Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Puma

Surgem as primeiras imagens do Puma P-054, protótipo que dará vida do GT Lumimari

Imagem
A Puma apresentou novas imagens, do desenvolvimento do seu retorno, neste último final de semana. A marca brasileira deve retornar ao mercado com um esportivo pequeno, que deve ser batizado de GT Lumimari dentro de alguns meses. Atrasado, o projeto que deveria ter sido apresentado no final de 2019 acabou atrasando e a pandemia do Coronavírus tem tudo para atrasar ainda mais o desenvolvimento do pequeno. Mesmo assim, a Puma revelou as imagens do seu carro mais próximo do modelo de produção até então, o P-054. Produzido em 2019, esse protótipo já roda com alguns elementos que serão vistos no carro de produção, como as lanternas de LEDs. A Puma confirmou que os faróis, retrovisores e rodas não serão esses que estamos vendo nas imagens, tanto que se percebe que os faróis não são definitivos pela sua simplicidade, os retrovisores são os mesmos de um Ford Ka de 1997 e as rodas geraram polêmica do seu estilo genérico. Ainda bem que todos esses elementos são provisórios. O GT Lumimari deve ser

Puma atrasa e só deve entregar as dez unidades do GT Lumimari no final de 2019

Imagem
O relançamento da Puma sofreu mais um atraso. Em relação ao planejamento original, a marca deve ter um atraso de um ano, de acordo com o Diretor da Puma, Luiz Gasparini Costa. O primeiro protótipo, ainda inacabado, foi apresentado no final de dezembro. Sequer as 10 unidades do carro ainda foram reveladas ou entregues para os donos, que tem como prazo final de entrega o final desse ano. Segundo Costa, o primeiro GT Lumimari deve estar pronto no dia 15 de abril. A segunda unidade tem previsão de estar pronto no dia 15 de julho. Pelos cálculos da empresa, até 30 de novembro todas as unidades devem estar prontas. De acordo com Costa, o atraso estaria ligado ao desenvolvimento do projeto, que atrasou por questões de engenharia. Os moldes das carrocerias também foi outro problema, mas esse já parece estar resolvido. As 10 unidades do GT Lumimari foram todas vendidas, cada uma negociadas por R$150 mil, pagos em 15 parcelas de R$10 mil. Recentemente, a Puma demonstrou interesse em estabele

Puma confirma intenção de erguer fábrica em Botucatu (SP) e não mais em Agudos (SP)

Imagem
A Puma demonstrou interesse em estabelecer-se na cidade de Botucatu (SP). Segundo o presidente da marca, Luiz Gasparini da Costa, disse que a Puma deve ter inicialmente uma sala no Núcleo Administrativo do Parque Tecnológico da cidade. Obtendo um terreno de 375 mil metros quadrados na mesma cidade para a construção de um galpão de montagem de veículos, disse Costa em entrevista ao Jornal do Carro . O acordo com a prefeitura já teria sido fechado em abril e o empresário diz pretende buscar recursos, estimados em R$250 milhões, para poder iniciar a construção dos novos esportivos. Antes de Botucatu, a Puma estava tentando se estabelecer na cidade de Agudos, também no interior paulista. O fora de série deve ser lançado oficialmente em dezembro e serão produzidas apenas dez unidades para marcar a volta da marca ao mercado. O design final do modelo de produção, feito por Du Oliveira, é completamente novo, mas respeitando as linhas originais do modelo de 1970, com carroceria feita em fib

Conexão Automotiva - Destaques da Semana: #017

Imagem
Confira tudo que foi destaque no Conexão Automotiva entre os dias 25 de novembro a 15 de dezembro de 2017. A Volkswagen confirmou que deve trazer uma nova versão para Polo e Virtus em 2018, com câmbio automático de 6 velocidades; a Fiat já desenvolve a nova linha de motores FireFly Turbo; Volkswagen apresenta oficialmente o Virtus, o sedã do Polo; braço direito da Renault na Coreia do Sul, Samsung apresenta SM3 Z.E. com 213km de autonomia; Renault apresenta segunda geração do Duster, com seus logos; Puma deve firmar fábrica em Agudos (SP) para seu retorno; previsto para daqui dois anos, Mercedes-Benz Classe X já ganha páginas especiais nas principais redes sociais; Mercedes apresenta teaser da nova geração do CLS; Mercedes-Benz apresenta o e-Vito, elétrico com 150km de autonomia; Hyundai reajusta os preços dos seus compactos, HB20 e HB20S; Polestar divulga detalhes da sua fábrica na China; Lexus apresenta nova versão do RX na Europa: a 450h F-Sport; Maserati Levante comemora um ano

Puma deve instalar fábrica em Agudos (SP), onde já produziu automóveis, para produzir GT Lumimari

Imagem
A Puma deve erguer a sua fábrica em território brasileiro. A marca dos esportivos deve retornar a cidade de Agudos (SP). Dirigentes da empresa se reuniram com o prefeito da cidade, Altair Francisco Silva, que revelou que a imprensa tem a intenção de investir R$20 milhões no empreendimento que pode gerar cerca de 1 mil novos empregos diretos e indiretos na região após cinco anos. Luiz Roberto Alves da Costa e Reginaldo Galafazzi, representantes da Puma, revelaram também que a intenção, além da construção da fábrica, é fazer um autódromo na cidade. Este, por sua vez, serveria para realização de eventos e como pista de testes para a marca. Para sua construção, a Puma busca um local com 50 hectares na região de Bauru (SP). Em Agudos, para a construção da fábrica, os representantes visitaram um terreno na cidade que poderia servir para a construção da fábrica. A unidade deve ficar responsável pela produção do GT Lumimari, que deve estrear as linhas de operação. O fora de série deve ser l

Conexão Automotiva - Destaques da Semana: #010

Imagem
Veja tudo que foi destaque nessa semana entre os dias 30 de setembro a 6 de outubro de 2017. Os posts de maior acesso dessa semana começou com o Volkswagen Gol, Voyage e até mesmo o Fox podendo ganhar opção de câmbio automático de 6 velocidades Tiptronic no lugar do I-Motion, enquanto o motor 1.0 TSI200 para o Golf no seu face-lift em janeiro e a Suzuki apresentou os conceitos Xbee, Spacia e Carry para o Salão de Tóquio. Para o mesmo evento, a Subaru apresentou o WRX STi S208, série especial limitada a 450 unidades, além de apresentar STi Sport para o BRZ e o Alfa Romeo Stelvio Quadrifoglio Verde foi o SUV mais rápido de Nürburgring. Sem poder comprar a Vauxhall da PSA, a Land Rover deve apostar na Road Rover, sua linha de automóveis urbanos e na mesma semana a Toyota apresentou o Yaris Hatch, que vem ao Brasil em 2018 enquanto a Volkswagen confirmou uma marca de baixo custo a ser lançada em 2019. A VW já oferece o Polo com financiamento balão, a Puma apresentou detalhes do GT Lumim

Puma GT Lumimari deve ter motor 2.4 Flex de 180cv de potência e preço em torno dos R$150 mil

Imagem
A Puma está mesmo de volta com o esportivo GT Lumimari. O fora de série deve ser lançado oficialmente em dezembro e serão produzidas apenas dez unidades para marcar a volta da marca ao mercado. O design final do modelo de produção, feito por Du Oliveira, é completamente novo, mas respeitando as linhas originais do modelo de 1970, com carroceria feita em fibra de vidro com aplicações de fibra de carbono, com peso aproximado de 915kg. “Não tenho palavras para descrever a emoção em ver um clássico nacional voltando em sua nova geração, toda a equipe Puma se esforçou muito para torná-lo realidade. Toda a equipe está de parabéns”, diz o designer Du Oliveira. O Puma GT 2.4 Lumi é construído a partir de um chassi tubular em aço carbono 40 x 40 x 2.5mm. O esportivo será vendido com motor 2.4 16v Flex que desenvolve 180cv de potência com torque de 25kgfm acoplado ao câmbio manual de 6 marchas, com suspensão do tipo duplo A e com amortecedores e molas a 52º. O motor é instalado na traseira e

Puma deve usar motores e tecnologia próprias para o GT Lumi, em fase final de desenvolvimento

Imagem
Em desenvolvimento há três anos, a volta da Puma trouxe boas notícias no início do mês passado, quando foram reveladas as duas primeiras imagens (que ilustram este post) sobre o novo esportivo da marca, o GT Lumi. Depois de usar por anos os motores, chassi e câmbios da Volkswagen, a Puma deve investir numa mecânica própria. Segundo uma pessoa envolvida com o desenvolvimento do esportivo brasileiro, o modelo já se encontra em fase final de desenvolvimento e inclusive com diversas configurações de motores, que dependem da escolha do cliente, para o modelo de rua e de corrida. O novo motor é uma incógnita, mas sabia-se que ele seria vendido com motor 2.0 da GM, mas com pistões, bielas, virabrequim, comandos e coletores criados, desenvolvidos e testados pela engenharia da Puma. Além disso o GT Lumi deve contar com sistema de injeção com comunicação com a central multimídia, que será a responsável pela comunicação com diversos sistemas do carro, como airbags e ABS, e passará informações

Depois de três anos de expectativa, Puma pode renascer com GT Lumi até final de 2018

Imagem
Nós já estamos acompanhando a volta da Puma Automóveis há alguns anos já. A marca que povoou o imaginário de muito jovem dos anos 70 e 80 toma forma em versão de rua. Em parceria com o design de Du Oliveira, surge o GT Lumi, que deve dar origem a um esportivo de chassi tubular, tração traseira e um carro de pista. Mas, como o mote da empresa já adiantava, "nas pistas nascemos, pelas pistas voltaremos!". O modelo deve chegar às ruas entre o final de 2017 e o início de 2018. Lumi é uma homenagem ao primeiro nome da Puma, Lumimari, junção da  primeira sílaba dos nomes de seus sócios: Luis Roberto Alves da Costa, Milton Masteguin, Mario Cesar Camargo Filho e Rino Malzoni. O carro deve ser construído com motor 2.0 16v Turbo da Chevrolet que desenvolve 180cv de potência, acoplado ao câmbio manual de 5 marchas. O conjunto será instalado em posição central-traseira. O GT Lumi possui 4,24 metros de comprimento, 2,47 metros de entre-eixos, 1,79 metro de largura e 1,28 metro de altur

Vídeos Automotivos: Relembre - Puma GTB Daytona

Imagem

Puma se esforça para aparecer de novo no Salão do Automóvel de São Paulo de 2016

Imagem
A Puma aos poucos vai retornando ao mercado brasileiro. Depois de encerrar suas atividades há mais de 20 anos, a marca revelou em 2014 que retornaria aos poucos, de forma gradativa. Depois de construir o seu chassi, a marca passa agora para as partes mais "simples", como construir a carroceria de fibra e até mesmo já tem pretensões de ir ao Salão do Automóvel de São Paulo deste ano. Cultuada no Brasil e em alguns países do exterior, a Puma pode voltar a marcar presença no Salão de São Paulo, após divulgar em sua página do Facebook. Segundo a empresa, todos os esforços serão feito para que o novo Puma participe do evento. A unidade, que já possui a gaiola e motor, passará agora pela fabricação da carroceria que, como manda a tradição, deve ser feita de fibra de carbono. A proposta da Puma é voltar primeiramente às pistas, conforme sua concepção original, para então poder criar modelos para as ruas. Nós, do Conexão Automotiva, estamos de dedos cruzados para que a marca retor

Vídeos Automotivos: 1ª Pessoa - Puma GTS!

Imagem
Inscreva-se:  Canal Garagem do Bellote Fonte: Renato Bellote

Vídeos Automotivos: Relembre o Puma GT (DKW)!

Imagem
Fonte: Canal Renato Bellote

Puma divulga primeira foto oficial do seu novo modelo, que deve ser apresentado no dia 24!

Imagem
Com lançamento marcado para o próximo dia 24 de Novembro, a volta da Puma Automóveis já é dada como certa no mercado. Com o quebra-cabeça quase completo, faltando apenas uma peça, já podemos ver como o modelo é. No último dia 28 de Outubro, a primeira foto oficial do seu esportivo, que não são se sabe como se moverá, mas seria bom continuar a usar os modelos VW atuais, principalmente o 1.4 TSI, que claro, não deve estar presente no novo Puma, mas seria já um bom esportivo. Porém a marca não divulga nem a motorização do modelo nem seu nome. Na foto, podemos destacar o veículo para competição, sem portas e com visual bem esportivo, deve participar de algumas competições em breve. Com o logo "Das pistas nascemos, pelas pistas voltaremos" , a Puma completa 50 anos nesse ano de 2014. Mais novidades devem ir ao ar em breve com mais detalhes do quebra-cabeça e do site da marca, que possui um belo slogan: "Nas pistas nascemos, pelas pistas voltarem!". Veja aqui o site da

Prepare-se entusiasta! A Puma Automóveis voltará e já tem até mesmo, data de relançamento e site!

Imagem
Hey, você entusiasta! Você sabia que a Puma está voltando? Não? Pois bem, essa pode ser a grande surpresa do mês quando se referimos ao mercado automobilístico. Os recém 50 anos de história completados, a Puma enfim deve voltar a ativa, já que a marca se despediu do mercado no início dos anos 90, para a tristeza de muitos consumidores que gostavam dos seus modelos com base e mecânica Volkswagen. Conhecidos até mesmo no exterior, os pequenos esportivos brasileiros estão prestes a voltar como já divulga o site da marca. Com um quebra-cabeça como destaque principal, a Puma está soltando uma "peça" do quebra-cabeça por dia, com a novidade marcada para ser divulgada do dia 24 de Novembro. E ao que tudo indica, será um carro inédito, pois as primeiras imagens do quebra-cabeça já revelam a roda, de cor branca e com detalhe vermelho. Além disso, sabe-se que ele será um conversível. Não espere por um carro "fenomenal", até porque a marca recém está ressurgindo, e marcas q

Retrômobilismo#53: Com sangue de Opala, Puma GTB já foi um dos carros mais rápidos do Brasil e uns com história mais conturbada!

Imagem
O início do projeto do GTB começou em 1971, quando a Puma começou a testar e desenhar os primeiros protótipos do esportivo. Desenhado por Rino Malzoni ele foi batizado inicialmente de "P8", esta sigla acompanhou o GTB até 1979 no seu número de chassi este "novo" protótipo era conhecido na época como "Puma GTO" ou "Puma Opala", pois viria a usar muitas peças do sedan da GM. Tinha motor Chevrolet 3.8 6 cilindros em linha. Outro protótipo viria a ser feito, este com motor Chevrolet, mas agora com o motor 4.1 também de 6 cilindros em linha e foi esse que entrou em produção. Tinha cerca de 140cv de potência, 29kgfm de torque e câmbio manual de 4 velocidades, que o levavam a 185,4km/h e ia de 0 a 100km/h em 12,5 segundos.  Foi apresentado pela primeira vez ao público durante o Salão do Automóvel de 1972 ainda sobre o nome GTO, nome já utilizado por Ferrari e Pontiac, mas só seria lançado em 1974. O GTB era um carro esporte imponente, exclusivo

Retrômobilismo#41: Passaporte carimbado para o sucesso; Puma GTE virou sonho de consumo!

Imagem
No ano de 1970, o mercado brasileiro recebia aquele que seria o nosso primeiro grande sucesso no exterior (e um dos únicos). Oriundo do Brasil, o Puma GTE era a evolução do GT, comercializado entre 1967 à 1970. O GTE tinha visual que lembrava muito o antecessor, e marcou o deslanche da Puma não só no Brasil como no mundo. Se tivesse uma competição onde o melhor esportivo nacional, o GTE ganharia facilmente graças a sua história. Com uma marca que tinha sido fundada em 1966, o GTE não tinha chances de muito sucesso, mas aconteceu justamente o contrário. Com pouco tempo da indústria brasileira e da Puma, não existia grandes possibilidades do GTE virar um sucesso de vendas, muito menos de virar um sonho de consumo. Ao decorrer dos seus 10 anos de vida, o GTE ficou na cabeça de muitos brasileiros e de muitos "gringos". Algumas unidades produzidas no Brasil, foram importadas para países nada mais, nada menos que EUA, Canadá, África do Sul, Austrália e boa parte da Europa.

Retrômobilismo#36: A pedido de revista, Puma criou apenas 4 unidades do belo GT4R!

Imagem
Em 1969 a revista Quatro Rodas em seu aniversário pediu para a então marca nacional, a Puma, criar um carro para si própria e sortear para seus assinantes. Isso até hoje é algo único nas revistas de automóveis, que na maioria das vezes apenas sorteiam carros e não criam uns. E quem melhor que Rino Malzoni, Anísio Campos, Jorge Lettry e Milton Masteguin, a equipe que fazia o cobiçado Puma, para dar vida ao projeto da revista? Na época muitas pessoas queriam um Puma exclusivo para si, com forte design inspirado em veículos esporte. O desenho chegou até ser igualável aos da Itália, conhecida como um dos melhores estúdios de desenho automobilístico do mundo. O projeto se estendeu até o início do ano de 1970 quando foram produzidas as 4 unidades do GT4R. Receberia nova plataforma do Karmann Ghia, com suspensão de pivô e bitolas mais largas na traseira, o que ajudaria a "encher" o para-lama traseiro, somadas as rodas aro 14 "tijolinho". A primeira unidades fabrica

Retrômobilismo#31: Nosso primeiro legítimo-nacional no exterior, o Puma GT!

Imagem
Quem aí lembra ou já viu o saudoso Puma GT, o primeiro carro da Puma lançado em 1967. O GT era a evolução do GT Malzoni, que em linha entre 1966 à 1967, onde o GT o substituiu. Alguns acham que ele não é a nova geração do Malzoni, mas outros acreditam. O esportivo começou a ser fabricado em 1967, com inspiração nos esportivos italianos como Lamborghini Miura, assim como grande parte dos esportivos nacionais tinham um que sucessos de lá fora. A partir do GT, o Puma passou a ter peças da Volkswagen como chassi (o mesmo do Karmann-Ghia), mecânica e suspensão. O motor era o mesmo do Fusca, o 1.5 Boxer refrigerado a ar, posicionado na traseira, de quatro cilindros. Esse motor rendia 60cv a 4.400rpm. Sua velocidade máxima era de 150km/h. Com entre-eixos reduzido, o GT possuía grande agilidade em trechos mais sinuosos. Logo após os vidros laterais, na coluna traseira, havia entradas de ar para a refrigeração do motor, que se tornou marca registrada do GT e por isso ele não tinha grade

Retrômobilismo#23: Precursor de sucesso internacional, primeiro Puma do Brasil era o GT Malzoni!

Imagem
Quem por aí nunca viu um Puma nas ruas? A história da Puma no Brasil surgiu graças a uma parceria com a DKW-Vemag que produzia modelos como Belcar, Vemaguet e Candango na época. O Puma GT Malzoni surgia em 1964 como um modelo esportivo que seria usado nas pistas. O modelo era fabricado mais para competições que para consumidores, usando mecânica e chassi dos antigos DKWs. Tinha carroceria de fibra de vidro, assim como seu maior rival na época, o Willys Interlagos, que também nascia para as pistas, mas teve lançamento em 1962. O motor era o mesmo dos populares da DKW, um 1.0 de 3 cilindros e 2 tempos, refrigerado a água rendia 50cv de potência a 4.500rpm chegava a 145km/h, com torque de 8,45kgfm de força, acoplado a um câmbio manual de 4 velocidades, o que era bastante para a época. A média de consumo era de 11,3km/l. O esportivo tinha bom rendimento graças ao seu peso, que era de 890kg. O nome de origem do GT Malzoni era que GT significava Gran Turismo ou Grand Touring e Malzon

Postagens mais visitadas deste blog

Ford apresenta oficialmente a Maverick, que estreia como potencial rival à Fiat Toro

Volkswagen terá baterias de estado sólido e fecha parceria com a QuantumScape

Fiat Uno, Grand Siena e Doblò saem de linha em dezembro; Volkswagen Fox deve ir junto

Ford perdeu US$12 bilhões em oito anos no Brasil e perdia R$10 mil a cada carro vendido

Surgem novidades sobre o design do novo Volkswagen Virtus, que terá Nivus como inspiração

Novas gerações de Land Rover Discovery Sport e Range Rover Evoque serão elétricos em 2024

Renault Master deve ser reestilizado ainda neste ano, com um face-lift de meia-vida do furgão

Jaguar apresenta o reestilizado F-Pace no país, que estreia em quatro versões e parte de R$463.750

Audi e-tron GT esgota o primeiro lote de unidades em 24h; entregas serão em setembro

Volvo lança promoção no Brasil, com condições especiais de financiamento e descontos