Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Renault Group

Renault e Valeo fecham parceria para desenvolver carros definidos por software

Imagem
Renault confirma desenvolvimento da tecnologia SDV com a Valeo, que vai ajudar a marca francesa a trabalhar com veículos definidos por software  A Renault Group confirmou que é a Valeo que vai ajudar o grupo francês a trabalhar com carros definidos por software, chamados de Software Defined Vehicle (SDV). A parceria entre as duas empresas deve ser fortalecida porque a Valeo já tinha uma parceria com a Renault desde 2022, quando criaram os motores elétricos para a nova geração de BEVs que a marca prepara. Essa nova parceria vai fazer com que os carros da Renault tenham uma arquitetura elétrica e eletrônico de última geração. A arquitetura SDV vai permitir que os carros possam ser atualizados durante todo o seu ciclo de vida útil, permitindo até ganhar novas funcionalidades sem fazer alterações no hardware. A Valeo deve fornecer componentes elétricos e eletrônicos essenciais para veículos definidos por software, incluindo computadores de alto desempenho. As equipes de desenvolvimento d

Renault, Volvo e CMA CGM revelam teaser da sua nova marca de vans, a Flexis SAS

Imagem
 Renault, Volvo e CMA CGM se unem para criar a Flexis SAS, uma nova marca focada no desenvolvimento de comerciais leves elétricos de pequeno porte Três empresas se uniram para o desenvolvimento de uma nova marca em conjunto entre ambas. Depois do primeiro teaser revelado no ano passado, Renault, Volvo e CMA CGM revelaram mais detalhes da sua nova marca, que será batizada de Flexis SAS. De acordo com a Renault e Volvo, mandatárias nessa nova marca com uma divisão 45/45, vão investir 300 milhões de euros. A CMA CGM assina uma carta de intenções não vinculativa com o Grupo Renault e o Grupo Volvo para se juntarem à nova empresa em 10%, investindo 120 milhões de euros. Esse investimento se dá através do PULSE, Fundo de Energia dedicado a acelerar a descarbonização dos setores de transporte e logística. “Três players globais nos seus respetivos setores estão a criar a Flexis SAS para enfrentar os desafios da transição energética e da logística de última milha, com uma geração revolucionár

Joint-venture entre Renault e Geely vai produzir motores eletrificados em 17 fábricas

Imagem
Renault e Geely vão poder construir motores da sua joint-venture em nove fábricas pelo mundo, com unidades da América Latina, Europa e Turquia A Renault e a Geely formaram recentemente uma joint-venture para o desenvolvimento em conjunto de motores eletrificados, como híbridos (HEV) e híbridos plug-in (PHEV). A nova empresa será criada entre as empresas e a Saudi Aramco confirmou interesse em fazer parte do desenvolvimento. Agora, surgiu informações de que a nova empresa vai conseguir seus motores em 17 fábricas pelo mundo, sendo oito delas da Renault em mercados como América Latina, Europa e Turquia. Da Geely serão um total de nove fábricas de motores. Das 17 unidades, oito estão na China, enquanto a nona está na unidade de Skovde, na Suécia, da Volvo. A joint-venture ainda vai contar com dois centros de pesquisas no mundo, criando a Geely-Autobay, sendo uma em Gotemburgo, na Suécia, e a outra estará na Baía de Hangzhou, na China. Já a Renault usará três dos seus centros de Pesquisa

Renault Group confirma que não volta para os carros a combustão, vê lucros e aposta em BEVs

Imagem
Renault Group confirma que “não tem volta” sobre seu plano estratégico de reestruturação e eletrificação no mundo, com cada vez mais elétricos em linha A Renault Group confirmou que seu plano de reestruturação RENAULuTion vem dando resultados, acima até mesmo do esperado. Lançado como uma forma de reestruturação depois de resultados negativos, com prejuízos, a Renault vem ganhando mais atenção com a chegada de novos produtos e apostando alto em elétricos e no seu plano de eletrificação, com modelos híbridos plug-in e elétricos. Com isso, a marca antecipou que 'não tem volta' sobre o seu caminho não ser elétrico. Tanto que, em 2022, a marca teve margem operacional de 5,6%. Isso representa um resultado acima até mesmo do esperado pela marca, que era de 5,0% no ano. A margem operacional da marca ainda foi de 2,6 bilhões de euros, aumento de 1,4 bilhão em relação aos resultados do ano de 2021. A marca ainda definiu que teve um lucro líquido negativo devido a sua saída da Rússia e

Alpine pode chegar nos EUA por meio de gigante grupo de concessionários do país

Imagem
Expansão da Alpine visa chegada da marca nos Estados Unidos, o que está nos planos; marca pode chegar com parceria com a AutoNation para vender o A110  A Renault Group confirmou que a Alpine passará por uma expansão, em um sentido bem amplo de expandir. Desde a chegada de novos produtos que vão acompanhar o A110 até mesmo a chegada da marca esportiva em novos mercados. E isso deve começar com a chegada em mercados de outros continentes, como a América do Norte, onde a Renault vai acabar voltando para os Estados Unidos com a Alpine. Além do A110, que deve continuar em linha, a empresa já trabalha na chegada de produtos como utilitários esportivos realmente com foco esportivo, além de apostar em produtos elétricos. Meta do CEO da Renault Group, Luca de Meo, a chegada da Alpine em novos mercados será crucial para ajudar a marca a vender 150.000 unidades ao ano. “Queremos ir para os EUA, que criarão a maior parte do volume extra acima e além do hot hatch e do carro esportivo que estamos

Aramco pode adquirir 20% da nova empresa joint-venture de motores entre Renault-Geely

Imagem
Empresa petrolífera pode estar interessada em ter cerca de 20% da joint-venture entre a Renault e a Geely, que vão criar a empresa Horse para fazer motores A empresa saudita Aramco, conhecida por ser um dos maiores patrocinadores da Fórmula 1, confirmou que quer investir na joint-venture Horse, empresa criada pela Renault e a Geely para a produção de motores a combustão e motores híbridos de alta performance. Informações preliminares dão conta que a Aramco quer ter controle de 20% das ações da nova empresa, sendo essa a primeira investida de uma petrolífera em uma empresa de motores. De acordo com a Agência Reuters , se a Aramco entrar no negócio, tanto a Renault como a Geely perdem 10% de participação, ficando cada uma com 40%. A parceria ainda não foi concretizada e para isso precisaria de mais algum tempo. O mais intrigante é a Aramco querer entrar no negócio, como uma aposta de uma empresa como Horse que nascerá a partir de uma menor emissão de poluentes e com um menor consumo de

Renault Group e Airbus fecham parceria para desenvolver estudos sobre a eletrificação

Imagem
Renault Group e Airbus firmam parceria para o desenvolvimento de estudos sobre eletrificação associadas a sistemas de baterias de última geração A Renault Group e a Airbus confirmaram uma parceria inédita para o desenvolvimento de estudos sobre a eletrificação e a melhoria de baterias aeroespacial e automotivas. O acordo de pesquisa e desenvolvimento entre as duas empresas visa aumentar a transversatilidade dos seus produtos. A parceria ainda ajudará a Airbus a desenvolver aeronaves híbridas-elétricas, onde a empresa tem planos de apresentar detalhes dentro de alguns meses. As equipes de engenharia das duas empresas ainda vão unir forças para amadurecer tecnologias relacionadas com armazenamento de energia em baterias. O acordo de cooperação abrangerá principalmente os pilares tecnológicos relacionados à otimização do gerenciamento de energia e à melhoria do peso da bateria, e procurará os melhores caminhos para passar das químicas celulares atuais (íon de lítio avançado) para todos

Renault criará divisão Ampere especificamente para desenvolvimento de elétricos em 2023

Imagem
Renault Group cria empresa dedicada para seus carros elétricos no processo de separação das divisões de carros a combustão e elétricos, como fez a Ford A Renault Group criou um subdivisão dentro do seu grupo, chamada de Ampere. A nova divisão vai trabalhar dedicada para a criação de novos elétricos e deve funcionar a parte do desenvolvimento de carros a combustão do grupo – mas ainda assim se trata da mesma Renault. A criação da Ampere faz parte do RENAULuTion, plano da marca francesa de reestruturação e investimentos dedicados para veículos elétricos, que começa a ser posto em prática. De acordo com a Renault Group, a divisão Ampere será "o primeiro player puro de EV e software nascido de uma disrupção de OEM". Apesar de ainda não ter concluído o processo, o que deve acontecer apenas no segundo semestre de 2023, a Ampere planeja lançar sua participação na bolsa de valores de Paris como uma empresa diferente, mas ainda assim parte da Renault. A Ampere deve atender as demand

Alpine confirma outros dois elétricos para meados de 2027 e 2028, sendo dois SUVs

Imagem
Alpine confirma o desenvolvimento de dois modelos elétricos após 2026; antes dessa data, três modelos devem ser apresentados no plano de eletrificação A Alpine tem um plano de eletrificação que prevê o lançamento de três novos modelos para os próximos anos. A marca esportiva francesa quer apostar em versões elétricas do Renault 5, além de dois modelos inéditos da Alpine, sendo um o substituto do A110 atual e outro será um SUV de perfil cupê, que serão desenvolvidos a partir da plataforma CMF-EV. No entanto, o lineup da marca não deve ser limitado a três modelos. De acordo com informações, a Alpine prepara mais dois elétricos que serão lançados no pós-2026. Um modelo será de porte médio e outro será de porte grande, sem dar a entender quais serão esses modelos. É possível que a Alpine tenha mais um SUV, que possa ficar acima do modelo que vai estrear até 2026. Ao que parece a marca quer fazer da Alpine uma marca que possa concorrer com a Porsche. Os novos modelos devem ser lançados

Renault se torna parceria da Geely para desenvolvimento de uma empresa de motores

Imagem
Geely Group e a Renault Group fecharam um acordo de desenvolvimento de uma nova empresa líder mundial no desenvolvimento de motores híbridos Parece que a parceria entre a Renault Group e a Geely Group não ficará apenas com o desenvolvimento de novos modelos para a Coreia do Sul, com a marca Samsung. Isso porque ambos os grupos assinaram um acordo de cooperação para a criação de uma nova empresa líder mundial para o desenvolvimento de motores híbridos de ponta, bem como trabalhar em motores a combustão com foco em alta eficiência energética. Tanto a Renault como a Geely terão 50% da empresa, que em breve vai se tornar um fornecedor mundial e independente de apresentar motores, fazendo motores híbridos de última geração o desenvolvimento de tecnologias de baixas emissões ou sem a emissão de carbono, a partir dos cinco Centro de Pesquisa & Desenvolvimento. Essa nova empresa vai fornecer empregos para as duas marcas. A Renault Group poderá oferecer os motores para a própria Renault e

Renault Group fecha parceria com o Google para desenvolvimento de tecnologias

Imagem
Renault e Google fecham uma parceria para o desenvolvimento do ‘Software Defined Vehicle’ e do ‘Move to Cloud’ para as centrais multimídia A Renault Group e a Google fecharam uma parceria para o desenvolvimento de tecnologias para centrais multimídia. Ambas as empresas trabalham na implementação de uma arquitetura digital do “Software Defined Vehicle” (SDV), bem como interferência do processo de digitalização do grupo. Dois parceiros devem desenvolver uma série de componentes de software para a marca francesa, para ambientes internos e externos aos carros, expandindo as sinergias e usos em torno da estratégia “Move to Cloud” fazer grupo. Essa parceria permitirá um foco em computação em nuvem que está sendo bastante promovido no Digital Twin e com tecnologias de Inteligência Artificial. No futuro, o grupo vai transformar todo o seu modelo operacional para a nuvem, para aumentar a agilidade, performance e lucratividade. “A complexidade da arquitetura eletrônica dos veículos está aument

Mitsubishi ainda não se decidiu sobre investir na divisão de elétricos da Renault, na Europa

Imagem
Mitsubishi ainda se decide se vai usar a unidade de elétricos da Renault como base para apostar em carros elétricos para a Europa e globalmente A Mitsubishi ainda é o elo não-eletrificado da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. Enquanto Renault e Nissan já possuem dois modelos elétricos, ao menos, a Mitsubishi se despediu do i-MiEV nos últimos anos e nunca mais apresentou um modelo elétrico. Mas isso deve mudar com os planos estratégicos que a marca quer seguir. Até porque, a empresa precisa sobreviver em mercados como a Europa, onde a eletrificação caminha para acontecer de maneira mais rápida. A Mitsubishi ainda considera investir na linha de elétricos da Renault, possivelmente usando a mesma plataforma CMF-EV que a Nissan também já usa. Em entrevista para a Agência Reuters , Takao Kato, Executivo-Chefe da Mitsubishi, disse que a empresa japonesa também pode apostar na unidade de elétricos da Renault para o desenvolvimento futuro dos seus próprios elétricos. “É necessário obter o ple

Renault vê paridade de preços entre elétricos e a combustão ainda mais distantes

Imagem
Durante o Salão do Automóvel de Paris, Renault acredita que a paridade de preços entre os carros elétricos ainda é uma realidade mais distante A Renault confirma que acredita na paridade de preços dos carros elétricos em comparação com os carros a combustão, mas que isso ainda deve demorar para acontecer. A informação foi confirmada por Luca De Meo, CEO da Renault Group, que disse sobre a paridade de preços de elétricos durante o Salão do Automóvel de Paris, na França. Apesar de acreditar na paridade, De Meo não a vê acontecendo brevemente. “Não vejo essa paridade chegando perto. Vou levar a empresa para lá, mas em última análise será o mercado, os clientes, que vão decidir se querem ser apenas elétricos” , disse De Meo ao Automotive News Europe . O executivo ainda destacou que o custo de uma plataforma para um carro elétrico custa cerca de 30% a 35% menos que a arquitetura do Mégane E-Tech, híbrido. Um dos motivos, na visão do executivo, será o alto custo que as baterias ainda possu

Renault anuncia a 'The Future is Neutral', para economia circular dentro da indústria

Imagem
Renault anuncia uma nova unidade de negócios chamada ‘The Future is Neutral’ ou ‘O futuro é neutro’, com a economia circular na indústria automotiva A Renault apresentou um novo modelo de negócios dedicada para a economia circular, chamada de ‘The Future is Neutral’. Em tradução, a Renault quer dizer que ‘O futuro é neutro’, claramente falando sobre emissões de poluentes. A empresa, que nasce dentro da Renault, será a primeira a atuar com a cadeia de valor de economia circular na indústria automotiva, atendendo todas as marcas que fazem parte do Renault Group. Com a demanda de produtos para carros novos e peças para reposição, a unidade de negócios vai desenvolver soluções tecnológicas e industriais a partir de expertise de suas subsidiárias e com uma rede de atividade mais elaborada. Isso indica que a Renault Group quer aumentar seus índices de utilização de materiais reciclados provenientes de automóveis para a produção de veículos novos. Atualmente, um veículo novo inclui apenas 2

Mobilize e Renault vão trabalhar com gerenciamento de frota com sistema da VDO

Imagem
VDO e Mobilize, braços-direito de Continental e Renault, fecham parceria para rastreadores e sistema de gerenciamento de frota do Renault On Demand A VDO e Mobilize fecharam uma parceria no mercado brasileiro. Braços-direito da Continental e da Renault, respectivamente, as empresas fecharam uma parceria por conta de melhorias para o Renault On Demand e também para o Mobilize Financial Services. A VDO, como parte do Grupo Continental, vai fornecer para a Mobilize e a Renault, um sistema de rastreio e telemetria, o FTS, que vai auxiliar em operações do sistema de aluguel da marca no país. “Proporcionar essa solução para um serviço em franco crescimento da Renault On Demand e da Mobilize Financial Services é gratificante. O nosso sistema de gestão de frota FTS e o rastreador oferecem soluções sob medida. Sermos escolhidos como fornecedores nos incentiva a continuar buscando soluções inovadoras e tecnológicas para todas as nossas áreas de atuação” , declara Ricardo Rodrigues, Diretor das

Lada XRay é o primeiro a sair de linha na Rússia, definitivamente, por conta de embargos

Imagem
Com guerra entre Rússia e Ucrânia, embargos e venda da Lada pela Renault Group fizeram com que a marca russa se despedisse do XRay A Lada confirmou que a guerra entre Rússia e Ucrânia fez a sua primeira vítima, oficialmente falando. Agora, o XRay foi confirmado que está morto. A AvtoVAZ confirmou que o morte do hatch também está ligado com os embargos de todos os países ocidentais. Primo do Renault Sandero, o XRay era basicamente um ‘Sandero russo’ e usava componentes que eram produzidos pela marca francesa em outros países. Com os embargos, as peças não podem chegar na Rússia, onde ele é produzido. A Lada teria duas alternativas: produzir as peças na Rússia, o que demandaria tempo, ou decretar o fim de linha. “A resposta curta é nunca. Não planejamos retomar sua produção, pois um conjunto muito grande de componentes automotivos usados ​​neste carro está bloqueado para entregas hoje” , disse Maxim Sokolov, Presidente da AvtoVAZ. Primo do Renault Sandero, o Lada XRay foi lançado em

Renault e Mobilize fecham parcerias com Zarp Locadora e Housi no mercado brasileiro

Imagem
Mobilize e Renault fecham parceria com a Zarp Locadora para alugar 200 unidades do Renault Kwid E-Tech Electric, exclusivamente para motoristas do Uber A Renault confirmou que a Mobilize fechou uma parceria com a Zarp Locadora para o aluguel de 200 unidades do Renault Kwid E-Tech Electric. As 200 unidades do hatch compacto serão oferecidas para motoristas do Uber, que vão poder alugar o elétrico e trabalhar com ele. Os veículos foram assinados, por meio do Renault on Demand, um serviço Mobilize Financial Services, pela Zarp Localiza, empresa que irá disponibilizar para motoristas da Uber selecionados em São Paulo. Esses motoristas terão acesso a eletropostos da Shell Recharge, instalados nas lojas da Zarp Localiza, e a um ponto de recarga da Copel, que, por meio de uma parceria com a Renault e Mobilize, prestará o serviço com dois carregadores elétricos em uma unidade do hipermercado Carrefour. “Para nós, da Mobilize, é muito importante fazer parte deste ecossistema de empresas de va

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290