Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Abeifa

Importados, março de 2023: vendas crescem graças aos veículos importados no trimestre

Imagem
Vendas de marcas ligadas à Abeifa tem alta de 46,6% nas vendas em relação a fevereiro de 2023, com avanço impressionante dos importados: 95% As vendas de marcas ligadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores – Abeifa, registraram um crescimento exponencial em nosso mercado durante os primeiros meses de 2023. Em março, foram 3.149 unidades de veículos importados, o que representa uma alta de 50% em relação ao mês de fevereiro e 116,9% em relação ao mesmo mês de março de 2022. Já a produção de veículos feitos aqui de marcas ligadas à associação tiveram um tombo de 56,8%. Foram 56,8% de queda em março de 2023 (1.496) em relação a março de 2022 (3.459 unidades), mas um avanço de 40,1% nas vendas em relação a fevereiro de 2023 (1.068 unidades). Somadas, as vendas de importados e de produtos feitos aqui ou na região foi de 4.645 unidades, um salto de 46,6% em relação ao mês de fevereiro, quando 3.168 unidades foram vendidas. Ainda houve uma

Importados, fevereiro de 2023: 1º bimestre fecha com alta de 82% entre os importados

Imagem
Abeifa comemora bom desempenho do primeiro bimestre de 2023, com aumento de 82% na venda de importados; no mês de fevereiro, crescimento foi de 72% A venda de veículos importados ligados à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, destacou que o mês de fevereiro teve 3.165 unidades, sendo 2.097 unidades importadas e 1.068 unidades de marcas ligadas à Abeifa e que produzem nacionalmente. Em fevereiro de 2023, as vendas tiveram uma queda de 5% em relação a janeiro de 2023, quando 3.332 unidades foram comercializadas. Em relação ao mesmo período de 2022, a queda é de 34%. Em fevereiro de 2022, as vendas foram de 4.793 unidades. Só na importação, foram 2.097 unidades de modelos importados, uma redução de 11,7% ante as 2.376 unidades de janeiro de 2023. Em relação a fevereiro de 2022, a alta foi de 72%. Os modelos de produção nacional responderam por 1.068 unidades, aumento de 11,7% frente a janeiro (956 unidades) e queda de 70,1% fren

Importados, janeiro de 2023: vendas avançam 92,6% no primeiro mês do ano

Imagem
Vendas de modelos importados começa o ano com avanço de 92,6% em relação ao mesmo período de 2022, graças ao bom desempenho da Volvo e início da BYD No primeiro mês do ano de 2023, as vendas de modelos importados atingiu um início bom para os modelos importados, com um avanço de importantes 92,6% em relação ao mesmo período de 2022. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abeifa, ao todo foram 3.333 unidades de modelos nacionais e importados. Entre os modelos importados, foram 2.377 unidades e 956 unidades de produtos nacionais. Em relação ao mês de dezembro de 2022, janeiro de 2023 fechou com uma queda de 27,9% a menos, quando 4.625 unidades foram vendidas. Comparado a venda de janeiro de 2022, a queda é de 27%, quando 4.567 unidades foram vendidas. Mas quando se separa as vendas de modelos nacionais e importados, existe uma importante diferença. Em janeiro deste ano, os 2.377 unidades representam um aumento de 3,4% em

Importados, acumulado de 2022: vendas caem 24% frente ao ano de 2021; Kia Bongo lidera

Imagem
Kia e Volvo duelam pela liderança entre os modelos importados no acumulado de 2022, com destaque para a sul-coreana, que conquistou o posto mais alto A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores – Abeifa, revelou informações do mercado brasileiro em 2022. De janeiro a dezembro de 2022, os modelos importados e nacionais responderam por 55.690 unidades, queda de 23,9% em relação as 73.176 unidades do mesmo período de 2021. Analisando de maneiras separadas, foram 21.133 unidades e 34.557 unidades de modelos produzidos nacionalmente. Foram 21.133 unidades de modelos importados no acumulado do ano, queda de 16,9% em relação as 25.421 unidades.   Entre os modelos nacionais, a queda é ainda maior: 27,6%. Foram 47.755 unidades em 2021 e uma queda para as 34.557 do ano passado. Olhando pelas marcas, a Kia liderou no ano com os importados com uma diferença muito pequena: 110 unidades de diferença para a Volvo, que caiu para a vice-liderança. Com isso,

Importados, outubro de 2022: vendas aparecem mais no vermelho que no verde durante o mês

Imagem
Vendas de carros importados caem em relação ao mês de setembro, mas cresceram em relação ao mesmo período de 2021 durante outubro As vendas no mercado brasileiro de modelos importados e de marcas associadas a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores – Abeifa. As onze marcas que são associadas responderam por 3.717 unidades vendidas, das quais 2.305 unidades são importadas e 1.412 unidades de produção nacional. Em relação ao mês de setembro de 2022, houve uma retração de 36%, quando 5.806 unidades foram vendidas. Já comparado a outubro de 2021, a redução é de 41,1%, quando 6.308 unidades foram vendidas. Separando as contas, a venda de modelos importados em outubro (2.305 unidades), respondera por 33,6% de queda frente ao mês de setembro de 2022 (3.469 unidades), mas uma alta de 44,3% em relação a outubro de 2021. Já analisando a venda de modelos nacionais, um resultado muito ruim. As 1.412 unidades significam uma queda dupla, sendo 39,6% em

Importados, maio de 2022: vendas caem mais de 25% frente a 2021; Volvo e Chery lideram

Imagem
A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abeifa, confirmou que as 11 afiliadas registraram 4.919 unidades vendidas em maio de 2022, sendo 1.630 unidades importadas e 3.289 unidades produzidas nacionalmente. Isso representa uma queda de 2,3% em relação ao mês de abril de 2022, quando foram vendidos 5.033 unidades. Em relação ao mesmo período de 2021, a queda é de 25,6%, quando foram vendidos 6.616 unidades. Quando vistos apenas separadamente, os importados tiveram uma alta de 8,7% em relação a abril de 2022, mas uma queda de 28% frente a maio de 2021. Com produção nacional, as 3.289 unidades representa uma queda de vendas foi de 6,9% ante as 3.533 unidades do mês anterior e redução de 24,4% em relação a maio de 2021. Com esse desempenho de abril, as marcas associadas à Abeifa anotaram no acumulado do ano 24.223 unidades licenciadas, 12% inferior às vendas dos cinco primeiros meses do ano passado. Ao separar os números de importados e uni

Importados, abril de 2022: vendas caem 7,7% no primeiro quadrimestre; Volvo e Chery lideram

Imagem
A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores – Abeifa, confirmou que o mês de abril respondeu por 5.033 unidades vendidas. Foram 1.500 importadas e 3.533 veículos de produção nacional, o que representa que o mês de abril teve um aumento de 2,5% em relação ao mês de março de 2022, quando foram comercializadas 4.911 unidades. Comparado a abril de 2021, a redução é de 14,1%, quando foram vendidas 5.856 veículos. Levando em conta apenas os importados, foram 1.500 unidades vendidas, o que significa alta de 3,3% ante as 1.452 unidades de março de 2022 e redução de 33,2% ante abril de 2021. Entre os modelos de produção nacional, abril registrou 3.533 unidades, um aumento de vendas foi de 2,1% ante as 3.459 unidades do mês anterior e redução de 2,1% em relação a abril de 2021. Com esse desempenho de abril, as marcas associadas à Abeifa fecharam o primeiro quadrimestre com total de 19.304 unidades licenciadas, queda de 7,7% em relação ao primeiro quadr

Importados, fevereiro de 2022: vendas crescem em relação a janeiro, mas importados caem

Imagem
As vendas de importados fecharam o mês de fevereiro de 2022 com 4.707 unidades comercializadas, sendo 1.201 importados e 3.506 modelos produzidos nacionalmente. Esse volume representam um crescimento de 3,1% ante janeiro de 2022, quando foram comercializadas 4.567 unidades. Comparado a fevereiro de 2021, a alta é de 10,5%: 4.707 unidades contra 4.258 veículos. Na importação, as 1.201 unidades vendidas significaram queda de 2,7% ante as 1.234 unidades de janeiro de 2022 e redução de 34,9% ante fevereiro de 2021; enquanto na produção nacional – com 3.506 unidades – o aumento de vendas foi de 5,2% ante as 3.333 unidades do mês anterior e alta de 45,2% em relação a fevereiro de 2021. De acordo com João Henrique Garbin de Oliveira, presidente da Abeifa, “na importação, o fortalecimento do real ajudou a estabilização de preços dos carros, o que tranquiliza o consumidor mas, de outra parte, por conta ainda do desabastecimento de insumos, da macroeconomia brasileira com tendência de inflação m

Importados, agosto de 2021: Volvo lidera mais uma vez; XC60 é o líder de novo

Imagem
A lista dos importados mais vendidos do Brasil perdeu mais uma marca. Depois de perdermos os dados de Ferrari, Lamborghini, Maserati e Rolls-Royce, em agosto a Associação Brasileiras das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abeifa, perdeu a BMW. Com isso, as vendas de importados fecharam com 2.188 unidades registradas à Abeifa, uma queda de 14,4% em relação à julho passado. A produção de automóveis ainda registrou uma pequena queda de 0,6%, chegando a 4.813 unidades contra as 4.842 unidades do mês anterior. Entre as marcas importadas, o mês de agosto representou ainda uma queda de 19,2% em relação a agosto de 2020, mas mantém o crescimento de 5,3% no acumulado do ano, com 17.924 unidades. Sem os dados da BMW, bem provável que a Abeifa registre queda nas vendas por mais um ano. Entre as marcas com produção nacional, o crescimento é de 79% em relação ao mesmo período do ano passado, dados que podem salvar a associação em 2020. Com cada vez menos associadas, a Vo

Importados, julho de 2021: Volvo e XC60 lideram em rankings; Chery e Tiggo5X também são líderes

Imagem
As marcas mais vendidas de importados em julho de 2021 se permaneceram quase que sem alterações em relação ao último mês, junho. Foram 2.555 unidades em julho de 2021, o que representa uma queda de 9,8% em relação ao mesmo período de 2020 e uma queda de 3,7% em relação ao mês de junho. No acumulado do ano, as vendas se mantém em crescimento, com 15.736 unidades, o que representa um aumento de 9,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Entre as marcas que produzem nacionalmente, julho teve 4.843 unidades contra as 4.307 unidades de junho, aumento de 12,4% nas vendas. Contra julho de 2020, o aumento é de 77,8%. O acumulado do ano possui um aumento de 79,9%. Juntos, as importadas e as marcas que produzem nacionalmente já crescem 45,2% no acumulado de 2021. Entre os ranking, o Volvo XC60 lidera com 419 unidades emplacadas, seguido por dois Kias: Bongo em segundo, com 293 unidades, e o Cerato em terceiro com 155 unidades. Com produção nacional, a liderança foi inteiramente da Chery. F

Importados, maio de 2021: vendas crescem 126% em relação à 2020; Volvo e XC40 lideram

Imagem
A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa), confirmou os dados de vendas de maio de 2021. Ao total, foram vendidos 2.264 unidades de carros importados vendidos no Brasil em maio, o que representa um aumento de 0,8% em relação ao mês de abril de 2021, quando foram vendidos 2.247 unidades. Em compensação, quando comparado com maio de 2020, esse aumento é de 126,2%. Isso porque no mesmo período do ano foram vendidas apenas 1.001 unidades, por conta do fechamento das concessionárias. No acumulado do ano, o número já representa 10.528 unidades, contra 8.929 unidades do mesmo período do ano passado, um aumento de 17,9%. Entre as marcas com produção nacional, maio de 2021 representou 4.352 unidades, aumento de 20,6% em relação a abril de 2021 e 426,2% em relação a maio de 2020. No acumulado do ano, a alta é de 75,8%, com 17.001 unidades. Somando os modelos importados e as marcas importadas que produzem aqui, são 27.529 unidades no acumulad

Abeifa revela a lista dos importados mais vendidos; em 2020, importados tiveram queda de 20,6%

Imagem
A Associação Brasileira de Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa), disse que 2020 foi mais um ano ruim para os modelos importados no Brasil. As 15 marcas que fazem parte da associação contou que foram 27.421 unidades vendidas em 2020, uma queda de 20,7% em relação ao ano de 2019. Pela primeira vez, a produção nacional das marcas afiliadas à Abeifa foi maior que o número de modelos importados, chegando a 31.646 unidades. “Foi um ano extremamente difícil para o setor automobilístico brasileiro, que vislumbrava a retomada no início de 2020. Mas, como em todas as demais atividades econômicas, o impacto da pandemia de Covid-19 a partir da segunda quinzena de março foi devastador. Aliado a essa nova realidade, nosso setor ainda sentiu as consequências nefastas da desvalorização cambial” , afirmou João Henrique Oliveira, presidente da entidade. A expectativa é que em 2021 esse número seja de 68 mil unidades emplacadas, entre importados e marcas associadas que pro

Abeifa pede ao Governo Federal para diminuir taxa de importação de 35% para 20%; vendas caem 20,7%

Imagem
A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abeifa, pede ao Governo Federal uma redução do imposto de importação de 35% para 20%. Com o Dólar acima de R$5, o setor sofreu gravemente o impacto das vendas em 2020, afetado ainda mais pela pandemia do Coronavírus. “Desde o início de nossa gestão à frente da entidade, a partir do dia 16 de março último, temos enfatizado que o setor de veículos importados não suportaria período prolongado de pressão sobre os preços praticados em reais ocasionada pela valorização contínua das principais moedas estrangeiras, notadamente o dólar e o euro. Passados quase oito meses, o setor está no limite da exaustão financeira. Algo precisa ser feito para aliviar os grupos empresariais nacionais e, com isso, proteger redes de concessionários e empregos do setor, evitando que os consumidores brasileiros de carros importados fiquem desassistidos de peças, componentes e serviços de pós-vendas” , disse João Henrique Ol

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Ford iniciou a produção da nova geração da Ranger na Argentina, em General Pacheco

Mitsubishi inicia as vendas da L200 Triton Sport Savana, que desembarca por R$ 309.990

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Vazam imagens do interior da nova Chevrolet S10; picape estreia ainda neste ano

Quarta geração do Mitsubishi Outlander virá ao nosso mercado com motor híbrido plug-in

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho

Fiat reajusta os preços de Mobi, Argo, Cronos, Strada, Pulse, Fastback, Toro e Fiorino