Postagens

Mostrando postagens com o rótulo GWM

GWM intensifica os testes do Haval H6, que será lançado no último trimestre de 2022

Imagem
A Haval já recebe novas unidades do H6 para testes de homologação no mercado brasileiro. Antes, a marca contava apenas com uma unidade, mas agora a marca vai intensificar os testes e vai testá-lo em mais uma unidade. Em abril, a primeira unidade desembarcou em Iracemápolis (SP) para iniciar os testes e, na época, a própria GWM já tinha dito que novas unidades chegariam ao país em algumas semanas. A primeira unidade veio para testes internos, de rodagem e adaptação às condições brasileiras. Isso deve incluir testes na suspensão, motorização e itens de conectividade. A partir dos dados obtidos no período de testes, as primeiras unidades do SUV começarão ser feitas na China com destino ao Brasil. O modelo vai usar o motor 1.5 Turbo a gasolina de 156cv junto dos dois motores elétricos. Juntos, o SUV deve desenvolver 326cv de potência com torque de 54,0kgfm, tendo ainda uma bateria de 41,5kW. O sistema deve fazer com que ele tenha uma autonomia elétrica de 201km, no ciclo NEDC. Até o moment

GWM confirma que primeiro modelo nacional será o Haval H6 e inicia testes com o SUV

Imagem
A Great Wall Motors (GWM) confirmou que o primeiro modelo do grupo a ser vendido no mercado brasileiro será o Haval H6. O modelo já está em homologação e será lançado em meados do segundo semestre, ainda importado da China. “O lançamento do Haval H6 será um marco da eletrificação no mercado brasileiro”, destaca Oswaldo Ramos, Chief Commercial Officer (CCO) da GWM Brasil. O modelo vai usar o motor 1.5 Turbo a gasolina de 156cv junto dos dois motores elétricos. Juntos, o SUV deve desenvolver 326cv de potência com torque de 54,0kgfm, tendo ainda uma bateria de 41,5kW. O sistema deve fazer com que ele tenha uma autonomia elétrica de 201km, no ciclo NEDC. Até o momento, sabia-se da existência apenas do H6 HEV, apresentado no ano passado. Este, se destaca por aliar o 1.5 Turbo Hybrid (um HEV, ou seja, um híbrido sem a necessidade de recarga das baterias) como a principal novidade. O carro desenvolve 243cv de potência e 54kgfm de torque, mas sem revelar dados da mecânica. O consumo revelado é

GWM quer instalar 100 eletropostos no Brasil até o final de 2023, no estado de São Paulo

Imagem
A Great Wall Motors (GWM) confirmou que deve investir R$ 10 bilhões no Brasil até meados de 2032. O grupo chinês chegará ao nosso mercado apenas com modelos eletrificados em todas as suas marcas, como Haval, Poer e Tank – a Ora deve vir depois. A GWM ainda confirmou o investimento em 100 eletropostos para recarga de modelos híbridos e elétricos, todos no estado de São Paulo, até 2023. Para o investimento, a GWM confirmou que contará com parceiros, startups e fornecedores com o objetivo de ajudar a criar uma infraestrutura de carregamento para veículos elétricos e eletrificados. Os interessados devem se cadastrar junto a marca para poder ajudar no desenvolvimento de tecnologia de mobilidade sustentável em energia limpa, renovável e de baixo custo. "À medida que a GWM desenvolve seu projeto de instalação no Brasil, agregamos novos aspectos que garantirão o sucesso dos nossos produtos e da nossa marca. A desmistificação da eletromobilidade é essencial para apoiar os consumidores na d

GWM registra imagens de patente do Wey Fuguchaojia, misto de Fusca com design retro

Imagem
A Great Wall Motors registrou as primeiras imagens de um novo modelo no mercado brasileiro. O registro foi feito pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o Inpi, onde a GWM registrou imagens do Wey Fuguchaojia, também conhecido (e apresentado, no passado) como V72. O modelo nada mais é que uma versão premium do Ora Ballet Cat e Punk Cat. Desenvolvido sobre uma plataforma Lemon e, visualmente, na dianteira, ele possui uma enorme grade dianteira cromada bem ao estilo de carros da década de 1930 a 1940, que invade um pouco das laterais. Os faróis ficam nas extremidades, redondos e com acabamento cromado no entorno. O para-choque dianteiro é cromado e invade as laterais como se fosse um carro bem antigo. Há ainda faróis de neblina redondos envolto de um friso cromado. O capô é alto. Nas laterais, o carro possui para-lamas dianteiro e traseiro com estilo bem parecido com o que foi visto no Ora Ballet Cat. Com quatro portas, ele possui um estilo parecido com a cópia do VW Fusca. A

GWM registra imagens de patente no INPI do Haval H6S, a versão cupê do H6. Será que vem?

Imagem
A Haval registrou as primeiras imagens de patente de um novo modelo no mercado brasileiro. Trata-se do H6S, a versão cupê do H6. O modelo foi registrado em imagens de patente, no Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o INPI. Com um visual mais esportivo, o utilitário esportivo passa a ser vendido com um novo desenho na dianteira, que se destaca por contar com uma nova grade dianteira e um novo para-choque dianteiro. A grade passa a ser bem pequena, com uma entrada de ar que deixa o nome da Haval bem deslocado, em posição inferior e que fica bem feio. O para-choque dianteiro recebe uma enorme entrada de ar inferior, que se conecta com quase todos elementos do para-choque. Além de se conectar com a entrada de ar inferior, se conecta também com o acabamento plástico dos faróis de neblina, que passam a ser em posição vertical. Nas laterais, o destaque fica por conta do caimento suave do teto, que traz um aerofólio que lembra uma barbatana de tubarão, assim como a antena. De perfil,

Ora interrompe produção de elétricos R1 e R2 por falta de semicondutores na China

Imagem
A Ora confirmou que interrompeu a produção de R1 e R2 na China, também conhecidos como Black Cat e White Cat, respectivamente. Os dois modelos elétricos estão sofrendo a escassez de semicondutores para a sua produção, o que tem feito a marca sofrer prejuízos com a venda de ambos. Em comunicado enviado para a rede de concessionárias na China, a Ora confirmou que desde o dia 14 de fevereiro não está mais recebendo pedidos pelos modelos, por tempo determinado. "Os modelos Black Cat e White Cat pararam de receber pedidos, mas não foram descontinuados, e estamos passando por dificuldades. Acredito que os problemas encontrados pela marca Ora são os mesmos riscos enfrentados pela indústria. Estamos buscando ativamente maneiras de melhorar e desenvolver estratégias" , disse Dong Yudong, CEO da Ora. De acordo com a Ora, a marca está com falta de componentes para a produção dos seus modelos, trazendo prejuízos para a Ora. No caso do R1, a Ora estaria perdendo cerca de 10.000 yuans por

GWM registra imagens de picape inédita da Poer no Brasil, no Inpi; picape pode vir ao país

Imagem
No mês passado, a Great Wall Motors (GWM) confirmou parte dos seus planos para o mercado brasileiro. Ao dizer que ainda trabalha em alguns carros já existentes, o grupo confirmou que vários modelos são desconhecidos pelo públicos e serão apresentados no Salão do Automóvel de Pequim, na China, que ocorre em abril. Por aqui, um desses modelos inéditos pode ser a picape das imagens. O modelo foi registrado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). A picape média que aparece nas imagens é diferente da Great Wall Poer que estava cogitada para vir ao nosso mercado. A picape foi apresentada em duas versões, sendo uma civil e outra com uma pegada mais off-road. Visualmente, a picape conta com um design bem parecido com o que vimos nas últimas picapes apresentadas pela GWM, sendo a grade dianteira grande, com acabamento de contorno cromado, faróis quadrados e um para-choque dianteiro com um acabamento prateado na parte inferior e os faróis de neblina ficam nas extremidades. Nas la

Concessionárias da GWM vão operar a partir de setembro e venderão modelos das 4 marcas

Imagem
Informações sobre a chegada da Great Wall Motors (GWM) aparecem a conta-gotas no mercado brasileiro. Entrevistas aqui, entrevistas lá e um quebra-cabeças vai sendo montado sobre a estratégia do grupo chinês em nosso mercado. Aqui, já foi confirmado que o grupo chega com marcas como Haval, Poer, Tank e Ora, sendo que essa última será a quarta a chegar, mais adiante. Além disso, já era sabido que a rede de concessionárias terá uma penetração em 112 cidades diferentes consideradas como influências regionais até o final de 2023, contando com o apoio de 25 a 30 grupos de concessionárias. Num primeiro momento, a GWM terá 30 concessionárias e amplia para 130 até o fim do ano que vem. Em entrevista com o Diretor Operacional da GWM no Brasil, Oswaldo Ramos, em entrevista ao Carpress , destacou mais algumas informações. Algumas novidades dos carros é que alguns serão apresentados no Salão do Automóvel de Pequim, na China, em dois meses, e outros já são conhecidos. Aqui, Ramos destacou que as qua

Primeiro GWM nacional será um SUV híbrido; estreia será no segundo semestre de 2023

Imagem
A chegada da GWM deve ser um dos momentos mais importantes de 2022 no mundo automotivo. A marca que promete chegar com três marcas: Haval, Poer e Tank. Apesar do início dessa chegada ser ainda em 2022, o início da produção acontece apenas no segundo semestre de 2023. Ainda não se sabe quais serão os modelos nacionais, mas há chances deles serem apresentados no Salão do Automóvel de Xangai, na China, em abril deste ano. Futuros nacionais, o futuro GWM brasileiro pode até mesmo já ter sido conhecido. Como a GWM só vai fazer modelos eletrificados, Haval H6, Haval Jolion e Tank 300 são as apostas que possam estrear a linha de produção brasileira – pelo o que sabemos até agora. Com um índice de nacionalização de 60%, a GWM confirmou que o prieiro modelo feito aqui será um SUV Hibrido Flex. Aqui, os SUVs serão feitos a partir da plataforma LMN. Os carros ainda terão arquitetura eletrônica CFF, com conectividade com 5G, com atualizações remotas, viabiliza recursos de condução autônoma, intera

GWM confirma que terá 10 modelos até 2025, num investimento de R$ 4 bilhões no país

Imagem
A Great Wall Motor (GWM) Brasil confirmou que o seu projeto para o mercado brasileiro é ter uma gama composta de dez modelos em três anos. Após adquirir a fábrica de Iracemápolis (SP), o grupo chinês vai chegar ao Brasil primeiro com três marcas: Haval, Poer e Tank. Fruto de um investimento de R$ 10 bilhões até 2032, sendo R$ 4 bilhões entre 2022 a 2025 e R$ 6 bilhões entre 2026 a 2032, a GWM terá uma capacidade de 100.000 unidades e uma fábrica com capacidade de produzir cerca de 2.000 empregos diretos. O grupo ainda confirmou algumas informações sobre a sua atuação em nosso mercado, contando com dez lançamentos até 2025. O primeiro modelo será lançado ainda neste ano de 2022, sendo um SUV – que muito provavelmente será da Haval – Jolion ou H6? Até o final de 2023, espera-se ter cerca de 130 concessionárias, uma rede bem parruda para uma empresa que terá pouco mais de um ano de atuação no Brasil. De acordo com algumas informações, esses modelos são inéditos e outros já são conhecidos

Ora Ballet Cat e Punk Cat começam a ser vendidos na China em 30 de março

Imagem
A Ora definiu que vai apresentar o Ballet Cat e o Punk Cat na China no próximo dia 30 de março. Versões que são clones modernos do Volkswagen Fusca (Beetle num modo global), serão apresentadas em suas versões definitivas dentro de alguns dias. O Punk Cat terá 4,401 metros de comprimento, 2,750 metros entre os eixos, 1,880 metro de largura e 1,630 metro de altura, pesando 1.780kg. O modelo terá um motor elétrico que desenvolve 170cv e 25,5kgfm de torque. O Punk Cat terá baterias de 47,8kWh, composta de fosfato de ferro-lítio. Haverá ainda uma opção de bateria maior, de 59,1kWh, com autonomia que vai gerar em torno dos 500km, enquanto a menor terá cerca de 400km de autonomia. Em ambas baterias, o carro contará com velocidade máxima de 155km/h. O Ballet Cat se diferencia pelo design ao contar com faróis mais quadrados, um novo capô, um novo para-choque dianteiro com uma entrada de ar inferior. Nas laterais, as novidades ficam por conta de novas rodas de 18 polegadas om pneus 255/55 R18. N

GWM revela detalhes dos motores eletrificados que terá no Brasil em Haval, Tank e Poer

Imagem
A Great Wall Motors (futura GWM Brasil) confirmou mais algumas informações sobre a sua operação no mercado brasileiro. A GWM confirmou que num primeiro momento chegam as marcas Haval (com foco em SUVs), Tank (com foco em modelos off-road) e Poer (picapes). Com o trabalho na fábrica de Iracemápolis (SP), a GWM antes deve trazer seus modelos importados da China. O primeiro modelo do grupo será lançado no último trimestre de 2022 e terá já uma boa rede de concessionários para vender seus modelos. Todos os modelos da marca já serão híbridos e posteriormente chegam os modelos elétricos da Ora. Apesar de dizer que os modelos que serão produzidos aqui não serão nenhum modelo que conhecemos, a importação deve ser de alguns carros que já temos conhecimento. Aqui, serão três motores híbridos oferecidos ao consumidor. Os híbridos contarão com motores elétricos no eixo dianteiro, no dianteiro e traseiro, ou até um no dianteiro e dois motores elétricos no eixo traseiro, tendo um motor a combustão p

GWM vai chegar com quatro marcas, fabricará elétrico e investimento de até R$ 10 bilhões

Imagem
A Great Wall Motors (GWM) confirmou mais informações sobre a sua chegada no mercado brasileiro, o que vai acontecer dentro de alguns meses. Em apresentação na fábrica de Iracemápolis (SP), a marca chinesa confirmou que a produção vai começar em 2023 e que ainda em 2022 desembarca no Brasil, com plano de ter quatro marcas em nosso país. A GWM confirmou que todos os modelos vendidos no Brasil já serão eletrificados, o que indica que a marca vai apostar apenas em híbridos e elétricos puros. Outra informação é que a GWM vai apostar principalmente em utilitários esportivos e picapes, pelo menos por enquanto. Esses modelos ainda serão equipados com sistema de auxílio à condução autônomo de série. Por aqui, a GWM vai atuar com a Poer, Haval e Tank, pelo menor por enquanto. A Ora chega posteriormente e não temos informações sobre a chegada da Wey, apesar da mesma ter registrado imagens em patente no Brasil. Serão 10 modelos lançados dentro de três anos, sendo que o primeiro carro estreia no úl

Postagens mais visitadas deste blog

Chery desenvolve a chegada do eQ1 ao mercado brasileiro, candidato a elétrico mais barato

Renault vai trazer 1º lote de 500 unidades do Kwid E-Tech Electric a partir de agosto

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Surgem projeções de como pode ficar o Renault 'StepWay', que estreia no Brasil em 2023

Volkswagen desenvolve um Polo Hybrid com motor eTSI, que chega na reestilização

Com fechamento da fábrica, Chery Tiggo 3X sai de linha e Arrizo 6 virá importado da China

Site confirma a escolha da Fiat para o nome do SUV oriundo do Projeto 376: Fastback

Jeep confirma o lançamento da Gladiator para breve no Brasil; picape terá motor 3.6 V6

Chery fecha fábrica de Jacareí (SP) até 2025, quando retoma produzindo híbridos e elétricos

Porsche Panamera receberá nova geração em 2023 e central antecipa desenho do carro