Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Funcionários

Ford deve se comprometer em manter pós-venda e retoma produção em Taubaté

Imagem
A Ford assinou um termo com o Procon-SP chamado de Termo de Compromisso, em que a fabricante deve se comprometer em manter a “assistência ao consumidor com operações de vendas, serviços, assistência técnica, peças de reposição e garantia para seus clientes'' . Segundo o Procon de São Paulo, o acordo tem abrangência nacional e vigência durante toda a vida útil dos produtos da Ford, mas de prazo não definidos. Ambas as marcas ainda confirmaram que devem criar um canal de contato para tratamento de questões coletivas, com o objetivo de solucionar problemas antes de reclamações serem judicializadas. No comunicado, Luis Cláudio Casanova, Diretor Jurídico da Ford, disse que a garantia de cumprir com as necessidades dos clientes da marca. “Isso nos dá a certeza de que os nossos consumidores saberão da seriedade do nosso compromisso de atender as demandas de todos os consumidores Ford, que deverão procurar o Procon-SP ou entrar em contato pelos nossos canais de atendimento” , destacou

CAOA contrata 150 funcionários para fábrica de Anápolis (GO), para Chery e Hyundai

Imagem
A CAOA confirmou a contratação de novos 150 funcionários na fábrica de Anápolis (GO), que produz modelos da Hyundai e Chery para o mercado brasileiro. A contratação de novos funcionários deve ser para a produção de novos modelos, sendo que o grupo pretende lançar 10 novidades que serão produzidas na fábrica até meados de 2025. Da Chery, atualmente são produzidos os modelos Tiggo5X, Tiggo7 e Tiggo8. Da Hyundai, a fábrica produz Tucson, ix35, HR e HD80. De acordo com a CAOA, os 150 novos funcionários já estão operando na fábrica. Entre as contratações, estão funções de montagem de veículos, operadores de produção e auxiliadores de logística. Todos os profissionais devem ser capacitados pela CAOA Montadora e já estão em treinamento para desempenharem suas atividades. “Temos muito orgulho, como uma montadora 100% nacional, em seguir investindo no Brasil. Sabemos de todas as dificuldades que o mercado enfrenta globalmente, mas escolhemos acreditar no nosso País e na sua capacidade de recupe

Porsche bate recorde de pedidos pelo Taycan e não dá conta do recado; marca tem ajuda da Audi

Imagem
A Porsche não está conseguindo atender a demanda pelo Taycan na Europa. O sedã já conta com mais de 40 mil pedidos e, de acordo com o site Automobilwoche, a demanda pelo modelo elétrico da Porsche tem sido tanta que a marca acabou pedindo ajuda para a Audi. Com isso, a fábrica da Porsche, em Zuffenhausen, na Alemanha, deve receber 400 novos funcionários que foram transferidos da fábrica da Audi. O sedã elétrico tinha a capacidade global de atender a demanda de 40 mil unidades, mas essa demanda é só do mercado europeu. "Atualmente, estamos produzindo mais de 150 Taycans por dia. Ainda estamos na fase de crescimento" , disse um porta-voz. O Taycan 4S é equipado com um conjunto de baterias de íon-lítio de 79,2kWh, menor que as baterias de 93,4kWh das versões mais caras. Ele desenvolve 530cv de potência, podendo chegar aos 571cv com as baterias maiores. Ele acelera de 0 a 100km/h em 4 segundos e possui uma autonomia de 407km na versão normal, podendo chegar aos 463km com o pacote

Volkswagen cogita demitir cerca de 5 mil funcionários das suas quatro fábricas no Brasil

Imagem
A Volkswagen pode demitir cerca de 5 mil funcionários no mercado brasileiro. De acordo com o sindicato dos metalúrgicos das quatro fábricas da Volkswagen no Brasil, a empresa pode ter um corte que chega a 35% do pessoal nas unidades. Dos 14,7 mil funcionários que trabalham diretamente nas fábricas, a Volkswagen pode demitir cerca de 5 mil destes funcionários, nas unidades de São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR). Isso incluiria ainda funcionários mensalistas, horistas e até terceirizados. De acordo com reportagem do G1 , a Volkswagen disse que procura, juntamente com os sindicatos, "medidas de flexibilização e revisão dos acordos coletivos vigentes para adequação ao nível atual de produção, com foco na sustentabilidade de suas operações no cenário econômico atual, muito impactado pela pandemia do novo coronavírus" . A Volkswagen não comentou a decisão de demitir parte dos seus funcionários mas disse que há funcionários excedente

Renault readmite os 747 funcionários demitidos em julho e encerra greve de 21 dias

Imagem
Depois da Renault demitiu os 747 funcionários da fábrica de São José dos Pinhais (PR), o Sindicato dos Metalúrgicos da Grand Curitiba (SMC), entrou em greve e a fábrica paralisou toda a produção novamente. O anúncio da demissão dos funcionários aconteceu no dia 22 de julho, ou seja, lá se vão mais de 20 dias em que a fábrica está parada. Com isso, a Renault decidiu readmitir os 747 funcionários da unidade de SJP após uma proposta para recontratação, aprovada por 95% dos funcionários participantes, em votação online. Com esse resultado do acordo, a categoria anunciou o fim da greve que durou 21 dias. A Renault confirmou que a produção começou a ser retomada hoje (12), no Complexo Industrial Ayrton Senna. De acordo com a marca, os 747 funcionários readmitidos não devem retomar o trabalho. A Renault deve voltar com a produção em dois turnos, manhã e tarde. O turno noturno deve seguir recebendo salário até que seja anunciado um Plano de Demissão Voluntária (PDV), no dia 20 de agosto. O aco

Karma ganha investimento milionário para auxílio nas finanças; escândalo de novidades falsas é revelado

Imagem
Depois de passar por alguns meses de incerteza, a Karma passou por momentos delicados em termos financeiros. Agora, surgem informações positivas de que a marca enfim conseguiu um dinheiro para ganhar um fôlego. O investimento veio de financiamento que deve manter a marca na ativa, embora confirmações deem conta de que a Karma tenha recebido auxílio do governo norte-americano. De acordo com informações da Agência Bloomberg e do site Automotive News, vários investidores injetaram um total de 100 milhões de dólares na empresa. Até o momento não se conhece a identidade desses investidores, nem sua nacionalidade. A Karma também não se pronunciou a respeito do auxílio financeiro, assim como não se sabe qual foi a quantia que o governo acabou concedendo à marca. Uma questão bastante estranha dentro desse período é que a própria Karma revelou que anunciaria 20 novidades dentro de pouco tempo. Isso gerou dúvidas porque a marca nunca foi financeiramente forte para isso. Depois, surgiram decl

Demanda por SUVs e sedãs da Cadillac fará GM recontratar para a fábrica de Michigan, nos EUA

Imagem
A General Motors confirmou que deve contratar mais funcionários para a fábrica de Michigan, nos Estados Unidos. A unidade deve receber 1.200 novos funcionários que devem auxiliar no aumento da demanda pelos utilitários esportivos da Cadillac. A GM confirmou que além da demanda pelos carros da Cadillac, a demanda por Chevrolet Traverse e Buick Enclave também causa essa contratação de novos funcionários. A Cadillac ainda deve atender a demanda por CT4 e CT5. Cerca de 800 funcionários devem ser colocados na linha de montagem para dar início ao terceiro turno da unidade de Lansing Delta Township. Outros 400 funcionários devem ser contratados para a unidade de Lansing Grand River, onde deve ser adicionado um segundo turno para a produção dos sedãs CT4 e CT5. Ambas contratações devem valer a partir do segundo trimestre de 2020, entre os meses de abril a junho. Inaugurada em 2006, a unidade de Delta Township é a mais nova fábrica da GM nos Estados Unidos. A unidade já produziu cerca de 3

Ford anuncia corte global de 7 mil funcionários a partir deste mês agosto

Imagem
A Ford confirmou que neste mês de agosto deve ser marcado pelo fim de linha de vários carros poucos rentáveis e com isso a demissão de cerca de 7 mil funcionários em todo o mundo. O programa de reestruturação da marca, liderado pelo CEO Jim Hackett, revelou que até o final do ano a marca terá demitido cerca de sete mil funcionários nas fábricas que devem ser fechadas, o que significa que deve afetar países como Estados Unidos, Rússia e Brasil, alguns deles. Cerca de 10% da força de trabalho global da marca será demitida, com uma economia de US$600 milhões por ano. Pelo menos são 2.300 funcionários só nos Estados Unidos. "Para ter sucesso em nossa indústria competitiva e melhor posicionar a Ford em um futuro de rápidas mudanças, precisamos reduzir a burocracia, capacitar gerentes, acelerar a tomada de decisões, focar no trabalho mais valioso e cortar custos" , disse Hackett em e-mail enviado aos funcionários. A marca do oval azul ainda garantiu que cerca de 20% dos gerente

Tesla demite 7% do seu pessoal a fim de baratear seus carros em um curto espaço de tempo

Imagem
Depois de confirmar uma nova fábrica na China e na busca de bater um novo recorde de produção, a Tesla anunciou recentemente um recall que afetou seus carros com defeito do airbag da Takata. Agora, a Tesla confirmou que deve demitir cerca de 7% de seus funcionários. Em carta enviada por Elon Musk, CEO da marca, disse que o último ano foi o mais desafiador na história da companhia. "Embora tenhamos feito grandes progressos, nossos produtos ainda são caros demais para a maioria das pessoas" , disse Musk em carta enviada por e-mail aos funcionários. A redução de 7% de seus funcionários é uma medida necessária para a empresa cumprir o cronograma de produção do Model 3, mas não informou quantos trabalhadores serão atingidos. Em um post do seu blog, Elon também disse que a companhia está realizando essa redução de pessoal enquanto tenta chegar a mais consumidores que possam pagar por seus carros, a fim de conseguir barateá-los a um curto prazo. 

Funcionários da Porsche aceitam estabilidade do salário para os próximos nove anos para produzir Mission-E

Imagem
Podemos dizer que os funcionários da Porsche permitiram o nascimento do Mission-E Concept. A versão de produção do conceito deve acontecer graças a um acordo da Porsche com os funcionários, pelo qual deverão manter os salários estáveis até 2025 para a produção do sedã. A fábrica da Porsche em Stuttgart-Zuffenhausen, na Alemanha, a produção em série do elétrico Mission E (programada para o fim desta década) está mais do que assegurada. Conforme antecipa reportagem publicada pela revista Automobilwoche, os trabalhadores da planta entraram em acordo com a fabricante e devem receber um salário menor que o previsto, sem reajustes. A jornada semanal subirá de 34 horas para 35 horas, tudo para assegurar a produção do elétrico. Ao todo, o carro consumirá mais de 1 bilhão de euros (cerca de R$4,2 bilhões) para ser produzido e deve gerar 1 mil novos empregos. O investimento do projeto deve ficar na conta dos 700 milhões de euros, cerca de R$2,9 bilhões. Parece muito para quem estava cortando

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

DS apresenta oficialmente a nova geração do DS 4, com design arrebatador

Novo Mercedes-Benz GLA chega ao mercado brasileiro por caríssimos R$325.900

Ford encerra a joint-venture com a Zotye na China, depois de quatro anos do acordo

Toyota confirma novo ciclo de investimentos no Brasil, mas reclama de altos tributos

BMW deve apresentar o novo M3 em maio no Brasil, com motor de até 517cv

Ford Argentina terá reflexos com fechamento das fábricas no Brasil; EcoSport virá importado

Porsche apresenta o novo 911 GT3 na Europa, equipado com motor 4.0 de 510cv

Volkswagen reajusta os preços do T-Cross, Polo, Virtus, Nivus, Gol, Voyage e Saveiro