Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Economia

Renault anuncia a 'The Future is Neutral', para economia circular dentro da indústria

Imagem
Renault anuncia uma nova unidade de negócios chamada ‘The Future is Neutral’ ou ‘O futuro é neutro’, com a economia circular na indústria automotiva A Renault apresentou um novo modelo de negócios dedicada para a economia circular, chamada de ‘The Future is Neutral’. Em tradução, a Renault quer dizer que ‘O futuro é neutro’, claramente falando sobre emissões de poluentes. A empresa, que nasce dentro da Renault, será a primeira a atuar com a cadeia de valor de economia circular na indústria automotiva, atendendo todas as marcas que fazem parte do Renault Group. Com a demanda de produtos para carros novos e peças para reposição, a unidade de negócios vai desenvolver soluções tecnológicas e industriais a partir de expertise de suas subsidiárias e com uma rede de atividade mais elaborada. Isso indica que a Renault Group quer aumentar seus índices de utilização de materiais reciclados provenientes de automóveis para a produção de veículos novos. Atualmente, um veículo novo inclui apenas 2

Zedu-1 é um elétrico ainda mais limpo que suga partículas emitidas pelo pneu e os freios

Imagem
Zedu apresenta seu primeiro carro protótipo, o Zedu-1, que traz um motor elétrico e que traz mais sistemas que diminui ainda mais a poluição A Zedu é uma nova marca que quer trazer um carro ainda mais tecnológico que não emite CO2. De acordo com informações, carros elétricos contam com uma pequena bateria já emitem um pouco de emissões por conta das rodas, mais precisamente, pelos freios. De acordo com a Zedu, o sistema de freios e os próprios pneus do carro desprendem partículas e o fino pó do sistema de freio, também são considerados poluição. No entanto, isso não ocorre com o Zedu. Chamado de Zedu-1, o carro foi desenvolvido pela Agência Aeroespacial Alemã (DLR). O nascimento da Zedu vem da sigla Zero Emission Drive Unit e a marca foi criada em parceria com a HWA. O carro é equipado com um sistema que impede a propagação das partículas, tanto dos freios como dos pneus. Ele vem com um sistema de tanques instalados nos arcos de roda, que sugam toda essa sujeira. Segundo a DLR, por

Grupo Volkswagen deve enxugar gastos em até 3 bilhões de euros até 2020

Imagem
Depois de confirmar o pesado investimento de R$48,5 bilhões em carros elétricos e autônomos, a Volkswagen veio a público que esse investimento deve ter um esforço. O grupo alemão deve enxugar cerca de R$13,2 bilhões (3 bilhões de euros) em gastos na tentativa de aumentar as margens de lucro para se manter saudável. Depois do escândalo do Dieselgate, o grupo ainda se reestrutura e tenta mudar a sua imagem depois de todo o caso. Para diminuir os gastos com o desenvolvimento de tecnologias e do rombo do escândalo, o corte de 3 bilhões de euros, mas sem repetir o mesmo erro da Toyota, por exemplo, que enxugou ao máximo os custos com força de trabalho em fábricas pelo mundo. "Acreditamos que vamos chegar a uma economia de custos de 3 bilhões de euros por volta de 2020, e estamos trabalhando para cortar mais 3 bilhões de euros até 2023" , disse Arno Antlitz, membro do conselho responsável pela área financeira da Volkswagen, em conferência de imprensa realizada em Wolfsburg. A V

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv

Toyota dá a entender que o Celica pode ressurgir como cupê esportivo criado pela GR