Renault criará divisão Ampere especificamente para desenvolvimento de elétricos em 2023

Renault Group cria empresa dedicada para seus carros elétricos no processo de separação das divisões de carros a combustão e elétricos, como fez a Ford



A Renault Group criou um subdivisão dentro do seu grupo, chamada de Ampere. A nova divisão vai trabalhar dedicada para a criação de novos elétricos e deve funcionar a parte do desenvolvimento de carros a combustão do grupo – mas ainda assim se trata da mesma Renault. A criação da Ampere faz parte do RENAULuTion, plano da marca francesa de reestruturação e investimentos dedicados para veículos elétricos, que começa a ser posto em prática.

De acordo com a Renault Group, a divisão Ampere será "o primeiro player puro de EV e software nascido de uma disrupção de OEM". Apesar de ainda não ter concluído o processo, o que deve acontecer apenas no segundo semestre de 2023, a Ampere planeja lançar sua participação na bolsa de valores de Paris como uma empresa diferente, mas ainda assim parte da Renault. A Ampere deve atender as demandas de empresas como a própria Renault, mas também Alpine e Dacia.

A empresa terá cerca de 10.000 funcionários e cerca de 3.500 engenheiros, sendo a metade especialista em software. A meta é oferecer “o melhor dos dois mundos: know-how e ativos do Grupo Renault com o foco e a agilidade de um EV pure player”, disse a marca ao Autocar. Até meados de 2030, a divisão Ampere espera já ter ajudado no desenvolvimento de seis carros elétricos para estas marcas, cobrindo 80% do lucro dos EVs. Até o momento, a Renault apresentou o Mégane E-Tech Electric, mas outros modelos estão na fila.

Renault 5, Renault 4 e Scénic esperam por novas gerações elétricas e vão contar com o apoio e desenvolvimento da divisão Ampere. Até meados de 2031, a divisão Ampere já espera ter vendido 1 milhão de carros com tecnologias desenvolvidas por ela. A divisão ainda contará com três pilares que vão fazer a nova empresa única. A primeira delas é o novo Centro de Produção ElectriCity, no norte da França, que terá capacidade de produzir um elétrico em menos de 10 horas a partir de 2025 e ter 80% dos seus fornecedores em um raio de 320km.



O segundo pilar é a criação de uma rede de empresas parceiras que reforçará a sustentabilidade de processos de produção e aumentará o controle dos lucros. A Ampere ainda quer administrar a produção de baterias para elétricos, tendo uma capacidade de produção de 80GWh ao ano até 2030. Por fim, o terceiro pilar será o uso da tecnologia por software, com objetivo de produzir carros que sejam atualizáveis e possam interagir com seus proprietários.

Em meados de 2026, a Renault vai lançar o primeiro SDV, desenvolvido em parceria com a Qualcomm Technologies, usando plataforma de nuvem da Google. A parceria com gigantes da tecnologia estabelecidos reduzirá custos, acelerará os tempos de desenvolvimento, aumentará a flexibilidade e "aumentará o valor para os usuários finais", destacou a Renault. A Ampere ainda espera ter caixa positivo já em 2025 e a nova empresa pode ter apoio da aliança com Nissan e Mitsubishi, que vão poder usufruir das tecnologias criadas pela empresa.

A Ampere também quer liderar os projetos de carros elétricos pela divisão Horse Project, em joint-venture com a Geely. A nova empresa criada pelas empresas vão desenvolver motores a combustão que vão ajudar as marcas em alguns mercados, além de ser um alívio para a Dacia. Os motores criados serão usados em carros da Nissan e Volvo, por exemplo. O Horse Project ainda vai permitir criar motores para 130 países e tem capacidade de produzir motores em 17 fábricas em todo mundo. Esses motores devem ser usados em mercados como América Latina, Índia, Coréia do Sul e Norte da África.



Fotos: Renault / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido