Chrysler desenvolve uma nova geração do 300, que pode ganhar opção de motor elétrico

Chrysler apresentou para revendedores um substituto para o 300, que será construído a partir da plataforma modular STLA Large e pode ter opção de motor elétrico



O ano de 2023 marcou o último ano da produção da segunda geração do Chrysler 300, considerado um dos sedãs neoclássicos do mercado norte-americano. No entanto, a Chrysler não quer perder seu público e parece estar interessada em desenvolver um substituto com uma nova geração, que já foi apresentada para a rede de concessionários da marca. Com a minivan Pacifica/Voyager sendo o único produto em produção pela empresa, novos veículos fazem parte do plano estratégico da retomada de uma série de marcas da Stellantis.

O sedã será desenvolvido a partir de uma nova plataforma STLA Large e ganhará uma opção de motor elétrico (BEV). De acordo com informações do site Mopar Insiders, o novo sedã da Chrysler será parecido com um dos modelos apresentados no Stellantis EV Day 2021, onde apareceu uma série de silhuetas de produtos, sendo que dois sedãs da Chrysler foram apresentados – e notados como produtos Chrysler por conta do discreto logotipo nos miolos de rodas. Tudo indica que esse substituto do 300 (ou nova geração) terá linhas mais angulares e com três volumes bem definidos.

Outro sedã apresentado tinha um perfil mais sedã cupê. De acordo com os revendedores que viram o produto, dizeram ao site que o sedã possui um porte parecido com o Dodge Charger Daytona, com dimensões superiores a 5,000 metros de comprimento – o que combina com o perfil do Chrysler 300, com seus 5,044 metros de comprimento nesta segunda geração recém saída de linha. Reforça a teoria que o novo Chrysler 300 seja o modelo três volumes de linhas mais retas é que o modelo apresentado aos revendedores tem um desenho que também lembra o Dodge Charger Daytona, como pode ser visto mais abaixo.

Com uma opção de motor elétrico, a marca norte-americana teria um concorrente contra Tesla Model S, BMW i7 e Mercedes-Benz EQS. Além de ser um elétrico para a marca (mantendo algumas opções de motores a combustão, porém eletrificados), a Chrysler ajudaria a unidade fabril de Windsor, em Ontário, no Canadá, com um volume de produção mais alto. Ah, só para aumentar as teorias e rumores: o Dodge Charger Daytona também será produzido na mesma fábrica, que já está apta a produzir carros com plataforma modular STLA Large. 




Fotos: Chrysler / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento