Seat terá um destino selado até 2030 e pode se transformar em marca de mobilidade urbana

Coexistência de Seat e Cupra segue como um problema para a Volkswagen resolver; Seat pode se transformar em marca focada em mobilidade, para se manter viva



Faz alguns meses que existe uma grande nuvem carregada sobre a Seat, que tem um futuro bem incerto dentro do Volkswagen AG (VAG). Desde a ascensão da Cupra como uma divisão esportiva da Seat para uma marca esportiva independente, a VAG possui um problema para resolver com a coexistência de ambas. Sabe-se que muitos veículos da Seat são, hoje, absorvidos gradativamente pela Cupra, inclusive com versões mais acessíveis (como aconteceu recentemente com o caso do Cupra Ateca, que ganha motor 1.5 TSI, veja aqui).

Com um futuro incerto na linha, os alemães da Volkswagen já definiram que não podem manter as duas marcas coexistindo – pelo menos não da maneira que está hoje. Os rumores mais fortes apontam para que a velha Seat se torne uma marca de mobilidade urbana, apostando em soluções elétricas acessíveis, como um concorrente para o Renault Twizy, chamado de Minimo Concept, apresentado em 2019. Outra aposta seria o desenvolvimento de scooters elétricas, mas ambos fogem muito do que a Seat já fez em toda sua história, mas que se tornou uma aposta desde 2020.

Neste ano, a Seat apresentou suas primeiras scooters, muito provavelmente antecipando qual será o seu futuro. Mas, como tudo parece incerto no momento, não podemos bater o martelo e dizer que esse é o único futuro para a marca espanhola. Para manter um pé no desenvolvimento de automóveis, não seria de duvidar que a Seat também poderia criar um concorrente para o Citroën Ami (e seus irmãos, Opel Rocks e Fiat Topolino). “Estamos agora analisando qual o papel que a Seat desempenhará no futuro, quando a combustão terminar”, disse um membro da empresa em entrevista ao Autocar.

De qualquer maneira, a decisão deve ser tomada até meados de 2030. “A Seat poderia transformar-se num fornecedor de soluções de mobilidade/uma marca de mobilidade urbana para jovens, como acontece com o Seat Mo.”, adicionou o membro da marca ao site inglês. Ano passado, durante o Change Need Drivers – Annual Press Conference 2023, a conferência anual da Seat que ocorre junto com a Cupra, confrmou que a marca não vai apresentar nenhum modelo elétrico antes de 2026. Em contrapartida, a Cupra vai ganhar cada vez mais novos produtos, inclusive um compacto que deve nascer em meados de 2026.



Fotos: Seat / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Iveco já trabalha na homologação do eDaily, que chega ainda neste semestre no Brasil

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Mercedes-Benz atualiza itens de série do Classe E no Brasil e fica R$ 61 mil mais barato

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

Zeekr revela as primeiras imagens teaser do 'C1XE', que estreia em breve na China