Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Entrevista

Se decida! Land Rover volta a falar sobre picape do Defender depois de cancelar projeto

Imagem
A Land Rover tinha confirmado que a nova geração do Defender seria apresentada com uma carroceria picape mais adiante. Isso foi antes da marca inglesa apresentar o novo Defender. Há pouco mais de um ano, a Land Rover desistiu do projeto da picape. Agora o que tinha sido cancelado volta a ser considerado, de acordo com um executivo da marca. Segundo Nick Collins, Diretor-Executivo de Veículos Jaguar-Land Rover, disse que admite que "existe demanda dos consumidores por uma picape e que não há limitações estruturais" impeçam seu desenvolvimento. "Nós sempre dissemos que o Defender seria uma família [...] fique de olho neste espaço” , disse Collins. No ano passado, o executivo tinha dito: "Por que você compraria uma picape de cabine dupla quando você vê o que pode colocar no porta-malas de um desses - esta já é uma picape com teto" , se referindo ao novo Defender e a falta de uma picape na linha por conta da própria capacidade do novo Defender. Construído sobre mo

Inédita fábrica da Porsche fora da Europa não seria nem na China e muito menos nos EUA

Imagem
A Porsche confirmou que estuda as chances de ter uma fábrica fora da Europa. Desde seu processo de expansão a outros mercados se comenta que a alemã pode contar com uma fábrica fora do seu continente onde tem sua sede. A China era vista como uma forte candidata a ganhar uma fábrica da Porsche, mas o rumor nunca foi adiante. Considerado um dos principais mercados para os alemães de Stuttgart, mas países como Estados Unidos, México, Coreia do Sul, China e Japão já teriam sido descartados. Mas, segundo um relatório da Porsche, o país mais indicado a ganhar uma fábrica da marca seria... na Malásia! Nesse relatório, a Porsche queria uma unidade em regime CKD no país asiático, como uma forma de diminui os custos de importação e conseguir vender melhor nos países da região. Considerado um dos mercados mais importantes do Sudoeste Asiático, a Malásia poderia enviar carros não apenas para a China, Coreia do Sul e Japão, mas também para a Singapura, Tailândia e a própria Malásia, onde a produção

Investimentos da Renault estão congelados para os substitutos de Sandero e Logan

Imagem
A Renault confirmou que os projetos dos novos Ascalia/Kardian e Taliant, substitutos de Sandero e Logan, estão congelados no mercado brasileiro. A confirmação veio do CEO da Renault, Luca de Meo, em entrevista ao Automotive News Europe . Com foco na América Latina, o executivo confirmou que deve fazer cortes no quadro de funcionários e que deve congelar o investimentos de modelos em curto prazo no país. “Então, porque a economia está um pouco incerta, iremos congelar investimentos no curto-prazo. Mas iremos redirecionar este dinheiro em coisas como o Bigster e o Duster, nas versões Renault, para que possamos aumentar nossa margem de lucro, seguindo o exemplo de Volkswagen e até Fiat, que foi de ter produtos somente da Fiat para a Jeep e tem tido muito sucesso” , disse De Meo. Com Sandero e Logan já patinando nas vendas, a Renault deve focar num segmento que é mais rentável e por isso deve focar no desenvolvimento do Bigster, um SUV médio acima do Captur. Apesar de congelados, os modelo

Audi diz que no futuro as baterias dos carros serão menores, mais eficientes e baratas

Imagem
Enquanto os consumidores de carros a combustão ainda decidem que os elétricos devem ter uma autonomia cada vez maior, executivos parecem dar sinais de que as baterias dos carros elétricos do futuro devem ser cada vez menores. Depois de apresentar o e-tron GT, Markus Duesmann, CEO da Audi, confirmou que o futuro dos elétricos deve ter baterias menores, por conta de existir uma maior infraestrutura para os elétricos. Além disso, as baterias devem se tornar mais eficientes e consumidor menos energia. "Colocar baterias enormes por milhares de quilômetros, não tenho certeza se essa é uma tendência que vai continuar. Mais tarde elas vão perder apelo porque a infraestrutura de carregamento será mais densa e também a experiência dos clientes. Hoje você vai ao posto de gasolina e compra o combustível e é muito natural como você consegue energia para dirigir. Com os carros elétricos não é tão natural, você tem que ajustar um pouco o seu comportamento. Mas quando você se acostumar com isso,

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Imagem
A Volkswagen confirmou, em entrevista, que não acredita nos carros movidos a hidrogênio como uma alternativa para o futuro da eletrificação. A marca alemã disse, por meio do seu CEO, Herbert Diess, que eles não tem futuro. As palavras podem ter soado como algo pesado pela maneira ríspida, até porque várias marcas já demonstraram interesse no desenvolvimento da tecnologia. "Os políticos devem aceitar a ciência: o hidrogênio verde é necessário para a produção do aço, da química e da indústria aeronáutica. Não pode ser usado para carros. É muito caro, ineficiente, lento e difícil de distribuir e transportar. Resumindo: não vejo carros a hidrogênio no horizonte" , disse Diess em sua conta no Twitter. Isso reflete também nas decisões da VAG como um todo, que não deve apostar nessa tecnologia, tanto que a marca deve investir massivamente em modelos elétricos e híbridos, por exemplo. A marca líder do desenvolvimento dos carros movidos a hidrogênio é a Toyota, que vende o Mirai em al

Tesla pode abrir uma fábrica de elétricos na Índia; unidade seria a quarta Gigafactory

Imagem
A Tesla deve ter uma nova fábrica em breve. Depois da unidade de Fremont, Califórnia (EUA), Xangai (China) e Berlim (Alemanha), a Tesla pode ter uma inédita Gigafactory na Índia. De acordo com informações do Primeiro-Ministro do Estado Indiano de Karnataka, Bookanakere Siddalingappa Yediyurappa, na Índia, afirmou que a Tesla estaria interessada em erguer uma nova fábrica no país. De acordo com Elon Musk, que já tinha visitado o país no ano passado, quem sabe já para sondar sobre uma fábrica no país. O estado de Karnataka ainda é um dos principais polos industriais da Índia e um dos mais modernos do país. A proposta é que a Tesla pode ter feito que a empresa norte-americana tenha visto um potencial de ser um país consumidor de modelos elétricos. Em entrevista com Frankfurter Allgemeine, o Ministro Indiano de Transportes e Estradas, Nitin, Gadkari, disse em dezembro de 2020 que a Tesla iria iniciar as vendas da Tesla na Índia no segundo trimestre de 2021, com produção local. Em dezembro

Lembra do retorno da Lada à América Latina? CEO diz que novo Niva será vendido na região

Imagem
Depois de ser apresentado como conceito pela primeira vez como 4x4 Vision Concept, a Lada revelou a primeira imagem da nova geração do Niva graças ao plano RENAULuTion da Renault, visto que a Lada faz parte do Grupo Renault. Os franceses confirmaram que a nova geração do Lada Niva deve ser desenvolvida sobre a plataforma modular CMF-B e revelou algumas imagens sketch do modelo, que parece ser uma evolução do 4x4 Vision Concept, apresentado em 2018. De acordo com Luca De Meo, esse novo Lada Niva deve ser vendido “em qualquer lugar” e isso pode indicar a expansão da Lada para novos mercados. O novo Niva deve contar com altura em relação ao solo de 24 centímetros, tendo bons ângulos de entrada e de saída, assim como deve manter o sistema de redução de marcha. “Queremos vendê-lo na Suíça e na Áustria, onde para muitas pessoas será a única maneira de chegarem ao seu chalé” , disse De Meo. Além desses países europeus, Meo confirmou que o carro deve ser vendido em mercados da África e América

Audi A1 Sportback pode ter futuro indefinido por conta de preços e emissões de poluentes

Imagem
Apresentado em sua primeira geração em 2010, a segunda geração do A1 Sportback foi apresentado em 2018. Desde então, o hatch compacto alemão deixou de ser vendido em alguns mercados (como o Brasil, onde a segunda geração nem chegou a ser lançada) e pode não ter uma terceira geração nem na Europa. De acordo com Markus Duesmann, Chefe da Audi, disse em entrevista ao Autocar que o futuro do A1 ainda é debatido internamente e é questionado se a Audi deve permanecer no segmento de carros de entrada. “Estamos discutindo o que faremos com os segmentos de acesso. Na categoria do A1, temos algumas outras marcas que atuam com muito sucesso e possuem produção muito alta. Por isso questionamos o A1 no momento" , disse Duesmann. Vale destacar que dentro da própria VAG existe o Volkswagen Polo, Seat Ibiza e em breve terá o novo Skoda Fabia, modelos que são bem parecidos com o A1 em plataforma, porte e mecânica. “Certamente continuaremos oferecendo o Q2 e similares. Esse pode ser o novo nível de

BMW cancela o desenvolvimento do i1; projeto do hatch elétrico ficou muito caro

Imagem
Depois de cogitar o desenvolvimento de uma versão elétrica do Série 1, a BMW parece que desistiu da ideia. A criação de um hatch médio elétrico que seria idêntico ao Série 1 acabou se tornando um projeto caro para a marca alemã. Segundo informações, o projeto do i1 foi cancelado ou adiado para um tempo que para a BMW é indeterminado, ou seja, foi engavetado. O site Automobilwoche confirmou que o projeto foi posto na geladeira pode ser um projeto que ficou caro de ser desenvolvido. Esse valor investido em algum momento deveria ser cobrado, em forma de valor final do carro, o que o deixaria pouco competitivo. Baseado na plataforma UKL2 deveria sofrer mudanças drásticas para conseguir levar as baterias no assoalho. O carro era visto dentro da Bimmer como um concorrente direto para o Volkswagen ID.3, modelo quem tem feito bastante sucesso na Europa. A BMW ainda sabe a quantidade de modelos elétricos dessas mesmas dimensões devem ser lançados dentro dos próximos meses na Europa, ou seja, a

Toyota volta a falar sobre interesse em produzir Hiace na Argentina nos próximos meses

Imagem
Depois de alguns rumores de que a Toyota esteja a fim de produzir um novo modelo na fábrica argentina de Zárate, a imprensa da Argentina confirma que os japoneses querem produzir um terceiro modelo e pode ser mais um comercial leve. Desde o lançamento da nova geração da Hiace, em 2019, a Toyota Argentina tem planos de produzir o modelo no país vizinho e a exportar para os mercados vizinhos. Já vendida na Argentina, importada do Japão, a Toyota sabe que o modelo tem chances de fazer mais sucesso comercial na região e depende de uma produção local para chegar em outros mercados, vulgo Brasil. "O projeto continua e claro que a ideia é incluir todas as versões do Hiace que, por enquanto, estamos importando do Japão. Isso implica o pagamento de um imposto aduaneiro de 35%, que não seria necessário pagar com os benefícios da produção local" , disse o Diretor de Vendas e Marketing da Toyota Argentina, Ignácio Limpenny, ao Argentina Autoblog . A Hiace deve ser produzida na mesma linh

Depois de cinco anos, Fiat quer retomar liderança em 2021 e planeja expansão da rede

Imagem
O ano de 2021 começou e a Fiat conseguiu conquistar a liderança novamente no acumulado do ano. Desde o final de 2020 a marca já dava indícios que queria a liderança de novo no mercado, muito por conta da nova Strada. Com quatro lançamentos previstos para 2021, a Fiat quer fechar 2021 na liderança do mercado. Em 2020, a Fiat fechou com 16,5% de mercado, mas já começou 2021 com 19,0% de mercado, um ganho de 2,5% de Market Share. "O lançamento da Strada, em linhas gerais, trouxe um movimento adicional às lojas que acabou afetando outros produtos. A partir da chegada da picape, e com um fluxo maior nas lojas, os outros carros também começaram a ter melhor performance. Este é um movimento que se consolidou" , disse Herlander Zola, Diretor do Brand Fiat para a América Latina e Operações Comerciais Brasil, em entrevista ao Motor1 Brasil. "O cliente já começa a perceber uma Fiat diferente, uma nova Fiat. Começa a perceber uma nova entrega de valor na Fiat, a partir de todo esse

Fiat Uno tem futuro incerto no mercado brasileiro e terá destino definido em 2021

Imagem
Depois de muitos anos, a Fiat pode encerrar a vida do Uno no mercado brasileiro. Lançado em 1983, o compacto sobreviveu esses quase 40 anos de mercado em apenas duas gerações, sendo o modelo atual apresentado em 2010. Espremido ente o Mobi e o Argo, o Uno já não faz muito sentido dentro da linha da marca. Garantindo a rentabilidade dos seus custos, a Fiat considera tirar de linha o Uno ainda em 2021, ao mesmo tempo que confirma quatro lançamentos. O Uno fechou 2020 com 22.737 unidades, menos da metade que o Mobi e vendendo 1/3 do Argo. "O Uno ainda atende quem usa o carro para trabalhar, apesar dos números menores. Se você for a uma concessionária Fiat, dificilmente vai encontrar um Uno, em qualquer versão, no showroom da loja. Vamos tomar uma decisão entre continuar investindo no Uno ou não" , disse Herlander Zola, Diretor da Fiat no Brasil. Brincando com o termo “Uno com escada no teto”, o executivo entende que o Uno virou um carro de venda direta, para empresas prestadoras

Volkswagen acredita que Brasil pode ter elétricos movidos a Etanol como gerador; Nissan

Imagem
A Volkswagen confirmou que no Brasil, a marca pode apostar em carros movidos a células de hidrogênio movidos a Etanol, no lugar da bateria. A informação foi revelada durante a Live Valor, promovida pelo site Valor Econômico. Na ocasião, o CEO da Volkswagen Brasil e América Latina, Pablo Di Si, falou que esse tipo de tecnologia ainda deve envolver pesquisas para o desenvolvimento como uma solução viável para nosso mercado. "Não é importante só ter o carro elétrico, mas como abastecer. E por que não usar o etanol? A tecnologia não existe hoje, mas temos o etanol e, com pesquisas, podemos [alcançar isso]. Precisamos estudar como transformar esse etanol e abastecer o carro elétrico, mas não só no Brasil, mas nos Estados Unidos, na China” , disse Di Si. O executivo ressaltou que a Volkswagen deve apostar em opções mais rentáveis de acordo com cada mercado e isso tem feito com que a marca alemã tenha mais chances de ampliar a sua eletrificação. Como os elétricos são caros de desenvolver

Dodge confirma fim do motor V8 Hellcat para breve; Stellantis visa eletrificação

Imagem
Depois de anos de desenvolvimento e inovações, a Dodge deve sofrer um baque: o fim de uma era com os motores Hellcat. Com motores que chegaram a desenvolver quase 800cv de potência devem deixar de serem produzidos pela Stellantis. Nos últimos anos, a Dodge desenvolveu uma série de modelos com o poderoso motor. O fim dessa era foi confirmada por Tim Kuniskis, CEO da Dodge. Em entrevista ao CNBC, o executivo confirmou que a eletrificação é o lema do grupo, numa marca que ainda não conta com nenhum modelo eletrificado e pior: que não tem um produto moderno. "Os dias do bloco de ferro V8 6.2 supercharger estão contados. E isso também pelos custos, mas a performance que eles produzem seguirá viva" , disse o executivo. Kuniskis ainda não confirmou qual deve ser o futuro da marca Dodge, mas confirmou que os carros do futuro da marca devem contar com motores eletrificados, possivelmente a partir de um V6 Hybrid. "Estou empolgado com o futuro elétrico pois ele nos ajudará a não m

Stellantis confirma que carros elétricos no Mercosul só se tornarão mais viáveis com benefícios

Imagem
A Stellantis confirmou que a produção de carros elétricos na América do Sul ainda deve demorar bastante. Mercados líderes da região, como Brasil e Argentina, ainda não estão aptas para a produção de veículos elétricos. Recém agora o Brasil está se abrindo para a produção de modelos híbridos, com o lançamento do Toyota Corolla Hybrid. De acordo com Carlos Tavares, CEO da Stellantis, disse que essa questão que os governantes locais devem se atentar para ceder benefícios fiscais para a produções desses carros. Isso porque não se tem uma previsão ou movimentos que façam as marcas entender que a América do Sul quer passar por esse processo da mobilidade. A Stellantis ainda confirmou que as ex-FCA e PSA possuem cerca de 17% de mercado na América Latina, sendo um mercado considerado muito importante para o novo grupo. Por aqui, Tavares ainda não acredita que a mobilidade para o carro elétrico seja a solução, diferente do que acontece na Europa, por exemplo. Isso porque esses mercados ainda nã

Jeep estuda desenvolver uma picape com porte de Fiat Toro, irmã da Gladiator

Imagem
A Jeep deve desenvolver uma nova opção de picape para os seus consumidores. Além da Gladiator, a Jeep deve desenvolver uma picape compacta, com porte da Fiat Toro. O resultado disso é o sucesso que a Jeep tem conseguido com a Gladiator, que tem conseguido impedir que o modelo chegue a outros mercados por conta da alta demanda. Isso animou Christian Meunier, Chefe Global da Jeep, em entrevista ao site australiano Carsales. Esse novo modelo deve ser compacto, desenvolvido sobre uma plataforma em monobloco, concorrendo com picapes como Fiat Toro, Ford Maverick e Hyundai Santa Cruz. De acordo com Meunier, “tudo é possível” e a possibilidade de desenvolver a picape é real. Por outro, o CEO da Jeep, Mike Manley, disse que “não vê um grande mercado para isso”. Essa nova picape ainda não recebeu o sinal verde para ser produzida e ainda deve levar alguns anos para ser apresentada. A Fiat Toro despertou a atenção de muitas marcas em 2016, assim como a Renault Oroch em 2015. A Jeep deve decidir p

Sony descarta desenvolvimento do Vision-S e diz que sedã não será produzido

Imagem
A Sony apresentou o Vision-S Concept no ano passado como uma opção para a Sony investir no futuro. Revelado no CES 2020, o carro foi apresentado com recursos tecnológicos como a condução autônoma. Recentemente a Sony começou uma bateria de testes com o modelo, rodando nas ruas de alguns países da Europa. No entanto, não parece que essa tenha sido uma confirmação de que o sedã será vendido. De acordo com a Sony, o conceito é apenas um protótipo, testando a tecnologia autônoma. Em entrevista para a revista norte-americana Car and Driver , a Sony disse que "não tem planos de produzir em massa ou vender o veículo" . O carro tinha sido apresentado com a condução de Nível 2, mas seria desenvolvido para o Nível 4 dentro de alguns anos. Com esse Nível 2, o carro seria equipado com controle de cruzeiro adaptativo, estacionamento automático e assistente de troca de faixa automática. O mais estranho é que a Sony criou o carro por completo para apenas desenvolver uma tecnologia. Na época

Renault 5 não deve substituir o Zoe; hatch deve se tornar realidade em 2023 na Europa

Imagem
A Renault confirmou que o desenvolvimento e o retorno do R5 não deve tirar de linha um modelo existente. O Zoe, que era um dos candidatos a ser substituído pelo 5, deve continuar em linha mesmo com a chegada do novo 5. A informação foi confirmada pela própria Renault. Apesar do novo modelo ter um tamanho relativamente parecido com o do Clio e Zoe, eles não devem sair de cena. Os três devem conviver em conjunto. "Agora é a hora de desafiar o que existe neste momento. Não se trata de substituir o Clio como tal, mas há dúvidas sobre o Clio e o Captur: o que representam, que fonte de energia devem utilizar dependendo dos regulamentos de cada país - e isso muda a cada mês. Você precisa ser capaz de se adaptar a tudo o que acontece com sua estratégia global de produtos e soluções de energia. Não sabemos ao certo se isso irá substituir alguma coisa, mas se você olhar para o segmento B, talvez haja muitos em algum ponto, então alguns irão desaparecer. Não posso dizer qual neste momento.&q

Chevrolet estuda lançar linha de esportivos com SS no Brasil; executivo vê chances no futuro

Imagem
A Chevrolet pode desenvolver versões verdadeiramente esportivas para seus modelos no mercado brasileiro nos próximos anos. Assim como a Volkswagen fez com a linha GTS, a Chevrolet quer fazer com que a versão SS retorne ao nosso mercado com modelos verdadeiramente esportivos, deixando a RS como “esportivados”. Assim como mantém o Camaro como único modelo com a sigla SS no país, a ideia é criar mais modelos com a versão no país. De acordo com o Gerente de Produtos da General Motors América do Sul, Agustín Mazzola, em entrevista ao site argentino 16Valvulas , disse que a marca estuda a possibilidade de desenvolver modelos esportivos com a versão SS. Assim como revelou o Onix RS, um Onix SS pode ser realidade no futuro. E isso não seria difícil. Bastaria a Chevrolet adicionar o motor 1.2 12v Turbo Flex ao Onix e Onix Plus, por exemplo. "Viemos para relançar um novo conceito, pois o RS certamente não será o único produto que teremos na gama Chevrolet; hoje está em estudo que grande par

Grupo VAG confirma que Skoda não deve ser rebaixada ao nível Dacia no mercado europeu

Imagem
O Grupo VAG confirmou que não deve rebaixar a Skoda para concorrer com a Dacia. Apesar de hoje as marcas Skoda, Seat e Volkswagen possuírem certa competividade entre si, os alemães acreditam que cada uma das marcas possui outras marcas como principais concorrentes. De acordo com o Chefe de Vendas do Grupo VAG, Christian Dahlheim, confirmou que os planos da Skoda é concorrer com a Ford, tido como principal concorrente dos modelos tchecos, em entrevista ao Automotive News Europe . As declarações do executivo surtiram como resposta a quem esperava que a Skoda fosse rebaixada dentro do grupo, apesar de ser hoje a marca que desenvolve os modelos de baixo custo entre as três. De acordo com Dahlheim, a Skoda não tem nenhuma possibilidade de ser uma marca que possa sofrer algum tipo de rebaixe dentro do grupo. “Não gostamos dessa comparação porque não queremos rebaixar a Skoda nesse sentido. A Skoda tem concorrentes fabulosos, como as próprias marcas francesas e, claro, a Ford" , disse em

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Novo Citroën C3 Sporty deverá ser lançado em outubro no Brasil, antes da Índia

Fiat Toro recebe motor 1.3 Turbo em todas versões e catálogo vaza antes da estreia

Nova Chevrolet Spin não deve ser baseada no Orlando, como era estipulado

Ferrari confirma desenvolvimento e lançamento do primeiro elétrico até 2030