Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Chrysler

Stellantis deve cancelar ida da Peugeot aos EUA e focar na renovação da Chrysler

Imagem
A Chrysler já tem um futuro definido. E ele é bom. De acordo com a Stellantis, a Chrysler deve ser prestigiada e vai ocupar o lugar que era da Peugeot. A marca francesa deveria ir para os Estados Unidos, mas a Stellantis desistiu de levar a marca francesa aos EUA, segundo arlos Tavares, CEO do grupo. Para a Chrysler, Tavares disse ter expectativa que a marca pode ter um processo de renovação. "Estamos ansiosos para dar um futuro a esta marca" , disse o executivo. Nos EUA, a Chrysler vende apenas as minivans Pacifica/Voyager (93.802 unidades) e o velho sedã 300 (16.653 unidades), sendo que esse já tem sentença de morte. A permanência da Chrysler deve culminar no fim da ida da Peugeot aos EUA, um projeto que estava nos planos da marca há anos. “Por enquanto, não é prioridade. Acho melhor canalizar o talento, o capital e a capacidade de engenharia de nossa empresa para as marcas existentes e que têm presença muito forte neste mercado" , explicou Tavares. Ainda não se sabe q

Surgem novas informações de que Chrysler pode ter uma luz no final do túnel na Stellantis

Imagem
A Chrysler virou a marca de um carro só. E isso não aconteceu recentemente. Desde a sentença de morte do 300C, a minivan Pacifica e sua versão mais acessível, a Voyager, são as únicas opções que o consumidor pode ter. Dentro da recém formada Stellantis, chegou a se cogitar qual seria o futuro da Chrysler – assim como se fez com a Lancia e a Dodge. O grupo ítalo-franco-americano não deve se desfazer das marcas, como já anunciado. De acordo com David Kelleher, Presidente do Conselho Nacional de Revendedores de Stellantis, disse ao Automotive News que prefere ver a marca Chrysler renascer do que se tornar história. Kelleher disse que sentiria “violado se a marca Chrysler fosse abandonada. Essa coisa toda começou com a Chrysler. Não quero me emocionar com uma marca, não é o caso. Mas não quero ver uma marca como essa deixada de lado e simplesmente jogada fora” , frisou em entrevista. Dentro da Stellantis, o executivo acredita que a marca pode renascer, assim como outras que estão perdidas

Adeus FCA e PSA: Stellantis é criada oficialmente e se torna o quarto maior grupo do mundo

Imagem
A Stellantis oficialmente está formada. O quarto maior grupo automotivo do mundo foi criado graças a união de FCA e PSA. Ao todo serão 20 empresas sobre a guarda da Stellantis. Entre uma das principais acionistas deve estar a Exor, dona da FCA, que terá uma fatia de 14,4% de participação, seguida pela família Peugeot com 7,2% e o Governo da França com 6,2%, além da Dongfeng com 5,6%. A Stellantis Group ainda confirmou John Elkann como Presidente, tendo Carlos Tavares como CEO e Mike Manley como CEO na América do Norte. Tavares era o CEO da PSA há alguns anos e conseguiu bons resultados e reverteu o desempenho da Opel, que estava operando no negativo há anos nas mãos da GM. Ainda há outros nomes importantes dentro do grupo como Robert Peugeot (vice-presidente), Henri de Castries (diretor independente sênior), Andrea Agnelli, Fiona Clare Cicconi, Nicolas Dufourcq, Ann Frances Godbehere, Wan Ling Martello, Jacques de Saint-Exupéry e Kevin Scott. Com base nos dados de 2019, a Stellantis de

FCA chama 6 unidades do Dodge Nitro e Grand Caravan; e 657 unidades da Chrysler Town&Country em recall

Imagem
A FCA está convocando um recall que envolve 663 unidades dos modelos Chrysler Town&Country, Dodge Nitro e Dodge Grand Caravan, com defeito na fixação do emblema do volante. O chamado envolve 657 unidades da minivan da Chrysler, produzidas entre 2008, 2009 e 2010, 4 unidades do Dodge Nitro, com ano/modelo 2007 e 2008, e 2 unidades da Grand Caravan 2008. De acordo com a FCA, o chamado envolve a “possibilidade de desprendimento do emblema fixado no volante e das suas presilhas internas em caso de acionamento do airbag do motorista. Com isso, há risco de ferimento aos ocupantes dos veículos” . Em comunicado, a FCA já confirmou que o reparo já pode ser realizado em alguma concessionária da FCA e que o serviço tem duração de apenas 1 hora. Para mais informações, a FCA disponibiliza o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da Chrysler por meio do telefone 0800 (0800 730 7130) ou por meio do site ( www.chrysler.com.br ), assim como o SAC da Dodge, pelo 0800 (0800 703 7140) e pelo seu s

FCA deve produzir seus novos elétricos e híbridos na América do Norte via Canadá

Imagem
A FCA confirmou que deve investir pesado para a produção de modelos eletrificados nos próximos anos. O grupo ítalo-americano confirmou que a unidade de Mirafiori já está produzindo o Fiat 500e e que deve produzir mais carros eletrificados dentro de alguns anos. Além da Itália, a unidade de Windsor, na província de Ontario, no Canadá, deve receber um aporte de US$1,5 bilhão para a produção de carros eletrificados. Por lá, a FCA pretende produzir, além de modelos híbridos plug-in, elétricos. As obras de modernização da unidade da FCA devem iniciar a produção de veículos construídos com base em uma nova plataforma que deve ser apresentada. De acordo com informações de sindicatos locais e pela Agência Reuters , essa plataforma deve ser desenvolvida para carros puramente elétricos e que também deve servir para híbridos. O primeiro modelo com essa base e produzido no Canadá deve ser apresentado em 2025 e a fábrica deve passar por um período de contratação de 2 mil novos funcionários até 2024

Chrysler dá um ano a mais de produção para o 300, que deve sair de linha só em 2021

Imagem
A Chrysler decidiu que deve ampliar a vida do 300 em mais um ano nos Estados Unidos. Cansado, o modelo deve seguir em linha por mais algum tempo e já há alguns anos o modelo vem perdendo em vendas. Ao que tudo indica, a Chrysler não tem pressa de retirar o modelo de linha e que o modelo deve receber o derradeiro ano/modelo 2021. O 300 2021 deve ser produzido sem a maioria das versões. Esse deve ser o primeiro sinal do fim de linha do sedã, que parece se aproximar cada vez mais. O sedã deve perder as versões topo de linha, como o SRT. Agora ele será oferecido apenas nas versões 300C, 300S, 300 Limited e 300 Touring. Na mecânica, ele deve ser produzido apenas com os motores 3.6 V6 Pentastar e o 5.7 V8 HEMI. Com o fim do SRT, ele deixa de poder ser equipado com o motor 6.4 V8 HEMI. O sedã vendeu apenas 29.213 unidades nos EUA em 2019, uma queda de 37% nas suas vendas em relação ao mesmo período do ano anterior. O sedã deve deixar de ser produzido em 2021, no mesmo período em que a Dodge d

FCA confirma desenvolvimento de motor 3.0 GME-T6 com potência de até 525cv de potência

Imagem
A FCA ainda desenvolve uma nova opção mecânica no exterior. Esse novo modelo deve ser mais uma opção de motor maior, chamado de GME, diferente da família GSE dos compactos 1.0 e 1.3. A Global Medium Engine (GME) deve ser um “T6” (Turbo Six Cillinder), um seis cilindros em linha que deve ser usado nas demais marcas do Grupo FCA. Esse novo motor será usado nas marcas Alfa Romeo, Chrysler, Dodge e RAM. Ele deve substituir o defasado motor 3.6 V6 Pentastar e deve contar com o sistema eBooster que permite eliminar o turbolag em baixas rotações. Esse novo motor, de acordo com informações, deve ter potências que variam de 360cv de potência a 525cv de potência, dependendo da calibração. Acredita-se que esse novo motor deve estrear em breve, sobre a nova geração de um carro que pode ser o Jeep Grand Cherokee, o que acaba fazendo bastante sentido. O novo motor deve ser usado ao máximo pelas marcas do grupo e em escala global. Esse motor deve contar com um deslocamento de no máximo 3.0, evitando

Chrysler Pacifica passa por primeira mudança visual no Salão do Automóvel de Chicago

Imagem
A Chrysler Pacifica passou por sua primeira mudança visual. A minivan grande recebeu apresentada em 2015 passou por mudanças que contemplam mudanças na dianteira, traseira e interior. Apresentada no Salão do Automóvel de Chicago, a atualização ganha uma dianteira completamente reformulada com nova grade frontal e faróis redesenhados com tecnologia LED. Ela ainda conta com novo capô e o para-choque traz uma entrada de ar inferior maior que se conecta com os novos nichos dos faróis de neblina, com detalhe cromado. Nas laterais, as novidades ficam por conta de novas rodas de liga leve. Na traseira, as novidades ficam por conta do novo layout das lanternas que passam a ser interligas por meio de uma faixa de LED. O para-choque traseiro ganha apenas um friso cromado como principal novidade. No interior, as novidades ficam por conta de uma nova central multimídia de 10,1 polegadas batizada de Uconnect 5, que possui conectividade com Android Auto e Apple CarPlay. A central ainda possui o

Chrysler apresenta o Airflow Vision Concept no CES, que resgata nome usado em 1934

Imagem
A Chrysler apresentou no CES 2020 o sketch de um conceito que pode se tornar realidade dentro de um futuro próximo. Atualmente apenas com as minivans Pacifica e Voyager em linha, a Chrysler pode ter novamente o Airflow em linha dentro de alguns anos. Isso porque a marca norte-americana revelou o Airflow Vision Concept no CES 2020. O hatch conceitual foi apresentado como sketch e resgata um nome clássico usado pela Chrysler pela primeira vez em 1934 e vendido até 1937. Na época, o Airflow foi o primeiro carro desenvolvido com preocupação aerodinâmica. O hatch conceitual não teve muitas informações reveladas, mas é elétrico. De acordo com a FCA, ele foi desenvolvido pensado na experiência do usuário. Sem carregar muitas influências do modelo vendido há quase cem anos, a Chrysler revelou o conceito com linhas modernas, com carroceria esguia e com poucos vincos. Como estamos diante de um elétrico, ele também não conta com muitas entradas de ar e a dianteira traz a barra da Chrysler jun

Chrysler apresenta a Voyager, versão mais simples da Pacifica, nos Estados Unidos

Imagem
A Chrysler apresentou nos Estados Unidos o retorno da minivan Voyager, que regressa ao mercado norte-americano como uma versão mais simples da Pacifica. A Chrysler Voyager é na verdade uma Chrysler Pacifica sem os mimos da minivan apresentada nos últimos anos. Embora não confirme, a FCA parece estar retomando o nome aos poucos. As versões mais simples da Pacifica, antes L e LX, passam a ser vendidas como Voyager. Embora sejam versões de entrada, a Voyager é bem equipada de série. Todos os modelos são vendidos de série com três filas de bancos e um quadro de instrumentos com tela de 3,5 polegadas e central multimídia com tela de 7 polegadas com conectividade com Android Auto e Apple CarPlay, além de eliminação ativa de ruído como os mais notáveis equipamentos. Opcionalmente ela ainda pode ser vendida com monitoramento de ponto cego, detecção de tráfego cruzado traseiro, assistente de estacionamento, sistema de entretenimento para os lugares traseiros, além do porta-equipamentos de t

Mopar diz que Chrysler 300C 5.7 V8 deve ganhar pacote SRT Package em breve

Imagem
A Chrysler confirmou que deve apresentar em breve o 300C com o pacote SRT, sendo as versões topo de linha do sedã grande da marca. A informação foi revelada primeiro pela Mopar, que confirmou o desenvolvimento do pacote e depois pela Chrysler. Ele deve ser oferecido no Canadá e nos Estados Unidos, onde faz bastante tempo que o 300C SRT não é comercializado. Atualmente a versão era produzida para exportação para países do Oriente Médio e da Austrália. Ele deve ser chamado de SRT Performance Appearance Package e incluirá alguns poucos elementos destinados a modificar o aspecto do modelo e dar-lhe uma imagem um pouco mais esportiva e agressiva. Esse pacote deve contar com pequenas modificações na dianteira, trazendo uma nova grade dianteira e leves retoques no para-choque, além de trazer luzes com faróis de neblina em LED. Ele deve ser vendido com o motor 5.7 V8 HEMI e o preço do pacote de acessórios inclusive já foi definido pela Chrysler: US$695, ou seja, não terá muitas mudanças em

FCA convoca recall de 740 unidades de Jeep Wrangler e Chrysler 300C com defeito no airbag

Imagem
A FCA está convocando um recall que envolve 740 unidades de Chrysler 300C e Jeep Wrangler. No total são 670 unidades do Wrangler e 70 unidades do 300C com ano/modelo 2014 e 2015 do Chrysler e 2014 a 2016 do Jeep, com defeito nos airbags. As marcas devem fazer a substituição do inflador do airbag do lado do passageiro. Segundo comunicado da marca, “foi detectado a possibilidade de degradação do deflagrador do airbag devido a eventual exposição do veículo a variações elevadas de temperatura e umidade absoluta em períodos longos. Nessas situações, em caso de colisão que demande o acionamento do airbag, poderá ocorrer a ruptura de seu deflagrador devido a uma excessiva pressão interna, provocando a dispersão de fragmentos metálicos. Os fragmentos podem causar danos físicos graves ou até mesmo fatais aos ocupantes do veículo.”. Disponível desde o dia 04 de fevereiro para reparo, o recall pode ser solucionado em uma concessionária. Para mais informações, os clientes devem entrar em conta

Uma das pioneira do segmento, FCA comemora 35 anos de estreia de minivans com série especial

Imagem
A FCA está comemorando a criação do segmento de minivans, que completam 35 anos de vida em 2019. Apresentada em 1983 já como modelo 1984 com a Plymouth Voyager. Desde então, Chrysler e Renault brigam pela autoria do segmento, visto que a Renault Espace também foi lançada quase que junto da unidade da Chrysler. Depois do seu auge entre os anos 1990 e 2000, as minivans hoje já não chamam tanta atenção das famílias, mas tem seu público cativo. Herdeiras desse segmento na FCA, Chrysler Pacifica e Dodge Grand Caravan ganharam séries especiais para comemorar os 35 anos de minivans no grupo. Com isso, lançaram as novas versões 35th Anniversary Edition dos Chrysler Pacifica e Dodge Grand Caravan. Como é habitual, contarão com uma configuração de equipamento única e diversas placas identificativas alusivas à edição especial. Na Chrysler, a série deve estar disponível nas versões a gasolina e híbrida, com as versões Touring L, Touring L Plus e Limited. No exterior, a série especial deve ser

FCA diz que não vai abandonar segmento de sedãs nos Estados Unidos, segundo executivo

Imagem
A FCA recentemente confirmou que discorda do pensamento de GM e Ford em desistir de desenvolver sedãs. O grupo ítalo-americano confirmou que deve investir pesado em SUVs nas suas marcas mas que os sedãs seguem como parte essencial do seu volume de vendas. Dentro da FCA, a Fiat é a marca que mais tem sedãs a nível global, mas nenhum deles nos EUA. Já Chrysler, Dodge, Alfa Romeo e Maserati contam com opções de três volumes. Isso porque carros como Chrysler 300 e Dodge Charger, mesmo sendo veteranos, ainda conseguem placar bem nos EUA. Já o Alfa Romeo Giulia representa uma nova fase da marca e também cativa os consumidores, enquanto a Maserati deve apresentar novas gerações de Ghibli e Quattroporte. A FCA disse que deve apostar em nichos de mercado que se criaram com a debandada de algumas rivais desse segmento, como o próprio segmento de sedãs grandes como Chrysler 300 e Dodge Charger, que lideram a faixa de preços desse segmento nos EUA. No caso do Dodge, tudo indica que a nova gera

Jeep Grand Commander pode dar origem a SUV da Chrysler, que será batizado de Journey

Imagem
Desde a fusão entre Fiat e Chrysler, a FCA viu a Chrysler ficar apenas com dois automóveis: o 300C e a Town&Country, substituída pela Pacifica em 2015. O 300C deve deixar de ser produzido em 2020 e só com a Pacifica deixaria a situação da Chrysler bem complicado. Com isso, a Dodge deve matar o Journey e lança-lo como Chrysler Journey, visto que a Dodge deve desenvolver apenas carros esportivos. De acordo com o site Allpar , a Chrysler deve apresentar dois SUVs. O primeiro deles deve ser o Journey, que chega como Chrysler em 2020. A ideia é que a Jeep dê para a Chrysler o Grand Commander, SUV de sete lugares desenvolvido para a China, com motor 2.0 Turbo de 270cv de potência, o mesmo do Wrangler. O SUV ainda seria produzido nos EUA, na mesma fábrica que monta o Cherokee. A Chrysler também trabalha num segundo carro, que deve ser uma versão crossover do Dodge Charger, que também deve migrar para a marca. Além da Pacifica, a Chrysler deve apresentar uma minivan elétrica, a Portal,

Minivans Médias mais vendidas de 2018: Citroën C4 Picasso lidera por apenas 14 unidades

Imagem
Esse pode ser considerado um dos segmentos mais competitivos desse ano. O segmento de Minivans Médias, apesar de não ter nenhum modelo de volume, pode ter feito com que as minivans médias, que custam (na sua maioria) mais de R$100 mil, brigassem por um lugar de destaque. Esse ano, o destaque veio da França. A Citroën liderou o segmento mais uma vez, mas com uma das menores vantagens para o vice-líder, que foi a BMW Série 2 Active Tourer. Se tivesse mais um mês de vendas, a Kia Grand Carnival poderia ter chances de ser a líder desse segmento, mas terminou o ano em terceiro. Depois da três, o quarto lugar foi da BMW Série 3 GT sobre a Mercedes-Benz Classe B por apenas uma unidade, enquanto a Chrysler Pacifica fez com que a marca vendesse mais carros que em 2017 mesmo sem vender a minivan de maneira oficial no mercado. As 15 unidades foram trazidas de maneira independente e podem ser um sinal para a FCA trazer a minivan ao nosso mercado. No fim da lista estão JAC J6, BYD e6 e Chrysler

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Ferrari confirma desenvolvimento e lançamento do primeiro elétrico até 2030

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Assim como o Bolt, Chevrolet Bolt EUV deve ser vendido no Brasil dentro de alguns meses

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Novo Dacia Duster é confirmado para ser lançado em 2024; reestilização é em abril

Mitsubishi apresenta a nova (e quarta) geração do Outlander nos Estados Unidos

Porsche apresenta o novo 911 GT3 na Europa, equipado com motor 4.0 de 510cv

Ford Argentina terá reflexos com fechamento das fábricas no Brasil; EcoSport virá importado

Land Rover apresenta a linha 2021 do Range Rover Velar com novo motor 3.0 Mild-Hybrid