Postagens

Mostrando postagens com o rótulo VAG

VAG não desistiu de vender Bugatti para a Rimac e decisão será tomada em breve

Imagem
Depois de confirmar que poderia vender a Bugatti, Lamborghini e Ducati, a VAG confirmou que marcas como a Lamborghini e a Ducati não seriam vendidas, enquanto a Bugatti ainda teria seu futuro definido. A marca francesa poderia acabar sendo vendida para a Rimac, como parte de um plano de união que envolve o aumento de participação da Porsche na Rimac. No mês passado, CEO da Porsche e Membro do Conselho Administrativo da VAG, Oliver Blume, disse ao Automobilwoche , disse: "Acredito que a questão será decidida pelo grupo ainda no primeiro semestre" , destacou em entrevista. Blume ainda destaca que "poderia ter um papel importante, porque as marcas são uma boa combinação tecnológica e que há vários cenários com estruturas diferentes. No momento, há intensas deliberações sobre como a Bugatti pode ser desenvolvida da melhor maneira possível" , concluiu. Ou seja, a marca ainda não tem um futuro definido dentro da gama de marcas da VAG, mas que essa decisão está próxima de

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Imagem
O Grupo Volkswagen AG (VAG) pode abrir novamente uma Initial Public Offering (IPO), ou oferta pública inicial, ou seja, vender ações para o público com a meta de ganhar mais dinheiro. O grupo estuda aumentar o valor de mercado das ações da VAG, incluindo a médio prazo ter uma listagem inicial do criador de lucros da Porsche, de acordo com o que o jornal Finanztreff destaca. A VAG colocaria cerca de 25% das ações da Porsche no mercado, cerca de 20 a 25 bilhões de euros. Segundo informações, um membro não identificado da alta administração do grupo alemão destaca que a VAG não faria isso mais em 2021, mas não descarta o fazer dentro de alguns meses. Isso porque a Volkswagen anunciou que não comentaria sobre esses rumores de vendas de ações da Porsche. Após esses rumores surgirem na imprensa da Europa, as ações do grupo cresceram em pouco mais de 3%. Investidores da VAG especulam essa informação já há alguns anos, sendo que a Porsche se tornaria uma marca que poderia trazer um dinheiro mu

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Imagem
A Volkswagen confirmou, em entrevista, que não acredita nos carros movidos a hidrogênio como uma alternativa para o futuro da eletrificação. A marca alemã disse, por meio do seu CEO, Herbert Diess, que eles não tem futuro. As palavras podem ter soado como algo pesado pela maneira ríspida, até porque várias marcas já demonstraram interesse no desenvolvimento da tecnologia. "Os políticos devem aceitar a ciência: o hidrogênio verde é necessário para a produção do aço, da química e da indústria aeronáutica. Não pode ser usado para carros. É muito caro, ineficiente, lento e difícil de distribuir e transportar. Resumindo: não vejo carros a hidrogênio no horizonte" , disse Diess em sua conta no Twitter. Isso reflete também nas decisões da VAG como um todo, que não deve apostar nessa tecnologia, tanto que a marca deve investir massivamente em modelos elétricos e híbridos, por exemplo. A marca líder do desenvolvimento dos carros movidos a hidrogênio é a Toyota, que vende o Mirai em al

Grupo Volkswagen se alia com a Microsoft para desenvolvimento de tecnologias

Imagem
A Volkswagen confirmou uma parceria com a Microsoft para o desenvolvimento de condução autônoma e serviços em nuvem da Microsoft, para otimizar o desenvolvimento dos seus futuros carros. A notícia veio depois de alguns dias do acordo entre General Motors e Microsoft. A empresa de tecnologia vem trabalhando em modelos autônomos e desenvolvendo em novas tecnologias para o mundo automotivo. Entre algumas dessas novidades estão o controle de cruzeiro adaptativo e sistema de frenagem de emergência. Os sistemas devem ser criados para as marcas do grupo, como Audi e Porsche, que devem receber primeiro essas novidades. "Atualizações pelo ar são fundamentais. Essa funcionalidade precisa estar lá. Se você não puder fazer isso, você perderá terreno" , disse Dirk Hilgenberg, Presidente da Car.Software, subsidiária da VW. Segundo Scott Guthrie, Vice-Presidente Executivo de Nuvem e Inteligência Artificial da Microsoft disse: "nossos telefones de 15 ou 20 anos atrás depois que você o c

Volkswagen deve concorrer com a Google para desenvolver condução autônoma

Imagem
A Volkswagen confirmou que deve desenvolver a tecnologia de condução autônoma junto com a Google. As duas empresas devem ser rivais para buscar o desenvolvimento dessa tecnologia, um software que tem sido colocado em alça de mira de muita montadora e marca de tecnologia. De acordo com informações do site Automotive News Europe, a Volkswagen espera que chegue no mesmo nível da Google, que desenvolve a tecnologia chamada de Alphabet. Além da Volkswagen, a Daimler confirmou o interesse na tecnologia. Entre as empresas de tecnologia, externas ao mundo automotivo como a Google, Apple e Amazon também querem desenvolver as suas versões. A Volkswagen ainda confirmou que pretende desenvolver a tecnologia solo, sem parcerias. No entanto, a alemã confirmou que, se alguma empresa tiver interesse em colaboração, será bem-vinda. Um dos pilares importantes dessa tecnologia será o time da VAG que deve desenvolver o Projeto Trinity. Ele deve ser o primeiro elétrico com o logotipo da Volks a contar com

Volkswagen aumenta capacidade e começa a produzir o ID.3 na fábrica de Dresden, Alemanha

Imagem
A Volkswagen deu início ao processo Transparent Factory na fábrica de Dresden, na Alemanha. O hatch médio começou a ser produzido na segunda fábrica no dia 29 de janeiro, em complemento com a produção na fábrica de Zwickau. A unidade de Dresden deve ser a quarta no mundo a produzir modelos da plataforma modular MEB, que se une às fábricas de Zwickau (Alemanha), Anting (China) e Foshan (China). Com essas quatro fábricas, a Volkswagen terá capacidade de produzir 900 mil elétricos por ano, tendo uma capacidade maior que a Tesla. A Volkswagen ainda deve preparar as fábricas de Emden (Alemanha), Hannover (Alemanha) e Chattanooga (Estados Unidos). A Tesla estima vender 750 mil elétricos em 2021 e a Volkswagen não tem um número exato, mas sua capacidade de produzir 900 mil carros pode indicar que a Tesla pode se tornar um alvo fácil para a alemã. Se formos levar em conta o Grupo VAG, o grupo conta com cinco fábricas que produzem elétricos, sendo que a Mladá Boleslav, na República Tcheca, prod

Grupo VAG comemora crescimento das vendas de modelos eletrificados: 158% em um ano

Imagem
A Volkswagen Group confirmou o crescimento nas vendas de modelos elétricos em 2020. Em relação ao ano de 2019, as vendas da VAG triplicaram em apenas um ano, mesmo com uma queda global de 15% nas vendas. O segmento de carros eletrificados, de um modo geral, tem crescido globalmente. A fabricante alemã confirmou que dentro da VAG foram 134.000 unidades de modelos elétricos e dobrou a venda de modelos híbridos plug-in, que chegou a 78.000 unidades. Juntos, foram 212 mil unidades vendidas pela VAG no mundo em 2020, aumento de 158%. Com isso, a participação de vendas de modelos eletrificados da VAG é de 4%, sendo 2,5% de elétricos e 1,5% de híbridos plug-in. Só com os elétricos, o aumento foi de 197% em um ano, enquanto com os híbridos foi de 111%. Em 2020, a VAG apresentou nove novos modelos híbridos plug-in, que se juntaram com os híbridos e os elétricos. O ano de "2020 foi um ponto de inflexão para a Volkswagen e marcou um avanço na mobilidade elétrica. Estamos no bom caminho para

Grupo VAG confirma que Skoda não deve ser rebaixada ao nível Dacia no mercado europeu

Imagem
O Grupo VAG confirmou que não deve rebaixar a Skoda para concorrer com a Dacia. Apesar de hoje as marcas Skoda, Seat e Volkswagen possuírem certa competividade entre si, os alemães acreditam que cada uma das marcas possui outras marcas como principais concorrentes. De acordo com o Chefe de Vendas do Grupo VAG, Christian Dahlheim, confirmou que os planos da Skoda é concorrer com a Ford, tido como principal concorrente dos modelos tchecos, em entrevista ao Automotive News Europe . As declarações do executivo surtiram como resposta a quem esperava que a Skoda fosse rebaixada dentro do grupo, apesar de ser hoje a marca que desenvolve os modelos de baixo custo entre as três. De acordo com Dahlheim, a Skoda não tem nenhuma possibilidade de ser uma marca que possa sofrer algum tipo de rebaixe dentro do grupo. “Não gostamos dessa comparação porque não queremos rebaixar a Skoda nesse sentido. A Skoda tem concorrentes fabulosos, como as próprias marcas francesas e, claro, a Ford" , disse em

Volkswagen apresenta novo head-up display e robô de carregamento para ID.3 e ID.4

Imagem
A Volkswagen confirmou a estreia de um carregador autônomo para os seus carros. Investindo na sua infraestrutura de mobilidade elétrica, os alemães apresentaram um protótipo funcional de um robô capaz de carregar os carros elétricos de maneira autônoma. O funcionamento do robô móvel é basicamente, simples: ao estacionar o carro, ele podem ser ativados por aplicativos ou automaticamente pela conectividade Car-To-X, por meio que ele possam se comunicar diretamente com o carro. Assim que o processo de recarga for concluído, as baterias são desconectadas automaticamente. “Criar uma infraestrutura de carregamento eficiente para o futuro é uma tarefa fundamental que representa um desafio para toda a indústria. Estamos desenvolvendo soluções para ajudar a evitar intervenções únicas e caras. O robô e nossa estação de carga rápida flexível são apenas dois exemplos” , disse a VW. O modelo possui um sistema de recarga de 25kW, oferecendo carga de corrente contínua com capacidade de 50kWh. O desen

No passado, Tesla já foi oferecida para Google e Apple; VAG se interessou em comprar marca

Imagem
Hoje a superestimada Tesla, a marca de automóveis mais valiosa do mundo, confirmou que já teve um passado onde foi muito recusada por muitas empresas de potencial gigantesco. De acordo com Elon Musk, CEO da Tesla, o executivo já chegou a tentar vender a então startup para a Apple. Musk disse que na época, Tim Cook, CEO da Apple, nem mesmo cogitou a possibilidade de organizar uma reunião sobre o assunto. Isso aconteceu entre meados de 2017 a 2019, quando a Tesla passou momentos sem muito dinheiro em caixa para o desenvolvimento do Model 3. Na época, Cook recusou a oferta, que era de 50 bilhões de euros. A marca também já tinha sido oferecida para a Google, quando a Tesla teve interesse no desenvolvimento da condução autônoma desenvolvida pela Waymo. Antes disso, em meados de 2013, o jornal Manager Magazin confirmou que a Tesla quase foi adquirida pelo Grupo VAG, mas tinha recebido um “não” de Musk. Na época, Ferdinan Piech, então CEO da VAG, tinha despertado seu interesse pela marca que

VAG nega venda de Lamborghini e Ducati; Lambo e Bugatti querem permanência do motor a combustão

Imagem
A VAG enfim anunciou a mudança dentro do seu grupo para os próximos anos. Depois da Bentley passar a ser do domínio da Audi, o grupo alemão confirmou que as marcas Lamborghini e Ducati não devem ser vendidas. Depois de muita especulação, as duas marcas devem continuar com a VAG após uma votação da diretoria sobre o processo de reestruturação do grupo. Essa reestruturação deve permitir que Audi e Bentley trabalhem em busca de sinergias estratégicas, buscando a eletrificação. Isso deve fazer com que se tenha uma redução de custos de 5% até 2023, cortando os custos de matérias em 7% em dois anos. Ao mesmo tempo que se busca uma eletrificação em Audi e Bentley, Lamborghini e Bugatti batem o pé para não se tornarem marcas de carros elétricos. As duas montadoras de superesportivos confirmou que não quer seguir a tendência das irmãs do grupo. Isso porque ambas acreditam que podem extrair mais dos motores a combustão, tais como o V8, V10, V12 e W16. Segundo Stephan Winkelmann, CEO da Bugatti e

Volkswagen apresenta novo carregador para seus carros, o WallBox DC, que estreia na Europa

Imagem
A Volkswagen apresentou um novo carregador para seus carros elétricos na Europa. Batizado de VW WallBox, a recarga dos carros deve se dividir em duas grandes categorias: de corrente alternada, quando você se conecta à casa ou a colunas de baixa potência e a de corrente contínua, fornecida por estações rápidas ou ultrarrápidas. A Volkswagen oferece o seu WallBox para seus modelos elétricos, com capacidade de 22kW em um sistema adequado. Esse é o dobro dos carregadores, que em média possui 11kW de capacidade. A Volks decidiu que deve instalar seu carregador na Europa, sendo 20 WallBoxs que serão inicialmente instalados. Eles estão instalados em 5 locais do grupo: Wolfsburg, Braunschweig, Hannover, Salzgitter e Kassel. Segundo a Volkswagen, esse carregador é interessante por contar com o gargalo criado por carregadores de bordo, que transformam a corrente alternada em corrente contínua para poder carregar as baterias e; ultrapassar o limite de potência, chegando, no futuro, fornecendo ele

JAC pode ter elétricos com plataforma MEB-Lite sendo produzidos na fábrica de Anhui, China

Imagem
Com 75% das ações da JAC, a VAG passou a ter controle sobre mais uma marca e terá o controle da operação chinesa da marca. Por lá, os novos carros da JAC devem sofrer influência dos alemães e isso deve fazer com que a JAC amadureça. Entre as duas marcas, Volkswagen e JAC, nasceu a Sol, marca que desenvolve apenas carros elétricos. A Sol conta atualmente com os modelos E40X e E10X, mas em breve deve passar por uma expansão de portfólio. Esses novos modelos serão desenvolvidos com tecnologia alemã. Isso porque a VAG confirmou que no final de 2022 deve iniciar a produção de novos modelos para a marca, com a nova plataforma modular elétrica MEB. Atualmente, a MEB é feito apenas nas fábricas da Volkswagen, em Anting e Foshan, mas a unidade de Hefei, província de Anhui, também terá modelos com essa base. Em Anhui, a VAG espera que sejam 350 mil unidades de carros com a plataforma, fazendo com que o Grupo VAG possa ter um total de 950 mil unidades de capacidade de carros elétricos... por ano

Grupo Volkswagen confirma carros com condução autônoma apenas entre 2025 a 2030

Imagem
A Volkswagen confirmou que já tem uma data mais ou menos estipulada de quando pretende ter seus primeiros carros com tecnologia de condução autônoma. De acordo com informações do CEO da Volkswagen, Herbert Diess, a marca alemã deve contar com carros autônomos apenas entre 2025 a 2030. Em entrevista à Agência Reuters, Diess destacou que recentemente que os processadores dos veículos e os avanços na área da inteligência artificial estão acelerando o desenvolvimento da tecnologia. De acordo com o executivo, “é possível que em breve os sistemas sejam capazes de dominar até as mais complexas situações da direção autônoma” . Além do investimento massivo de carros elétricos nos próximos anos, a Volkswagen já tinha confirmado que deveria apresentar mais tecnologia para esses carros, seja em termos de conectividade ou até mesmo de condução autônoma, o que parece que deve acontecer por agora. O investimento ainda inclui a construção de uma nova empresa dentro do Grupo VAG, chamada de Car.Softwar

Mission T: no Grupo VAG, Audi deve ser responsável de liderar a concorrência contra a Tesla

Imagem
O Grupo VAG aos poucos vai revelando um pouco mais do seu plano para carros elétricos e a eletrificação do grupo como um todo. De acordo com o CEO da VAG, Herbert Diess, confirmou que a Audi foi escolhida no grupo como a concorrente da Tesla. Chamado de “Mission T”, o plano prevê que a Audi seja a líder da oposição alemã à marca norte-americana. De acordo informações reveladas por Diess, o executivo quer que a marca das quatro argolas como líder do desenvolvimento de elétricos, softwares e peças para elétricos. Esse desenvolvimento não deve ser apenas para a Audi mas também para as demais marcas do Grupo VAG. O grupo alemão já tinha definido isso internamente pela primeira vez em novembro de 2015 e um segundo encontro em abril de 2020 apontou que a Audi é a marca ideal do grupo para liderar essa ofensiva. "O que temos que alcançar nos próximos seis meses para alcançar a Tesla em termos de tecnologia até 2024?" , disse Diess no último encontro. Atualmente apenas com e-tron e e

Ford deve produzir seus carros elétricos com plataforma MEB na fábrica de Colônia, na Alemanha

Imagem
A Ford já tinha fechado um acordo com a Volkswagen, de parceira, que deve possibilitar que ambas as marcas amorteçam os seus custos em algumas regiões. A plataforma MEB era uma das trocas que as marcas fariam, enquanto a Ford deve desenvolver a nova Volkswagen Amarok. O primeiro Ford com a plataforma modular MEB deve ser apresentado em 2023 e será produzido em Colônia, na Alemanha. Esse novo modelo elétrico deve ser mais acessível que o Mustang Mach-E, com preços que devem permitir o modelo ter mais chances de sucesso. Apesar de compartilhar a mesma plataforma, o modelo da Ford deve ser todo desenvolvido pela marca norte-americana, usando apenas a mesma plataforma da alemã. O modelo deverá ocupar a mesma faixa de preços do Volkswagen ID.3, com dimensões próximas a de um Ford Focus. "Estamos muito focados no fato de que esses produtos têm DNA da Ford: eles vão se parecer com um Ford, vão rodar como um Ford, vão se comportar como um Ford e serão construídos pela Ford" , disse S

China aprova compra da JAC pela Volkswagen; alemães passam a ter controle de 50% da JAC

Imagem
O Grupo VAG acaba de adquirir 50% dos ativos da Jianghuai Automobile (JAC), aprovados pela Comissão de Supervisão e Administração de Ativos Estatais da Província de Anhui. A ação foi conseguida através da divisão de investimentos financeiros. Isso significa que metade da JAC será da Volkswagen e não apenas os modelos específicos de elétricos. Com isso, a JAC-Volkswagen terá 75% do controle dos alemães e 25% da Jianghuai. Com sede em Hefei, província de Anhui, a JAC entrou para o setor automotivo onde empresas estrangeiras podem não só assumir o controle de parceiras locais como também da compra de ativos dos grupos nacionais chineses. Como a JAC possui parceria com a Nio, a Volkswagen também deve ser uma parceira, mesmo que indireta, da VW. A Volkswagen deve aumentar a produção dos elétricos da JAC e da SOL. Nesta última, a SOL vende os modelos E10X, E20X e E40X. A marca deve contar com 15 novidades nos próximos anos, todas elétricas. Ainda é cedo para afirmar, mas os futuros elétricos

Jaguar-Land Rover quer proibir vendas de SUVs do Grupo VAG nos EUA por uso de Terrain Response

Imagem
Nada como uma concorrência para fazer o mercado se movimentar. Em alguns casos, a concorrência vai parar em questões judiciais. É o que vem acontecendo nos Estados Unidos. A Jaguar-Land Rover entrou com um processo contra o Grupo VAG. De acordo com o site Bloomberg Quint, os ingleses estão pedindo à Comissão Internacional de Comércio dos Estados Unidos para bloquear as vendas de SUVs do Grupo Volkswagen, pelo uso não autorizado do sistema Terrain Response. No documento, a JLR pediu que os modelos como Lamborghini Urus, Porsche Cayenne, Audi Q5, Audi e-tron, Audi Q7, Audi A6 AllRoad, Audi Q8, Porsche Cayenne Coupé, Bentley Bentayga e sobrou até mesmo para o Volkswagen Tiguan. O argumento seria que a tecnologia Terrain Response, criado pela JLR em 2005, está sendo usado pelos modelos do Grupo VAG. O sistema seleciona os modos da tração de acordo com o tipo de terreno. O sistema permite a escolha entre os modos areia, pedra, lama e outros, fazendo com que o motor, freios e transmissão mud

Grupo VAG desenvolve o Projeto Landjet para futuros modelos de luxo da Audi, Bentley e Porsche

Imagem
A Audi, depois de desenvolver o Artemis Team, que deve desenvolver modelos elétricos com tecnologia embarcada, com tecnologias como a condução plenamente autônoma. O primeiro modelo em desenvolvimento é o chamado Projeto Landjet, que deve ser desenvolvido sobre uma plataforma modular do Grupo VAG. Desse Projeto Landjet deve sair um modelo primeiro para a Audi, mas depois Bentley e Porsche terão seus modelos. A produção desse trio deve ser na unidade alemã de Hannover. A fábrica possui vários modelos comerciais leves em produção e deve passar a ter mais automóveis na unidade, todos, elétricos. O modelo deve ser o sucessor de modelos como Audi A8, Bentley Flying Spur e Porsche Panamera. De acordo com uma fonte, a escolha da fábrica de Hannover foi pela questão da fábrica ser ampla, uma vez que os modelos do projeto Landjet não teriam espaço para produção em nenhuma outra fábrica da Alemanha. De acordo com outras informações, a VAG estaria tendo em alça de mira a Tesla, tida como atual re

Grupo VAG revela que Lamborghini e Ducati podem passar por reestruturação ou serem vendidas

Imagem
Depois do Grupo VAG confirmou que deve investir 73 bilhões de euros em modelos eletrificados até o final de 2030, surgiu alguns movimentos do grupo em relação a busca de uma maior quantidade de dinheiro. Isso pode acabar causando a venda de marcas como Lamborghini, Ducati e o estúdio Italdesign. De acordo com informações do Automotive News Europe , a VAG estaria discutindo internamente soluções para as três empresas. Com isso, o que pode acontecer é que os três podem ser separados do Grupo VAG. As três empresas seriam unidas por uma estrutura única, facilitando a oferta para algum interessado. "Estamos trabalhando com nossa estrutura legal italiana. Nós estamos, digamos, trazendo isso a uma estrutura legal onde podemos agir. Provavelmente é um processo lento, mas está em nossa agenda" , disse Herbert Diess, CEO da Volkswagen, ao site. Vale lembrar que a Lamborghini e a Ducati já estavam envolvidas em rumores de provável venda por parte da VAG há algumas semanas. Há a possibil

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Fiat Toro recebe motor 1.3 Turbo em todas versões e catálogo vaza antes da estreia

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Tesla revela nova informação sobre design da Cybertruck, que estreia no fim do ano

Volkswagen deve receber pedidos pelo up! até final de abril e produção vai até fim de maio

VAG pode vender ações da Porsche para custear processo de eletrificação do grupo?

Chevrolet confirma Cruze e Cruze Sport6 2021 tem preços iniciais de R$116.530

GMA apresenta o T.50S Niki Lauda, que traz melhorias no motor e apenas 25 unidades