Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Panasonic

BMW e Stellantis querem ter, cada, uma fábrica de baterias junto com a japonesa Panasonic

Imagem
BMW e Stellantis conversam com a Panasonic sobre a construção de novas fábricas de baterias para a produção de uma futura gama de veículos elétricos A Panasonic está sendo buscada por duas grandes empresas do mundo automotivo, sendo uma delas a BMW Group e a outra a Stellantis, dois grandes (e conhecidos) grupos automotivos que estão interessados cada vez mais no desenvolvimento de uma linha de produtos elétricos. Para isso, eles precisam investir em fábricas de baterias para dar conta desse aumento de mercado. Com isso, ambas as empresas trabalham com a ideia de erguer novas fábricas de baterias em joint-venture e buscam na Panasonic a parceria desejada. Isso porque a empresa japonesa se tornou uma das primeiras a apostar nas células cilíndricas de baterias, desenvolvidas com apoio da Tesla. De acordo com informações do The Wall Street Journal , fontes não identificadas disseram que a Stellantis estaria interessada em erguer uma fábrica de baterias para os futuros elétricos da Jeep,

Bateria 4680 da Panasonic fará com que Tesla reduza preço do Model Y em breve

Imagem
Tesla já começa a produzir seus carros com baterias 4680 desenvolvidas pela Panasonic e que vão estrear primeiro com o Model Y A Tesla confirmou que vai começar a produzir seus carros com as baterias desenvolvidas pela Panasonic, chamadas de 4680. As novas baterias são mais eficientes que suas antecessoras e ainda vão conseguir ser mais baratas de produzir. De acordo com as primeiras informações, as baterias vão poder trazer uma redução de custo de US$ 5.500 por veículo, o que vai reduzir o seu preço de tabela, certamente. Essa baixa nos preços vai permitir que os carros elétricos vão, aos poucos, se tornando mais atraentes e eficientes. Atualmente o custo de uma bateria é um dos impeditivos para que o carro elétrico tenha a tão sonhada paridade de preços com carros a combustão. A Tesla vem brigando para aumentar o ritmo de produção dessas baterias junto com a Panasonic, destaca a Agência Reuters . Substituta da bateria chamada de 2170, as baterias 4680 possuem custos de produção m

Panasonic pode fazer investimento em nova fábrica de bateria em Oaklahoma, nos EUA

Imagem
Panasonic confirmou que pode construir uma fábrica de baterias para carros elétricos nos Estados Unidos, fruto de um investimento de US$ 4 bilhões na unidade A Panasonic confirmou que quer construir uma nova fábrica para bateria de carros elétricos nos Estados Unidos. Uma nova unidade fabril fará a japonesa investir cerca de US$ 4 bilhões para a produção de baterias e possivelmente será fornecedora da Tesla no país. A unidade será instalada no estado em Oklahoma, sendo a segunda fábrica, depois da unidade anunciada no Kansas, e vai produzir baterias como as células 4680. De acordo com informações apuradas pelo The Wall Street Journal , uma fábrica no estado de Oklahoma ainda não está 100% fechada. Segundo uma porta-voz do Governador do estado de Oklahoma, Kevin Stitt, a unidade neste estado pode acontecer por conta de grandes incentivos que a Panasonic recebeu para produzir neste estado, concedendo benefícios de US$ 698 milhões em descontos fiscais. Essa nova unidade fabril pode at

Toyota e Panasonic fecham parceria para compra de lítio com mineradora australiana

Imagem
A Toyota confirmou que vai trabalhar com a Panasonic em sua joint-venture chamada de Prime Planet Energy & Solutions (PPES), onde fechou uma parceria com uma mineradora australiana, a Ioneer. A mineradora junto com a PPES vai comprar lítio por parte da joint-venture junto com as duas empresas japonesas. Esse lítio será usado na construção de baterias para carros elétricos, sendo a Panasonic responsável pela produção das baterias. A Ioneer confirmou que vai investir cerca de 4.000 toneladas de carbonato de lítio por ano para a joint-venture entre Toyota e Panasonic. Essas baterias serão usadas na produção de carros elétricos nos Estados Unidos. Estima-se que a quantidade anual será suficiente pra produzir cerca de 150.000 unidades de carros elétricos ao ano. Ano passado, a joint-venture entre as duas empresas, que é chamada de Prime Planet Energy & Solutions (PPES), tem como objetivo elaborar um plano que reduz os custos de produção destas novas plataformas, assim como as bateri

Panasonic vai construir fábrica de baterias nos EUA, em De Soto, no estado do Kansas

Imagem
A Panasonic confirmou que vai erguer uma nova fábrica para baterias e escolheu os Estados Unidos para a nova unidade. A unidade fabril será no estado do Kansas, que ganhou a disputa contra Oklahoma pela fábrica da empresa. De acordo com a Panasonic, serão investidos um total de US$ 4 bilhões e a fábrica vai conseguir gerar cerca de 4.000 empregos. O anúncio foi feito com a Governadora do Kansas, Laura Kelly, onde anunciaram em conjunto que o estado do Kansas aprovou um pedido de incentivo estadual de Atração de Expansão Econômica Poderosa (APEX) enviado pela Panasonic Energy. A nova fábrica de baterias de íon de lítio nos Estados Unidos será na cidade de De Soto, Kansas. “Este projeto será transformador para a economia do Kansas, proporcionando empregos de alta qualidade e alta tecnologia, ao mesmo tempo em que traz uma nova indústria para o estado que está forjando um futuro mais sustentável. Este é um marco significativo para o Kansas, que certamente impulsionará o crescimento e o de

Panasonic quer agilizar produção de novas baterias 4680, que estreiam primeiro na Tesla

Imagem
A Panasonic se prepara para começar a produção das suas baterias 4680, que foram criadas para atender a nova geração de carros elétricos. A bateria seria lançada primeiro nos carros da Tesla e a produção destas baterias vai ocorrer na unidade de Wakayama, próximo a Osaka, no Japão. A Panasonic confirmou que a produção destas baterias deve começar o mais rápido possível, mesmo que ainda seja uma produção piloto, algo semelhante a uma pré-produção. Após alguns testes positivos, a empresa dará o sinal verde para a produção em série destas baterias. A informação foi confirmada por Hirozaku Umeda, Diretor Financeiro da Panasonic. Apesar de ser criada para alguns carros da Tesla, nada indica que as baterias terão uma produção exclusiva. A prioridade sim é para a Tesla, que já fez os pedidos para produzir seus carros, mas também será oferecida a montadoras que estiverem interessadas. Umeda ainda destaca que a Panasonic tem recebido resultados bem satisfatórios sobre as baterias 4680. A bateri

Panasonic confirma que vai começar a produzir baterias e investe 80 bi de ienes para produção

Imagem
FOTO: Teslarati A Panasonic confirmou que vai começar a produzir as baterias cilíndricas para equipar os futuros modelos da Tesla. As baterias vão equipar os carros da marca norte-americana a partir de 2023 e para o início do desenvolvimento até a construção de uma nova linha de produção dessas baterias na fábrica de Wakayama, no Japão, resultou em um investimento de 80 bilhões de ienes. "Estamos estudando diferentes opções para chegar à produção em massa e estamos finalizando o comissionamento de uma linha piloto, mas no momento não temos nenhum anúncio a fazer" , disse um porta-voz da Panasonic à Agência Reuters. A produção deve fazer com que as baterias 4680 enfim seja produzidas. Elas foram conhecidas no ano passado, quando a Panasonic revelou algumas informações. As baterias são batizadas dessa maneira por contarem com 46mm de diâmetro e 80mm de altura, ou seja, são bem finas para ser colocada no assoalho do carro. Essa bateria é a mesma que a Panasonic desenvolve junto

Panasonic revela mais detalhes da sua nova bateria 4680, que será usada pela Tesla

Imagem
A Panasonic confirmou o desenvolvimento de uma nova bateria para carros elétricos de alta capacidade. Chamada de 4680, a bateria estava em desenvolvimento e teve as primeiras informações reveladas. As baterias são batizadas dessa maneira por contarem com 46mm de diâmetro e 80mm de altura, ou seja, são bem finas para ser colocada no assoalho do carro. Essa bateria é a mesma que a Panasonic desenvolve junto com a Tesla desde meados de setembro do ano passado. A bateria 4680 possui custos de produção mais baixos e que vai ajudar a empresa a entrar em uma nova fase para as baterias automotivas, que estão ficando mais acessíveis. Por enquanto, a Panasonic não revelou detalhes da bateria, mas sabe-se que elas serão usadas em modelos da Tesla no futuro, possivelmente com o Model 2. "Nós desenvolvemos isso por causa do forte desejo da outra parte, e achamos que isso só pode levar a laços mais fortes. A Panasonic não tinha planos de fazer baterias mais baratas de Fosfato Ferro Lítio (LFP)

Apple busca parceria com a Panasonic para ser a fornecedora das baterias do seu carro

Imagem
A Apple vai contar com uma parceria com a Panasonic no desenvolvimento do seu primeiro automóvel. Depois de confirmar que a Apple vai desenvolver seu carro por conta própria, depois de inúmeras tentativas de parcerias com marcas estabelecidas, a fabricante de eletrônicos quer criar seu carro e já cria parcerias para isso. A primeira empresa é a Panasonic, para fornecer as baterias para o futuro elétrico. As informações foram reveladas pela Agência Reuters. A Panasonic foi a terceira procurada pela Apple, depois da CATL e BYD. A parceria não deu certo por conta de as empresas afirmarem não conseguir cumprir as exigências da Apple. A Apple confirmou recentemente que o desenvolvimento de seu carro próprio, após uma série de negativas, terá a criação pausada no projeto e retomá-lo sozinho. Atualmente, a Apple corre atrás de fornecedores para a criação de seu primeiro automóvel, o que não deve ser tão difícil como encontrar alguém que estivesse interessado em ajudar a marca, que futuramente

Toyota e Panasonic devem trabalhar para reduzir custo das baterias em joint-venture PPES

Imagem
A Toyota e a Panasonic confirmaram que devem desenvolver baterias de modelos elétricos mais eficientes. A joint-venture entre as duas empresas, que é chamada de Prime Planet Energy & Solutions (PPES), tem como objetivo elaborar um plano que reduz os custos de produção destas novas plataformas, assim como as baterias de íon-lítio ainda devem se tornar mais competitivas que as baterias de marcas chinesas e coreanas. As empresas japonesas devem buscar o desenvolvimento de novas gerações de baterias que serão usadas nos carros bZ. Segundo Hiroaki Koda, Ex-Executivo da Toyota, disse que a marca japonesa e a cultura deve ser voltada para diminuir o desperdício da bateria, assim como ter como meta o desenvolvimento de baterias que custem a metade das baterias atuais já em 2022. Com isso, a promessa é ter cortes de 65% a 70% nos custos. Em levantamento da Agência Bloomberg, o custo das baterias vem, principalmente, das matérias-primas, que respondem por 60% dos custos de desenvolvimento. O

Toyota investe mais em híbridos e confirma expansão de fábrica de baterias com a Panasonic

Imagem
A Toyota confirmou que deve continuar apostando alto em seus modelos híbridos dentro dos próximos anos. Atrasada para a festa dos carros elétricos, a marca japonesa confirmou que uma tecnologia não deve se sobrepor à outra. Isso porque a Toyota criou uma joint-venture com a Panasonic, que criou a Prime Planet Energy & Solutions Inc., que deve ser especializada em produção de baterias prismáticas para automóveis. As marcas anunciaram um novo investimento para ampliar a produção na fábrica de baterias. Atualmente, a Toyota possui 51% da Prime Planet e deve instalar uma nova linha de produção de baterias prismáticas de íon-lítio para veículos híbridos na cidade de Tokushima, no Japão, onde a Panasonic já produz as baterias. O plano de ambas é produzir a partir de 2022 e aumentar gradativamente até um nível suficiente para ter cerca de 500 mil híbridos produzidos por ano. A Toyota e nem a Panasonic confirmaram maiores informações sobre a nova joint-venture, se as baterias produzidas se

Panasonic confirma desenvolvimento de novas baterias que serão usadas pela Tesla

Imagem
A Tesla confirmou que a Panasonic deve oferecer novas opções de baterias, melhores que as opções de bateria oferecida em seus carros atualmente. De acordo com a Agência Reuters, a Panasonic deve desenvolver novas baterias dentro de dois a três anos, a bateria batizada de Panasonic 2170. Essas baterias devem estar livre do cobalto e equiparão modelos como o Model 3 e Model Y. O cobalto é um metal caro e foi criticado pelo uso infantil no Congo. De acordo com a Panasonic, em setembro deve começar os trabalhos para reequipar uma fábrica em parceria com a Tesla, no estado de Nevada. Essa fábrica deve produzir as baterias melhoras que devem ser desenvolvidas em parceria com a Panasonic. As informações preliminares devem melhorar em 5% neste primeiro momento e, dentro de cinco anos, deve aumentar a capacidade em 20%, segundo os japoneses da Panasonic. A Tesla confirmou que a capacidade da bateria deve passar dos atuais 75kWh para 90kWh e o custo de produção dessa bateria em relação às at

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

Honda lança promoção no Brasil com ZR-V, que pode ser encontrado por R$ 199.900

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR