishi deve ter uma fábrica na Índia, para expandir seu mercado, na unidade de Jamshedpur

Imagem
A Mitsubishi deve erguer uma nova fábrica, na Índia. Com uma presença forte de Renault e Nissan, a Mitsubishi deve expandir seus negócios. De acordo com o novo plano estratégico, a Mitsubishi deve ter uma fábrica através de uma joint-venture formada junto com a Hindustan Motors. De acordo com informações, a Mitsubishi está pronta para vincular-se com uma nova empresa, que possui sede em Jamshedpur, a maior cidade do estado de Jharkhand, no leste do país. Espera-se que a Mitsubishi deve dar uma confirmação ainda neste mês de junho para a empresa e seja anunciado oficialmente em meados de setembro. Com essa confirmação, a Mitsubishi deve ganhar muito com a produção no país, aumentando consideravelmente a sua presença na Índia. Por lá, a marca japonesa ainda pretende estabelecer um novo centro de produção de veículos em território indiano. A fábrica deve ser a mesma de Jamshedpur e a fábrica deve desempenhar um papel fundamental na ofensiva de produto no mercado indiano. Por lá, a Mit

Na Índia, novo SUV médio da Ford é confirmado com motor 1.5 Turbo da SsangYong

Imagem
O novo modelo da Ford desenvolvido em joint-venture com a Mahindra deve ser apresentado dentro de alguns anos. Enquanto o primeiro modelo deve ser o substituto do XUV500, da Mahindra, a Ford deve ter um modelo semelhante, conhecido internamente como Projeto W605. Esse novo modelo deve ser um utilitário esportivo médio que deve ter medidas próximas ao do Jeep Compass. Esse novo modelo deve ser apresentado no primeiro trimestre de 2021. Além de dividir a mesma plataforma, Ford e Mahindra ainda deve compartilhar a mesma mecânica. Com isso, o modelo da Ford deve acabar adotando o novo motor 1.5 16v Turbo da SsangYong, que desenvolve 163cv de potência que terá turbocompressor, intercooler e injeção direta de combustível. Apresentado para a nova geração do Korando, esse motor é mais moderno que a linha EcoBoost e Dragon da Ford. A estratégia do uso desses motores (vale destacar que a Mahindra é dona da marca coreana, o que facilita o uso do motor) facilitará a própria produção, além de s

Volkswagen registra imagens de patente do ID.4 X, a versão elétrica do SUV da VW-SAIC

Imagem
Surgiu na China as primeiras imagens do novo utilitário esportivo elétrico da Volkswagen, que deve ser vendido como ID.4 X na China e deve ser vendido pela SAIC-VW, enquanto o ID.4 Crozz deve ser oferecido pela FAW-VW. O primo do ID.4 da FAW possui um design diferente, mas em si é o mesmo carro. Desenvolvido exclusivamente para a China, esse novo modelo deve ser oferecido como um modelo diferente, conforme mostra as imagens do Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China. Basicamente, o ID.4 X se destaca por trazer novos faróis com prolongamentos no para-lama e o para-choque dianteiro conta com visual mais agressivo, com molduras que imitam entradas de ar nas extremidades da peça. A única abertura funcional do carro é a inferior. Na traseira, o ID.4 X conta com para-choque pronunciado e com refletores com molduras cinza, além de protetor inferior que se destaca visualmente. Ele deve ser oferecido na China com as versões Pro e 1ST e deve contar com os diferenciais de

Ford e Mahindra confirmam que primeiro modelo em desenvolvimento é substituto do Mahindra XUV500

Imagem
A joint-venture entre Ford e Mahindra deve ter seu primeiro fruto em meados de 2021. Com uma joint-venture onde a Mahindra detém 51% e a Ford tem 49% das ações, as duas empresas devem desenvolver novos utilitários esportivos para mercados emergentes. De acordo com informações do Indian Auto Blog, o primeiro projeto da união deve ser o desenvolvimento de um substituto do Mahindra XUV500, SUV médio da marca indiana. Previsto para 2021, o novo modelo é conhecido internamente como Projeto W601, enquanto ele deve gerar um modelo da Ford, conhecido como Projeto W605. Os modelos devem ter porte de Jeep Compass, com cerca de 4,45 metros de comprimento e deve se posicionar logo acima do novo EcoSport, que deve crescer em comprimento. O segundo projeto é de um SUV subcompacto, conhecido como Projeto B745 na Ford e Projeto S204 na Mahindra. Esses dois novos modelos devem ter cerca de 4 metros de comprimento e devem ser apresentados na Índia em 2022. Ambos os projetos devem ser tocados totalme

Parceria entre Ford e Mahindra deve ter todo o desenvolvimento dos produtos na Índia

Imagem
A Ford pode ser considerada a marca dos “contatinhos”. Além de uma joint-venture selada com a Volkswagen nessa semana, a Ford voltou a comentar sobre o desenvolvimento de uma parceria com a Mahindra, que estava um tanto quanto esquecida. Durante uma apresentação do CEO da Ford, Jim Hackett, e do Chefe de Operações Globais da marca, Jim Farley, em conferência mundial, confirmou que a parceria com a Mahindra deve desenvolver novos modelos para a Índia e outros mercados emergentes, do qual o Brasil se encaixa. Os executivos confirmaram que as equipes locais de desenvolvimento em mercados emergentes e padrões de engenharia na Índia contribuirão para reduzir os investimentos destes novos modelos, que estão direcionados para obter resultados mais expressivos de lucros. Selada em outubro de 2019, a parceria Ford-Mahindra deve ser uma joint-venture terá 51% do envolvimento da Mahindra e 49% da Ford, agregando um portfólio que anualmente produz 1,2 milhão de veículos e 14% do Market Share d

Ford e Volkswagen confirmam informações sobre o desenvolvimento da parceria

Imagem
A Ford e a Volkswagen revelaram mais informações sobre a parceria entre as duas. Apesar de já ser conhecido, a Ford deve desenvolver a nova geração da Ranger e uma van comercial com capacidade de uma tonelada, que deve ser a nova geração da Transit. A Volkswagen deve tirar proveito destes dois projetos para desenvolver a Volkswagen Amarok e a Volkswagen Transporter. As picapes devem ficar prontas em 2022 e as vans ficam prontas em 2023. A Volkswagen já apresentou a nova geração da Caddy nos últimos meses, que deve dar vida à nova geração da Ford Transit Connect. A Volkswagen ainda deve ceder o uso da plataforma modular MEB, elétrica, que deve servir de base para um novo modelo elétrico para a Ford, que deve ser um utilitário esportivo menor que o Mustang Mach-E. De acordo com as marcas, Ford e Volkswagen preveem que devem ser vendidas cerca de 8 milhões de vans e picapes no ciclo de vida destas gerações. Isso não inclui as cerca de 600 mil unidades do modelo elétrico que deve ser d

Volkswagen compra 50% da JAC na China para ampliar a sua capacidade produtiva de elétricos

Imagem
Depois da VAG ter parte da JAC na China, o grupo alemã chegou com um novo investimento. O Grupo VAG confirmou a compra de 50% da JAC a fim de expandir a produção de modelos elétricos na China. A compra envolve o montante de 1 bilhão de euros da JAG, uma empresa controlada pela JAC, e o segundo investimento é a compra de 26% da fabricante de baterias Gotion High-Tech Co., Ltd. por 1,1 bilhão de euros. Considerado um processo importante para a VAG, que ainda inclui um aumento de 50% para 75% de participação na joint-venture JAC Volkswagen. De acordo com informações da Volkswagen, a meta é abrir caminho para ampliar a produção de modelo elétricos e na infraestrutura de elétricos na China. Isso deve ajudar a marca a consolidar sua presença como grande produtora de modelos elétricos. "Juntamente com parceiros fortes e confiáveis, a Volkswagen está fortalecendo sua estratégia de eletrificação na China. O segmento de carros elétricos está crescendo rapidamente e oferece muito potencial p

Seat não deve receber projeto com plataforma MEB de baixo custo e deve ser substituída na parceria com a JAC

Imagem
O Grupo VAG confirmou que a Seat não deve receber o projeto de desenvolver um carro de baixo custo com a plataforma modular elétrica MEB, que deve receber uma plataforma mais simples e que está sendo desenvolvida pela Skoda. Essa nova plataforma deve ser usada apenas na Skoda e na Volkswagen. O motivo desse cancelamento da Seat receber essa plataforma não foi confirmado, mas acredita-se estar relacionado com o reposicionamento da marca espanhola dentro da VAG, deixando a Seat como uma marca mais premium e abaixo da Audi. Com esse novo projeto, a VAG deve desenvolver elétricos com preços inicias na casa dos 20 mil euros, algo que não deve ser seguida pela Seat, que terá como carro elétrico mais em conta o hatch baseado no Volkswagen ID.3. A plataforma “MEB-A0” deve contar com bateria de 27kWh a 34kWh, garantindo uma autonomia entre 200km a 300km, que deve ser usado num substituto de Volkswagen up! elétrico e do Skoda Citigo elétrico. Com a Seat fora desse projeto, o Grupo VAG deve fazer

Renault anuncia desenvolvimento e comercialização de carros e comerciais leves elétricos na China

Imagem
A Renault confirmou que deve mudar seus planos e anunciou que deve deixar de produzir carros de passeio com motores a gasolina e a diesel na China. Com esta mudança de planos, o grupo francês deve concentrar apenas na fabricação de carros elétricos e comerciais leves. A Renault deve pôr em prática os novos planos no maior mercado mundial, transferindo sua participação na joint-venture Dongfeng-Renault Automotive Company. A francesa deve focar no desenvolvimento para a produção de comerciais leves em joint-venture com a Brilliance-Jinbei e de carros compactos elétricos com a eGT New Energy Automotive e a Jiangxi Jiangling Group Electric Vehicle. A Renault espera que até 2030, ¼ das vendas sejam de modelos elétricos na China, uma cifra bastante interessante e que atiça o desenvolvimento da marca. No ano passado, apresentou o City K-ZE com motor elétrico que confere uma autonomia de 250km, carregando 80% da bateria em 50 minutos. Em tomada comum, ele precisa de 4 horas para encher a bater

Toyota deve erguer nova fábrica na China para elétricos em joint-venture com a FAW

Imagem
A Toyota confirmou que deve erguer uma nova fábrica na China. Essa nova unidade deve ser construída para a produção de carros elétricos, especificamente. Recentemente, a parceria entre Toyota e BYD foi selada na China para o desenvolvimento de carros elétricos, destinados para o mercado chinês. O ambicioso plano prevê a construção de uma fábrica de carros elétricos que deve ser erguida em parceria com a FAW, outra sócia da Toyota na China. O local ainda deve ser escolhido para essa fábrica, mas pode ser na cidade de Tianjin. A joint-venture mantida entre a Toyota e a FAW deve custar cerca de 1,2 bilhões de dólares. Por enquanto, se desconhece quando que a nova fábrica deve começar a ser erguida na China. Com isso, a unidade deve ficar pronta somente entre 2021 ou 2022. A capacidade da fábrica também é desconhecida, mas estima-se que seja em torno dos 200 mil unidades por ano. A fábrica ainda deve ter plenas capacidades de produzir carros híbridos plug-in e a célula de hidrogênio, c

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Ferrari confirma desenvolvimento e lançamento do primeiro elétrico até 2030

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Assim como o Bolt, Chevrolet Bolt EUV deve ser vendido no Brasil dentro de alguns meses

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Novo Citroën C3 Sporty deverá ser lançado em outubro no Brasil, antes da Índia

Mitsubishi apresenta a nova (e quarta) geração do Outlander nos Estados Unidos

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

Ford Figo pode ter dado os primeiros indícios do fim de linha também na Índia